ad

Samsung pretende mesmo vender o Galaxy Note7 recondicionado em mercados emergentes

A Samsung tomou uma bela bordoada na reputação por causa da presepada com o Galaxy Note7. Em uma pesquisa recente a companhia sul-coreana caiu da 7ª para a 49ª posição entre as empresas mais confiáveis nos EUA. Isso sem falar no impacto na receita, onde a Apple fez a festa sozinha.

Por isso a notícia veiculada de que a empresa pretendia colocar o aparelho novamente à venda soou como uma piada de mau gosto. No entanto os coreanos parecem bem sérios quanto a isso.

Segundo informes vindos da Pior Coreia, a Samsung possui um gigantesco estoque de aparelhos recolhidos e não tem o que fazer com eles, e jogar tudo no lixo não é uma opção. Logo a alternativa encontrada foi recondicionar todos eles, substituindo as baterias problemáticas por modelos mais seguros. O único porém é que as novas teriam uma capacidade menor do que as originais, não chegando aos 3.500 mAh da versão explosiva.

Os novos modelos de baterias acondicionadas nas unidades do Galaxy Note7 teriam entre 3.000 a 3.200 mAh e o processo de recondicionamento se iniciaria em maio. A ideia é despachar os foblets já em junho, mas como a imagem do aparelho está demasiadamente queimada como um flagship ele seria “sabiamente” direcionado para mercados emergentes como Índia, Filipinas e… Brasil.

Segundo as fontes, cerca de 2,5 milhões de unidades seriam recondicionadas e postas à venda, seguramente evitando problemas com o governo sul-coreano para descartar os gadgets de modo seguro, o que seria um problemão. Assim a Samsung não vai gerar uma grande quantidade de lixo e ainda ganhar alguns trocados. Ou assim eles acreditam.

O grande problema é o estrago que o Note7 já fez na imagem da Samsung, e o recente incêndio em sua fábrica de baterias acabou por minar ainda mais a confiança do público na fabricante. Por mais que o foblet fosse um aparelho invejável, com excelentes recursos não dá para negar que muitos não se sentirão a vontade de andar com uma bomba desarmada no bolso, por mais barato que ele venha a ser (o que não acredito que irá acontecer).

No mais ficaremos atentos para o que a Samsung pretende fazer quanto ao Note7, se ele vai voltar mesmo às lojas e quantos mil reais ele custará caso desembarque por aqui.

Fonte: ZDNet Korea.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis