ad

FTC vai passar a punir agências de mídia por anúncios “espontâneos”

waynes-world-chinese-secret

Meses atrás vimos que a FTC (Federal Trade Association) acabou com a farra dos “testemunhos espontâneos” nos Estados Unidos, aqueles anúncios maquiados como depoimentos legítimos sem deixar claro que houve remuneração de algum tipo por parte das companhias endossadas. A partir de agora qualquer tipo de propaganda deve deixar claro como cristal o fato de ser um infomercial seja com hashtags, marcas d’água ou o que quer que seja em todas as plataformas em que forem veiculadas, sob risco de serem processados.

A princípio o órgão foi atrás dos maiores formadores de opinião como celebridades e influenciadores digitais, mas agora o caldo vai engrossar também para agências de mídia em geral.

A briga da FTC com os anúncios ambíguos não é nova. Em 2009 o órgão impôs regras pesadas e rígidas de modo a por ordem nessa bagunça mirando principalmente em sites e blogs, mas se manteve de olho em outros tipos de influenciadores digitais e também celebridades, que adoram um dinheirinho extra endossando produtos que não utilizam. Afinal ninguém acredita que a Xuxa usa Monange e a Ellen não abriu mão de seu iPhone, mas quando o assunto é faturar eles vendem qualquer tipo de coisa.

Nesse quesito Kim Kardashian é campeã. A socialite possui um alcance invejável na internet, com milhões de seguidores espalhados por diversas redes sociais. Nesse aspecto qualquer produto que ela recomendar será replicado violentamente, o que a faz valer o peso (da bunda) em ouro. Kim e suas irmãs eram as campeãs de anúncios espontâneos, e por isso mesmo quando a bomba estourou por culpa de uma campanha da Warner com YouTubers para que esses fizessem reviews positivos de games (em que Felix “PewDiePie” Kjellberg, o então queridinho do YouTube estava obviamente envolvido) elas foram as primeiras em que o FTC bateu: rapidinho as postagens mais descaradas sumiram e as restantes ganharam a hashtag #ad. Claro, PewDiePie foi o seguinte.

De lá para cá os federais endureceram ferozmente com qualquer influenciador que deseje fazer uma campanha online: postagens em redes sociais devem ser identificadas, vídeos precisam trazer marcas d’água claras para que o disclaimer seja veiculado em plataformas que não suportam descrições (como set-top boxes e consoles de videogame) e quem não se adequar receberá a visita do processinho, sem dó nem piedade.

Agora o FTC vai correr atrás da outra parte desse grande negócio, que são as agências de mídia e redes de anunciantes. Há de se convir que um anúncio espontâneo não é uma decisão unilateral do influenciador, e sim um acordo que parte em primeiro lugar da companhia que não quer uma propaganda escancarada. Hoje em dia, quem revela sua origem publieditorial aos consumidores se arrisca a não causar o mesmo impacto, o que eventualmente se reverte em menos vendas e isso não é interessante para nenhuma das partes.

naomi-campbell

Nem sempre os famosos acertam na dose de espontaneidade, como a Naomi já demonstrou.

A partir de agora a FTC vai responsabilizar ambas as partes envolvidas em testemunhos maquiados, o influenciador e a agência que encomendou a campanha, e processar/multar ambos. A regra é clara, segundo a diretora do Departamento de Práticas para Publicidade da FTC Mary Engel: “se eles (agências e redes) estão criando tais conteúdos patrocinados, nós iremos atrás deles”.

A questão de tal empreitada da FTC gira em torno da ética na propaganda. Hoje nem sempre dá para dizer quando um veículo, um influenciador está sendo sincero ou quando foi pago (com dinheiro ou brindes) para emitir determinada opinião. Nós do MeioBit nunca deixamos de criticar produtos e serviços mesmo quando há uma campanha envolvida, porque isso seria faltar com a honestidade (e já perdemos muitas ações de mídia por isso). No entanto muitos veículos e indivíduos não agem assim, a polêmica com a Warner não foi a primeira a envolver YouTubers gamers e nem será a última, e a agência entrou em ação não só para botar ordem como garantir que o consumidor não seja ludibriado. É bancar a babá? Sim, mas somos influenciáveis de qualquer forma e a coisa já estava além dos limites.

Como agora a FTC vai bater também nas agências, estas se sentirão menos propensar a proporem campanhas maquiadas aos infleunciadores, celebridades e etc. que de qualquer forma já estão pisando em ovos. É fato que tal medida representa um menor ganho para todas as partes, mas a FTC não pretende dar colher de chá e por isso, a única alternativa é jogar com as novas regras, aceitando o fato de que ambas as partes farão menos grana de agora em diante.

Fonte: WWD.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • PugOfWar

    Só consegui ler o artigo até o final ligando o adblock, primeira vez que faço isso no meiobit

    • Aqui ta ok, embora use um tal de IsraBlocker pra limpar o chorume das internets sem tirar as propagandas do site

    • Othermind

      Apesar do envelopamento dos ads ta dando pra ler aqui… quando subia aquele banner na parte de baixo era impossivel.. eu usava adblock

      • Salles Magalhaes

        Eu instalei o adblock apenas por causa daquele maldito banner que subia… felizmente o retiraram do MB (desinstalei o adblock apos isso)

  • Othermind

    “anúncios espontâneos”… Esse terno não caiu bem… quem sabe “anuncio forçado” “anuncio maquiado”.. hehehe
    È quase como ver uma linda apresentadora de TV dizer que usa aquele perfume mequetrefe de 20 reais que ela ta anunciando…

    • Maom

      Tenta um terno feito sob medida. São mais caros mas caem muito bem.
      #Fikadika
      #ad
      #ternosLindoso
      #lindosomenswear

  • Maom

    Se eu fosse um desses influenciadores eu colocaria a #ad e marca d’água em todas as minhas postagens para se tornarem invisíveis e inúteis. Por exemplo dou um barro na privada e tiro foto pra por no meu instagram como sempre fiz e coloco #ad #cagãopatrocinado para banalizar a diferenciação e com isso manter o impacto das verdadeiras propagandas.
    Não sou influenciador mas vou fazer isso agora para os meus 17 seguidores e colocar a #ad na foto que vou colocar do meu bonsai de estimação.

    • Diego Marco Trindade

      #ad #Incepa #compreinaLeroyMerlin #PapelHigiênicoDueto #duplacamada #limpaepenteia

      • Maom

        Ou #feijoadadoJoelmar #lactopurgafunciona #contraosangueusehemorroidex

    • 16, sai depois dessa cagada… =P

      • Maom

        Mas a ultima foto que eu coloquei foi do meu bonsai usando uma roupinha de super herói… Vc perdeu! 15 curtidas!

  • Cocainum

    Só passei para dar meu depoimento espontâneo de que o Meio Bit é o melhor site do mundo.

    • André Figueiredo

      Deve ter sido espontâneo mesmo. O Meio Bit não deve ter dinheiro pra te pagar.

      • Cocainum

        Eu ganho em MeioBitCoins…

        • E em fotos de japinhas.

        • Mario Neis

          eu tinha uma poupança com Bits, depois houve a mudança pra Tibs ( a URV não me favoreceu aqui)… e quando finalmente tinha uma quantidade boa, veio a Zelia Cardoso e me limpou a poupança, dizendo que era culpa da Chuva que não dava conta…

          triste tempo do meiobit “abaixo de água” rsrs

          • Eu quero meus badges de volta 🙁

          • Mario Neis

            eu já ficaria feliz com a volta do salsas e caretas haha

          • Concordo totalmente, mas Meio Bit virou politicamente correto. Nem Salsas & Caretas, nem artigo de Primeiro de Abril

          • Mario Neis

            Sumonar o Cardoso para ele fazer um S&S no contraditorium ( onde ele tem mais ‘liberdade poética’)

            fazer num estilo dilbert haha

          • Devem ter recebido uns processinhos e parou de valer a pena.

        • André Figueiredo

          hahaha, boa.

      • OverlordBR

        É porque você não tem acesso ao exclusivo Meio Bit Golden Premium, a versão B do site, com fotos inéditas e especiais da Luciana (trazidas coleção privada e exclusiva do Sr. Cardoso), o joguinho Flash “Salvem as Foquinhas” e os GIFs animados satânicos… além, é claro, muito conteúdo exclusivo.

        • André Figueiredo

          kkkkkkkkkkk

  • Como assim a Xuxa não usa Montage?? Ah, tá!

    Vai dizer que a Angélica não come carne e Carolina Dieckman não usa Francis agora…

    • Diego Marco Trindade

      E que o Roberto Carlos e Toni Ramos não comem mais friboi…

      • Até parece que não era um filé mingnon fresquinho lá na mesa do Roberto Carlos…

      • Cocainum

        Não sei porque tanta gritaria. Carne com ácido ascórbico (aka vitamina C), além de alimentar, ainda previne contra gripes e resfriados.

        • mata até câncer… dizem…

          • Cocainum

            Câncer, aquário, capricórnio…

        • OverlordBR

          Vero!

          E leite com soda cáustica faz uma limpeza saudável no teu trato digestivo.

        • K9s10

          ¬¬…C6H8O2!!!???

    • OverlordBR

      A Angélica é vegetariana, cara.
      Mas adora uma salsicha… e não é do Luciano Huck

  • Bruno Costa

    Não costumo encanar com essas coisas, afinal, sou do time que vê algumas reclamações como puro exagero, mas essa frase foi realmente estúpida e idiota: “o que a faz valer o peso (da bunda) em ouro”. Que comentário mais escroto.

  • Jorge Dondeo

    Agora os burocratas tem que cuidar das pessoas igual bebes.

    • Ivan

      No Brasil tbm é tudo regulado na propaganda, agora nem mulher mais vai poder fazer propaganda de cerveja, já não pode fazer propaganda de brinquedo entre outros, politicos protegendo as pessoas pq elas são burras então precisam ser protegidas

      • Mirai Densetsu

        Onde você viu isso?

        • Ivan

          http://criancaeconsumo.org.br/noticias/decisao-historica-stj-proibe-publicidade-dirigida-as-criancas/

          http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,projeto-preve-multa-de-ate-r-200-mil-para-publicidade-que-objetifica-mulher,70001669689

          • Mirai Densetsu

            Duvido que o projeto de lei do segundo link seja sancionado.

            Edit: Esse parece ser um daqueles projetos de lei que algum deputado faz para aproveitar alguma polêmica para se promover. O projeto de lei em si vai acabar engavetado, mas o deputado autor receberá os louros pela tentativa.

          • Ivan

            Mas publicidade infantil já foi proibida, o Estado sempre pensando no bem das pessoas né? Se não fosse o Estado quem iria proteger as crianças do capitalismo consumista malvadão?

          • Mirai Densetsu

            E o Poder Judiciário pode criar leis desde…?

          • Ivan

            STJ pode pelo jeito.

            Se passar ou não a lei o problema são idiotas apenas pensarem nela, como um outro que queria proibir mercados de abrirem aos domingo, só coisa de genio.

          • Mirai Densetsu

            O STJ tomou uma decisão para um processo em particular. Apesar de isso criar jurisprudência para outros casos semelhantes, a decisão não permite ou proíbe outras empresas de fazer o mesmo. Aliás, essa decisão nem sequer obriga outros juízes a decidir igual.

            Antes de ficar chorando, por favor, aprenda como funcionam os três poderes, ok?

          • Mario Neis

            Mandado de injunção, sim quando um dos poderes legiferantes é omisso outro poder pode criar norma transitória para regulamentar a lide.

            CF/88 Art5° – LXXI – conceder-se-á mandado de
            injunção sempre que a falta de norma regulamentadora torne inviável o exercício
            dos direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à
            nacionalidade, à soberania e à cidadania;

            Disciplinado pela Lei 13300/16

          • Mirai Densetsu

            Mandado de injunção é como se o Poder Judiciário estivesse avisando o Poder Legislativo que uma coisa não foi regulamentada E que a falta dessa regulamentação torna inviável o exercício de algum direito que foi listado na constituição.

            E geralmente um mandado desses é impetrado junto ao STF, quando o processo já percorreu todas as instâncias possíveis e imagináveis. E olhe lá, porque se houver projeto de lei no congresso falando sobre o assunto, o pedido será rejeitado.

            Se você quis usar isso como exemplo de situação onde o Poder Judiciário pode criar lei, você está errado. Pois o Mandado de Injunção não cria uma lei e é extremamente específico.

            O mais perto de lei que o Poder Judiciário pode criar são as Súmulas Vinculantes do STF. E olhe lá, porque apenas os órgãos vinculados ao Poder Judiciário são obrigados a seguir aquilo. A mesma coisa vale para o Decreto no Poder Executivo.

            A única exceção a isso é a Medida Provisória, que é um ato temporário com força de lei, conforme diz o artigo 62 da CF/88. E mesmo assim, a MP só vale por 60 dias, podendo ser prorrogada por mais 60. Se o presidente quiser que isso vire uma regra permanente, ela vai ter de passar pelo congresso nacional. Se aprovada, vira lei.

            E olhe lá, porque uma MP não pode versar sobre alguns assuntos, como direitos políticos, direito penal/processual penal/processual civil, organização do Poder Judiciário/MP, mexer no PPA/LDO/LOA (fora o que diz o parágrafo 3º do artigo 167), surrupiar qualquer ativo financeiro ou falar sobre algo que depende de sanção do presidente.

            Fora isso, quem tem o direito de criar lei é o Poder Legislativo. E só. Pense muito bem antes de votar em algum candidato.

          • Jefferson Viana

            Peraí tu tens filhos? se tens consegue saber e controlar tudo que eles veem na tv ?

          • Ivan

            E o governo consegue? pior ele deve fazer isso?

          • Jefferson Viana

            Dá pra ter uma regra assim: porra xuxa, te demais né, olha a roupa que tu usas para os baixinhos…

          • Jorge Dondeo

            Eu não duvido, os caras consegue tudo que querem na canetada. Quantos tipos de propaganda hoje ja são proibidas?!

          • Mirai Densetsu

            Seis tipos:

            1. Abusiva: É a que discrimina, aterroriza, agride, ou choca;
            2. Enganosa: É a que mente sobre o produto ou serviço;
            3. Ilícita – É a que trata sobre produto/serviço proibido;
            4. Subliminar– É a que veicula produto ou serviço abaixo da compreensão consciente do consumidor;
            5. Disfarçada – É aquela direta e conscientemente percebida, mas dissimulada em forma de “reportagem séria” sobre o produto ou serviço;
            6. Obscura – É a que tem a informação, mas esta fica humanamente inacessível.

            E tudo isso está no Código de Defesa do Consumidor, que é a legislação que o “santo e imaculado” empresariado adora desrespeitar. E só dá problema quando o negócio é muito sério ou descarado.

            Por exemplo, nunca vi processo ou mesmo reclamação no procon por propaganda subliminar (merchan), propaganda disfarçada (publipost) ou propaganda obscura. Só as propagandas enganosas e as abusivas que costumam render processinhos. E olhe lá.

          • Jorge Dondeo

            Isso é o que ta no papel, e o que afeta a sensibilidade desse monte de mimizento? E a auto censura por medo do politicamente correto e por ai vai.

          • Mirai Densetsu

            Queria ver se você falaria de mimimi se uma propaganda veiculasse que pessoas como você fossem todos seres inferiores de alguma forma.

          • Jorge Dondeo

            Primeiro que eu não to aqui defendendo campanha racista ou preconceituosa de alguma forma, só estou reclamando do politicamente correto, que é um tipo de mordaça, muito pior ao meu ver, pois, é um censura velada.

            Segundo que não me afeto com essas coisas, não é a opinião dos outros sobre mim que me define.

          • Mirai Densetsu

            Propagandas abusivas frequentemente são campanhas racistas ou preconceituosas de alguma forma.

            Reclamar de politicamente correto? Ah, pare! Você sabe que você nunca pôde ser cuzão sem ser ao menos criticado por isso. Essa “censura velada” sempre existiu, ainda que na forma de uma bifa no meio da sua cara.

            Ficar “reclamando de politicamente correto” é muito mimimi.

          • Jorge Dondeo

            Ta bom cara.

          • Mirai Densetsu

            Seis tipos:

            1. Propaganda abusiva: É a que discrimina, aterroriza, agride, ou choca
            2. Propaganda enganosa: É a que mente sobre um produto ou serviço
            3. Propaganda ilícita: É a propaganda de algo ilegal
            4. Propaganda subliminar: É o famoso merchan
            5. Propaganda disfarçada: É o famoso publipost
            6. Propaganda obscura: São as famosas letrinhas miúdas

            Desses, apenas as propagandas enganosas e as abusivas costumam render processinhos. Nunca vi processo ou reclamação no PROCON porque uma empresa fez merchan ou um publipost. E propagandas de letras miúdas costumam ser enganosas também.

          • DanielBastos

            Todo projeto engavetado sairá dá gaveta em um momento que um deputado ou senador precisar dele pra alguma coisa escusa. Renan é um mestre nisso.

  • Olfrygt

    No Brasil o que mais me irrita são justamente os comerciais invasivos, repetitivos e com temática ruim.
    Acho que algumas empresas realmente adotam uma estratégia de vencer pelo cansaço e é por isso que te pergunto, você já procurou alguma vez hotel pela internet? Você reparou a quantidade de preços diferentes que um mesmo quarto pode ter? Em vez de perder horas procurando, deixe que o Trivago facilite sua busca pelo hotel ideal, com melhor preço. O Trivago compara mais de 700.000 hoteis em mais de 200 sites de reserva de uma só vez…

    • Cocainum

      Detalhe: Anúncio pé-no-saco em canal PAGO.

    • Flávio Pedroza

      KKKK, já enchi o saco desse também. Todo vídeo aparece agora….

    • Marcel Schorr

      Pior é quando o cara tá lá, curtindo south park quase dormindo e vem esse loko do trivago ou do cicatricure, num comercial com um volume bem mais alto e te dá aquele cagaço de fazer pular do sofá e correr atrás do controle.

      • Marcogro®

        Daí tu fica puto troca o canal e não adianta, porque ele tá lá também…

    • Marcogro®

      Huashuash

    • Eduardo Scharf

      i see what you did there…

    • Rodrigo Dias Javornik

      Peguei tanta raiva do Trivago que simplesmente não o utilizo. Uso qualquer concorrente dele, mas jamais ele.

  • Cássio Amaral

    Tadinho desses youtubers jovens que só postam lixo, vai diminuir muito o ganha-pão deles, ou estou enganado? O que eu vejo de produto de baixa qualidade ou com preços superfaturados sendo elogiados “espontanemente” por esses youtubers queridinhos dos adolescentes não está no gibi.

    Porém, como todos aqui já devem saber, eu prezo pela liberdade individual e particularmente acredito que o ideal seria o governo não interferir nisso, por mais que eu desaprove essa prática. Acho que deixar explícito que um vídeo se trata de um anúncio deveria ser uma ação espontânea.

    As pessoas têm que ter um certo discernimento também. Eu não me lembro de ter comprado algo só porque youtuber famosinho elogiou determinado produto. Eu prefiro consultar as análises de consumidores como Amazon, Buscapé, Zoom e sites da própria loja que está vendendo determinado produto. Mas para mim a melhor fonte para consultar opinião dos usuários são os fóruns de discussão, como os do Adrenaline e do Hardmob, que têm uma seção exclusiva a promoções. Quem frequenta esses fóruns geralmente sabe diferir o que presta do que não presta, ou o que esta barato ou caro.

    Eu creio que youtubers que publicam conteúdo de qualidade raramente publicam um anúncio disfarçado como depoimento, assim como o Meio Bit. Acredito que não vá afetar muito esses produtores de conteúdo sério.

    • Se eu entrar em uma merda desses canais onde o retardado expele bosta pela boca ou age de maneira retardada é mais que certo que não irei confiar no que aparecer de anúncio ali (se Ublock origin e Ghostery não barrarem lógico)

      • Cássio Amaral

        Aqui uso Ublock Origin + Tampermonkey com script do antiadblock killer. No caso, eu deixo o adblocker desativado para certos canais do Youtube com conteúdo que eu julgo informativo ou que têm um entretenimento menos rasteiro.

        • Ivan

          como que é sse antiadblock?

          • Cássio Amaral

            https://reek.github.io/anti-adblock-killer/

            Tem que instalar um gerenciador de scripts, eu recomendo o Tampermonkey, e instalar o script. Além disso, tem que adicionar a lista de filtragem ao bloqueador de anúncios, eu recomendo o Ublock Origin. Na página do link você encontra tudo isso.

          • Ivan

            vou ver aqui vlw.

  • “…mas quando o assunto é faturar eles vendem qualquer tipo de coisa.”

    Ele sempre dizia, “Na Friboi você pode confiar”

    Agora sim sabemos o que é uma mentira cabeluda

    https://uploads.disquscdn.com/images/6367fd9ca84726200e44eaff2f3561505fe557eac747c37e81c2a9ed75a1096d.jpg

  • Felipe Torrezini

    Se fosse para falar mal do produto eu acreditaria.

  • Narciso

    Mais fácil que tornar o publico menos idiota ao ponto de não seguir opinião de celebridades ocas.

    • Giovane

      Tem muito menos celebridades ocas to que publico idiota 🙂

  • OverlordBR

    E, no Brasil, operadoras como a TIM, fazem propaganda até nas próprias ligações dos clientes e NADA acontece!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis