YouTube Kids não é tão seguro para crianças quanto os pais pensam

Como se o Google e o YouTube já não tivessem problemas suficientes: depois do êxodo de centenas de anunciantes que não querem seus nomes ligados a sites e vídeos com conteúdo extremista ou que faça apologia ao terrorismo, uma pesquisa conduzida pela BBC revelou que o app Youtube Kids, voltado para fornecer conteúdo seguro para crianças não é um ambiente tão salutar como se pensava: há uma série de vídeos com conteúdos violentos e/ou controversos que driblam os filtros e são erroneamente classificados como adequados para os pequenos.

Tudo começou quando a jornalista Laura June teve uma experiência desagradável ao assistir um episódio da Peppa Pig junto com sua filha de três anos: sem que ela percebesse (seja por pura inabilidade de identificar o canal oficial ou outros motivos) ela acabou executando um episódio de um canal pirata, em que a personagem era drogada e tinha os dentes arrancados. Algo assim não deveria ser direcionado para crianças, mas uma pesquisa da emissora britânica revelou que isso nem de longe é um caso isolado: há uma grande quantidade de vídeos e canais no YouTube que imitam shows infantis (além da porquinha rosa há versões piratas hardcore de Frozen, da franquia Minions e outros) ou possuem uma estética cartunesca para se passar por programas para crianças (os captions selecionados e os primeiros minutos dos vídeos também são aparentemente inócuos), e dessa forma acabarem catalogados como conteúdo do app Kids.

O pior é verificar que alguns desses canais fazem muito sucesso, esses vídeos piratas possuem milhares, às vezes milhões de visualizações e muitas das crianças são tapeadas para pensar que se trata do produto original.

O que acontece é que para variar, o filtro do YouTube Kids é automático: sem um humano por trás para verificar o que está sendo aprovado como conteúdo adequado para crianças, o algoritmo se deixa enganar pelas tramoias desses canais e libera vídeos com conteúdos gráficos bem fortes, totalmente inadequados para crianças como vídeos inofensivos. E essa não é a primeira que o app se mete em controvérsia: pouco tempo depois de ser lançado o Google foi acusado de entupir a plataforma de propaganda, inclusive com ads de alimentos que não podem ser veiculados para menores, como da rede McDonald’s.

Desde a denúncia o YouTube vem apagando vários desses vídeos piratas, mas a bem da verdade o conselho mais adequado que se deve dar também é o mais óbvio: pais, monitorem o que seus filhos assistem e não deixem eles acessarem qualquer coisa. Mesmo um app dito voltado para eles não está livre de conteúdos inadequados.

Fonte: BBC.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Vin Diesel

    As crianças dão um chapéu nos adultos, daqui a pouco Youtube Kids é para adultos coxinhas babacas que nada não por ser visto… Tudo tem que ser regulado…

  • Petrus Augusto

    Eu fico pensando,
    Que merda tem na cabeça de quem faz esses videos? Isso que é ser espirito de porco viu…

    Ai eu bateria na tecla forte do radicalismo, e daria uma expulsão de vez do individuo para ele nunca mais usar nada relacionado ao Google.

    Rapidinho esses idiotas parariam com isso.

    • Luiz

      nope, só abririam contas novas.

      • Petrus Augusto

        Mas, não tem um controle por Telefone (ou é CPF né)? ou algo assim?
        Eu não sei, faz tempo (muitos anos) que não crio uma conta no Google.

        Mas, então, sei lá.. ao Ser enviado para o ‘YtKids’, ser barrado e só ser liberado após aprovação de terceiros (coloca uma pessoal para trabalhar com isso de modo semi-free, ganhando uns trocados por x videos avaliados).

        • Tom

          Não, se não me engano não tem controle por telefone, mas o problema não é o conteúdo é o público, tipo southpark, o problema não é conteúdo, é esse conteúdo ser assistido pelo público errado

          • Henrik Chaves

            Tem razão, só que esse trecho aqui:

            “ou possuem uma estética cartunesca para se passar por programas para crianças (os captions selecionados e os primeiros minutos dos vídeos também são aparentemente inócuos)”

            me faz pensar que a coisa é feita de má fé mesmo.

          • Petrus Augusto

            Exatamente nesse ponto que eu quis me referir.
            Sei lá, ter uma punição REAL para esse pessoal.

            E de quebra, um modo de ter controle antes de ir ao YTKids (só ao Kids mesmo).

          • Tom

            Realmente tem muita coisa feita com mas intenções mesmo, mas quem não riu da peppa dizendo que funk era muito adulto?

        • Julio da Gaita ✔

          “x videos avaliados” ta aí nunca parei pra avaliar ou agradecer. as artistas… ./

        • Controle por documentação o Google não tem. Alias, um monte de gente chiaria se isso um dia passasse a ter.

    • Cara, acredito eu, que esses vídeos são de humor e não são direcionados para crianças (se for o tipo de vídeo que eu to pensando).

      • Guilherme King

        Isso ta certo, eu faço esses tipos de videos, a gente acha engraçado, tanto faz o público

    • Marrudiqué Aucê Silva

      Concordo com você

    • Guilherme King

      Fera, eu faço parte dessa comunidade, isso é humor para gente, eu tenho 12 anos eu já vi de tudo que tinha ter visto, para mim , violências e piadas pesadas em desenhos infantis achamos engraçados e divertidos de rir pois conheci esses desenhos aos 8 anos e o primeiro foi ”Comendo cu de pony” e sabe que fiz? Eu apenas ri. E tenho uma palavra: YTPBR e PRONTO.

  • cloverfield

    Idéia idiota minha… Não poderiam fazer com vídeos dessa plataforma passarem por moderação antes de serem colocados online como se faz com comentários em alguns sites?

    • Luiz

      Isto ia envolver humanos, o youtube mal paga a conta dos servidores, ao menos eles tentaram fazer algo e falharam, do que não fazer nada e lascar foda-se.

      • Monkey

        Algo que poderia ser pensado era permitir que o pai possa selecionar os canais adequados para seus filhos. Seria um tipo de moderação bem barata de implementar (acho eu)

        • Isso me faz pensar (como pai): o Google tem um recuso de criar conta família, com permissões sobre os serviços dela, tal como a Microsoft tem?

    • Há tanto conteúdo novo no YT que nem uma força tarefa seria capaz de catalogar tudo… Aparentemente, há mais conteúdo do que pessoas assistindo

      • cloverfield

        Tem razão… acho que o único jeito é melhorar os algoritmos de análise.

  • Monkey

    E eu pensava que os vídeos do Youtube Kids passava por algum tipo de triagem. Que coisa… :/

    • Izaltino

      Pois é Monkey… Procure Peppa Pig and the Bacon…

      • Monkey

        Já vi essa merda.

  • chiappa

    Uma dúvida relacionada : não existem front-ends de terceiros onde vc dê acesso a criança apenas aos vídeos de alguns canais específicos, tipo todos que foram …./youtube/com/nomedocanal/* ? Se não, é uma funcionalidade interessante para se desenvolver, seria trabalhoso pra desenvolver, imagino, mas útil pracas, e não só para crianças, num ambiente de trabalho isso seria um meio de autorizar apenas alguns determinados conteúdos relevantes para a atividade-fim da Empresa….

    • SacoCheio

      Existe sim, o nome disso é Netflix.

      • chiappa

        Eu não consigo aceitar que isso seja uma impossibilidade, que eu tenha que abrir mão das poucas pérolas do YT por causa do mundo de lixo que as cerca : por exemplo, uso no meu browser uma extensão que permite que eu baixe um dado vídeo e o assista fora do site do YT, porque não seria possível um software que se for o caso baixe e disponibilize para a criança apenas os vídeos que pertençam aos canais X, Y ou Z que eu sei que são seguros ??
        Infelizmente isso parece ser um software útil, então nunca vai ser desenvolvido, neguim não tem interesse em desenvolver nada que seja útil…

        • SacoCheio

          Pra quê app? Eu baixo pra minhas filhas no savefrom.net ou keepvid.com. Nem sempre se tem wifi…

          • Comprar DVD nunca é opção, né?

          • SacoCheio

            Não, nem tenho mais.

    • Atilagr

      Sim o youtube kids permite tu restringir todo o acesso da criança. Limitando aos vídeos de apenas um ou mais canais selecionados, não permitindo qualquer busca por vídeos externos aqueles dos canais selecionados.

      Prefiro usar ainda um aplicativo chamado Touch lock, o qual trava a função touchscreen do celular/tablet, então toda vez que termina um vídeo, minha filha precisa que um adulto com entendimento de como destravar o aplicativo coloque um novo vídeo para ela, travando antes de entregar o aparelho para ela.

      • Marrudiqué Aucê Silva

        Adorei essa ideia vou usar

  • Germano

    Não está relacionado, mas ainda assim isso me lembrou uma ocasião em que a patroa, para fazer nosso filhote de então 4-5 anos sossegar, achou um desenho na TV a cabo que assinávamos antes de dar a bica para ficar só com o Netflix. Notando que isso funcionou por muito mais tempo do que costumava, ela foi la ver que desenho maravilhoso era aquele que havia achado. Era um episodio de South Park.

    • Isaias Freitas

      Vixx.. 😅😅😅

    • Rodrigo M

      Putz!

    • Yskar

      Esse com certeza aprendeu a falar “filho da puta” com o Cartman!

  • major505

    A internet não é segura para crianças. (ponto).

    • Moisés Fontana

      Resumiu tudo em uma frase.

      • major505

        Quando pai e mão fala que deixa filho pequeno sozinho navegando na internet a primeira coisa que mostro é aquele video do “Sherek is love, Sherek is life”

  • Moisés Fontana

    Eu me vi obrigado a confiscar o tablet de minha filha. Me doeu o coração, sério, doeu mesmo. Usada da forma correta a tecnologia pode agregar muito no conhecimento de uma criança.

    Ocorre que até mesmo no YT Kids estava aparecendo uns videos onde adultos vestidos de heróis como homem-aranha, Thor etc e personagens do filme Frozen faziam coisas que são totalmente avessas para mente de uma criança de 5 anos.

    Minha filha começou a ter medo de ficar sozinha dentro de casa, tinha medo de ir ao banheiro sozinha, tinha medo de sair da sala e ir até a cozinha, começou a ficar agressiva, falar palavrões, e, após uma conversa séria com ela cheguei a conclusão que os desenhos exibidos no YT Kids estavam dando um nó na cabeça dela.

    Após 3 meses sem o tablet nem parece mais a mesma criança, então, fica um alerta aos pais que leem o meiobit, cuidado com o que as crianças andam olhando na internet.

    • Vin Diesel

      Um pai serio no meio da multidao, que faz o filho, nao quer abortar e depois deixa para os outros criarem, como babás, professores, e ou a auto criação na rua, escolinha…

      • Moisés Fontana

        É bem complicado ser um pai sério ou uma mãe séria na correria que vivemos nos dias atuais, mas tanto minha esposa como eu damos duro pra manter a linha de bons pais, esperamos estar no caminho certo.

        • Izaltino

          Sim Moisés… tenho um filho de 5 anos tbm e realmente está complicado nos dias atuais… Os pequenos precisam de nós e nós, como nunca, devemos estar atentos ao que eles estão assistindo e fazendo! Com a correria atual fica quase impossível de se tornar multitarefa, mas não podemos desistir!

    • Yskar

      Parabéns, continue sendo um bom pai, gente como você é coisa rara hoje em dia!
      Por entender que a internet é um meio ultra caótico nunca deixaria um filho meu ter acesso irrestrito a nada que possa se conectar a ela.

      Por que você não baixa manualmente os capítulos dos desenhos que ela gosta com o atube catcher em MP4 e transfere para o tablet? (não sem antes desconfigurar o wifi do tablet, claro)

      • Moisés Fontana

        Obrigado Yskar.

        Sobre baixar os desenhos, eu tenho feito isso. Tenho um servidor central em casa onde armazeno os videos e rodo eles na TV.

    • Isso realmente me fez lembrar daqueles jogos bootleg em flash que tem aos montes em sites infantis. Como se já não bastasse as quebras de copyright grosseiras, as temáticas dos games me fazem duvidar seriamente da procedência daquilo…

      • Moisés Fontana

        Concordo plenamente!

    • LLS

      Cara eu passo por isso também, meu filho assiste um do Spiderman e o Mcqueen o Youtube coloca esse vídeo na sequencia. No começo eu deixei mas depois que parei um pouco para assistir, tirei na hora. Eles só ensinam o que não presta, e as crianças aprendem muito rápido. Pra se ter uma ideia um dia meu filho estava contanto até o dez coisa que aprendeu assistindo vídeos. Meu parabéns pela dedicação, e tem alguns vídeos que mesmo com toda a inocência ainda devemos restringir aos nossos filhos pois os personagens são muitos burros e como eu disse nossos filhos aprendem.

      • Moisés Fontana

        Esses videos que comentei tbm o YT aqui coloca na sequencia. Minha filha começou na época assistindo Peppa, Patati, Galinha Pintadinha e o YT começou a sugerir e botar na sequencia de visualização esses videos toscos, mas pensa num troço tosco, cenas do tipo, Homem-aranha agarrando a Frozem pelo seios, tentando tirar a roupa dela, jogando ela no chão, fiquei pasmo.
        E pra ajudar ainda por cima são videos que possuem visualizações na casa dos milhões. Enfim, YT nunca deveria permitir esse tipo de conteúdo em um app de crianças. Denunciei vários desses videos e mais de mês depois continuavam online. Lamentável!

    • Marrudiqué Aucê Silva

      Tive o mesmo problema com meu filho de 4 anos, sempre deixava ele ver os desenhos no youtube, mas um dia reparando o que estava assistindo.. e era de Patrulha canina com avengers.. começou a aparecer imagens de capetinha, bruxas… eles apareciam e faziam os desenhos chorarem… batiam nos desenhos…. foi quando percebi a influência negativa, pois ele de 15 dias pra cá estava estremamente agressivo na escola… todo dia batia em um coleguinha e no ultimo dia bateu em 4 e a justificativa pra mim era que os coleguinhas estavam quietos e que ele não gostava de criança quieta..
      Até psicologo estava marcando pra ele, pois em casa e com os avós não havia essa violência.
      Após várias conversas, várias explicações quanto a bater nas pessoas, o castigo de sem brinquedos, sem passear, sem desenho não estava resolvendo.
      Optei pelo método a chinelada como ultimo recurso, Fizemos isso uma única vez, e realmente pra quem nunca fez é muito doido, O Meu esposo deu conversou e explicou o porque faria isso, deu as chineladas explicou novamente, sem alterar o tom de voz e mandou que ele fosse banhar.
      Graças a Deus foi a única vez, já se passaram 3 semanas e não houve mais nenhum incidente de agressividade na escola.
      Mas desenhos agora somente em canais como Netflix, e o meu esposo faz questão de sentar ao lado para assistir.
      Que essa mensagem quanto aos “videos” que achamos ser para crianças no Youtube chegue a vários pais que como eu, para que não seja tarde, descobrir o real motivo da mudança de atitude nas crianças.
      Obrigada pela explicação

  • Claudio Roberto Cussuol

    Deem uma olhada no canal CarneMoidaTV é bem nesse estilo.

  • Marcio Fiocchi

    Conclusão… faça seu filho se sujar na rua, brincando na praça, com as velhas e antigas porém boas tradições. Me perdoem os que permitem e acham que é o futuro. Mas deixar crianças com tablets, smartphones é no mínimo para se desonerarem de estarem com as crianças.
    Eu gostaria de estar fazendo várias coisas, mas quis ter filhos, agora, me dedico a eles, meu tempo, é o deles… no que depender de mim, eles vão sempre curtir longe das tecnologias apesar de conhece-las, pois estamos cansados de saber o que se esconde muitas vezes por trás delas.

    • Flávio Pedroza

      E a violência? Antigamente dava pra deixar a molecada solta, hoje em dia sei não…

      • Germano

        Exato. Famílias que vivem em apartamentos de grandes centros urbanos acabam recorrendo as diversões eletronicas. Nao e o ideal, mas e o que há.

        • Marcio Fiocchi

          e o que se pode fazer na área comum do condomínio? pq elas ficam tão vazias? Moro em um condomínio de casas, e tenho próximo à minha residência uma praça que está sempre vazia, salvo por uma escolinha de futebol que tem de vez em qdo, nem jogar no campo as crianças jogam, não fazem piques, nada, a desculpa também é a violência mas digo que o fator é ‘falta de tempo’ dos pais, é mais fácil e simples dar um telefone ou tablet na mão das crianças e deixá-las quietas enquanto se assiste qq porcaria na tv ou se bebe uma cerveja etc.. ao passo que deveríamos sempre estarmos com nossas crianças, sendo crianças com elas… precisamos reavivar esse gosto e por isso devemos fazer o máximo possível. Jogos de tabuleiros, quebra cabeças, piques, bicicleta, o que puder ser feito no condomínio, na rua, dentro de casa.

      • Marcio Fiocchi

        Sempre há o que fazer seja no quintal, ou dentro do condomínio, reunir os amiguinhos. o adulto pode aproveitar o conhecimento e o fato de ter, ou pelo menos deveria ter, que ficar cuidando sempre da prole, nunca deixando-os de lado, o pai ou a mãe pode inventar brincadeiras etc… Quebras cabeças, jogos de tabuleiro, pião, damas, etc… os pais podem e devem ensinar isso e muito mais, cabe a nós a mudança do futuro se deixarmos nossos filhos sem assistência, com tecnologia na mão pra ver o dia inteiro desenho, criaremos pessoas com alto grau de probabilidade de ter pouco trato interpessoal, desenvoltura, saber lidar com os outros etc… A violência pode ser vilã cada vez mais, mas como disse, sempre há como tentar se safar dela, fazendo as reuniões, como disse, dentro de casa, quintal etc.

    • Marrudiqué Aucê Silva

      Na rua não é a melhor escolha, infelizmente eles não terão o privilégio que tivemos, no nosso tempo.

      • Marcio Fiocchi

        Depende do lugar! Mas pode ser no quintal, dentro do condomínio, o fato é que devemos sempre estar por perto e incentivá-los a brincadeiras lúdicas, divertidas e que reúna os amigos. Jogos de tabuleiro, piques, etc… se for possível a rua, tudo bem, se não, trancafiar e dar-lhes um gadget para fazer o que bem entende, não é solução.

  • Dan718

    Já havia apagado o app do YT e do YT Kids do tablet que meus filhos usam. Querem ver vídeos no tablet? Só usando o app dos canais e da operadora, onde sei o que é oferecido e posso filtrar resultados por idade

  • Rita Cytryn

    Vc deixaria o seu filho/a de 5 anos à noite em uma rua escura sozinho, acompanhado de qualquer pessoa que se aproximasse? A resposta eu sei que é não. Então como pode deixar uma criança por si mesma ir a todo e qualquer lugar do mundo web, tenebroso e obscuro sozinho? Nosso mundo não permite espaço para idiotas, ingênuos e desinformados.

  • DanielBastos

    “drogada e tinha os dentes arrancados”
    Vc ta dizendo que Happy Tree Friends não é pra crianças? Não acredito …

  • Se você deixa pro YouTube decidir o que seu filho deve ver, você é um pai inútil. Se você quer dar um tablet pro seu filho se achando o melhor dos pais, você deveria ter seu filho tomado de você. Se você acha que Internet é pra criança usar, você é burro, estúpido e totalmente idiota. Faça histerectomia ou vasectomia.

  • renilde medeiros

    eu baixei varios videos infantis para minha filha de anos e ela amou e desinstalei o youtube

  • temgracaounao

    Tudo que é automático é passível de falhas. Acho que de verdade o que falta no YouTube, em geral, são pessoas para moderar os conteúdos, seja no Kids, que nunca usei e nem conhecia, seja no principal que uso e tenho até um canal.

  • Cláudia Soriano

    Além desse risco, tenho observado um incentivo maior por parte dos pais para que as crianças fiquem grande parte do tempo ligados à esses aparelhos. Para comer, quando estão num supermercado com os filhos ou até passeando dentro de um shopping (vale salientar que seria melhor em locais arejados). Percebo cada vez mais um isolamento desses seres tão pequenos, que mesmo em ambientes em que poderiam estar interagindo com outras pessoas ou até mesmo contemplando o mundo, ficam VIDRADAS nos tabletes, celulares ou afins. Triste isso. Fico imaginando como serão essas crianças quando crescerem.

  • Adilton Marques

    O que percebo nos comentários é um debate sobre Crianças e Tecnologia. O serviço tem falhas, não existe algorítimo 100% eficiente, mas cabe os responsáveis monitorar, denunciar e reportar vídeos inadequados. Não existe serviço 100% livre de conteúdos inadequados.

  • Helder Santos

    isso e chapado de ytp e na versão brasileira e ytpbr e traduzindo fica YouTube poop e youtube poop br

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis