Fundador da CD Projekt diz que eles não tinham ideia de como fazer um jogo

Apesar de ter sido fundada em 1994, muitas pessoas só vieram tomar conhecimento da existência da CD Projekt recentemente, quando a empresa polonesa lançou o espetacular The Witcher 3: Wild Hunt. Por se tratar de um título enorme e com tanta qualidade, é natural pensarmos que eles já nasceram grande, sabendo exatamente onde queriam chegar, mas não foi bem assim.

Em uma interessantíssima entrevista concedida ao site Glixel, Marcin Iwiński contou como tudo começou e revelou alguns detalhes bacanas sobre esta que hoje é uma das desenvolvedoras mais elogiadas (e adoradas) do planeta.

Comecei a companhia com um amigo do colegial, Michał Kiciński. Começamos como distribuidores de games, mas para ser sincero, não éramos muito bons em distribuição. Éramos muito bons em jogos, em pegá-los e sermos os primeiros a localizá-los para a Polônia.

 

No início, grande parte da nossa motivação para começar a companhia foi termos acesso a novos títulos. Isso soa estúpido, mas éramos deuses. Éramos os lordes que estavam decidindo o que seria distribuído na Polônia e o que não seria. Então estávamos tendo acesso a todas essas coisas… Nosso horário ia das 10h às 16h e cocei minha cabeça e pensei, ‘o que estamos fazendo?’ É claro! Estamos fechando mais cedo para jogar.

Iwiński então disse que ele e seu sócio começaram a cogitar a ideia de criar seus próprios jogos, algo que ele admitiu que não tinha a menor ideia de como poderia ser feito. Após algumas conversas, a dupla chegou a conclusão de que um bom ponto de partida poderia ser a série de livros Wiedźmin, do também polonês Andrzej Sapkowski e o principal motivo seria a ambiguidade moral presente em suas histórias. Entregar um jogo que não fizesse muita distinção entre o bem e o mal parecia algo fantástico. Eles então pegaram como exemplo o que a BioWare entregava com seus RPGs, começaram a desenvolver personagens mais complexos e um sistema que permitisse ao jogador tomar várias decisões que influenciassem o desenrolar da história. Foi assim que nasceu o The Witcher.

Mais de 20 anos depois de Marcin Iwiński e Michał Kiciński mirarem nos games para ter acesso antecipado a eles, hoje a CD Projekt é um monstro que fatura milhões de dólares todos os anos e que tornou-se respeita por defender o fim da DRM e principalmente, por focar na criação de um grande título por vez, conseguindo assim oferecer jogos com muita qualidade.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Thiago Cururu

    Não faz uma semana que resolvi jogar pela conta compartilhada de um amigo. Olhei o texto e conferi que já tenho 31h jogadas, todos os DLC na lista de desejos e só esperando uma promoção do Steam para acrescentar a minha conta. É muito bom mesmo!
    Edit: Estou falando do The Witcher 3

    • Rijanio

      Cara o jogo realmente é fantástico, só não comprei as DLCs ainda por que ainda estou zerando o jogo base, muito ocupado e muitos jogos. Mas tô desfrutando essa delícia e a cada hora jogada só me entristeço pois sei que é uma hora que estou descontando de ficar mais perto de abandonar esse mundo maravilhoso. No mais quando zerar vou pegar as DLCs mesmo que estejam em preço cheio, o jogo vale a pena.

  • Pedron

    Witcher 3 realmente é uma obra prima… Virei bitch da CD Projekt Red… Tudo que esses caras quiserem vender daqui pra frente eu to comprando hauhauhauh
    edit: mal posso esperar por cyperpunk 2077

    • Felipe Cluk

      Eu tb to esperando ansiosamente, só espero que nao demorem ate 2077 para lançar pq nunca tem noticias desse jogo kkkk

    • Henrik Chaves

      A minha expectativa para o CP 2077 também está imensa. Ainda mais que teve uma leve referência a ele em um diálogo do Witcher 3. Fico pensando se CP 2077 referenciará Witcher 3.

      • Pedron

        Tu está falando sobre o diálogo entre o Geralt e a Ciri quando ele encontra ela pela primeira vez? Sempre fiquei na dúvida se é mesmo uma referência ao CP 2077 ou se é uma referência ao nosso mundo…

  • Espero que a CD Projekt continue seu belho trabalho, e não se corrompa como as outras gigantes por aí que nem preciso citar o nome né. O suporte que esses caras deram ao The Witcher 3 no Brasil conquistou meu respeito.

  • Eles merecem um Tocantins inteiro

  • Othermind

    “entregar um jogo que não fizesse muita distinção entre o bem e o mal”

    Conseguiram atingir esse objetivo… Principalmente com Geralt de Rivia…. JOGAO

  • Depois do péssimo trabalho em The Witcher, era evidente que os caras não tinham muita experiência mesmo. Ainda bem que souberam evoluir o suficiente para cometer o 2o, que é superior em muita coisa em relação ao 3o. Pena que não devemos mais ver nada de Geralt por aí…

  • Vinícius

    Nunca joguei, mas só por saber que esse jogo ofuscou completamente Metal Gear Solid V em 2015 a CD Projekt Red já tem o meu respeito.

  • Tharcio Souza

    Eles merecem tudo que conquistaram. E não só pela maravilhosa série The Witcher, mas tbm por respeitarem os jogadores e visarem a qualidade acima do lucro. Deveria servir de exemplo para outras produtoras grandes.

  • Unfear

    Ainda não virei o Witcher 3, não quero que a magia chegue ao final nunca kkkkk

  • Breno Zan Huke

    Arrrg ” e ele seu sócio” meu cerebro se recusando a interpretar diferente de “ele e seu sócio”, fiquei em um loop infinito de “vc leu errado seu estupido”, “mas quer dizer isso”, “leu errado”,”é isso” …. :S conflitos de areas do cerebro… malditos sejam

  • OverlordBR

    Eles então pegaram como exemplo o que a BioWare entregava com seus RPGs,
    começaram a desenvolver personagens mais complexos e um sistema que
    permitisse ao jogador tomar várias decisões que influenciassem o
    desenrolar da história.

    Pegaram um ótimo exemplo!

    Bioware foi a responsável por Baldur’s Gate… uma série de RPGs onde a quantidade de decisões que teus personagens podem tomar é tão grande e influencia em uma míriade de maneiras na estória que o replay value dos jogos é absurdamente alto!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis