Sony está confiante no futuro da franquia Horizon Zero Dawn

horizon-zero-dawn

Eu sei que os fãs provavelmente sentem vontade de me esganar quando digo isso, mas mesmo considerando a franquia Killzone tecnicamente impecável, sempre tive a sensação de que lhe falta alma. Eu não sei explicar ao certo o motivo, mas as campanhas de tais jogos nunca me fascinaram, na maior parte do tempo parecendo um tanto sem graça.

Mesmo assim, eu não consegui deixar de criar uma grande expectativa pelo novo game dos criadores daqueles FPS, o Horizon Zero Dawn e depois de ter visto o jogo em ação na Brasil Game Show do ano passado, minha vontade de jogá-lo só aumentou.

Pois lá pelos lados da Sony a empolgação também está bem grande, conforme explicou o gerente de produto da divisão britânica da fabricante, Jon Edwards. Segundo ele, a empresa espera transformar o título em um das principais franquias da empresa, inclusive fazendo com que a protagonista Aloy se torne tão importante quanto figuras como Nathan Drake e Kratos.

Controlar as expectativas pode ser difícil, mas o que estamos realmente tentando fazer é focar em coisas como gameplays ao vivo feitos pela equipe da Guerrilla e também vislumbres do que a protagonista Aloy encarará neste mundo pós-apocalíptico.

O interessante neste caso é a forte aposta num personagem feminino, já que durante muito tempo existiu a desconfiança de que ter mulheres como protagonistas atrapalhavam as vendas de alguns jogos. Isso chegou a preocupar bastante os executivos da Sony, mas após a realização de alguns testes e do esforço do pessoal da Guerrilla para criar um personagem interessante e que se encaixava no universo que estava sendo criado, ficou claro que valia a pena arriscar.

Previsto para chegar com exclusividade ao PlayStation 4 no dia 28 deste mês, o Horizon Zero Dawn tem tudo para ser um dos principais lançamentos do ano, um jogo com visuais incríveis e uma complexidade muito maior do que qualquer coisa que a Guerrilla já fez. Eu só espero que eles enfim tenham descoberto uma maneira de inserir uma alma em seus jogos.


PlayStation EU — Horizon Zero Dawn | Earth Is Ours No More | PS4 Pro

Fonte: MCV.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • KappaKeepo

    mesmo que a historia seja meio meh se o gameplay compensar ja ta valendo.. e gameplay mesmo, sem esses memes de coisa cinemática e QTE

  • Fernando Silva

    Estou pensando em comprar um PS4 exatamente por causa desse jogo. Talvez depois que eu zerar Breath of the Wild…

    • bruno miranda

      System seller mesmo, minha empolgação diminui um pouco depois de ver gameplays, pareceu só mais um AAA mas acho que vou manter meu plano de compra-lo quando tiver barato e pegar um PS4 emprestado dando o jogo o pro dono. Idem aqui, só depois de BotW.

  • RôShrek

    Dori, entendo perfeitamente sua sensação sobre faltar alma pro killzone e concordo com ela. Meu medo em relação ao HZD era exatamente esse. Não cheguei a jogar demo nem ver gameplay. Vou esperar o jogo sair e testar, sem colocar muitas expectativas nele. Depois que passei a ignorar hype eu passei a curtir mais os jogos, por incrível que pareça.

  • César Rodrigues

    Killzone 2 foi o único a me agradar realmente. O controle pesado e o jogo ser mais “escuro” criavam uma ambientação legal, mas nada excepcional. Os seguintes foram apenas FPSs genéricos, como a grande maioria, mas com ótimos gráficos.

    Quanto ao Horizon, vamos aguardar…

  • Bruno França

    hype off

  • Killzone é tão brochante quanto Halo: mais genéricos, impossível.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis