ad

Ensaio Fotográfico Feminino — pequenas dicas

Hoje é Dia Internacional da Mulher. Nada melhor para comemorar essa data do que falar sobre ensaio fotográfico feminino (vou levar pedrada das ativistas?). Quando comecei na fotografia eu era um indeciso, como é normal no começo. Fotografei de tudo um pouco, mas pouca coisa me prendia por muito tempo. Então, um belo dia em 1997, eu fiz meu primeiro ensaio fotográfico feminino. O popular book de menininha. Então me descobri como um retratista de mulheres. E tem sido assim nos últimos 20 anos. Minha missão é transportar para as imagens a verdadeira essência e personalidade da pessoa retratada. E tenho sido feliz em alcançar esse objetivo na maioria das vezes.

E quem é nosso público? Você pode encarar isso de duas maneiras. Pode trabalhar comercialmente, ganhando dinheiro, e fazendo disso uma profissão. Ou fotografar por prazer, o que vai possibilitar uma quantidade muito maior de ensaios fotográficos e maior liberdade em escolher temas e locações. Eu trabalho das duas maneiras. Possuo o trabalho comercial, mas também muitos ensaios autorais sem fins lucrativos.

Pensando no lado comercial, ao contrário do que a maioria das pessoas possam pensar, o meu público majoritário não são de mulheres jovens e adolescentes. Adolescentes adoram fotografar, mas geralmente se contentam com o celular e não possuem dinheiro para gastar em um ensaio fotográfico. Meu público é formado (em sua maioria) por mulheres que já passaram dos 30 anos. Elas são decididas, sabem o que querem e estão dispostas a pagar por isso. Fazem o ensaio fotográfico para elas mesmas. Se sentem bem com isso, querem se sentir bonitas, querem realizar uma fantasia e só com a idade se livraram das barreiras que as impediam. Por isso a sessão fotográfica tem que ser bem feita, planejada, realizada com atenção e comprometimento. Podemos estar realizando um sonho de décadas, e isso é importante.

Aqui vão algumas dicas para você que quer trabalhar ou se especializar em ensaios fotográficos femininos.

01 — Não seja um babaca — isso mesmo, conheço uma infinidade de fotógrafos babacas que estão nessa apenas para pegar gatinhas e vivem assediando suas clientes. Tenho vários relatos aqui no estúdio de mulheres que tiveram uma experiência traumática com fotógrafos. São esses manés que estragam nossa reputação. Estamos lidando com seres humanos que merecem nosso respeito.

02 — Estude fotografia — parece um conselho idiota, mas conheço muita gente que compra uma câmera de entrada e sai vendendo ensaios fotográficos sem nem ler um único texto sobre fotografia. Registrar momentos é um trabalho importante e exige responsabilidade. Melhorar o resultado final é bom para o cliente (que fica feliz) e para você que vai ganhar uma indicação.

03 — Entenda a Luz — para ter fotografia é necessário ter luz. Entender seu comportamento é importante. Para fotografar em estúdio você precisa compreender o funcionamento do flash e os efeitos dos rebatedores e difusores. Fotografar em externa é preciso saber como se comporta a luz do sol nos diferentes horários do dia (intensidade, qualidade, temperatura de cor). O mais indicado são sessões fotográficas depois das 16:00 (com possibilidade de um pôr-do-sol ao final). Flash TTL e rebatedores ajudam em uma sessão externa, use e abuse destes recursos.

04 — Tenha um equipamento adequado — quando digo equipamento adequado estou falando do que cabe em seu bolso. Se você vai entrar no mundo dos retratos e ensaios fotográficos, uma câmera de entrada é o suficiente para fazer o seu trabalho. Equipamentos mais caros possuem alguns confortos extras, mas uma Nikon D3200 ou uma Rebel da Canon são perfeitamente capazes de dar conta do trabalho. O único detalhe é a indicação de uma lente 50mm f/1,8 (ou uma 35mm f/1,8 no caso da Nikon). Trabalhar com grande abertura de diafragma e pouca profundidade de campo é um truque que usamos para eliminar pequenos defeitos de pele e facilitar a edição. Não caiam no discurso de que as mulheres se aceitam como são. Elas são bombardeadas pela mídia e pelos padrões de beleza socialmente construídos. Elas não gostam do que acham serem defeitos. É seu papel também trabalhar a composição e  regulagens da câmera para minimizar isso.

05 — Tenha referências — 99,9% das mulheres que aparecem no estúdio não são modelos profissionais. Elas não possuem a menor ideia de como se comportar em uma sessão fotográfica. Você precisa ter referências para orientar poses, olhares, expressões faciais e, principalmente, posicionamento das mãos. Essas referências encontramos nas revistas feministas de moda, dietas, sociedade. Tudo que possa lhe trazer conceitos e estéticas para serem utilizadas em um ensaio fotográfico. Se você está no começo então fatalmente não vai ter dinheiro para contratar um produtor, então vai ter que fazer esse trabalho também. As clientes não modelos chegam ao ensaio com uma tonelada de roupas, sapatos e acessórios. Você que deve escolher e combinar as roupas para as quatro trocas (geralmente) que fazem parte do ensaio. Fatalmente você precisa entender um pouco de maquiagem também, para orientar a modelo nesta hora. No começo a própria cliente faz sua maquiagem (o que não fica bom), pois a maquiagem para fotografia tem que ser levemente mais forte e contrastada do que a maquiagem normal do dia a dia. O melhor investimento é colocar no preço do ensaio uma maquiadora profissional. Além de ficar mais bonito vai diminuir em 50% o seu trabalho com pós-produção.

06 — Se conecte com as pessoas — impossível fotografar uma pessoa sem se conectar com ela. Converse, brinque, ouça o que ela tem a falar. Somente com a conexão você vai quebrar o gelo e fazer a modelo se soltar. Lembrando que a pessoa que você está fotografando também é bombardeada pelas referências que você buscou. Quando você se conectar a ela essas referências começam a fluir e ela vai criando as poses sozinha. Se ela te procurou para um ensaio fotográfico ela também pesquisou muito. O seu trabalho vai ser muito mais fácil quando ela se soltar. Fotografia não é profissão para pessoas tímidas.

07 — Crie experiências — duas possibilidades em um ensaio fotográfico feminino. A primeira é você aproveitar elementos da personalidade, profissão  ou atividades da pessoa fotografada. Se ela pratica esportes então é possível trazer esse elemento para as imagens. Se ela gosta de animais então é possível introduzir os animais de estimação da pessoa, e assim por diante. A segunda possibilidade é criar um mundo que fuja totalmente da realidade da modelo como, por exemplo, um universo de fetiches em um ensaio mais ousado. Não há limites para a imaginação.

08 — Se divirta — diversão é o objetivo de todos. Conheço muita gente que entrou na profissão apenas por dinheiro e só consigo pensar como a vida destas pessoas deve ser triste. Fotografar, dar rizada, curtir esse momento. É a melhor coisa que pode acontecer.

O resto pessoas, é apenas detalhe.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis