Switch lidera vendas pelo mundo afora e PS4 liderou fevereiro nos EUA

Laguna_PlayStation_4_Pro_and_controller

PS4 Pro: por cem dólares a mais você leva maior potência e um DualShock mais iluminado (crédito: Venture Beat)

O mês de fevereiro foi o último onde a dupla PS4 e Xbox One fazia a festa nos Estados Unidos. Do dia 29 de janeiro ao dia 25 de fevereiro o console da Sony venceu mais uma vez o da Microsoft no segundo maior mercado de games do mundo.

Isso mesmo: pelo quarto mês consecutivo, a família PS4 venceu na casa do Xbox One S. O único lançamento exclusivo relevante do console da Sony no período foi o Nioh (Koei Tecmo, lançado dia 7 de fevereiro).

Aliás, o mês do console da Sony foi turbinado com o fenômeno Resident Evil 7, lançado ao final de janeiro e que justifica uma experiência exclusiva com o PS VR. Embora o NPD só contabilize até o final de fevereiro, meio que já sabemos quem vai liderar março. Ele mesmo, o Nintendo Switch.

Laguna_Nintendo_Switch_Powerbank_peq

Qual o melhor powerbank para o Nintendo Switch? Saiba as especificações aqui (crédito: Tech Test)

Enquanto no Japão o console da Nintendo vendeu quase 330 mil unidades nos três primeiros dias, lá na França o Switch também fez bonito: vendeu 105 mil unidades apenas na sexta-feira (03/03). O número é maior do que o recorde de 95.000 unidades do Wii original lá em 2006. Zelda: Breath of the Wild do Switch teve 96 mil cópias vendidas, mas somando com as do Wii U o número total é de 130 mil cópias físicas. Vive la France!

Na Espanha, o Switch vendeu 90% do estoque que havia nas lojas. Como a Nintendo enviou 50.000 unidades às lojas daquele país, o console vendeu 45 mil unidades nos três primeiros dias. O PS4, por exemplo, era o recordista vendendo 38 mil consoles no primeiro fim de semana. Detalhe que o Zelda no novo console vendeu basicamente o mesmo número de cópias físicas, um attach rate de quase 100%, algo nunca visto naquele país.

Ainda na Europa, a Nintendo do Reino Unido disse que o Legend of Zelda: Breath of the Wild do Switch de uma forma geral é o maior lançamento da japonesa no velho continente, com as vendas do principal jogo durante o final de semana superando as do Wii Sports em 2006. O mesmo pode ser dito na Oceania, onde o Switch e o novo Zelda bateram recordes de vendas na Austrália e Nova Zelândia.

Enquanto isso, no continente americano…

Em entrevista, my body is Reggie Fils-Aime disse que a versão Switch do Zelda: Breath of the Wild foi o jogo de lançamento mais vendido (não incluindo bundles como no caso do Wii Sports) de todos os consoles Nintendo. Superando até mesmo o até então imbatível Super Mario 64 nos EUA.

Apesar dos dados de vendas do Japão e da França, a Nintendo preferiu omitir por enquanto os números de vendas dos outros países. Mesmo assim, tudo leva a crer que no mundo civilizado o Switch pode ter uma boa trajetória de vendas, mas só o tempo poderá nos dizer se vai ser um novo Wii ou um novo fracasso Wii U. Particularmente acho que está mais para Nintendo 64.

Fontes: GameSpot e The Verge.

Leia também:

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Emanuel Laguna

O “tio Laguna” nasceu no Siará em meio à Fortaleza de 1984. Sempre gostou de brincar de médico com os aparelhos eletrônicos e entender como um hardware dedicado a jogos funciona, mas pretende formar-se como Engenheiro Eletricista qualquer dia. Antes apaixonado pelos processadores gráficos desktop, vê nos smartphones, tablets e outras geringonças mobile o futuro da computação.

Compartilhar
  • Islan Oliveira

    Como não sou da época, dizer que ele será um novo N64 significa exatamente o quê?

    • Wallacy

      O 64 pode ser considerado um sucesso, teve suas inovações, era reconhecidamente a melhor plataforma multiplayer. Mas no final ficou atrás do PS1.

      As inovações do 64 também foram, bem assim… como posso dizer… inovações pero no mucho. Bem como o Switch. É uma novidade, claro, mas nada totalmente inesperado (o que não é demérito, evoluir é importante, não precisa de inventar tudo sempre).

      Acho que ele quis dizer: bom, mas não a ponto de reinar.

      Considerando que parte do apelo do PS2 era algo além do mundo gamer (rodar DVD), se pegarmos a ótica de “algo novo além de jogar” (e ignorar a parte de media center que já é comum)… Ele pode ser até um novo PS1, se a Nintendo aproveitar bem o fator “tablet”…

      Mas como Nintendo tem histórico de decisões questionáveis, só nos resta aguardar. Se for um 64 pra mim vai ser perfeito, eu preferia ele pelo multiplayer, acho que no caso do Switch continuo preferindo também.

    • Cristiano Viana Alves

      Já imaginou seu controle sem os direcionais analógicos? Agradeça a popularização dessa ferramenta ao N64. Gosta da função que faz o controle do seu PS4/Xone vibrar? Idem.

      • Goemon

        Acho que ele quis dizer que o analógico do N64 era fraquinho. Quebrava rápido.
        A inovação foi ótima, mas o dualshock era um joypad infinitamente melhor pensado (copiado), na minha opinião.

        • Gesonel o Mestre dos Disfarces

          Também pudera, com aquele mario party não tinha controle que aguentava!

          • Marco Gesteira

            Mario Party é sinônimo de destruidor de controles/telas em qualquer console/portátil que ele foi lançado… mas as disputas eram as coisas mais divertidas da minha infância!

          • Jaffy

            Jogamos no Wii até hoje entre 4 jogadores.
            Nada mais engraçado que adultos bêbados brigando no jogo. xD

        • Rômulo Catão

          o mecanismo do dualshock, apesar de ser o mesmo tipo de tecnologia (já abri ambos) era de metal, infinitamente mais bem construido, não dava folga com o tempo.

      • Rômulo Catão

        lembro que jogar a fase do tobogã no mario 64 com controle novo era uma maravilha, com controle velho era uma merda.

        perdi a conta das vezes que tive de abrir pra colar o direcional do controlão do 64 do meu primo porque espanava tudo, depois de um tempo o analógico só funcionava a metade do curso, a outra metade ficava na folga.

        já o dualshock era outra estória, ou funcionava, ou não, o problema dos dualshocks antigos era o cabo, mas isso é 1000 vezes mais facil de resolver, não precisava comprar nada.

        não estou negando a inovação, apenas a qualidade.

        lembro que meu vizinho possuia um controle de 64 com os mecanismos do analógico de metal, esse não dava problema, mas custava os dois olhos da cara, o original éra bem ruinzinho.

    • Rômulo Catão

      Nintendo 64 foi meu sonho de consumo durante muito tempo, mas depois que comecei a ver os pros e os contras decidi (na época) pelo PS1 por um monte de motivos.

      PS1
      dava pra copiar os jogos.
      jogos maiores, tecnicamente tamanho infinito trocando os CDs, tive um final fantasy 9 que tinha 4 CDs. enquanto o N64 tinha apenas 32 MB de capacidade.
      um absurdo de mais jogos.
      era mais facil conseguir jogo, download ou copiar do emprestado.
      o controle do PS1 não estragava o analógico, o do N64 zuava o mecanismo do analógico rapidinho.
      Gran Turismo.
      Diablo.
      Silent hill.
      memory card (o cartucho pirata do N64 não salvava).

      N64
      antialising
      controle melhor
      mario 64.
      Star Wars Shadows of the Empire

      apesar de o console possuir capacidade pra entregar graficos melhores, considerando a limitação de espaço todas as texturas eram pequenas, então no final das contas no PS1 ficava melhor porque as texturas eram maiores.

      Antes que alguém venha discutir pirataria, lembre que a realidade da época era essa.
      depois do STEAM não comprei mais console.

  • Leon

    Bacana, esse Nintendo Switch já entrou na minha lista imaginária de sonhos de consumo… 🙂

    • tuneman

      Então não sou o único… A minha é “coisas que gostaria de ter, mas seriam supérfluas”.

  • Kirk

    Pode ser um sucesso se a Nintendo conseguir jogos para o Switch, porem pelo histórico dos últimos consoles eu tenho minhas dúvidas. Particularmente, excluindo 2 ou 3 franquias, eu não faria questão alguma de ter este console ao invés de um PS4 ou Xone.

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      Tá mais pra complementar.

    • Desde o Wii a Nintendo vem deixando claro que ela só faz o 2º console da casa, não o principal.

    • Jaffy

      Se os devs do 3DS migrarem pro Switch… ele vai ficar bem.

  • Cristiano Viana Alves

    O triste em ler todos esses números é saber que o Brasil, apesar do seu potencial, ainda é deixado de lado.

    • Djalma Vale

      O Brasil é deixado de lado justamente por causa de hater. É só olhar os comentários nos portais e sites sobre games.

      • BielSilveira

        Acho que é mais por causa do preço.

        • Jaffy

          Se viesse com preço justo (R$1200) … teria filas.

  • Magnosama

    Um tablet que tenta passar por console?

    Não, obrigado.

    • Pedron

      não vejo como um tablet… é um console portátil (a la Vita, 3DS e PSP) que também pode ser plugado na TV…

      jogo na tv de casa e posso continuar a jogatina enquanto viajo… melhor coisa… com certeza vou comprar um…

      • Magnosama

        Acho que se tivessem embutido um processador mais poderoso no dock de mesa, bem como armazenamento maior tbm no dock, poderiam ter aproveitado melhor essa mobilidade do tablet. Sem comprometer o desempenho numa tela grande.

        Sobre isso, praticamente todos os reviews o classificam como um tablet.

        • Goemon

          Acho que é um console, na minha opinião, até pq não dá pra fazer nada além de jogar. Se não me engano não tem apps do netflix, facebook, email, etc..

          • Magnosama

            Como eu disse, um tablet que tenta passar por console.

            p.s. receberá Netflix.

        • Pedron

          Só porque “praticamente todos os reviews” que VOCÊ leu o classificam como tablet, não significa que seja de fato um tablet…

          Qual é a definição de tablet? Uma tela maior que 6 polegadas com touch screen? Se sim, aí tu pode sim chamar o Switch de tablet… Mas aí talvez o 3DS também se encaixaria como tablet… E pro PS Vita ser um também falta pouco, só 1 polegada de tela… E tablets em geral, pelo que sei, não te oferecem a opção de plugar numa TV e jogar ali como um console…

          • Magnosama

            Para identificar um tablet basta se olhar pra ele.

            E sim, se praticamente todos os reviews o classificam como um tablet isso significa sim que, bem… ele é.

          • Para identificar um tablet basta se olhar pra ele.

            Então um Kindle é um tablet. O tablet da Xuxa é um tablet. Não é tão simples assim o mundo real.

          • Magnosama

            “Durante o final de semana, vários sítios na civilização puderam examinar a fundo o Nintendo Switch. Embora a Nintendo o venda como console de mesa que eventualmente vira portátil, toda a engenharia contida no dispositivo diz o contrário: ele é um pequeno tablet que se conecta ao televisor por meio do dock.
            Em boa parte dos tablets, a bateria ocupa a maior parte do interior do aparelho. No caso do Switch, digamos que a bateria é grande, mas talvez não o suficiente para alguns gamers mais entusiasmados.”

            Meio Bit.

          • Felipe Braz

            Lendo toda essa discussão só chego a uma conclusão possível:
            Se um comentarista do meiobit falou sua opinião sobre algo, então se trata de verdade absoluta e inquestionável.

          • Magnosama

            Vc é muito bom em tirar conclusões.
            Brilhante.

          • Felipe Braz

            Obrigado, fico lisonjeado com esse elogio vindo de alguém que citou três vezes o trecho do artigo aqui do meiobit como argumentação =)

          • Magnosama

            Bacana,
            além de bom em conclusões,
            é bom em outra coisa tbm,
            xD

          • Felipe Braz

            engraçado, sua mãe falou a mesma coisa. =D

          • Magnosama

            humm,
            agora descobrimos uma coisa que vc não é bom,
            tsc tsc tsc
            que pena, tava indo tão bem.

          • Felipe Braz

            como dizia, sua mãe não reclamou

          • Magnosama

            brilhante.

          • Felipe Braz

            não, a luz tava apagada mesmo

          • Jaffy

            Apesar de achar ridículo esse papo, tive que rir…. xD

          • Jaffy

            Legal que um fala da proposta interna e outro do visual externo… não é a toa que vocês ficam batendo cabeça aqui e ninguém dá o braço a torcer. uhahuahua

            Não dá para definir ele como:

            “Um console com aparência de tablet e com proposta de video-game portátil” ? Daí termina em empate… xD

          • Magnosama

            “Durante o final de semana, vários sítios na civilização puderam examinar a fundo o Nintendo Switch. Embora a Nintendo o venda como console de mesa que eventualmente vira portátil, toda a engenharia contida no dispositivo diz o contrário: ele é um pequeno tablet que se conecta ao televisor por meio do dock.
            Em boa parte dos tablets, a bateria ocupa a maior parte do interior do aparelho. No caso do Switch, digamos que a bateria é grande, mas talvez não o suficiente para alguns gamers mais entusiasmados.”

            Definição aqui do Meio Bit.
            Você pode reclamar mais se quiser.

          • Wallacy

            Pois é, o Laguna nem sempre está certo… Depois entro no Steam para dar um tiros nele (já faz uma década que não jogo).

          • Magnosama

            Concordo,
            nem sempre está certo.
            Porém, esta é das vezes em que ele acerta em cheio.

          • Wallacy

            Não, pois o processador Tegra X1 nunca foi feito para sistema móvel inicialmente (e sim automotivo) , ele tem uma TDP muito alta, logo a bateria não poderia ficar atrás do processador como seria o caso de tablets de 6 polegadas. Todos os sistemas baseados no X1 rodam em underclock enorme, muito maior que a customização do Switch, que até onde se sabe pode até ser um Parker (espero a Chipworks liberar a die shot logo).

            Daí temos:

            Dock Switch — me diz qual outra tecnologia que faz Switch dessa forma? Eu trabalho no segmento, e te digo que só existe uma: SDI. HDMI e DisplayPort tem handshake muito grande, não daria. Então ponto aqui para algo que não existe no mundo tablet.
            Game card: qual tablet você compra jogos e pluga nele?
            Controllers: como são os jogos de tablets? Touch né? Como são jogos de console? Primariamente via controles né? Qual tablet você compra que já vem com dois controles para multiplayer? E qual desses você pode remover usar em um dock, e jogar na sua TV com jogos pensados para isso?

            Poderia continuar… mas você se esquece que a unica diferença de um console para qualquer outra coisa é que o console é uma plataforma DEDICADA A JOGOS! Só isso! Jogos são feitos para consoles pensando nas características dedicadas dele, SDK, API, sistema operacional, tudo.

            Se você se esquecer o conceito de console, nem PS4 nem XBOX podem ser considerados consoles também… Apenas computadores fracos.

          • Magnosama

            Vc trabalha no segmento e parece ter uma visão mais estreita do que a de quem está fora.
            Porque as peças usadas na confecção deste tablet, usualmente não eram usadas em tablets, LOGO, este não é um tablet.
            Me desculpe, mas essa é uma lógica totalmente distorcida.

          • Wallacy

            Uai, pegou só um trecho? Só falei do dock switch pois é algo que trás uma experiencia que você não pode replicar no outro segmento… Tal como os cartões, os controles, poderia falar do sistema operacional, e bem.. muito mais coisas. Ou seja, um sistema que a unica coisa que tem de comum com um tablet é o formato externo e processamento simular, e todo o resto comum a um console é um tablet e não um console? Nem por aproximação forçada isso faz sentido.

            Você se esqueceu a maldita definição de console? Ouya é console. Não importa se o processamento é pequeno, e parece um media-center comum, ainda é console.

            Ultima tentativa:

            * Console *
            O que é: Plataforma dedicada a games.
            Formato: Qualquer um.
            Poder de processamento: Quanto mais melhor, porém tanto faz.

            Mais um pouquinho:
            Posso fazer o mesmo que faço no console X/Y/Z usando o equipamento M/T/U?
            Não, pois consoles possuem de modo geral tecnologias embarcadas que o diferenciam completamente de qualquer outro equipamento, assim sendo, se transformam em PLATAFORMAS de games.

            Mais um pouquinho para instigar:
            Até o PS3 e o XBOX 360 eram consoles de raiz… Ironicamente, o PS4 e o ONE não trazem nada de novo em relação ao que foi incorporado nos computadores. Posso argumentar que se formos pegar a definição histórica de console, PS4 e ONE são os menos consoles que já saíram. Mas bem, como ainda possuem sistemas operacionais dedicados damos credito.

          • Magnosama

            Tipo,
            vc acha que agora conseguiu provar por A mais B que o Switch não se trata, enfim, de um tablet?
            Porque ele está cheio de penduricalhos, anexos, logo não se enquadra na classificação de tablet, já que nunca antes na história dos gadgets ninguém colocou controles, docks num tablet…

            Blz, Wallacy
            Temos muita gente que escreve sobre tecnologia, e que não tem todo esse seu apuro técnico e visão mercadológica propagando bobagens por aí. Vc está sendo desperdiçado, cara.

          • Wallacy

            Ok, concordamos em descordar.

            Visão também não é só minha, visite o ars technica por exemplo e verá que minha opinião é compartilhada por outros.

            Você acha que porque alguns autores concordam com você, você está 100% correto. Em minha opinião você falha miseravelmente na definição de console.

          • Magnosama

            Não acho que estou 100% correto, Wallacy
            E nem dei definição de console. Só não me convenci com os seus argumentos.
            Enfim, concordamos em descordar,
            abs

          • Jaffy

            Corroborando com seu comentário… esqueceu de citar o Steam Box… que é um console tanto quanto um XOne… ou seja… um PC camuflado , com OS próprio.

          • Pedron

            Esquece o cara, ele só está de zoeira huahuahua… Não é possível…

          • Jaffy

            Mas gente….
            Tem console PORTÁTIL e console de MESA.
            Nintendo Switch é um portátil que pode ser jogado como de mesa.
            É um New3DS+ com controle destacável e dock para tv, assim como já se viu em outros produtos.
            E é um ”tablet” só pelo formato… não pela proposta.

            Vocês tão discutindo muito por algo que é claro. xD
            Fim!

          • Wallacy

            Claro que é. O visual de tablet é óbvio.
            Se é um console de mesa que pode ser usado como portátil ou o contrário é bem pessoal, do uso de cada um. Afinal poder de processamento não define console de mesa (Ele é mais podeso que o WiiU, já é alguma coisa).

            O problema que o colega diz que é um tablet disfarçado de console. É em minha opinião desfazer por completo tudo que o faz ser considerado um console.

            Um smartphone é um tablet pequeno e vice versa.

            Não me importo muito com rótulo. Mas se ele se dar o trabalho de argumentar sobre o principal foco do dispositivo, chamando de algo que desmerece todo o trabalho feito no console. Também posso fazer o mesmo, tava com tempo no momento hehehe

          • Pedron

            Beleza champz…

            A engenharia pode até ser de tablet, tanto faz, to cagando e andando pro que tá dentro dele… Nunca vou abrir mesmo hauhauhau… A questão aqui é o conceito, sobre as funcionalidades que o bagulho te oferece… E nesse ponto ele é muito mais um console mesmo…

          • Magnosama

            A questão não é o conceito,
            a questão é que ele é um tablet tentando se passar por um console, Champz…

          • Olha, não sou o dono da verdade absoluta. Posso ter errado, mas convenhamos que o Switch tem muito pouco de console não-portátil.

        • Wallacy

          Você sabe que co processamento externo não é algo simples né? Atualmente seria via Thunderbolt, que é proprietário da Intel. É uma ideia bem ridícula inclusive, é mais pratico colocar um sistema de resfriamento no dock e fazer throttle do processador. Que inclusive é o que é feito, exceto pelo resfriamento adicional.

          Console mal saiu e as pessoas acham que já “viu” tudo…

          O PS4 é apenas um computador em um case menor ué… Podemos simplificar da forma que quiser.

    • Diogo

      Sim, e o seu ponto é…?

      Não entendi o problema nisso. Um tablet gamer que possui um dock pra transmitir na TV e dois controles que funcionam tanto individualmente (pra 2 jogadores) quanto em conjunto, neste último caso acoplado ao console ou a um game pad.

      Não é válido como console?

      • Magnosama

        Meu ponto é,
        tentando ser um hibrido, não é bom como portátil e não é bom como console.
        Fracassa nas duas propostas.

        • Diogo

          Acho que é cedo pra dizer isso. O Switch não veio pra substituir a linha de consoles portáteis da Nintendo (pelo menos não a princípio), apesar que eu concordo que ele é de fato um tablet.

          Quanto a ser um console (de mesa, que é o que eu acho que você quer dizer), bom, ao menos a proposta tá sendo melhor que a do Wii U… Embora ainda não esteja no nível dos concorrentes (PS4, Xbox One), quem compra um Switch já tem isso em mente. Só o tempo vai dizer se vai dar certo ou não.

          • Magnosama

            Concordo que é cedo,
            pode se sair melhor no futuro, não acho que essa seja uma avaliação definitiva.

          • Matheus

            Eu acho o Switch interessante, porque ele une tudo já feito até hoje, seja pela Nintendo ou pela concorrência, em um pacote só, e faz bem feito até. É bem organizado e muito fácil de usar. Talvez seja que nem o Wii: inicialmente será um sucesso, mas depois comece a capengar por causa do hardware. Mas, hey, porque não uma versão melhorada que nem o New Nintendo 3DS? Ou vender separadamente uma Dock que amplia o poder de processamento? Acho que a Nintendo fez uma ótima sacada com o Switch e a Dock, pois você não precisa comprar outro console, apenas um acessório novo.

          • Magnosama

            O conceito do Switch é muito bom mesmo.

    • raphs

      Manja muito neh, deve ter passado horas jogando para ter essa opinião.

    • Kheiron

      foda-se bro, ninguem quer saber se você quer ou não, designer de produto. Ta vendendo independente disso…

  • Maxnoob

    “my body is Reggie” hahaha

  • bruno miranda

    O Switch é uma máquina de Zelda, olha os números da França, nesse dados estão inclusos as compras pela eshop?

    • Só vendas físicas.

      • bruno miranda

        Não é nenhuma surpresa mas é interessante que só de vendas físicas Zelda teve mais de 90% de penetração se colocar as digitais deve beirar os 100%.

  • Germano

    Esse Zelda me interessa. Mas como e o unico que me interessa no console ate aqui, nao compraria o console hoje já por isso – mesmo que tivesse meios de faze-lo. O Wii-U nunca me interessou tambe porque teve so uma meia duzia de jogos, se tudo isso, que me interessaria nele.

  • Felipe Lino

    Nenhuma novidade, todo lançamento dos consoles da Nintendo é assim, vamos ver se vai sobreviver e se as Third vão apoiar o video game por muito tempo.

  • Manoel Jorge Ribeiro Neto

    O Wii foi um caso único, pois surgiu em uma época em que os smartphones e tablets ainda não tinham conquistado o coração do povo e os jogos online ainda não eram tão presentes como hoje. O maior erro da Nintendo foi achar que isso se replicaria com o Wii U, e ela só não entrou em falência por causa do 3DS. Acho que a Nintendo aprendeu a lição, e vai tratar o Switch de forma mais discreta, além de um melhor marketing. E sim, também acho que o Switch será equivalente ao N64.

    • Apesar de o Wii U ter sido um fracasso total, a Nintendo não teve prejuízo com ele.

      O lucro foi apenas o menor entre os console dela. Quem teve prejuízo com console foi a finada SEGA.

      • BielSilveira

        É a primeira vez que eu vejo que a nintendo não teve prejuízo com o WiiU. Quando o WiiU estava em sua vida-útil, eu sempre via notícias da Nintendo tomando prejuízo atrás de prejuízo

        • Jaffy

          A curto e médio prazo sim… mas no fim… o saldo foi positivo. Lembrando que eles ganham grana com licenciamento (software).

  • Mariano Santos

    Vou esperar a poeira baixar e a Nintendo renovar os estoques, com sorte em dezembro consigo uma boa promoção e importo o meu.

  • Pablo Lukan

    Mais uma vez a Nintendo falindo!!!

    • Realmente vai virar uma SEGA! 😛

      • ramim

        Seria muito bom! Imagina jogar mario e zelda no playsterco ou xbosta!

    • Bruno Costa

      A Nintendo não cansa de falir, é impressionante. Acredito que vamos vê-la falir por mais uns 70 anos, aí nossos filhos irão vê-la falir, nossos netos e por aí vai…

    • ASil

      Nintendo, falindo desde o século XIX

    • Wagner Andrade

      você perdeu uma excelente oportunidade de calar a boca

  • KappaKeepo

    “O único lançamento exclusivo relevante do console da Sony no período foi o Nioh (Koei Tecmo, lançado dia 7 de fevereiro).”
    ué, Kingdom Hearts 2.8, Gravity Rush e Nier Automata não contam?

    • Jaffy

      Kingdom Hearts não conta pois é de janeiro e é mais do mesmo.
      Gravity Rush merece ser citado pela qualidade (mas também é de janeiro), já Nier não é exclusivo.

      Nioh é de fevereiro… então ok.

  • Lokao 222

    Nintendo > Polystation >>> Playstation >>>> Xbox – FATO

  • Wagner Andrade

    meus pais viajaram hoje para a nova zelandia, como em abril é meu aniversario ja pedi um nintendo switch de presente hehe

  • Tiago G Maciel

    tenho um one s n tenho vontade de ter switch ou ps4 acho o xbox mais completo n tem tantos exclusivos igual o play 4 mas o poucos exclusivos q tem sao ótimos mas gostaria de ver a apple ou a nvidea lançar um console pra competir com a microsoft e a sony ou ate mesmo o Dreamcast mas reformulado esse era um console inovador com gráficos top nintendo so tem zelda e super mario

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis