Nikon: ações caem 15% e empresa perde US$ 1 bilhão de valor de mercado

nikon_dl-634x333

Olha só como são as coisas. A Nikon é uma empresa que está fazendo a lição de casa há muito tempo. Equipamentos bem construídos, câmeras de ótima qualidade, lentes muito bacanas. Então é esperado que a empresa prospere no mercado, não é? Infelizmente não é isso o que está ocorrendo. Faz muito tempo que alguns especialistas dizem que a empresa é frágil. A venda de câmeras fotográficas como um todo está caindo, porém a Nikon é um dos poucos fabricantes que aposta quase que exclusivamente na produção de câmeras fotográficas. Empresas como Canon e Sony possuem outras áreas de atuação que garantem o faturamento. Isso não acontece com a Nikon.

No dia de ontem uma bomba caiu no mundo da fotografia. Em um comunicado para seus acionistas, a empresa admitiu publicamente uma perda extraordinária de 29,79 bilhões de ienes (ou US$ 260 milhões) no período compreendido entre 1º de abril e 31 de dezembro de 2016. Fora isso, a empresa também está revisando suas previsões financeiras para o ano fiscal que encerra se apenas em 31 de março de 2017. Lembrando que a Nikon já tinha anunciado em novembro um programa de aposentadoria voluntária que tem por objetivo eliminar mil postos de trabalho dentro da empresa.

Outra notícia que teve um efeito muito negativo é que a empresa cancelou o lançamento da linha DL. As três câmeras que foram anunciadas em fevereiro de 2016 seriam a resposta da Nikon para o mercado de câmeras compactas de alto desempenho. Concorrentes diretas da Sony RX100 e RX10. O lançamento seria em julho de 2016, porém houveram problemas técnicos que causaram inúmeros adiamentos do lançamento. Agora, pelo visto, o custo de lançamento, as previsões de baixas vendas e a atual situação financeira da empresa, levaram os executivos à enterrarem a linha de câmeras.

E qual o resultado de tudo isso? Durante o dia de hoje as ações da Nikon tiveram uma queda de 14,6% na bolsa de valores. A capitalização de mercado da Nikon caiu de ¥ 754,8 bilhões (US$ 6,6 bilhões) para ¥ 644,6 bilhões (US$ 5,6 bilhões). Ou seja, a empresa perdeu US$ 1 bilhão de valor de mercado em apenas 1 dia.

Infelizmente essa é uma realidade do mercado fotográfico atual. Quando a fotografia digital começou a se popularizar as empresas venderam equipamentos como nunca. De certa forma eles eram descartáveis. Cada vez o consumidor queria câmeras mais modernas, com maior resolução e outros confortos. Era normal alguns trocarem de câmera todo ano. Podemos fazer uma comparação com a década de 80 ou 90 onde o equipamento fotográfico durava anos (as vezes décadas). Agora isso acabou. É hora de voltar à antiga realidade. Os smartphones vão tomar o lugar dos equipamentos mais baratos, e até de alguns mais caros, por conta da comodidade. A empresa que entender isso e se adaptar vai sobreviver por mais tempo.

Relacionados: , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Rafael Rodrigues

    Uma grande perda, mas em se tratando de bolsa, é legal esperar 1 semana. Muito das perdas enormes que ocorrem são fruto de variações para baixo acima do esperado. Isso bate no “stop loss” de quem deixou armado e começa a comandar venda em cascata. Geralmente nos dias seguintes parte da perda é recuperada.

    Menos na OGX, que caía e no dia seguinte caía mais. 😉

    • Gilson Lorenti Fotografia

      provavelmente. É uma empresa com 100 anos de mercado e com produtos de alto nível. Precisam se adaptar aos novos tempos.

  • Don Ramón

    Uma pena a Nikon ter desistido da linha DL, que vinha com uma proposta promissora e três câmeras muito atraentes pra fazer frente à Sony, Panasonic e Canon. A Nikon tem sérias dificuldades para se estabelecer em outros nichos que não o de câmeras DSLR. E a julgar por esta medida, parece que vai ficar nisso mesmo…

  • DiMais

    oportunidade de compra surgindo aí, outra japonesa que ficou na corda bamba essa semana foi a Toshiba..

    • jairo

      Em breve alguma chinesa a compra , balatinho,balatinho

      • DiMais

        não me espantaria se fosse a Samsung mesmo (coreana), ela tem umas linhas de câmeras pessoais bem bacanas mas nada de nome e expertise no nível da Nikon..

        • Bruno Ciro do Nascimento

          Então cara, na verdade a Samsung parou de fabricar a linha de câmeras de lentes intercambiáveis que eles tinham. Ninguém até o momento sabe porque, mas oq se imagina é que seja pra conter perda de dinheiro. Eu botava bastante fé nessa linha da samsung, eles estavam fazendo umas coisas bem legais… mas infelizmente a galera é meio cética com relação a novas empresas no ramo de fotografia profissional

          • DiMais

            por isso é uma compra que faria sentido, a Samsung tem dinheiro enquanto a Nikon tem nome.

          • Bruno Ciro do Nascimento

            Concordo plenamente! A samsung com o nome Nikon acho que ia bater forte na Canon! Com bastante inovação, coisa que a canon solta a conta gotas

    • Bruno Ciro do Nascimento

      A Toshiba faz tempo que não anda muito bem, tanto que a Sony já comprou a linha de sensores fotográficos dela… Única coisa que me preocupa com essas coisas acontecendo, é o possível monopólio do mercado de sensores pela Sony, que logo vai poder cobrar quanto quiser

      • DiMais

        hoje a Toshiba anunciou novas perdas bilionárias (essa em dólares) por conta da subsidiária nos EUA (ramo de usinas nucleares), que deixou uma dúvida quanto a continuidade da existência da corporação como um todo.

  • Leandro

    Nokia 2.0

  • Alberto Prado

    Ela não fabrica os próprios sensores? Ela poderia se aventurar a fazer sensores para os mobiles, setor de segurança, medição óptica profissional…

    • Cassio R Eskelsen

      Nem todos. De algumas cämeras ela compra da Sony.

  • Até tu Nikon =(
    Se isso não mudar, vejo um futuro sombrio, a compra da mesma por uma empresa chinesa, tipo uma certa fabricante de lentes que está em ascensão. Pensando em DSLRs com preço chinês.

  • Bruno Ciro do Nascimento

    Há alguns meses ouve boatos de que a Snap (do Snapchat) estava de olho na Nikon… Talvez seja uma compra interessante, pra dar uma renovada na visão da empresa

  • Pingback: Nikon: ações caem 15% e empresa perde US$ 1 bilhão de valor de mercado | Portal Hospedagem()

  • Jefferson Viana

    Esse negócio de ações em bolsas de valores é coisa de louco, acho que foi no filme grande demais pra quebrar contando a história da crise pelos olhos do secretário do tesouro americano, um diretor de melrsa liga pra ele reclamando que diabos tava acontecendo que ações da empresa dele estava caindo contaminada pela fundos private podres , sendo que eles vendiam soja ou trigo, e tiveram safra recorde

  • Rodolfo Oliveira

    Eu não entendo a importância toda que se dá pra valor de ações. As empresas não ganham nada com a negociação de papéis no mercado secundário, o único momento que eles realmente ganham algo é no momento inicial de venda, depois é meio que irrelevante. Inclusive, se a empresa tiver pretensão de comprar novamente as ações um preço baixo de mercado pode ser mais vantajoso.

    P.S.: postei a mesma coisa no macmagazine e simplesmente apagaram meu post…

    • Andre

      Sim, só que após a venda de ações pro mercado os donos da companhia (que são os que tem a maioria das ações) passam a ter o valor do investimento deles controlado pelo mercado, ou seja, quanto melhor a percepção da companhia, mais “dinheiro” os acionistas tem.

  • Henrik Chaves

    É uma situação bem complicada.

    Com frequência penso que gostaria de comprar uma câmera mais parruda (hoje uso uma Canon SX30IS, que é uma compacta “invocada”, com alguns recursos a mais). Aí lembro que boa parte das minhas fotos é feita com o iPhone, mesmo quando estou carregando a câmera. A trabalheira de tirar do case de proteção e ligar é tanta que só uso mesmo se ela estiver pendurada no pescoço (o que é raro, já que ela é pesada, e incomoda depois de um tempo). E as câmeras de celulares estão tão boas que a tendência é comer cada vez mais mercado.

  • Walt

    Sempre tive equipamento Canon e Nikon, são 2 grandes fabricantes, extremamente competentes (by the way, apesar das toneladas de informações brutas das Nikons, prefiro o processamento dados pelas Canons). No entanto, o modelo da Nikon sempre me pareceu bem arriscado e seria bem bem bemmm negativo que ela viesse a ser comprada por uma Koreana (Chines não, pelamor!). Só pra ter ideia, uma D810 com um kit adicional no Brasil está saindo por 31 mil reais. Difícil pra eles, pior pra gente.

  • Alvaro

    É uma péssima notícia para uma companhia que estará comemorando o centenário esse ano.

    Infelizmente, hoje em dia, a tendência é o smartphone. Resta focar na “essência” da fotografia, como está tentando a Pentax/Ricoh. Investir em DSLR e deixar de lado o mirrorless, que nunca vingou na Nikon, e as compactas. Particularmente, comprei uma Rx100 buscando qualidade, mas confesso que compor foto no visor LCD s/ uma ergonomia boa para regulagens acabo ficando com o smartphone mesmo. Porém com a DSLR é diferente, pode não ter trilhões de pixels e não ser a mais avançada, mas a essência está em você empunhar, olhar através do visor óptico, compor, fazer as regulagens na lente e no corpo da câmera. É praticamente uma arte, esporte, enfim, motivo pelo qual não largo a DSLR de guerra.

  • Monkey

    Que notícia triste! Há alguns anos já vinha me perguntando como as grandes Nikon e Canon vinham se portando nesse mercado. Isso explica muito…

  • major505

    A Nikon tb tem uma linha de miras óticas para rifles.

    • Luis Eduardo Boiko Ferreira

      E equipamentos para topografia tbm… microscópios tbm…
      Não é só fotografia, como o autor falou.
      Ai ai ai… estes tempos de pós verdade são foda. Não existe mais informação confiável, nem no meiobit.

      • Gilson Lorenti Fotografia

        Olá Luis Eduardo, tudo bem? A Nikon possuí um leque de produtos baseado em ótica. Binóculos, microscópios e miras óticas. Mas, o grosso de sua produção industrial são câmeras fotográficas. Justamente o segmento que está em declínio no mundo todo. Quem faz as análises de mercado são os especialistas em bolsas de valores e faz alguns anos (desde que se notou a queda de vendas de câmeras fotográficas) que esse fato é mostrado. Se procurar pela internet vai ver que a empresa teve mais anos com prejuízo do que com lucros nos últimos 5 anos. Mas, isso é relativo. A empresa é muito grande e atua em vários mercados mundiais. Porém, só vamos saber o rombo deste ano, de forma global, no dia 31 de março quando o ano fiscal fechar. Lembrando que os planos de diversificação de produtos da Nikon começou em 2013, justamente por conta da queda de vendas de câmeras point and shot e a popularização dos smartphones, Outro ponto a se levar em conta é que em todas os relatórios financeiros que a própria empresa libera para a imprensa o destaque é sempre para câmeras e lentes, que são os mercados principais da empresa. No ano fiscal de 2015 (dados fornecidos pela própria empresa) a receita foi de 857,7 bilhões de ienes. Destes, 586 bilhões vieram no negócio de câmeras. 170,7 vieram de instrumentos de precisão, 72,3 de instrumentos diversos e 28,6 de áreas diversas. O setor de instrumentos médicos não teve receita em 2015, mas espera-se algo em 2016. Ou seja, não é errado dizer que a empresa depende quase que exclusivamente do setor de câmeras e lentes, o que não acontece com a Canon e Sony.

  • Giuliano

    A tendencia é smartphone, mas eles não vão substituir equipamentos para cobrir profissionalmente casamentos, festas, etc. Por mais que as cameras dos smarts evoluam, não vão chegar nem perto de uma DSLR com uma lente prime.

    E não me venham com blablabla isso, blablabla aquilo….

    E certo, a Nikon não faz somente maquinas fotograficas e lentes. Corrige isso ai Gilson

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis