RIP NAe A-12 São Paulo

O Foch já foi a nau capitânia da marinha francesa, teve uma longa e honrosa história desde que foi ao mar pela primeira vez em 1963, mas quando o porta-aviões nuclear Charles DeGaulle se tornou operacional, não fazia mais sentido manter o Foch na ativa.

Ele foi oferecido ao Brasil em termos excepcionais, se não me engano US$ 12 milhões, um valor baixíssimo, que compensaria as reformas necessárias. Ele foi incorporado à Armada, junto com caças A-4 comprados do Kwait: pela primeira vez o Brasil tinha capacidade de projeção de força ofensiva, visto que o Minas Gerais só transportava aeronaves de guerra submarina.

Um acidente grave em 2004 deixou o São Paulo fora de combate, ele então foi para o estaleiro por 6 anos, mas os testes de mar não foram positivos. Mais acidentes, incêndios e um problema persistente com as catapultas mostravam que ele precisava de outra reforma, que o dinheiro da Marinha não poderia bancar.

O Foch em seu tempo de glória

No final de 2014 essa reforma foi prometida, mas como tudo no Brasil, empurraram com a barriga até não poder mais. Tipo agora. Simplesmente manter o navio parado já significa custos acima do razoável, e não faz sentido sermos os orgulhosos donos de um dos maiores porta-aviões do mundo, se isso só existe no papel.

Sem opção, a Marinha avisou que desistiu dos planos de recuperar o São Paulo.

Como ninguém vai bancar o custo de R$ 1 bilhão para reformar o São Paulo, ele dificilmente será vendido. A Marinha vai canibalizar tudo que puder, e o Brasil ficará sem porta-aviões por um bom tempo. Mais precisamente para sempre, visto que um novo navio-aeródromo é a terceira prioridade da Marinha, atrás da renovação da frota de corvetas e do submarino nuclear, nossa eterna obra de igreja.

Uma pena. Eu visitei o São Paulo, muitos anos atrás, subi no elevador de aeronaves, andei pelo convés, era um navio orgulhoso, cheio de História em suas paredes, anotadas pelos marinheiros franceses.

Fonte: Estadão.

Leia também:

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • SacoCheio

    Também tive a honra de conhecer. Puta monstrengo impressionante, subir no elevador de aviões é muita onda…
    Vai com Netuno, SP.

  • Marlon Anjos

    Infelizmente o Brasil deixa o grupo dos seletos (<10) países que possuem porta-democracia.
    Bem que podíamos fazer igual a Rússia e levar nosso NAe pra passear com rebocador.
    Espero que pelo menos ancorem ele em algum lugar acessivel e liberem para visitação.

    • Rodrigo Figueiredo Bertelli

      Aberto para visitação? Se nem pra manter parado e fechado tem dinheiro, quem dirá aberto.

      • Gustave Dupré

        Talvez se privatizar e comercializar a entrada?

        • Esquece, ele dará mais lucro virando sucata.

          • Sucata nada. Nessa onda gourmet de alugar container pra vender açaí, eu compro essa bagaça e faço um shopping center.

          • IMAGINA UM CINEMA DRIVE-IN NELE.

          • Claudio Roberto Cussuol

            Imaginei. Assistindo Top Gun.
            kkkkkk

          • Rodrigo Figueiredo Bertelli

            Drive
            In
            Só a rampa pra chegar até lá deve custar mais caro que o navio todo.

    • Matheus Carvalho

      Mas é o que diz o artigo, de que adianta ser parte desse grupo só no papel. E sinceramente, que uso tem um “porta-democracia” pro Brasil? Mesmo que ele fosse reformado e estivesse operante, ia ser só show off.

      • Marlon Anjos

        Justamente, até o momento ele não era só no papel pois ao menos havia porta-aviões e projeto.
        O “porta-democracia” tem várias funções em tempo de paz: treinamento dos militares, aumenta o alcance dos aviões (afinal este é o objetivo), evolução tecnológica.

        • o.O

          Mas e aí? Aumentar o alcance de aviões pra quê? O Brasil não tem nenhum plano de conquista nem de guerra, não precisa de projeção de poder. Treinar militares? Existem outros navios, que a MB use o dinheiro pra comprar e renovar a frota que está enferrujando. Evolução tecnológica? Você sabe que o navio é obsoleto né? E que em caso de guerra, o Brasil não tiraria do porto pra não ser afundado… Isso é só mais um elefante branco na terra dos elefantes brancos!

          • Marlon Anjos

            Aumentar o alcance pra defesa nacional, de fronteira, reservas de petróleo e outros recursos naturais. O Treinamento e a logistica de um porta-aviões nao se conquista em nenhum outro lugar. O navio é obsoleto mas é melhor que nada, todo ele pode ser usado como base para um projeto melhor no futuro (vide china).
            Melhor um NAe capenga do que nao tem NAe nenhum.

          • Exatamente isso. Vamos quebrar décadas de adestramento militar em NAe com a perda do São Paulo.

          • o.O

            Porta-aviões é arma de projeção de poder, o Brasil só utilizaria se resolvesse atacar uma nação, e não se defender. Veja o oriente médio, havia porta-aviões da Rússia (que aliás é bem velhinho) e dos EUA, e se notar, eles não estão “se defendendo” estão atacando, intervindo… Coisa que o Brasil não fará, e caso seja necessário, um único porta-aviões com a marinha que temos, ficaria ancorado no RJ durante todo o curso da guerra, ou seja, inútil. Temos várias necessidades, vários navios, e por último quem sabe, comprar um porta-aviões.

    • leoncral

      Vai ser demontado e vendido como sucata. Mas que belos ADM são esses militares heim?

      • gfg

        Não é culpa dos militares se o governo desviou toda a grana do exercito, marinha e aeronáutica pra comprar apartamentos, sítios e fazendas.

        • Allan Brazute Alves

          Em partes, é culpa dos militares sim. Eles já poderiam ter feito as honras e fuzilado todos os criminosos que ainda estão no poder roubando o Brasil.
          Também faz o mal quem cruza os braços fortes.

          • Orleans Farias

            Perfeito comentário. Mas acho que eles também estão participando da mamata. Vide o almirante Othon Luiz Pinheiro…. (é referência na área nuclear, pode isso?)

          • Mario Neis

            O vivente é notoriamente uma das “viúvas” das botinas…

            Qualquer um que já tenha pernoitado uma vez sequer numa caserna sabe que tem muita coisa errada rola do dentro das guarnições.

            Na minha época foi o caso do tenente de guarda no paiol botando um lenco na porta pra avisar que tinha “ido ao banheiro” por ordem do coronel….

            Nem preciso dizer que os camaradas da “vila quartel” ao lado, só tiveram que pular um muro sem cercas pra levar as munições que já estavam separadas em mochilas…..

          • Gedson Junior

            Azidéia

          • Rafael Rodrigues

            Você só esqueceu de dizer que os militares estão BASTANTE envolvidos em malfeitos e incompetências em geral. Qualquer um que trabalhe ou tenha trabalhado para as FA nos últimos tempos pode confirmar.

            Já tivemos até Vice-Almirante PRESO por corrupção…

          • Jean

            Muita gente ainda tem a ilusão das FA serem o último reduto de moralidade e retidão do estado brasileiro. Me dá arrepio ver gente defendendo golpe militar por julgar que seja a única forma de nos livrarmos da corrupção.

            Vc deu um exemplo e eu emendo outro, esses dias prenderam uns milicos aqui de CG traficando drogas, usando caminhão do EB.

          • JohnNoArms

            Então teriam que cometer suicídio!

  • Rolando

    O governo brasileiro nunca decepciona, você decididamente e absolutamente sabe que ele nunca fará nada direito quando a coisa depende dele.

  • Finalmente o almirantado brasileiro teve algum bom senso, agora só falta cancelar o sub-nuc e dotar o brasil de fragatas e submarinos modernos em quantidades aceitáveis para deixarmos de possuir uma marinha que não passa de uma guarda costeira glorificada.

    • DiMais

      é capaz de querer comprar o USS Enterprise que foi descomissionado pela Marinha dos EUA esta semana..

      • Antes de comprarmos o Foch, os EUA ofereceram um pacote contendo vários meios navais, dentre eles um Porta Avioes de propulsão convencional, o USS Independence, da classe Forrestal, mas é impossível que eles oferecessem um com propulsão nuclear.

    • Problema que com diesel não dá pra projetar poder, subs convencionais seriam excelentes pra defesa costeira mas e se precisarmos afundar Buenos Aires?

      • Buenos Aires se afundou sozinha kkk.

        Concordo que os sub-nucs, assim como os porta-aviões, são necessários pra projeção de poder, mas antes de projetamos poder, precisamos ter poder para projetar.

      • Cesar

        É só abrir as comportas de itaipu.

      • Rafael Rodrigues

        Li há algum tempo o excelente “Kursk” de Peter Truscott. O livro me fez ver o quanto tecnologia de torpedo é importante. Tenho certeza que se um dia o nosso subnuc sair do estaleiro, não terá torpedos em qualidade tampouco quantidade para operar.

      • Teríamos mais submarinos que o Reino Unido.

    • Arnoud Arnoud Rodrigues

      TJ Lopes, concordo totalmente. O Brasil não precisa de capacidade ofensiva. Precisa sim ser capaz de defender sua água territoriais, coisa que não temos como fazer hoje. Com uma frota razoável de subs e fragatas isto será possível. SE os subs da classe Scorpene forem comissionados acho que já estamos num bom caminho.

  • DiMais

    o pior que essa obra de igreja, vulgo PROSUB, é outra tecnologia obsoleta comprada dos franceses e nosso país que tem uma imensa área marítima para cuidar vai deixando as portas abertas para quem quiser chegar fazendo uma cordial visita.

  • Alf

    Tive a oportunidade de conhecer e na visita também conheci o almirante na época, que é ex aluno do meu colégio. Uma informação dada pelo próprio na época (2010) ,vale para quem acha que para ter um desses é só ter dinheiro. Segundo o almirante, toda vez que o porta aviões saía para um rolê, recebíamos uma ligação de Washington querendo saber o destino e o objetivo. Assustador. Não é a toa que pouquíssimos países tem um.

    • Mario Neis

      Tbm já tinha ouvido falar sobre essas ligaçoes de Washington e da russia tbm (nos idos anos 90, inicio dos 2000)

    • o.O

      É sério isso aí? Lol!

    • Não é de se espantar, afinal teve uma época que tínhamos uma Marinha de águas verdes, que poderia causar problemas no Atlântico pelo menos.

    • JohnNoArms

      Uiii, o Tio Sam está morrendo de medo do Brasil. O NAe São Paulo é tão inútil que durante todo esse tempo que esteve comissionado ficou mais tempo ancorado do que navegando. O país não tem sequer uma frota decente para poder escoltar o porta-aviões. Em caso de guerra, e se o São Paulo estiver operacional naquele momento, o máximo que poderiam fazer seria retornar para algum porto, já que em alto mar seria um alvo fácil para o inimigo.

      • Ah mizerave

        Acho que o aspira de -cumpadi- Washington ligava só para demonstrar ao Brasil que conseguia enxergar qualquer movimentação de nossa flotilha caquética

      • kleber peters

        O medo do Tio Sam não era o que poderia ser feito com eles, mas sim com os outros molambos da região. Afinal, eles são a polícia (mesmo que igual a retratada em Tropa de Elite) do mundo.

  • wzwellington

    Sinto vergonha de ser brazuca, hoje pela tarde foi a rasteira da Índia lançar 1 foguete e colocar trocentos satélites em órbita e agora esse chute no saco, sniff!!! sniff!!!!

    • o.O

      Sinto vergonha de quem acha necessário gastar R$ 1Bi, em uma arma que o Brasil não necessita. Sinto vergonha de quem acha que o governo brasileiro deve torrar dinheiro do contribuinte em lixo. Sinto vergonha de gente que quer “investimento” do governo em tudo quanto é canto, e quando vem a conta da corrupção reclama que o país é corrupto!

      • Cesar Osvaldo Müller

        Ok, então não invistamos em nada e vejamos onde vamos parar… 😀

        PS: Finalmente Aposentaram, passou um pouco da Hora;

        • o.O

          Não disse para não investir em nada. Mas o orçamento para a defesa é apertado, se tirar o gasto com o pessoal e com pensões. E o que resta, poderia ser usado em armas e equipamentos de defesas mais úteis ao Brasil. Para motivo de curiosidade, porta aviões é uma ferramenta de projeção de poder. Enquanto nossa constituição nem mesmo permite ao Brasil intervenção em qualquer país exceto quando atacado. Porta-aviões é uma arma que o Brasil nunca usaria. E mesmo que fosse do modelo mais atual, o restante da marinha não teria como mantê-lo seguro, ele afundaria com diversos aviões em cima, em caso de necessidade, vide a Argentina nas Falklands…

    • Narciso
      • wzwellington

        ahushuashuas, [quem quer ser um milionário] quero ver quem pega a referência.

  • jairo

    Sem uma strike force como escolta um NAe é apenas um suculento alvo para os adversários , como não temos strike force o NAe SP já foi tarde

  • DPSousa

    A bem da verdade, já vai tarde.

    O Brasil nunca teve necessidade de projeção de poder e mesmo países com bastante necessidade não possuem porta-aviões.

  • major505

    Se eu fosse multi bilionário comprava o sp e transformava em barco de férias .

    • Rafael Rodrigues

      Nem precisa ser. O nosso primeiro NAe, o Minas Gerais, foi vendido como sucata por 1,5 MM.

      Daria um belo museu itinerante, mas sabe como é…

  • Heronim Antonio Marçal

    Um navio que fazia pouco sentindo quando foi comprado, e a cada ano que passava fazia menos sentido ainda. Primeiro por operar surrados A4, aviões completamente defasados no mundo atual. Em segundo lugar, a cada ano as escoltas foram sendo encostadas e canibalizadas, não faz sentido ter um Nae sem escoltas. Em terceiro lugar, não menos importante, qual é o sentido em operar um NAe num país que não tem interesses mundo a fora. Seria melhor investir em fragatas modernas, submarinos e aviação em terra.

    • Marcelo Eiras

      Vale lembrar que chegou a ser apresentado uma versão naval do Gripen, o Sea Gripen.

      • Heronim Antonio Marçal

        Se o Gripen original já não tem grande capacidade de carga, imagine uma versão embarcada da pulga alada.

        • Aldoir

          É um projeto moderno. Um ótimo caça. E com um dos mais baixos custos por hora de voo, o que, para o orçamento da FAB, é essencial.

          • Heronim Antonio Marçal

            Na verdade ele é um caça apenas superior, e muito, ao F5, mas na avaliação da força aérea suíça, ele é inferior ao F18 operado por aquela força, caça da década de 1980. Portanto, ele está longe de ser um ótimo caça, ele é um caça apenas mediano.

  • Smartfox

    Que triste, mas… Brasil sendo Brasil!

    Falta de planejamento isso ai, é a mania do “jeitinho brasileiro”. Nenhum pais deve ter ofertado o navio porque já sabiam dos problemas, foi oferecido a troco de bananas e aceitamos, porque, claro, alguém deve ter pensado: “Ah cara, a gente bota uns remendo aqui, outros ali e o resto vai empurrando com a barriga”.

    Todo mundo sabe que o poder militar esta largado, até parece que um pais que não consegue investir em saúde, educação e nem nas coisas mais básicas (tipo em ciência e tecnologia) vai conseguir reformar uma peça dessas! Um pais que nem consegue botar um satelite em órbita.

    Ninguém em sã consciência teria pego esse porta aviões, mas é pra isso que nós estamos aqui.

  • Marcelo Eiras

    Existiram 2 porta aviões da Classe Clemenceau, O Clemenceau de 1957 que foi vendido como sucata em 2007 e o Foch/São Paulo de 1960 que teria possivelmente o mesmo destino.

    O Brasil comprou por 12 milhões de dólares, um excelente preço para um porta aviões porem um preço muito caro para sucata.

    O problema é que ele era a segunda opção.

    Agora temos um mico de 12 milhões que ficou mais tempo “em manutenção” que no mar e ainda custou a vida de três tripulantes num mais que previsível acidente em 2005

    E quem vai pagar a conta por essa cagalhofança ? Foi incompetência ou corrupção ?

    De quem foi a ideia de gerico de comprar um porta aviões de 1960 é que seu irmão tinha sido vendido como sucata ?

    • Heronim Antonio Marçal

      O Foch havia sido menos usado que o Chlemeceau, por isso foi comprado, acharam que estaria em boas condições. Durando os primeiros anos havia uma história de que os franceses haviam se arrependido de ter vendido o Foch ao Brasil devido aos problemas do CdG.

      • Julio da Gaita ✔

        desculpe a ignorancia mas o que é CdG amigo?!

        • Helvio_Mota

          Charles de Gaulle, porta-aviões nuclear francês.

          • Julio da Gaita ✔

            só consegui pensar em “centro de gauchos” que nem CTG – Centro de Tradições Gayuchas”…rs, obrigado pela explicação..

  • Marcelo Eiras

    E que o Brasil vai fazer com os A4, vão ficar encostados na base aérea de São Pedro da Aldeia ou vão direto para o Musal, lugar mais apropriado para aquelas modernas aeronaves ?

    • Heronim Antonio Marçal

      Operar em terra em bases navais.

      • Rafael Rodrigues

        Para isso utiliza-se uma força chamada Aeronáutica.

        Se não tem NAe, que devolva os aviões…

        • Heronim Antonio Marçal

          Na verdade é a FAB que deveria transferir os aviões de patrulha marítima a MB. Mas na verdade, o ideal mesmo seria uma força nos moldes dos fuzileiros navais americanos.

  • Marcelo Eiras

    Se a prioridade número 1 da marinha é o sub nuclear que está “sendo feito” desde a década de 70 e ainda não saiu do papel imagina a prioridade número 3. =D

    • Heronim Antonio Marçal

      Aprenderam a construir submarinos convencionais, faz parte do aprendizado. Em paralelo desenvolveram tecnologia nuclear.

      • Rafael Rodrigues

        Quem? A Marinha que AFUNDOU um submarino ainda operacional por bizonhice?

        • o.O

          Afundar um submarino? PQP!

          • Rafael Rodrigues

            Pois é. Tem coisas que só a Marinha Brasileira é capaz de fazer.

            Submarino operacional (90 metros de comprimento), manutenção agendada para 15 dias. Esqueceram uma escotilha aberta. Afundou.
            http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u21565.shtml

            Como ia dar um certo trabalho resgatar o equipamento, resolveram deixar por lá mesmo…
            http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,marinha-desiste-de-recuperar-submarino,20010621p19466

            E ainda tem quem peça intervenção militar…

          • Jean Franco

            MEU DEUS, AFUNDOU PORQUE ESQUECERAM A ESCOTILHA ABERTA!?

          • Rafael Rodrigues

            “Entre os vários erros que levaram ao naufrágio no Rio do submarino Tonelero S-21 na noite de Natal, um agravou a situação: a escotilha do compartimento de máquinas, que deveria estar fechada durante uma operação de rotina, estava aberta, o que permitiu o rápido alagamento da embarcação.

            A conclusão está no inquérito já encaminhado pela Marinha à Justiça Militar. Nove militares estavam de serviço no dia do acidente _um oficial e oito praças.”

            Pois é…

          • É sempre assim no Brasil na República da Banânia, “Assinei sem ler”, “não sei de nada”, “esqueceram a porta aberta” …

          • o.O

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Marcos

    Comprado por 12 Milhões, reforma custaria 1 Bilhão. Tá Serto!

  • dankasmoraes

    Ao invés de vender como sucata ele poderia virar um museu né?!!

    • Rafael Rodrigues

      E em que píer você ancoraria o monstro? Não dá para fazer que nem os navios (bem bacanas) que estão decorando Porto Madero em Buenos Aires.

      Um NAe é muito grande para isso.

  • Hemeterio

    “Parlez vous anglais?”, perguntei pruma velhota. “Yes I do”. Sabe onde fica a avenida Foch? No meu incrível ingles, pronunciei o Foch como “fók”, tendo o cuidado de nao mandar a velhinha se fuder. Mas ela n entendeu. Aí a ficha caiu: ah, avenida “Fuch”. Por isso digo q aprender linguas é impossovel. O q a gente faz é “macaquear a sintaxe” estrangeira.

    Btw, o Foch ta enterrado no musee des invalides, numa cripta chique ao lado de Napoleao.

  • Pablo Lukan

    fazer o que né?

  • Pollux

    Os comentários dos artigos do Cardoso são sempre um show à parte. Exatamente como nas notícias do G1 mas no sentido oposto, aqui parece que os comentários são uma continuidade da matéria.

    “Segundo a Marinha, não houve nenhum tipo de festa a bordo do submarino.”

    Lembrei agora da base na Antárdida.

  • Alvaro Carneiro

    Conheço alguns aeromodelos que não conseguem pousar aí. Sério.

    Isso aí é um porta helicóptero.

  • Felipe Cotta

    É uma pena que as forças armadas no Brasil sofre de um descaso muito grande.
    Falta vontade de modernizar a frota para colocar o país junto as outras do Bircs, enquanto isso o programa espacial indiano colocando o record de satélites em um lançamento, é o Brasil ficando sempre pra trás.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis