Qualcomm teria impedido Samsung de vender seus SoCs Exynos a fabricantes de Androids

Os processadores Exynos da Samsung estão entre os melhores disponíveis para dispositivos móveis, e por conta disso muita gente achava curiosa a decisão da companhia sul-coreana em não competir com Qualcomm, TSMC e outras fornecendo-o para outras fabricantes de dispositivos Android (com exceção de alguns modelos da Meizu). Pensava-se que se tratava de uma estratégia conservadora, manter o chip ligado apenas a seus próprios aparelhos e com isso oferecer um diferencial frente aos concorrentes.

Só que como seus principais aparelhos contavam com versões distintas com chips Exynos e Snapdragon, tal afirmação parecia algo mais próximo de uma cláusula de contrato do que qualquer outra coisa e segundo um site da Pior Coreia, foi exatamente isso que aconteceu.

De acordo com as informações apuradas, a Qualcomm mais uma vez se fez valer de um de seus já famosos contratos leoninos, como os que forçou fabricantes a assinar a fim destes adquirirem seus próprios componentes, sob ameaça de multas caso preferissem soluções concorrentes. Nem a Apple escapou, e ela agora está processando a Qualcomm por impor condições desfavoráveis na aquisição de modems LTE para iPhones e iPads, além de chantagem e extorsão. A fabricante de chips nega todas as acusações, mas já é notório a prática da companhia em não se adequar ao acordo FRAND de licenciamento de patentes de forma justa, razoável e não discriminatória, obrigatório nos EUA e que é adotado quando uma companhia oferece tecnologias que se tornam essenciais para o mercado.

No caso da Samsung, a companhia sul-coreana de fato tentou colocar os chips Exynos no mercado a fim de bater de frente com os principais fabricantes de SoCs, mas tal movimento foi impedido pela Qualcomm: ela se fez valer de uma “patente de padrões essenciais”, impedindo a concorrente de comercializar seus chips integrados e componentes como modems por pelo menos 25 anos. A investigação conduzida pela FTC, durante o processo contra a Qualcomm por violar leis antitruste revelou a tramoia, que foi considerada prática desleal e abuso de poder de mercado.

Embora a medida seja uma cláusula de contrato com a Qualcomm para a mesma fornecer seus demais componentes para a Samsung, bem como garantir que os chips Snapdragon tivessem um lugarzinho entre os produtos da fabricante ao lado dos Exynos o entendimento da FTC é que mais uma vez a fabricante de SoCs passou a perna num potencial concorrente, a fim de garantir o domínio do mercado por muito tempo.

A situação da Qualcomm em geral não é boa. A FTC não está disposta a permitir que a companhia continue praticando tal monopólio no comércio de SoCs e está trabalhando para não só multa-la violentamente, mas também invalidar os acordos e permitir que outras empresas também possam comercializar seus produtos. Portanto, é bem possível que no futuro vejamos outros smartphones e tablets não-Samsung equipados com chips Exynos, o que seria muito bom.

Fonte: The Korea Economic Daily.

Relacionados: , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Intel fazendo escola.

    • Vin Diesel

      iscola?

    • Tom

      Não entendi, que que a intel tem a ver?

      • Rodrigo Dias Javornik

        Pelo que entendi ele quis dizer que a Qualcomm está executando algumas práticas de concorrência desleal cujas quais a Intel já foi acusada de adotar.

        • Tom

          Noss, não defendendo a intel, mas perto do que a qualcomm está sendo acusada de fazer o que a intel fez foi mixaria
          não sabia disso http://disq.us/p/1he0o2z

      • A Intel fez vários contratos proibindo seus parceiros de comprar processadores e peças da concorrente, e como não é uma opção para um fabricante de PC não ter uma linha de computadores com processador Intel, as empresas tinham que obedecer.

        • Tom

          meeee teve essa treta? Coroi essa eu nem soube, que vacilonismo

          • Isso é coisa antiga, a intel já foi processada, pagou uns bilhoões de multa, mas foi troco de pinga, por que a AMD até hoje não conseguiu se reerguer dessa situação e a Intel já recuperou tudo que pagou de multa e acabou se dando bem, mesmo perdendo o processo.

  • Theuer

    A minha raiva com o Exynos são os drivers fechados só.

    • Bruno

      Os Snapdragons também não?

      • DiMais

        sim, mas sendo praticamente a única escolha no mercado acabam sendo o padrão.

  • SacoCheio

    Os anarcocapitalistas vão dizer: problema da Samsung, da Apple, não gostaram, procurem outro fornecedor de chip. E viva o mercado sem regulação!!!
    Só que mercado sem regulação só funciona no mar da Somália.

    • Na verdade é exatamente o contrário. Samsung, Apple e outras empresas poderiam facilmente desenvolver internamente um modem LTE, não fosse – veja você – as patentes que a Qualcomm detêm.

      E patentes, como já explicado em “Contra a propriedade intelectual”, de Stephan Kinsella, nada mais é do que uma forma do governo regular o mercado.

      • Ivan

        Qualcomm gasta tempo e dinheiro depois a samsung copia de graça, claro que vai da “serto”….

        • Os chineses fazem isso o tempo todo e o mundo continua girando.

          • Ivan

            Quero ver uma grande fabricante fazer isso, não to falando de copia vagabunda

          • Está dizendo que a Samsung não tem capacidade de desenvolver seu próprio modem LTE? Cara… eles só não fazem por causa das patentes da Qualcomm… As patentes são tão genéricas que praticamente qualquer “método de transmissão de dados por radiofrequência” vai infringir uma patente deles.

          • Ivan

            Então o problema é como a patente é registrada e não a existencia da patente.

            Não faz sentido patentar “um retangulo que mostra imagens” e proibir todos de fazerem qualquer tipo de tela.

          • Alberto Prado

            Na real os problemas são muitos.
            Tem o problema da escolha da tecnologia para a padronização pelos grupos como IEEE, GSM Group, etc. Elas são necessárias para que se construa os equipamentos que possam conversar entre si (ERB [Nokia, Siemens], modens [Qualcomm, Intel, Samsung], etc.)
            Ex: Muitas empresas apresentam suas soluções. Mas só a melhores e mais baratas são escolhidas.
            No caso, a Qualcomm conseguiu que muitas de suas soluções (patentes) fossem usadas.
            O problema é que ela usa isso como forma de obrigar o uso de suas tecnologias e pelo visto elas não estão nem um pouco a fim de ceder para uso das mesma por FRAND.
            Agora, como é que vc sai dessa situação? Vc precisa ter um modem compatível com um padrão que tem patentes de uma empresa que te obriga a comprar todo o resto do seu chip.
            É uma situação complicada.
            Ao meu ver, a padronização de comunicação deveria seguir a filosofia do software livre ou a padronização do Wifi por exemplo.
            Definiu um padrão?! Ok. A partir dali cada um faz seu chip com a performance que desejar.

          • O problema é que é possível patentear conceitos, ao invés de produtos. Se o cara patentear uma coisa simples como um pulso elétrico de onda quadrada ele conseguiria se isso não fosse usado a muito tempo, então o excesso de abrangência do que a agencia de patentes aceitar criar as patentes, impede que as empresas possam criar produtos para concorrer no mercado.

          • Ivan

            E com certeza a qualcomm tem patente do snapdragon e a samsung do exynos e tão ai cada um fazendo seus processadores.

          • Luiz

            ambos processadores feitos comprando a patente da ARM, mesmo problema, quem mais entra no mercado?
            engraçado, teu argumento saiu pela culatra.

          • Ivan

            Não sei quem entra, o que tem a ver?

            Imagina com remedios que custos são de centenas de milhões, quem vai gastar decadas e centenas de milhões pra 1 semana depois ter o seu produto copiado.

          • Leandro Ramiro

            “Genérico” cara. Vida que segue.

          • Ivan

            E como que um remedio vira generico?

          • Leandro Ramiro

            20 anos depois da patente.

          • Ivan

            Ah sim agora sim, 20 anos da tempo pra empresa pagar e ter lucro, agora qualquer um copiar a empresa não tem incentivo pra inovar.

          • Leandro Ramiro

            A partir do resultado da pesquisa aparecem versões alternativas que podem ser tao eficazes quanto. É muito relativo.
            Uma “nova resposta” abre um novo “e se”.

          • Ivan

            Que se faça uma versão diferente.

          • Ivan

            Quero ver a samsung copiar a tecnologia da qualcomm e vender como se fosse dela sem dar em nada.

      • SacoCheio

        Propriedade intelectual e patente industrial também são propriedade, um dos pilares do capitalismo. Possuem tempo determinado antes de se tornarem domínio público, para que o criador se beneficie do investimento em pesquisa e desenvolvimento.
        Ou então pode fazer como a China e copiar o produto pronto que fica mais em conta.

      • Ivan

        Me explica como alguem que gastaria tempo e recursos criando coisas novas teria lucro com as pessoas copiando e vendendo mais barato já que não teve custo de P&D.

        • Não sei… pergunta para o Elon Musk, para o Linus Towards, para o Richard Stallman… Até pra Microsoft hoje em dia.

          • Ivan

            Então se a Intel desenvolve uma tecnologia pra fazer processadores mais rapido, gastou milhões em pesquisas pra depois chegar a AMD e copiar de boa?

          • Sim… basicamente é isso.

            Não é tão simples assim copiar um processador… A engenharia reversa de um processador, por si só, já vai sair bem cara… Fora o tempo que vai levar. Depois a produção das “cópias” também vai demorar para começar e a esta altura a Intel já lançou a geração seguinte, que vai ser 30% mais rápida e 10% mais barata… Ou seja, a AMD vai lançar o produto já obsoleto.

            Inovação é um processo contínuo. Não tem fim. Se a empresa para de inovar, ela perde mercado. Ser líder do mercado paga o custo de P&D. Então no fim das contas, as patentes servem mais para atrasar a inovação do que para garanti-la.

            Tudo isso está no livro que eu citei, “Contra a propriedade intelectual”. Tem para download de graça no site do IMB. Recomendo fortemente a leitura.

          • Abraão Caldas

            Esses sonhadores… é tão bonito tudo isso ha!

      • O problema são as patentes genéricas. Sou totalmente contra alguém copiar um projeto, que uma empresa teve muito trabalho em cima pra desenvolver. Mas a questão de patentear conceitos é um grande problema.

        • Luiz

          o problema é onde algo deixa de ser generico e passa a ser especifico, onde tu crava a linha imaginaria? dado o tanto de problemas com esta linha, talvez devessemos restringir para 5 anos no maximo, ou abolir ele.

    • Cássio Amaral

      E se fosse um mercado ultrarregulado como o do Brasil, em que o governo, por meio de agências reguladoras, favorece oligopólios e dificulta a concorrência, quem seria processada seria a Samsung.
      Regulação nenhuma não é ideal, mas ainda é muito melhor que regulação excessiva, como acontece no Brasil em vários setores, como transporte aéreo, telecomunicações etc. O ideal seria o Estado regular o mínimo possível, mas senão é possível, é menos pior deixar sem regulação nenhuma do que deixar o governo regular demais.

      • SacoCheio

        Em Banânia não há regulação séria, apenas “criar dificuldade pra vender a facilidade”.

        É pagar “taxa de urgência”, molhar a mão do fiscal, da agência reguladora, do funcionário do cartório, do guarda de trânsito, do vereador, do deputado, do desembargador, enfim, o infame “custo brasil”. O negócio é denunciar sempre, não dar moleza pra esses parasitas.

    • Jorge Dondeo

      O que diabos é anarcocapitalista?

  • Bruno

    Patentes. Esse mau necessário.

    Quando não é isso, é empresa patenteando formas geométricas e outras patenteando ideias genéricas.

    • Luiz

      quando remedio causa mais problemas que a doença, damos o nome de patente.

    • tuneman

      Eu acho que as coisas seriam bem menos burocráticas se não existissem patentes.

  • DiMais

    impediu a popularização da tecnologia Intel para modens e impediu a existência de uma concorrente à altura para seus chips… a Qualcomm tem um futuro tenebroso diante dos tribunais e as empresas interessadas em destruir esse monopólio não são nem um pouco fracas.

  • Sassá

    Duro é ler os delírios cabeçudos de libertários e anarco capitalistas a cada post sobre pilantragens de empresas, sempre culpando o estado e nunca as empresas. Frases tipo “numa economia de livre mercado” ou “o estado é o culpado”, temperadas com palavras das trevas do dicionário Aurélio para disfarçar desconhecimento pratico de como funciona a vida na pratica……WHAT THE HELL…..

    Pro pastel do Ivan:

    https://uploads.disquscdn.com/images/08bba08c26b9650972bd62dde224154a4f3865cfb691caa049ec9b88aabab35e.jpg

    PASTEL.

    • Ivan

      Governo regula até como vai ser cobrado uma pizza atrapalha a economia mesmo, anarcocapitalismo é bem utopico mas livre mercado é muito melhor que uma economia regulada

      • Ivanney Pessôa Moreira Martins

        Nenhum excesso eh bom nem de mercado, nem de regulamentacao, mas o de mercado, sinto dizer eh pior, nao por causa do mercado, mas da natureza humana

    • Luiz

      ué, mas neste caso o estado esta fazendo o trabalho dele, que é fiscalizar, a culpa não é do estado por empresas serem gananciosas. por outro lado, o estado cria um monte de monopolio tambem, e isto é pessimo. nenhum monopolio deveria existir, sendo ele estatal ou não, é apenas isto que o liberalismo propoe, liberdade de mercado, não tem nada a ver com ausencia de governo, muito pelo contrario, sem governo não é possivel liberalismo. ou estou usando o termo antigo para liberalismo e foi desvirtuado pela esquerda atual, melhor chamar de conservadorismo entao.

  • Rapha™

    Quando é o contrário (Samsung ou Apple), nada de investigação, nada de abuso de poder, nada de nada….apenas, legalidade.

    ______ meritocracia pra que? Viva la militancia!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis