Filho de Nimoy aprova a idéia de ressuscitar Spock

vlcsnap-00015

Não que seja tarefa fácil, primeiro você precisa explodir um torpedo de protomatéria em uma nebulosa com massa suficiente, criando o Efeito Gênesis, rearranjando os elementos transformando matéria morta em vida, criando todo um planeta, completo com atmosfera e bioma. Aí você lança o corpo em um torpedo fotônico adaptado, e espera a energia do planeta o rejuvenescer até a infância, em uma espécie de Benjamin Button espacial. Ah sim, quem ficou com o Katra do Nimoy?

vlcsnap-00017

Ok, mais simples talvez seja usar computação gráfica, como fizeram com Peter Cushing em Rogue One, impressionando todo mundo menos os nerds que querem se sentir especiais apontando como aquilo não engana ninguém.

Com a nova série de Jornada nas Estrelas, Discovery se passando 10 anos antes do tempo de Kirk, os personagens estão todos vivos “em algum lugar”, então não é viagem imaginar que em algum momento eles serão citados, mostrados e — porque não — interagirão.

Não será a primeira vez, no divertidíssimo episódio de Deep Space Nine Trials and Tribble-ations, a tripulação do Comandante Sisko vai parar no passado onde na Estação Espacial K7 interage com James Kirk, Klingons e Pingos.

star-trek-ds9-trials-and-tribbleations-sisko-on-bridge-with-kirk1-700x350

Um personagem totalmente digital sairia muito caro para aparições regulares, ao menos por mais alguns anos, mas nada impede que seja usado em algum arco ou episódio especial. Algo bem feito, com classe, seria uma linda homenagem.

Adam Nimoy também parece achar isso, tanto que declarou em uma entrevista que um Spock digital é “uma grande idéia”, e se dependesse só dele, seria aprovado. Adam é um dos maiores divulgadores do trabalho e da memória do pai, tendo produzido o excelente documentário For the Love of Spock. Não é uma oportunidade financeira nem um esquema caça-níqueis.

Ironicamente não seria sequer a primeira vez que Spock será recriado por computadores. No episódio Unification, da Nova Geração (S05E07 e 08) por não colaborar com seus captures, Spock força os romulanos a criar uma versão holográfica do Embaixador, que será usada para invadir Vulcano.

As discussões de sempre já começaram, claro. Como sempre a tecnologia sai na frente e conceitos de certo e errado precisam ser adaptados. Há quem considere usar a imagem de um ator morto como algo antiético, mas os tempos mudam. Antigamente por exemplo era ofensivo você usar nomes, mesmo fictícios, se se referissem a personagens questionáveis, então muitos autores usavam o recurso de censurar nomes, “Eram famosas as festas na mansão da viúva S____”.

Pode ser que em 50 anos atores trabalhem por um tempo, depois criem bases de dados com suas capacidades de interpretação e as licenciem: quem quiser Patrick Stewart, alugue um HD com a matriz. Quem quiser o Cigano Igor, a gente manda em anexo via zapzap mesmo.

Fonte: ScreenRant.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis