Acompanhe amanhã o lançamento do satélite brasileiro SGDC

visiona

O SGDC-1 — Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas não é brinquedo não. É dos grandes, um bichão de 5,8 toneladas, que permanecerá em órbita geoestacionária sobre o Brasil por pelo menos 15 anos. Ele é fruto de um projeto de R$ 1,3 bilhão; que começou em 2013 e envolve a Telebrás e o Ministério da Defesa.

Ele possui duas funcionalidades: Militar e Civil. Na área militar ele proverá telecomunicações seguras para as Forças Armadas, aliviando a dependência de satélites estrangeiros. A parte civil, que compõe 90% do projeto pretende prover internet para provedores em localidades remotas (tipo meu bairro, onde a Oi só fornece até 10 Mbit/s). São 50 transponders de banda KA, com 58 GB/s de banda e mais 7 transponders de banda KS, alimentados por 11 kW fornecidos pelos painéis solares.


Thales — SGDC: the Brazilian dual communications satellite

Antes que você lembre de nosso histórico, CALMA. Ele foi construído pela franco-italiana Thales Alenia Space, uma das empresas mais tradicionais do ramo. Eles constroem os ATVs, aquelas naves-cargueiras para a ISS, satélite pra Thales é pinto.

O SGDC é baseado na plataforma Spacebus 4000C4, uma espécie de chassis-padrão para satélites, que é customizada de acordo com o cliente. Foram lançados 74, 5 foram destruídos por falha no foguete, somente um deu problema com um vazamento de hélio.

25-sgdc-catr

O lançamento será feito com um Ariane-5, outra plataforma extremamente confiável, depois que aprenderam a não reutilizar código do Ariane-4 no sistema de vôo. Neste momento o SGDC, junto com o Koreasat estão quentinhos aconchegados dentro da carenagem do segundo estágio, esperando para o lançamento. Carenagem esta que como tem pintada a bandeira brasileira, espero que quando for achada no Pará o jornaleiro que cobrir o caso não chame de “objeto não-identificado”, como fez o G1, incapaz de LER “UK SPACE AGENCY” na carenagem.

va236-pose-logo-au-baf-le-09032017

O lançamento será amanhã, 21/3/2017, a janela de lançamento se estende entre 17:31 e 20:20. A transmissão no site da Arianespace começa em geral uns 40 min antes. Como sempre vamos cobrir tudo ao vivo no Twitter do MeioBit, e desde já agradecer ao INPE e a AEB por terem nos convidado para o lançamento… — ah peguei vocês, pegadinha do malandro. Não estão divulgando nem no Twitter deles…

No Brasil o SGDC será gerenciado pela Visiona, uma join-venture entre Embraer (51%) e Telebrás (49%), e se você acha que não pensaram em transferência de tecnologia nessa brincadeira, está muito errado. A Thales montou um escritório em São José dos Campos, mais de 30 engenheiros forem treinados em técnicas de construção aeroespacial, e uma empresa brasileira contribuiu com um suporte de alumínio pra baterias. Não é nada não é nada, já é um avanço, depois da gente não ter conseguido um serralheiro pra fazer uma estante de metal pra ISS.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples