ad

YouTube corta monetização de canais com menos de 10 mil visualizações

O YouTube continua colocando ordem na casa, que anda bastante bagunçada por conta da fuga massiva de anunciantes. Outro problema notório da plataforma diz respeito ao YouTube Partner Program: foi este programa que permitiu ao YouTube se consolidar como o maior provedor de conteúdo em vídeo da internet, mas é fato que ele não é muito criterioso. Qualquer um com baixo alcance pode subir seus vídeos e monetiza-los, e a falta de Simancol permitiu que muita gente roubasse vídeos alheios e fizessem dinheiro com eles, hospedando-os em seus próprios canais.

Bom, a partir de agora a mamata acabou.

Em primeiro lugar, o YouTube já utiliza ferramentas que permitem criadores de conteúdo legítimos e outras pessoas denunciarem canais de espertinhos que vivem da obra alheia, o que já garantiu a extinção de milhares dessas ervas-daninhas. No entanto isso não é o bastante, há um grande número de canais com pouco alcance que ainda assim faz alguns poucos centavos e no entendimento do YouTube, o certo é que esse pessoal não tem direito a nada.

Logo, a partir de agora as regras para o YouTube Partner Program mudaram: canais inscritos no programa só poderão monetizar seus vídeos quando totalizarem um número mínimo de 10 mil visualizações, sem exceções. Isso vale tanto para os espertões quanto para os milhares de canais de Minecraft e nuteleiros, que vivem de imitar outros achando que farão dinheiro.

A intenção do YouTube é clara: promover quem cria conteúdo relevante de verdade, e exterminar os ladrões e imitadores. A partir de agora só irá se sustentar aqueles que possuem canais com vídeos verdadeiramente atraentes e originais, como o Lito e tantos outros. Todos os demais terão mais trabalho para fazer uma grana, ou se dedicam verdadeiramente para produzir material de qualidade ou não ganharão nenhum tostão.

O YouTube diz que o limiar de 10 mil visualizações “causará um impacto mínimo” naqueles que realmente pretendem criar conteúdo decente para o YouTube, o que parando para pensar é verdade: aqueles que tiverem boas ideias e disposição fatalmente encontrarão seu público e vencerão tal marca com facilidade, diferente daqueles que ou imitam os outros ou roubam vídeos na cara dura. Sobre estes, o serviço promete ainda introduzir um processo automatizado de avaliação para canais que atingirem tal marca, de modo a checar seu conteúdo; aqueles que não infringirem as regras e não forem denunciados serão permitidos a monetizar seus vídeos, e isso vale também para quem já fazia parte do YPP.

Assim o YouTube espera com o tempo ter menos, porém melhores canais e todos ganharão com isso.

Fonte: YouTube Creator Blog.

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Carlos Cabral

    Vocês não perderam o direito a monetização, já que possuem 72.446 visualizações.

  • gfg

    Só 10 mil? qualquer reply ou re-upload de algum viral consegue isso fácil fácil.

    • FTZ

      De fato, e como o outro senhor comentou aqui abaixo, vejo essa medida fazendo mais mal para canais que tem um público nicho, ou disponibilizam um vasto conteúdo divididos entre vários vídeos, do que auxiliando o Youtube a barrar conteúdo roubado ou que se baseia em virais.

    • Ivan

      pior é que tem canal br que pega video russo de DIY e tem milhões de visualizações, o cara só tem trabalho de pegar o video e colocar uma imagem do canal dele no inicio.

      • Eduardo

        Mas aí já é outra coisa, esse canal deveria ser exluído.

    • Qualquer youtuber enfiando amoeba no rabo consegue 10mil …
      isso é desculpa pra economizar uns trocados apenas…

      • Olfrygt

        E o pior não é conseguir só 10k de views… é ter mais de 10k de imbecis que querem ver esse tipo de coisa…

  • Giovanni Frazilli

    Isso pode ser um problema para canais voltados a nichos de cauda muito longa como canais de “tutoriais de softwares” que tem poucas visualizações em cada vídeo mas ganhavam pelo grande número de tutoriais disponibilizado.
    Um exemplo prático aconteceu quando precisei aprender um determinado tipo de nó, corri no youtube e aprendi com um vídeo de 1000 visualizações. No entanto, o canal tinha algumas centenas de vídeos ensinando diferentes tipos de nós e todos com pouquíssimas views.

    • Cocainum

      O limite de 10.000 é para o total de views do canal. Então se tiver 10 vídeos com 1.000 views cada, já pode monetizar.

      • Eric Locatelli Martini

        Eu já ia responder isso. Trata-se do canal, e não do vídeo.

    • Alvaro Carneiro

      acho que é 10.000 do canal não de cada video:

      “After a creator hits 10k lifetime views on their channel, we’ll review their activity against our policies,” wrote Ariel Bardin, YouTube’s VP of product management.

  • Othermind

    Quem não tinha nem 10 mil (somando os videos do canal) ja não ganhava nada mesmo…. então não mudou nada…

    • Guilherme

      Pois é, com 10 mil já dava pra ganhar algo? Estranhei isso.

    • Mirai Densetsu

      Poderia até ganhar, mas é coisa de centavos. Pro youtuber noob não paga nem cafezinho, enquanto o Youtube economiza uma fortuna nisso.

      • Vagner Da Silva

        acho que o mínimo para receber é de 100 dólares

    • Cesar Augusto Rodrigues de Oli

      EXATAMENTE

  • Alvaro Carneiro

    A turma que largou carreira para virar youtuber deve piscar o furículo toda vez que começa a ler uma notícia assim. kkkk

  • Jaque Panda

    Eu só acho que isso é muito errado pois, tudo bem querer elevar o numero de visualizações por causa dessas pessoas, mas eles deveriam retirar isto e colocar alguma outra coisa mais eficiente para elimina-los pois há muitos YouTubers iniciantes que começaram o canal a pouco tempo que tem seu próprio emprego; mas, fazem um canal no YouTube para tentar pegar uma renda amais para a família poque tem de sustentar a casa, tem mãe ou pai doente e tem filhos.
    E algumas pessoas como eu, pro exemplo, criam um canal no YouTube para conseguir um dinheirinho extra mas não consegue nem quinze visualizações nos vídeos, mesmo anunciando para os amigos, compartilhando seus vídeos e recomendando os mesmos para as pessoas.

    • Flávio Pedroza

      mas vc consegue algum faturamento com tão poucas views?

      • Resposta, não… meu canal de viagens está online há mais de ano e consegui 8 dólares até agora… kkk a maioria dos meus vídeos está estacionando na marca dos 200 views, porém tenho um com 8k, o problema maior é que o algoritmo do youtube favorece quem consegue postar todos os dias, e vídeos de viagem, a menos que o camarada já viva disso, fica impossível de upar todos os dias.

    • Marlon Braga Leite

      “…para tentar pegar uma renda amais para a família poque tem de sustentar a casa, tem mãe ou pai doente e tem filhos…”

      Cara, o Google não é uma ONG. Eles não recompensam baseados na necessidade da pessoa, e sim do resultado. É assim que o capitalismo funciona. Se ele precisa de uma renda extra é irrelevante. O que é relevante é conseguir bons resultados. Se ele não consegue, essa incapacidade denota que ele não terá direito a remuneração.

  • jairo

    Se for do canal considero justa a medida

  • Bruno Costa

    É uma faca de dois gumes. Você profissionaliza ainda mais, porém, os pequenos produtores vão ser bem afetados. Mesmo sendo centavos, era um dinheirinho pra recompensar a tentativa de engrenar uma ideia e tal.

    • CtbaBr©

      Exato, mesmo sendo muito pouco, sempre estimula a continuar!

  • Eduardo

    Não importa se o canal é grande ou pequeno.
    Se ele gera visualizações deve ser pago (até pq todo vídeo agora tem propaganda antes, seja o vídeo bom ou ruim).
    Do contrário, estaremos diante de uma situação em que o Youtube lucra em cima dos grandes e dos pequenos, mas só paga aos grandes.
    E muitos canais pequenos podem render juntos o mesmo que um canal grande. Basta pagar proporcionalmente.

  • Manoel Jorge Ribeiro Neto

    Acho justa essa medida do Google. Afinal, a YouTube já hospeda “de graça” seus vídeos de cachorrinhos e de jogadas no Minecraft para seus amiguinhos e familiares assistirem. Se o Google ganha com isso por meio de propagandas, é direito dele, pois toda a infraestrutura para tudo isso funcionar não é gratuita. Por outro lado, quem gera conteúdo interessante, capaz de trazer uma boa audiência ao YouTube, merece ser recompensado por isso. Por mim, 10.000 visualizações ainda é pouco (50.000 seria melhor), mas é melhor do que a bagunça que estava antes.

    Um efeito disso será uma “faxina” no YouTube, dizimando os inúmeros canais lixo que se encontram lá. Além disso, um efeito colateral interessante será o banho de água fria na molecada que sonhava em largar os estudos para virar “Youtubers” 😛 .

  • Cesar Augusto Rodrigues de Oli

    não importa o que o pessoal do meiobit, acha RELEVANTE ou o que EU ache, o que importa é o que o PUBLICO acha, simples assim.

    E o publico do youtube BR , gosta das merdas que estão em ALTA, simples assim.

    Pois agora não tem a desculpa que davam para TV, ai mais só pega a globo, ai mais só pega sbt, por isto, só olhamos estes programas merdas.

    Como podem ver, TODOS pode escolher e PROCURAR QUALQUER merda e como vocês veem, o pessoal em massa, gosta do que vocês não gostam.

    Deixa os caras olhar video de nego com nutela ou sei lá eu o raio do nome daquilo, ou video de treta, por mim que SE FODAM, se quiser olhar video do kid bengala pelada, problema de quem olha.

    UNICO problema mesmo do youtube, e NÃO NOTIFICAR, os canais aos quais eu ASSINEI.

    Fora isto , o resto é questão do que o MERCADO acha melhor para ele mesmo, se os anunciantes, querem PAGAR para mostrar anuncio em video que EU ache merda, blz , problema do ANUNCIANTE.

    Quem tem que reclamar é o anunciante.

  • Cesar Augusto Rodrigues de Oli

    Não sei AONDE , o youtube , diz que vai melhorar alguma merda no youtube ou mudar algo pra FAVORECER quem produz algo bom, e sabe , PORQUE, porque BOM é relativo.
    Gosto é relativo, o que é bom para mim , pode ser ruim pra ti.

  • Cesar Augusto Rodrigues de Oli

    o que eles FALARAM claramente é, quem não tem 10mil visualizações, naõ pode ativar monetização, e o que isto MUDA, na qualidade do que temos agora, NADA.

    O que vocês acham ruim, vai continuar sendo mais visto, pois este numero de qualquer forma até onde entendi é irrelevante, para os canais dos quais vocês parecem não gostar.

  • Cesar Augusto Rodrigues de Oli

    A maioria destes canais dos quais o texto dá a entender, que são ruins, pra mim são uma bosta e sabe o que EU Faço, NÃO OLHO PORRA.

    Eu não sou obrigado, está é a maravilha da internet, eu tenho ESCOLHA.

    Agora se meia duzia de gato pingado, gosta dos videos do pirula como EU, e não dá dinheiro, isto NÃO VAI MUDAR.

    O pirula, vai continuar não ganhando o suficiente, para viver de youtube, pois o que dá dinheiro , o que o anunciante PAGA mais ou os canais ao quais os anunciantes querem suas marcas ligadas, são canais com milhões de acessos, eles estão SE FUDENDO, se o conteudo é bom.

    Em geral se preocupam até onde vi, só SE o publico hatear, como caso de alguns canais fazendo merda como o pewdiepie , doente que esqueceu que nem todo mundo entenderia o que ele QUERIA PASSAR, o que importa é o que PARECE, e ficou parecendo segundo alguns, que ele estava sendo anti-semita e pronto a empresa não gosto e ele SE FUDEU um pouco.
    E só para deixar aqui , o canal do pewdiepie, é um canal que não olho por exemplo, só sei da existencia por falarem dele e MESMO Assim, só vi por cima uns 3 videos e olhe lá 🙂

    • nayara

      Pois é, também não entendi o motivo de tando ódio na postagem. O bom da Internet é a liberdade de escolha, se não presta simplesmente não vejo.

      Mas o pessoal adora um Estado protetor, alguém a cuidar dos pobres incautos.

      • Manoel Jorge Ribeiro Neto

        Mas essa decisão do Google não tem nada de estado protetor. É tão somente uma decisão da empresa de não remunerar canais com poucas visualizações. Um efeito colateral disso é dizimar os canais lixo, pois muitos fazem seus canais copiando na cara dura o conteúdo feito por outros, na esperança de ganhar alguma coisa com isso. Muitos, inclusive, criavam várias contas fake com conteúdo lixo. Dessa forma, quando somava os ganhos de todos os canais, já dava uma grana razoável. Ao deixar de remunerar, acaba com esse tipo de esquema. Para quem usa o YouTube para postar seus vídeos de gatinhos e de jogadas no Minecraft para seus amiguinhos e familiares, não mudará nada.

  • Leo Lemos

    então me dei bem 😀
    trocentos anos atrás, postei um vídeo de um tema de American Horror Story – Asylum, só por diversão e hoje fui olhar, tenho 31mil visualizações só nesse vídeo (ok, só teme ele na minha conta 😀 )

    será visualizações de videos antigos vale???

  • Mas quem foi o culpado disso tudo? O próprio YouTube, foram eles que impulsionaram tais canais enquanto os canais de conteúdo ficam no esquecimento por eles. Eu tenho um canal de conteúdo e sei muito bem o que é isso.

  • Vagner Da Silva

    Acabei de receber um email do AdSense dizendo que seu minha conta do adsense não gerar impressões nos próximos 30 dias eu tenho que aceitar novas regras…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis