ad

Emirados Árabes querem colonizar Marte em 2117

hevelius

A relação dos árabes com a astronomia é literalmente milenar, então não é surpresa que quando as condições são favoráveis — paz, dinheiro, tempo livre — eles invistam em ciência, e os Emirados fizeram isso da única forma que estão acostumados: com muito, muito dinheiro.

Sua Agência Espacial, fundada em 2014 já deixou a nossa para trás, com um projeto de uma sonda que estudará Marte em 2020.

Não satisfeitos, agora anunciaram via o primeiro-ministro Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum o Projeto Marte 2117.

c4pu5qrw8aacemj

c4pui_bwaaakugp

O projeto é criar com ajuda da comunidade internacional uma mini-cidade em Marte, uma comunidade auto-sustentável dedicada a ciência e pesquisa, não um posto avançado mas uma colônia permanente, com batatas e tudo.

Nas primeiras décadas é um projeto que funcionará mais como ferramenta de motivação, para formar mais e melhores engenheiros e cientistas, mas chegará um momento em que os jovens não trabalharão mais preparando o caminho: estarão treinando para embarcar na missão.

Dado o histórico dos Emirados Árabes, e o que fizeram em Dubai em pouco mais de 20 anos, não há povo melhor no planeta para transformar um deserto inóspito e basicamente inabitável em uma comunidade vibrante e futurista.

562dbc1ebc2ac7e2107bdf38ed90d084

Fonte: Russia Today.

Relacionados: , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis