Arte estelar no Museu do Amanhã

575caadac88091b4504a52b0cc63762a-1

Nós, do alto de nossas curtas e efêmeras vidas vemos o céu como algo imutável. Ano após ano, estação após estação as estrelas estão lá, nos observando, guiando e, se você é uma das pessoas que não saiu da Idade do Bronze e acredita em astrologia, nos controlando. 

Em verdade por mais que Shakespeare tenha feito Júlio César dizer que é constante como a estrela polar (Júlio César, Ato 3, Cena 1 Página 4) nem ela, Polaris, é constante. Ela aparenta estar fixa na direção do Norte mas, como todas as outras estrelas, está se movendo.

O Universo não é estático, todas as estrelas se movimentam em direções e velocidades diferentes. Não percebemos por causa da distância, leva bastante tempo, mas constelações pré-históricas já apresentam diferenças das mesmas estrelas vistas hoje.

Em Cosmos Carl Sagan demonstrou lindamente o movimento das constelações através do espaço e do tempo, mostrando como constelações familiares não o eram centenas de milhares de anos atrás, e como mudarão no futuro.


Sir Greedo — Carl Sagan: Star Formation and Constellations

Essa viagem no tempo e no espaço pode ser vista na exposição Deep Future, em português “Milênios Cósmicos”, traduzida pelo mesmo sujeito que traduz títulos de filmes, provavelmente. Nela um computador calculou posições estelares muito (mas muito mesmo) no futuro, um robô as desenhou com cera de abelha em tecido de algodão, que depois foi tingido.

2b47b0a1d7b0c7aa25c00aee775638e9

Aqui um vídeo do processo, mostrando como fizeram as 10 cartas, cada uma 10 mil anos no futuro.


Deep Future from Tellart

A exposição está agora no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

DETALHES:   Início: terça-feira, 17 de janeiro de 2017 Término: domingo, 07 de maio de 2017   Local: Museu do Amanhã Endereço Praça Mauá, 1 — Centro. Rio de Janeiro, RJ. CEP: 20081-262 Horário: ter a dom, 10 a 18 h

PS: não vá no Carnaval, o museu vai estar fechado. Sim, eu sei.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Em plena folga de carnaval, podendo ir visitar uma exposição dessas… ;/ brasileiro não tem tempo, quando tem é por causa de uma festa assim que para o mundo

    Se alguém quiser me oferecer um emprego para trabalhar em um museu no carnaval, aceito

    • Marcio Ferreira

      Prefiro um emprego que só trabalhasse 3 dias na semana. Ou que começasse as 10h. Ou os dois. E que pagasse bem. OK, eu nasci pra ser político.

      • tente nascer filho de um político na próxima reencarnação, pelo menos não vai ter que fazer o trabalho sujo e de quebra ainda vai ter uma fortuna

      • Daniel

        Sei não, com essas ideias ai você está querendo trabalhar muito para ser político por aqui…

  • Cartas? Robôs? Cavernas? Estrelas?

    ????

    Tô tão acostumado com as matérias rasas do G1zmorto que nem entendi o que foi escrito nessa aqui. Alguém me elucide, por obséquio?

    • É sobre uma exposição cósmica no Museu do Amanhã. Infelizmente o museu não vai funcionar no carnaval

  • Porra, no dia em que eu vencer a preguiça da fila infernal do Museu do Amanhã e do AquaRio eu tento ver isso. No verão, nem tento. Horas de fila no sol…

    • Compre pela Internet. Eu fiz assim e passei por uma fila MUITO menor. Ah, vc tá sabendo que morador do Rio paga meia, né? No Aquário nem pediram para ver o comprovante de residência. No Museu do Amanhã pediram.

      • Rafael Rodrigues

        E o AquaRio ainda tem um esquema de passaporte anual que dá acesso direto. Se for visitar mais de 3x no ano, já vale a pena.

        • Eu o achei meio pobre, mas acho que ainda vai demorar para eles terminarem tudo.

    • Desculpa aí, mas só burro vai pegar fila no sol pra entrar no Museu do Amanhã, já que o site também tem versão em inglês então turista também tem como fugir da fila.

      O ingresso comprado pela internet é inclusive com horário marcado de entrada.

      Das duas vezes que fui lá comprei pela internet e peguei exatas ZERO filas do lado de fora.

      E admito que a sensação de passar na frente daquela galera torrando no sol estando 100% dentro da lei é maravilhosa.

  • Gui

    Mas convenhamos que traduzir literalmente como “Futuro Profundo/Longínquo” não ficaria muito atrativo.

    • Davi

      “Milênios Cósmicos” fica igualmente desinteressante para o povão, no meu entender, só gera atrativo para quem curte o tema. Acho que já que não iam traduzir literalmente, podiam botar algo mais romântico tipo “O Futuro das Estrelas”. Ia chamar mais o povão que lê livrinhos com casais que tem câncer.

  • Super Suporte

    poxa a astrologia nada tem a ver em controlar o serumaninho =/

    e era um estudo super respeitado, até a igreja banir das universidades

    • hahaahahhaha nope. Astrologia não tem nenhum fundamento científico, é a homeopatia do espaço.

      • Super Suporte

        mas e aquela historia q o Sr Isaac estudava astronomia para fazer mapas melhores?

        • Ricardo Augusto

          Super Suporte, você deve ter confundido nomes. Astronomia e astrologia são coisas distintas.

          • Super Suporte

            ah não confundi e aidna fui pesquisar e me arrependi, o cara era um doido esquizofrênico com cerebro… to apagando tudo, vou fingir q nada aconteceu

  • Demis Cunha

    Adoro astronomia mas acho pouco interessante ir no museu para ver algo que podemos simular no computador de casa e ainda foi pintado em pedaço de pano. Parece trabalho da galera de humanas que vende incenso da Av. Paulista. Espero que essa exposição tenha coisas mais interessantes. Meteoritos, equipamentos astronômicos, fotos em alta resolução.

    • Se vc for do Rio de Janeiro, recomendo o Planetário da Gávea

    • A sensação não é a mesma. O impacto (sobretudo numa criança) não é o mesmo. Vale muito a pena sim.

  • Julio Verner

    Até me despertou interesse… Mas aí li que é no Hell de Janeiro, prefiro ficar vivo e com meus equipamentos do casco(mochila que nunca largo).

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis