Atlus não quer que você compartilhe trechos do Persona 5

persona-5

Esta semana chega ao PlayStation 4 e ao PlayStation 3 o Persona 5, jogo que tem sido amplamente elogiado pela mídia, inclusive com alguns veículo afirmando que este é o melhor RPG dos últimos 10 anos.

Por se tratar de uma franquia tão adorada e que gerou tanta expectativa entre os fãs, alguns já devem estar sabendo que a função de compartilhamento de fotos e vídeos do PS4 não funcionarão com ele e agora a Atlus explicou porque tomou esta decisão.

De maneira simples, não queremos que a experiência para pessoas que não jogaram o game seja estragada. Nossos fãs esperaram anos para que o jogo fosse lançado e realmente queremos ter certeza de que poderão experimentá-lo como uma aventura totalmente nova.

Porém, sabemos que isso não significa que trechos com gameplay deixarão de aparecer no YouTube, afinal as pessoas podem usar outras maneiras para capturar as imagens e pensando nisso a empresa chegou a criar algo parecido com um guia para os mais insistentes. Segundos eles, os vídeos não poderão ter mais de 90 minutos; não poderão conter grandes spoilers sobre o enredo; só poderão mostrar a luta contra um chefe específico e apenas os acontecimentos até o dia 7 de julho no horário in-game.

Mas e quanto aqueles que não quiserem seguir as regras? Pois a Atlus afirma que acionará o dono do canal por quebra de direitos autorais, com a conta podendo ser suspensa ou até mesmo banida do serviço. Eles inclusive afirmam no texto que o aviso foi dado e que ninguém deveria ignorá-lo.

A postura já começa a levantar o debate sobre se a editora estaria pegando muito pesado com aqueles que gostam de transmitir aquilo que estão jogando e se o próprio videogame conta com um recurso para isso, se eles não estariam passando do limite.

A minha opinião quanto a isso é que, embora eu abomine qualquer tipo de spoiler, não acho que caiba aos criadores dos jogos tentarem me blindar quanto a isso. Se eu não quero saber o que acontece no enredo de um RPG, evidentemente nunca assistirei um longo vídeo com seu gameplay e se por acaso eu fizer isso, acho que a culpa é minha, não de quem publicou.

Parece até que a Atlus está tentando evitar que pessoas deixem de comprar o jogo por terem conhecido sua história apenas assistindo no Youtube, mas estamos falando de um título que pode passar facilmente de 100 horas de jogo e se nem jogos amplamente focados na história — como uma criação da Telltale, por exemplo — bloqueiam a função de compartilhamento do PS4, não vejo sentido no Persona 5 fazer isso.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • leoleonardo85

    Um amigo não para de compartilhar screens do jogo, ele é Youtuber e tira com a placa de captura ahaha

    Adiantou muito Atlus

    • Julio da Gaita ✔

      que malandrão heim…

    • Você tem um amigo “YouTuber”? Eewwwww….

      • Tem? Eita… manda ele fazer gameplay sentado em uma bacia cheia de amoeba… =P

    • Maom

      Véi, seloco véi! Que safo que vc e seu parça são véi… Seloco jão… Vida loka isso tudo véi.

  • Mas aí como ficam os retardados que assistem playthrough no YouTube para depois poder comentar sobre a qualidade do jogo (ou a falta dela)? Ninguém pensa mais nas pessoas com deficiência?

    • Maom

      kkkkkkkk Nunca tinha pensado nisso. E realmente deve ser oq mais tem por aí. “gamers” de youtube criticando jogos e consoles com base nos vídeos e a simpatia do youtuber que eles seguem com relação ao jogo.

      • Frequenta o IGN pra você ver.

        (ou não frequente e mantenha a mente sadia…)

        • Maom

          Já vi… Jogos como zelda do switch devem ser um verdadeiro sucesso no Brasil… Realmente muita gente já “jogou”. kkkk Deve ter mais switch no Brasil que no Japão.

    • KappaKeepo

      conheço uma galera que faz isso

  • Já estou vendo a Atlus descendo o Strike em alguns canais movimentados para servir de exemplo. Tipo, por mais questionável seja, é o direito deles. A Nintendo também faz isso, e aí?
    A Atlus não vai esquentar com os peixes pequenos, o negócio são os grandes que tem monetização e muitos views.

  • Bem, um jogo a menos pra comprar. É direito da empresa? É. Mas eu não vou financiar esse tipo de postura. Isso não é respeito aos fãs. É abuso. Alguns podem dizer que é direito deles. Bem, se for, paciência. Direito meu não comprar. Beijo, Atlus!

    • Gustave Dupré

      Interessante o seu ponto vista, pois devido a essa postura e os elogios da mídia fiquei com vontade de jogar o jogo e possivelmente vou jogar.

      • Colega, em momento algum eu falei DO JOGO. Eu falei da postura da empresa. Se vai comprar por minha causa, ao menos seja pelo motivo certo.

        • Gustave Dupré

          Erro meu, estava falando da postura da empresa. Sinceramente só achei interessante o seu ponto.

          • Tranquilo kkk
            Rapaz, eu não tenho todo dinheiro do mundo (um tremendo eufemismo pra “sou fodido”). Se for pra gastar meu parco dinheirinho, ao menos tento não gastá-lo com empresas que fazem coisas que eu não concordo, como processar/perseguir fãs.

            Os caras se dedicam pra gravar os vídeos. E vê quem quer.

            Eu, como consumidor do jogo, quero ter o direito de escolher se vejo ou não vídeos sobre ele. Perseguir os caras que gravam, que acabam divulgando o trabalho deles, é algo com que eu não concordo. Não posso concordar com empresas cerceando liberdades.

    • Maom

      Vc só compra jogos que pode compartilhar no you tube? Ou que todo mundo já compartilhou tudo no you tube para restar a vc apenas imitar? Eita…

      • Não, colega. Eu… Quer saber? É isso mesmo. Você tá certo. Vocês estão todos certo.

        • Maom

          kkkkkkkk Eu sei.

    • Mirai Densetsu

      Interessante você ter falado nisso. Já que você não gosta, deve ser um bom jogo. Comprarei.

      • Em algum momento eu disse que não gosto? Eu falei que não concordo com o posicionamento da empresa.

        Agora, vai lá e compra teu jogo.

  • David

    Não é sobre vendas, é mais pela experiência de jogo, depois de Persona 3 a serie virou uma maquina de reviravoltas no enredo, eles só não querem que spoilers estraguem a magia.

    • Eu também não quero, por isso não vejo tais vídeos. O que impede por exemplo que eu venha aqui amanhã e faça um texto contando todos os detalhes da trama?

      • Maom

        Nada, mas seu texto não vai ter 1 milhão de views e aparecer na timeline do facebook do colégio. Nada contra seu texto, mas vc sabe que essa molecada não lê né?

        • Sem dúvida, mas o que eu quis dizer é que o cara não precisa gravar um vídeo do gameplay para dar spoilers.Essa medida da Atlus beira o absurdo.

          • Maom

            Mas Dori, lembra antigamente q não era nossa vez de jogar e a gente ficava assistindo o amigo/irmão/etc jogar e apesar da vontade de jogar, se divertia tb? Os jogos nem história tinham direito mas a gente queria ver as fases que ele ia abrindo e tal. As pessoas, principalmente a molecada fazem muito isso ainda através do YouTube. Tem muito cara que assiste o “detonado” do jogo inteiro, vê todos os cutscenes, finais etc e nem compra o jogo. Já esta satisfeito. Entendo seu argumento de q nunca conseguiram impedir os spoilers 100%, mas estrangulando os youtubers mais populares, deve ajudar muito. Enfim, eles só querem cuidar daquilo q é deles na esperança de ter mais retorno. Não custa tentar.

          • Felizmente nunca passei por isso, deve ser por isso que não gosto de assistir vídeos de gameplay.

  • Humberto Machado

    Mas eu vejo o Gameplay… espero o preço do game estabilizar e ai compro.. Vejo o gameplay pra realmente saber se vale a pena comprar tal jogo… que coisa…

  • Gustave Dupré

    O problema é para quem não vai jogar e queria ver a história mesmo assim, mas a real é que alguém vai acabar fazendo algum tipo de detonado, história e etc para essas pessoas, então essa postura da empresa só criou buzz para jogo e a empresa. Eu mesmo não ando acompanhando os lançamentos de jogos, mas quando um chama atenção acabo dando uma olhada.

  • Eu sou Youtuber (shame on you! kkk) e acho a atitude da empresa aceitável. Não que eu concorde 100% mas os direitos do jogo é dela e ela faz o que achar melhor com eles. Eles tem os motivos deles para a decisão e ela deve ser respeitada, principalmente, pelos fãs. “Ah não gostei, eu acho q…” Não compra e não prestigie a marca, eles sentem no bolço e pensarão duas vezes antes de tomar tal decisão, o problema é, se os boicotes não fizerem diferença nas finanças da Sega Atlus haha

    • Maom

      Acho o contrário. Vejo por meus filhos e sobrinhos. Eles ficam vendo esses canais de retardados jogando os jogos e gritando e falando gírias de ginásio e nem cogitam comprar o jogo na maioria das vezes. Apenas assistem, matam a curiosidade e voltam a jogar os mesmo jogos de sempre como fifa, minecraft, clash royale, etc… Geralmente, depois de vc ver alguém jogando o jogo todo, a sua vontade de comprar o jogo passa ao invés de aumentar. Ainda mais um rpg que a graça está mais na história do que a adrenalina de apertar os botões na hora certa.

      • Caramba Maom, eu devo ter me expressado muito mal, pq não lembro de ter querido tocar neste ponto em específico. De toda forma, eu concordo praticamente com tudo que você disse. Realmente, dá esta sensação que o pessoal perde o interesse.Como no meu canal, os vídeos (de j-rpg) saem a conta gotas, muita gente acaba comprando o jogo por que querem ver logo o que vem adiante logo. Uma fatia do público que eu acabo perdendo. É uma parada meio irônica, ainda tenho que encontrar uma forma legal de abordar jogos com muito plot no meu canal, mas rushar jogo que acabou de ser lançado eu não acho legal mesmo…

  • Gustave Dupré

    Eu fiz o mesmo com resident, não tenho culhões pra jogá-lo, então vi um zé da vida jogando, foi legal. =)

    • mr_rune

      Eu faço isso a muito tempo. Sou pobre e não tenho tempo, vejo tudo pelo youtube. World of Longplays FTW.

  • Othermind

    “não poderão conter grandes spoilers sobre o enredo”

    Mais relativo que isso impossivel…

  • edmsantiago

    A preocupação deles é menos com spoiler e mais com mercado: ficou curioso? Vai ter que comprar o jogo. Tá sem grana? Então vai ter que esperar conseguir dinheiro enquanto lida com sua curiosidade.

    Em tempo: sinceramente, já recebi tanto spoiler por imagem escolhida para representar o vídeo ou pelo nome do mesmo que não vejo com desaprovação isso.

  • No texto do site deu a entender que se você FALAR sobre o jogo dando spoilers, mesmo sem estar transmitindo o mesmo, já seria suficiente para o “Strike”. Se bem que não devo ter entendido direito o texto, porque isso seria absurdo demais!!

    • Ah, não foi má interpretação minha, mesmo. Eles só RECOMENDAM que não contem tais spoilers:

      Please, PLEASE do not post any specific plot points or story spoilers, and only talk about the game in broad strokes. (Good example: “The game deals with dark themes right off the bat, with a lecherous teacher and other corrupted individuals.” Bad example: “Players immediately run into trouble with the pervy teacher *spoiler*, whose actions go so far as to cause *spoiler*.”)

  • Nilton Pedrett Neto

    Rapaz… belo jeito de conseguir buzz com o jogo. O departamento de marketing está de parabéns!

  • Douglas P1

    É esse tipo de atitude que mancha o nome da empresa. Parece a Nintendo. Tipo eles tem o direito pq o jogo é deles. Tanta coisa pro estúdio de preocupar, e vai logo no spoiler que a pessoa possivelmente pode tomar. Se não quer spoiler pq assistir?

    “Pode jogar, mas não pode contar a história, quem tava lá e o pq daquilo, senão vai pra cadeia!”

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis