Estúdio compartilha ingressos disfarçados de torrents, mas esquece de ficar de seed

De boas intenções o inferno está cheio, e nada pega mais mal do que uma tentativa bem intencionada de combater a pirataria que falha em sua essência, seja por malícia ou por pura ingenuidade. A última veio de um estúdio costa-riquenho, que desenvolveu um site falso para distribuir torrents fakes de filmes ainda em cartaz, com a intenção de fornecer ingressos de graça para estimular as pessoas a irem ao cinema.

O problema: ninguém lembrou de permanecer online como seeds dos arquivos.

A ideia em si não era ruim: a Romaly criou o site LegalTorrents com um template idêntico ao do KickAss Torrents, um dos trackers mais famosos e que recentemente havia sido derrubado pela indústria do copyright, tendo voltado à atividade alguns meses depois. Ele hospeda uma série de torrents, todos de filmes que ainda estão em cartaz na Costa Rica e obviamente, a turma do escorpião no bolso local achou a ideia ótima.

No entanto todos os torrents hospedados são falsos. Eles contém apenas um trailer do filme em questão, acrescido de uma mensagem de como a pirataria é prejudicial ao mercado e à indústria do cinema. A diferença é que os torrents indicam um endereço de e-mail para os usuários, e aqueles que entrarem em contato com a distribuidora através dele terão direito a um par de ingressos do filme que estava tentando baixar (válido apenas na Costa Rica, claro).

O grande, enorme problema por trás de tal iniciativa é que a Romaly aparentemente não entende muito de torrents. O site TorrentFreak tentou baixar uma grande quantidade de arquivos e não conseguiu acessar um sequer, pelo simples fato de que não há seeds (pessoas conectadas à rede P2P que possuam o arquivo completo). Dessa forma não é possível baixar nada.

Claro que há alguns pontos a levantar aqui. É possível que o seeder original apenas permaneceu conectado pelo tempo suficiente para que outros tivessem baixado os torrents, e esses em específico (os usuários que queriam os filmes completos) não ficaram conectados após o download, pondo por água abaixo os planos da Romaly. É uma possibilidade, afinal creio eu que os que não abrem a carteira por nada nesse mundo não devem ter curtido terem sido sacaneados. Mesmo recebendo ingressos de graça.

Ainda que seja uma medida mais simpática a ações mais agressivas da indústria do copyright, de nada adianta oferecer um agrado e falhar categoricamente na forma. A intenção foi boa, a execução nem tanto.

Fonte: TorrentFreak.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Uma possibilidade é que os responsáveis pelo site tenham estabelecido uma quantidade de ingressos que iriam oferecer. Quando atingiram esse valor, tiraram os seeds. De qualquer forma, se esse for o caso, deveriam tirar o site do ar também.

    • Theo Queiroz

      Também acho isso. Mas podem ter deixado o site no ar para gerar buzz (o que de fato aconteceu, visto que todos os blogs de tecnologia estão falando desse estúdio)

  • Me parece tão fácil acabar com a pirataria, basta os estúdios com todo o dinheiro sobrando que tem com o lucro dos filmes, implantarem uma série de seeds com uma quantidade gigantesca de filmes fakes, com nomes fieis a YIFY e afins… filmes de alta resolução, tudo do bom e melhor, semelhante aos reais… pronto… seria tanta poluição que dificultaria ao extremo a pirataria. Acaba com a vida dos piratas, pelo menos nos sites de torrent mais populares… claro que sempre vai ter aqueles autenticados, mais fechados que sempre vão existir, mas o alcance é bem menor.

    • Zalla

      é…pode até funcionar pros torrents abertos, pros fechados o papo é mais embaixo, não entra filme fake

      • Exato, mas é muito pouca gente que usa e não é simples/fácil permanecer num site pirata fechado desses. Se combater os abertos, na mesma moeda, zoando e poluindo os sites, acredito que acabava quase que praticamente com a pirataria.

        • Wallacy

          Dai acontece o que (como é hoje), são os sites “alternativos” que baixam os torrents verdadeiros e publicam em web links para download regular. Esses sites são até mais comuns que os de torrent.

          Fora os aplicativos de streamer que já fazem buscam em catalogo curado para torrent. E fora que nos sites de torrent a galera já ta alerta aos torrents fakes e só baixa quando usuário X ou Y posta. (O YIFY por exemplo tem o próprio site)…

          O problema no máximo vai mudar de lugar.

          • Concordo, já trouxesse pelo menos duas alternativas que a pirataria contorna uma ação dessas das donas do conteúdo.

            Só chamo atenção, que esses sites web são tapados de todo tipo de armadilha, popups, captura de dados do usuário, códigos maliciosos, infecção da máquina do usuário e por aí a fora… Quem é mais desavisado sai com no mínimo spyware instalado, e sendo mais exagerado, toma um ransomware na lata.

            Esses apps de streaming então… só instalaria dentro de uma VM… Mas o povo não quer saber… pra que pagar 20 pila por mês se pode conseguir de graça ?

          • Luiz

            Que tal remodelar a lei de direitos de copia e parar de extorquir billhoes das pessoas.

          • Isso também é verdade…o cara paga o filme no cinema, paga o Blue Ray e mesmo assim tem que pagar no iTunes, paga no Netflix, paga na TV a Cabo, paga o mesmo conteúdo por tudo que é lado… enquanto o coerente era ter alguma forma de compensação.

        • Caio Barros

          Vocês são tão ingênuos… Acham mesmo que esse tipo de coisa vinga? Sério?

          • Poluir o Piratebay ? Pirataria por web ? Stream pirata ? Site torrent fechado ?

          • Caio Barros

            Realmente fui muito vago. Poluir trackers públicos. Há alguns sites que mesmo sendo público só aceitam determinados users enviar arquivos. A ideia do comentário original já morre aí.

          • Entendo. Não embasei a fundo a ideia que comentei, mas me parece que se a industria implementar algo automatizado, bem automática que fica criando multiplos usuários, de multiplos IPs que variam toda hora, gerando multiplos arquivos fakes de filmes, seria bastante difícil filtrar, e gerando vários seeds pra dar credibilidade nestes arquivos… faria uma bagunça danada. Implementa belos clusters, servidores potentes com muitas estações virtualizadas, distribui isso pelo mundo inteiro. Cria uma estrutura paulada e complexa, investe alguns milhões e faz uma bagunça geral na pirataria.

          • Caio Barros

            A ideia sem dúvida é boa, mas não funciona pelo fato do torrent só entrar de seed quando é feita uma verificação de hash. Isso evita que arquivos falsos entrem na lista juntamente com os válidos, ou seja, somente quem lança tem o poder de enviar um arquivo falso, o que já é evitado não permitindo que usuários não verificados enviem seus arquivos.

    • Rafael Rodrigues

      Cpturbo não curtiu

    • 🦊 RaposaDoida 🦊

      Acredito que a melhor forma é um serviço parecido com o Steam que conseguiu praticamente acabar com a pirataria no PC. Mas para isso funcionar seria necessário algumas medidas bem malucas tipo lança o filme pela internet um mês após o cinema, é por um preço bem baixo.
      Além é claro do estúdio investir em posters ou exclusivos para quem comprar os dvd ou bluray, ou promoções que ao comprar um blu-ray você receberia um desconto para ir no cinema.
      Eu acredito que se a Steam conseguiu a indústria do cinema também consegue,

    • SiouxBR

      O primeiro a baixar e ver que é fake iria comentar e logo em seguida o pessoal iria banir o arquivo.

      Trocentos anos atrás fizeram isso e não funcionou…

  • Cocainum

    O cara tenta baixar um filme pirata, recebe um arquivo que não é o que ele queria e que “supostamente” daria ingressos, se ele entrasse em contato via e-mail, se não revelando seu endereço de e-mail real (poderia criar um endereço novo só pra isso), mas pelo menos facilitando muito o rastreamento até a sua casa. O que ele vai pensar? “Yeah, right FBI! Try again!”

    • Rafael Rodrigues

      Achei a mesma coisa…

    • PugOfWar

      eu já pensaria que era phishing

  • Marcogro®

    Eu, por exemplo, já estou convencido. Não acessarei o site.

  • Imagina o ladrãozinho baixar um filme que não é filme e que ainda pede para mandar email pra alguém. Hah!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis