O dia em que o Burger King zuou com o Google Assistant

O Google teve de lidar com uma bela pegadinha aplicada pela rede de lanchonetes Burger King. Uma recente campanha veiculada no YouTube ativava o comando de busca por voz do Google Assistant — que já se faz presente em vários dispositivos Android nos Estados Unidos e também no Google Home — fazendo-o relacionar os ingredientes presentes no principal sanduíche da franquia, o Whopper.

Claro, Mountain View não gostou nem um pouco de fazer propaganda de graça e desligou a busca específica.

Não é de hoje que dispositivos e softwares que contam com comandos de voz apresentam problemas. Interpretar contexto é difícil, reconhecer a voz do dono mais ainda. Nessa muitos preferem jogar para soluções mais simples, como ativar o software através de uma sentença-chave. No caso o Google Assistant utiliza o óbvio “Ok Google”, já que os Androids e o Google Home estão ouvindo o ambiente o tempo todo. A Alexa, da Amazon funciona da mesma maneira.

Logo há uma série de vídeos engraçadinhos no YouTube que brincam com os assistentes virtuais, apresentadores já se valeram dessa brecha em transmissões ao vivo. A bola da vez foi o Burger King utilizar tal particularidade como uma peça publicitária, para promover seu famoso Whopper:


BURGER KING® | Connected Whopper®

Não é preciso muito: com essa simples frase qualquer dispositivo Android atual ou Google Home nas proximidades será ativado e fará o que o ator no vídeo pediu: explicar o que é o sanduíche e relacionar seus ingredientes. Obviamente deu certo, os sensores captaram o comando e foram direto na wiki do Whopper para coletar as informações pertinentes.

Aqui está a prova:


John Brown — Burger King Ad initiates Google Home Device

Desnecessário dizer que o Google não gostou nem um pouco da brincadeira. Primeiro, por se tratar de uma campanha publicitária em que a gigante das buscas não levou quase nada (digo, além das buscas realizadas e da exibição do vídeo no YouTube; não houve um contrato formal para a veiculação da peça como foi planejada pela franquia de lanchonetes), mas foi crucial para o caso se tornar viral. Sob o entendimento de Mountain View a Burger King “hackeou” o Assistant, fazendo-o realizar uma função não planejada ou acordada.

Segundo, e isso era previsível a internet não perdoou. Tão logo o vídeo se espalhou uma horda de espíritos de porco invadiu a wiki e alterou os ingredientes do sanduba, incluindo coisas como cianeto, ratos e unhas nos ingredientes e notas de que ele causa câncer, entre outras coisas. Segundo o The Verge, houve um breve período em que o Assistant de fato retornava as informações editavas maliciosamente.

Breve mesmo, porque a brincadeira do Burger King só durou três horas: o Google implementou rapidamente uma atualização em seus servidores que efetivamente desabilitou a pesquisa do Whopper quando realizada especificamente pelo comercial (uma consulta de uma pessoa real, no entanto segue normal). Se você rodar o vídeo perto do Home ele vai se ativar por causa do “Ok Google”, mas em seguida voltará a dormir. No caso do Android, apenas aparelhos que possuíam o recurso de ouvir o ambiente o tempo todo foram afetados. A ação mirava exclusivamente no Home, que é bem menos popular mas ainda assim não foi considerada jogo limpo pela companhia.

Ainda que tenha tido uma vida curta, a ação da Burger King pode ter rendido uma boa grana (até porque o vídeo permanecerá no ar) e mesmo não tendo gostado da brincadeira, o Google também vai embolsar um bom cascalho com todas as buscas efetuadas no período. Só que como é preciso manter as aparências…

Fonte: Ars Technica.

Relacionados: , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis