Nikon D7500 — um belo upgrade

nikon-d7500-1

A Nikon não anda muito bem das pernas. Todo mundo já sabe do relatório mostrando que a empresa teve perdas significativas no último trimestre do ano fiscal e algumas coisas foram colocadas em prática para restabelecer a saúde financeira da empresa. Aliás, a indústria de câmeras fotográfica como um todo passa por problemas. Recente relatório aponta que o setor de câmeras da Samsung foi abandonado justamente por conta da concorrência com os smartphones. A Nikon tem como prioridade agora focar no público profissional e no amador avançado. Esse público ainda acha justo investir muito dinheiro em câmeras fotográficas, desde que apresentem qualidade.

A nova Nikon D7500 anunciada hoje mostra um pouco disso. A câmera é um grande salto em relação a sua antecessora, a D7200. Pular 2 números na sequência dos modelos pode ser uma forma de mostrar o salto na tecnologia e também aproximar o equipamento à sua irmã maior, a D500, de onde a câmera pegou emprestado várias de suas características.

A Nikon D7500 chega com um sensor APS-C de 20,9 megapixels, processador Expeed 5 e sensor de medição RGB de 180k pixels pra um rápido foco automático. Essas características vieram da Nikon D500 e são responsáveis pela velocidade da câmera (que agora pode fazer 8 fotos por segundo em um total de 50 fotos em RAW 14 bits) e a sensibilidade ISO que agora é, de forma nativa, de 100 a 51.200. A Nikon também garante que a vedação contra fatores climáticos foi melhorada e o visor LCD de 3,2 polegadas agora é articulado e sensível ao toque. Os pontos de foco continuam sendo 51 pontos, sendo que 15 são em forma de cruz e o ponto central é sensível até – 3 EV. A bateria também é nova, embora tenha uma duração menor do que a versão anterior. Um ponto extremamente negativo é que o novo equipamento só tem entrada para 1 cartão de memória. Desde a D7000 até a D7200 eram duas entradas para cartão SD.

Porém, o ponto interessante é que agora o equipamento consegue fazer vídeos em 4K com 30, 25 ou 24 frames a uma taxa de bits de 144 Mb/s (e agora Canon?). Claramente uma característica para atrair cinegrafistas que já estão trabalhando com o novo formato. A câmera grava o vídeo em 4K compactado no cartão de memória, mas possuí saída HDMI para gravação do vídeo bruto. Também é possível gravar o vídeo em 1080 em até 60 frames e a câmera possui entrada para microfone e saída para fone de ouvido. Ferramentas úteis para o vídeo são um perfil de imagem plano (semelhante ao log gamma) e zebras.

Finalizando, também temos o sistema sem fio SnapBridge da Nikon, que usa o Bluetooth para a captura remota e manter uma conexão constante, além de Wi-Fi para transferência de arquivos de grande porte. O NFC, infelizmente, foi limado desta versão.

Olhando essas pequenas características fica evidente que se trata de um grande equipamento de médio porte e que muito profissional vai utilizar a câmera para fotografia e gravação de vídeos. A Nikon D7500 deve chegar em junho e o valor é de US$ 1.249,00 (apenas o corpo) e US$ 1.749,00 (com a lente 18-140mm F3.5-5.6G ED VR).

Fonte: Dpreview.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Erick Moreno

    O fator de corte ao gravar 4k é de 2.25x (1,5 além do 1,5 do APSC). Ou seja, é o mesmo que usar uma câmera M 4/3. Isso me pareceu bem esquisito. Mas, no geral, uma excelente câmera com um foco que parece excelente pra categoria.

  • Karel Cristian

    Nada como sonhar com uma dessas…

    PS: Gilson, estou na expectativa pelas próximas aulas do curso no YouTube, e desde já lhe parabenizo pela alta qualidade do conteúdo apresentado. Repassei pra todos os meus amigos ☺️

    • Gilson Lorenti Fotografia

      prometo que volto a gravar nesse fim de semana 🙂

  • Hozanan Sousa

    Vai chegar por mais de 10k!, não me admira o mercado de maquinas fotográficas estar perdendo consumidores.

  • Eu não consegui entender porque a D7200 tem 24,2 MP e a D7500 tem só 20.9 MP.
    Diminuir a quantidade de slots de memória, pra que?
    Já o visor móvel não é importante já que é possível sincronizar a câmera com o celular e usar ele como tela para fazer os enquadramentos. Se bem que nunca precisei fazer isso.
    Já o touch, eu nunca senti falta na D7200 porque ela tem atalhos para todas as funções com botões pela câmera.
    Enfim, feliz com minha D7200 =).

    • Gilson Lorenti Fotografia

      É o mesmo sensor da D500. Melhor construído, menor densidade de pixels e, esqueci de colocar no texto, sem o filtro low pass, o que deve garantir uma nitidez mais interessante. A falta do 2º slot de cartão é uma decisão que não entendo.

      • A maior parte das decisões tomadas nessa câmera foram acertadas, mas achei tosco cortarem o segundo slot de cartão. Tudo bem que eles estão em nova filosofia de manter apenas linhas “amador avançado” + “profissional”, mas mesmo amadores avançados prezam pela segurança de um segundo slot de memória. Mas por outro lado, a estratégia tem um certo sentido. Quando resolver aposentar a D7000, eu vou fazer questão de dois slots de cartão. Aí minhas opções serão uma D7200, ou D500. Ou seja… eles provavelmente vão conseguir me fazer gastar mais (senão nesse upgrade com uma D7200, pelo menos no próximo, onde vou evitar uma futura D7XXX com apenas um slot) – no momento, ao contrário do “reino-da-sabedoria-popular-de-Facebook-que-ninguém-sabe-justificar-mas-todo-mundo-recomenda” não vejo necessidade de uma “full frame”, mas caso necessário, a partir do momento em que as opções sejam a D500 e D7200, só faria sentido uma D750.
        Enfim… pra nós consumidores é uma péssima notícia. Mas para a marca, pode ser uma estratégia comercial interessante.

      • Gilson a D7200 também vem sem o lowpass

      • Angelo Vale

        Gilson, as câmera de entrada da Nikon estacionaram em 24 mp. Eu fico pensando se eles ainda vão querer espremer mais pixels num sensor tão denso. Acho que deveriam aprimorar esse com 24 do que criar um com mais pixels, a mesma tecnologia e na teoria mais ruído.

  • Anayran Pinheiro

    Alguém poderia me esclarecer uma dúvida? Estou dividido entre comprar uma 50D e uma T5i, só pra fotografia. Qual das duas eu levo?

    • Bruno Felipe

      Não são câmeras muito boas, eu aconselharia que você comprasse uma D7000 ou superior.

      • Anayran Pinheiro

        Nah, migrar para Nikon pra mim seria perder grana, já tenho muita coisa da Canon.

  • Angelo Vale

    Gilson, as câmera de entrada da Nikon estacionaram em 24 mp. Eu fico pensando se eles ainda vão querer espremer mais pixels num sensor tão denso. Acho que deveriam aprimorar esse com 24 do que criar um com mais pixels, a mesma tecnologia e na teoria mais ruído.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis