Futuros Zeldas deverão seguir estilo mundo aberto

Enquanto o The Legend of Zelda: Breath of the Wild ainda estava em desenvolvimento, sempre achei estranho algumas pessoas ligadas à produção dizerem que o jogo seria de mundo aberto. Na minha cabeça, os capítulos anteriores da série sempre tiveram esta características, mas só depois de jogar o título pude entender que eles falavam de uma mundo realmente aberto.

A liberdade que o jogo para Wii U e Switch nos dá é algo impressionante, sem dúvida a sua principal qualidade e algo que deve ter passado pela cabeça de muita gente que teve a oportunidade de jogá-lo é que os caras haviam erguido o sarrafo, que a partir de agora os fãs não se contentariam em voltar às “limitações” dos capítulos anteriores.

Então, ao ser questionado se os próximos The Legend of Zeldas seguirão os passos deste último jogo ou se voltarão ao estilo mais tradicional, onde devemos concluir os calabouços numa ordem preestabelecida, o produtor Eiji Aonuma deu uma resposta curta, mas que deverá agradar quem gostou do Breath of the Wild.

Acho que no futuro os jogos de mundo aberto serão o padrão para [a série] Zelda.

O que acho mais sensacional no Breath of the Wild é que mesmo ele sendo tão diferente dos demais, nenhum título da série me fez lembrar tanto do A Link to the Past, de como era sensacional explorar a Hyrule criada por Shigeru Miyamoto e sua equipe para aquele jogo e de como parecia existir algo novo a cada tela que abríamos.

Talvez pense assim por não ser um grande fã do Ocarina of Time (gosto dele, só não acho o melhor), mas a sensação que tenho por enquanto é de que levará um bom tempo até que a Nintendo consiga superar o Breath of the Wild e imagino que embora no momento os envolvido com o jogo devam estar preocupados em entregar os DLCs prometidos para ele, essas pessoas já devem estar pensando o que farão para manter o nível lá em cima.

Sim, acho que ainda é muito cedo para já especularmos como será o próximo The Legend of Zelda, mesmo porque ainda nem aproveitei o Breath of the Wild como deveria, mas fico feliz por saber que daqui em diante ele deverá ser usado como o exemplo a ser seguido. Isso pelo menos até a franquia se reinventar, o que já aconteceu diversas vezes.

Fonte: Nintendo Today.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis