ad

LG lança nova série K no Brasil — K10 Pro, K10 Power e os novos K10, K8 e K4

A LG lançou nesta terça a sua nova Série K de smartphones no Brasil em grande estilo, em um restaurante no alto do Morro da Urca, Rio de Janeiro. São cinco aparelhos, o K10 Pro, K10 Power, e as novas versões do K10, K8 e K4, lançados no ano passado. A série K traz bons aparelhos intermediários para todos os gostos (e bolsos). Com duas opções com recursos bem interessantes, o K10 Pro (com caneta stylus) e o K10 Power (com bateria de 4.400 mAh). Os três K10 contam com o mesmo processador Octa-Core Mediatek de 1,5 GHz; 32 GB de capacidade e 2 GB de RAM (o que bem podia ser mais, principalmente no K10 Pro) e slot para cartão micro-SD (de até 32 GB).

lg_k10_pro

O carro chefe da nova série K é o K10 Pro, que tem tela de 5,7 polegadas (com resolução HD), leitor de impressões digitais (é o único da linha com o recurso) e uma caneta stylus, o que lhe dá um jeitão de Galaxy Note (mas com preço bem mais em conta e especificações bem mais modestas, afinal estamos falando de um smartphone intermediário). Na hora em que você tira a caneta do aparelho, um menu aparece na lateral com várias opções. Ele tem câmeras de 13 megapixels (traseira) e 8 megapixels (frontal). O processador é um Mediatek Octa-Core de 1,5 GHz; mas infelizmente ele só tem 2 GB de RAM. A bateria é de 3.080 mAh. O preço é R$ 1.499, e ele tem duas opções de cores, rosa e preto.

lg_k10_power-1

O K10 Power, como o próprio nome diz, tem como destaque a já citada bateria de 4.400 mAh, além de uma tela de 5,5 polegadas; também com resolução HD. Ele tem o mesmo processador, memória e capacidade do K10 Pro, além da mesma câmera traseira, mas a câmera frontal de 5 megapixels tem um truque na manga, lente grande angular de 120o para mostrar mais pessoas (ou paisagens) nas selfies, além de um flash frontal.

lg_k10_novo

Essa câmera é a mesma do novo K10, mas ele não tem o flash, o que pode ser compensado com o recurso que ativa a iluminação da tela. A LG acredita que essa câmera frontal pode ser um ótimo argumento de venda, em tempos onde as pessoas tiram mais selfies do que nunca. Para ajudar neste sentido, a LG também tem recursos divertidos para as selfies, tirando uma foto ao fechar a mão uma vez, ou quatro fotos ao fechar a mão duas vezes. O K10 tem bateria de 2.700 mAh, e três cores, preto, dourado e titânio. O preço do K10 Power é R$ 1.399, e o do K10 versão 2017 é R$ 1.199.

lg_k8_novo

Por fim temos o LG K8 (foto acima) e o LG K4, ambos com tela de 5 polegadas, bateria de 2.410 mAh e câmera frontal de 5 megapixels, a diferença fica pelo processador, que é um Quad-Core Mediatek de 1.25GHz no K8 e um de 1,1 GHz no K4, a câmera traseira que é de 13 megapixels no K8 e 8 megapixels no K4. Ah, tem outra diferença, a resolução da tela é HD no K8 e FWVGA (854 × 480 pixels) no K4.

lg_k4_novo

O K8 tem duas cores, dourado e azul índigo, e custa R$ 899, já o K4 (foto acima) vem em marrom e titânio, e sai por R$ 699. Todos os preços citados no post são os sugeridos pela LG. Todos os cinco aparelhos rodam o Android 7.0 Nougat e têm entrada para dois SIMs no formato nano-SIM, além de conectividade 4G. O novo K10 já está sendo vendido nas lojas da LG, e os novos K8 e K4 começam a ser vendidos no final deste mês. O K10 Pro e o K10 Power vão demorar um pouco mais, mas chegam em março e abril.

No final do evento, antes de subirmos o outro bondinho para testar a câmera do K10 2017 no belo morro Pão de Açúcar, conversei com Bárbara Toscano, gerente de marketing da LG Electronics do Brasil, que aposta em muitas vendas da nova série K: “a nossa expectativa é a maior possível. A gente vem de um histórico de sucesso da linha K no ano passado, o K10 esteve entre os três smartphones mais vendidos em 2016. O objetivo agora é fazer mais do que o K10, e sim uma família inteira, pois além das novas versões dos três produtos do ano passado (K10, K8 e K4), agora temos mais dois, o K10 Power e o K10 Pro, dentro de um segmento mais high-end. Mesmo no aparelho mais simples da família, aumentamos a tela, trouxemos a cor chocolate, procuramos trazer vantagens para o consumidor que está chegando nesta família de smartphones.”

Estou testando o K10 e em breve farei um review com vídeo, e também teremos um vídeo do evento com as minhas primeiras impressões dos aparelhos, estou editando neste momento e será incluído no post assim que ficar pronto.

O MB subiu o bondinho do Pão de Açúcar a convite da LG, mas como sempre, todas as opiniões são nossas.

 

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Nick Ellis

Nick Ellis é autor do Meio Bit, Digital Drops e Blog de Brinquedo.

Compartilhar
  • Cássio Amaral

    MediaTek? Nem morto. E ainda mais com telas de até 5,7″ e resolução HD? Imagina o lixo que não deve ser. Vai ficar preso no Nougat e não vai ter ROM custom. E o preço está péssimo, só desavisado mesmo pra pagar isso em MediaTek com essas specs. A LG enlouqueceu.

    • tiago

      Não vi ainda diferença desse processador em questão de processamento, mas os celulares com características mais interessantes estão vindo com esse chip.

      • Cássio Amaral

        MediaTek é mais barato, só por isso que usam. Em eficiência e suporte da comunidade perdem feio dos Snapdragon.

        • tiago

          Mas se for observar a maioria dos smartphones tem uma obsolescência tecnológica de no máximo 1 ano, e uma obsolescência programada de 2 anos, considero irrelevante a questão de suporte da comunidade, isso só é interessante para usuários hard, que atualmente não são o foco principal dessas empresas, mas sim o usuário mediano.

          A maioria dos usuários só usam esses aparelhos para selfie e o olhar o facebook mesmo, com um pouco de sorte irão jogar bbtam o dia inteiro.

          No meu ponto de vista a maioria dos eletrônicos são lixos muito caros, já que o tempo de vida deles é muito curto, e a impossibilidade de manutenção dessas aparelhos no quesito reposição de peças.

          Mas reconheço sua utilidade, atualmente possuem mais memoria e processamento que meu notebook.

          • Cássio Amaral

            É como falei, usam MediaTek porque é mais barato, somente por causa disso. Se continuam comprando, a empresa continua vendendo os chips da MediaTek. E eu estou vendo o meu ponto de vista, e não o do usuário leigo que só usa pra FB. Um MediaTek no mesmo clock de Snapdragon perde feio pro último, tanto em CPU quato em GPU.

            O meu aparelho é MediaTek, simplesmente porque era o que tinha de melhor na faixa de 1000 reais quando comprei na época, mas ao menos tem tela de 5,5″ com tela Full HD.

          • mr_rune

            Mas essa obsolescência só acontece porque existem custom ROM no Android. Se não fosse isso absolutamente nenhum aparelho receberia nenhuma atualização, nunca. E você teria que comprar um novo de 6 em 6 meses porque a fabricante aleijaria o sistema de tal maneira que só os top de linha da semana rodariam.

            Eu ressuscitei meu antigo Moto G 2014 com o Nougat e dei pra minha mãe. Se dependesse exclusivamente da Motorola ? Estaria no KitKat até hoje.

          • Cássio Amaral

            E se fosse MediaTek estaria no máximo no Lollipop, já que não tem ROM custom.

    • Vitor Leite

      Pensei a mesma coisa. Péssimas especificações, péssimo preço.
      Não tem nem vergonha de colocar 720p numa tela de 5,5″.
      Saudades da LG dos tempos do G3.

    • jairo

      Seria um bom.lancamento para o mercado low end em 2013/14

  • Germano

    Com o fim do Cyanogen e o futuro ainda incerto do seu sucessor, sei não se custom rom ainda e um parametro que continuarei levando em conta. Mas mesmo assim sou meio desconfiado desse MediaTek e ainda prefiro nao optar por ele.

    • Cássio Amaral

      LineageOS já está existe para vários aparelhos, e além disso, há inúmeras ROMs customs que não são CM e que são melhores ainda. Mas só pra Snapdragon, pra MediaTek esqueça ROMs e kernel customs.

      • Germano

        Sim, tem, mas ate a ultima vez que havia pesquisado nenhuma com o suporte a quantidade de aparelhos que o Cyanogen suportava nem com suporte ao aparelho especifico que eu possuia entao – mas nesse ultimo caso posso ter dado azar.

  • Marcus Pereira

    Mais uma vez, meu Redmi 3s Prime que me custou 900 mangos no ML a pronta entrega, me faz sentir feliz.
    Absurdos esses aparelhos da LG.

  • Vamos olhar o lado bom da coisa, pelos menos as fabricantes estão disponibilizando uma versão com a bateria mais parruda.

  • Bruno Costa

    Que especificações bosta. Pra que chamar de mid-end? Fala logo que são aparelhos de entrada com preço de intermediários que fica mais honesto é fácil de acreditar que não estão puxando a sardinha pra LG.

  • Zé das Covi

    K7 ? ninguem ?
    ohhh … ok .

  • Mirai Densetsu

    E a LG continua com a sua tradição de lançar aparelhos de entrada como intermediários.

    O K10 da geração anterior conseguia ser pior que o Moto G4 Play, que era um aparelho de entrada. E o dessa geração continua sendo mais fraco que os aparelhos concorrentes.

    Assim fica difícil considerar um LG na troca de celular.

  • Felipe

    LG perdeu a oportunidade. Esses aparelhos estão caros e bem abaixo dos concorrentes na mesma faixa de preço.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis