ASUS lança rival do Raspberry Pi que suporta 4K por US$ 68

A ASUS decidiu entrar em um novo mercado, o o de dispositivos compactos para desenvolvedores. Ou assim deveria ser, já que apesar de seu Tinker Board chegar como um concorrente do Raspberry Pi 3, este novo mini-PC é mais voltado para quem deseja ter um media center pequeno e barato em casa do que para quem pretende utiliza-lo para desenvolvimento e aprendizado. Ao menos por enquanto.

A primeira coisa que percebemos é a intenção da ASUS em superar a Raspberry Pi Foundation focando-se em em duas coisas principalmente: o prestígio de sua marca e um dispositivo com poder de fogo consideralmente maior que o produto da concorrente. O Tinker Board é equipado com um SoC da Rockchip assim como o Pi 3 (o modelo mais recente e que tomaremos como base para comparações), no caso um RK3288 quad-core Cortex-A17 com clock de 1,8 GHz, contra o BCM2837 quad-core de 1,2 GHz do rival. A GPU é uma Mali-T764 que suporta OpenGL, OpenCL e DirectX 11 e segundo a fabricante, é capaz de reproduzir vídeo em 4K. Já o Raspberry é “limitado” a 1080p a 30 fps.

A memória RAM também é generosa: são 2 GB LPDDR3 Dual-Channel contra apenas 1 GB do concorrente, o que pode ser muito interessante para alguns.

asus-tinker-board-003

O Tinker Board também conta com Ethernet Gigabit para conexões mais velozes, conector GPIO 3.0 (o do Pi 3 é 2.0) e suporte a transmissão de áudio em 192 kHz/24 bits (contra 48 kHz/16 bits). De resto tudo igual: o mesmo form factor e praticamente as mesmas dimensões (até para ser compatível com os cases),Wi-Fi 802.11 b/g/n, quatro portas USB 2.0, uma HDMI, uma micro-USB para alimentação, conectores para acessórios como câmera e display e entrada para cartão micro-SD.

A ASUS acredita que fornecer um dispositivo mais poderoso vai “aumentar o poder de escolha dos usuários”, o que é algo digno de nota mas ao menos num primeiro momento, há dois problemas que a companhia taiwanesa precisa resolver:

  • primeiro, ela precisa conquistar os desenvolvedores; o Tinker Board por enquanto só é compatível com uma versão do Debian exclusiva, desenvolvida pela ASUS para o mini-PC e o Kodi, um dos players de mídia favoritos do pessoal que utiliza seus Raspberries como media centers. É algo até bem óbvio, visto que as capacidades do bichinho o posicionam como um produto para quem deseja ter um set-top box razoavelmente barato em sua sala de estar. Porém, o sucesso do produto da Raspberry Pi Foundation se deu principalmente pelo apoio da comunidade, visto que a linha Pi/Pi Zero suporta uma série de sistemas operacionais para os mais diversos fins, de uso doméstico a entretenimento (RetroPie, Plex), passando por aplicativos para a Internet das Coisas e iniciativas educacionais. Claro que quem quer faz, mas seria interessante que ao menos o Tinker Board já suportasse as versões de Linux prontas para o Pi.
  • segundo, ele é caro. Todo o poder extra de que dispõe não veio sem um custo, o mini-PC da ASUS está sendo vendido pelo equivalente a US$ 68 com frete, contra os US$ 35 do Pi 3. Embora possa parecer um preço justo os taiwaneses não entenderam a filosofia da Raspberry Pi Foundation, uma ideia que foi dada por Eric Schmidt para fazer mais pelo mesmo preço. O Pi Zero hoje tem mais poder de processamento que o primeiro Pi (1 GHz contra 700 Mhz) e custa ridículos cinco dólares. Já seu produto principal teve diversas versões, uma mais potente que a outra e manteve o mesmo valor.

Pensando nisso é plenamente possível que a Pi Foundation lance em breve um Raspberry Pi 4 com o mesmo poder de fogo do Tinker Board, pelos mesmos US$ 35 e com todo o apoio da comunidade. A intenção da ASUS é boa, inclusive para fazer com que o pessoal dos micro-PCs se mexa mas ao menos para desenvolvedores e entusiastas, ele não é um produto interessante num primeiro momento. Já para quem busca ter um media center 4K por menos de 100 dólares ele pode ser uma boa opção. Aos demais, recomendo esperar um pouco e ver o que os outros fabricantes irão aprontar nos próximos meses. Especialmente a Raspberry Pi Foundation.

Fonte: CPC.

Relacionados: , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • “O Pi Zero hoje tem mais poder de processamento que o primeiro Pi (1 GHz contra 700 Mhz) e custa ridículos cinco dólares”

    Não adianta muito ter um ideal revolucionário de vender computadores pelo preço de um BigMac, mas não conseguir entregar.

    Na “loja oficial”, a The Pi Hut, os lotes que são disponibilizados esgotam em menos de 1 dia. É dificílimo conseguir comprar um negócio desses.

    Seria mais inteligente vender por 10 dólares – que ainda é um preço espetacular – e conseguir atender a demanda.

    Já tem meses que quero colocar as mãos em algumas unidades para desenvolver projetos com drones, mas simplesmente não consigo.

    • O CanaKit e o PiMoroni, revendedores indicados pela fundação têm estoque

      http://www.canakit.com/raspberry-pi-zero.html

      https://shop.pimoroni.com/products/raspberry-pi-zero

      • Sim… Paga 5 dólares no PI e 40 dólares de frete.

        • Marcogro®

          Se fosse vendido aqui, o preço final não seria diferente disso… Talvez até mais caro que US$ 40

        • Eu disse que tem, não que compensa. =

          Ademais, roda uma busca no Mercado Livre e confira: lá vendem por 100, 120, 150…

          • caio.

            Problema eh pagar 120-150 reais num negócio que custa 5 dólares… minha pi chegou aqui custando 160 reais (35usd + frete, nao cobraram imposto)

        • cquintela

          No site oficial o frete era mais ou menos isso também da última vez que vi.

        • Flávio Pedroza

          KKKk, desse jeito até dá pra fazer promoção com 100% de desconto, vc paga “apenas” o frete.

        • caio.

          Fora que pelo que me lembro, a pimoroni nao entregava aqui…

    • guilherme s. blanco

      Eu comprei o meu e saiu menos de 90 reais já com frete. Usei o shipito para receber na porta de casa.

    • Ivan

      aliexpress não acha? ou ebay?

      • O model zero infelizmente não. Só os outros.

      • Felipe Braz

        aliexpress tem uns devices interessantes, procura por “orange pi” =)

  • André K

    É sempre bom ter concorrência. Ainda que o preço não seja o foco da ASUS, isso ajuda a “empurrar” (no bom sentido) o Pi para ser ainda melhor.
    Eu uso o Chromecast e gostaria de comparar com um desses funcionando como Media Center, alguma sugestão de tutorial ou ajuda para montar o set top box com eles?

    • Cleber Menuci

      Aqui tem vários projetos: www. htpcguides. com

      • André K

        Valeu!

    • Haadok

      Eu nunca testei um Chromecast, mas me parece que ele não é um média center. Apena espelha um celular ou tablet na TV e todo processamento são feitos nestes.
      Correto?

      • André K

        Correto!

      • Alvaro

        O que eu apurei e que o processamento e feito no chromecast e não nos devices… os devices atuam mais como um controle remoto turbinado para o setupbox

        • PugOfWar

          Sim no Android dá pra instalar o Netflix por exemplo e mandar executar no chomecast

          • Alvaro

            Mas eu já rodava netflix no iPhone para o chromecast normalmente… o app está no chromecast ele só recebe comandos do app do iPhone mas toda execução e a cargo do chromecast

  • Rodolfo

    Windows 10 já ta pronto pra rodar em ARM.

    • Yskar

      E quem quer rodar Windows 10 só para usar as porcarias da Windows Store? Você consegue fazer bem mais com o Linux num hardware desse sem as travas idiotas que a MS colocou no projeto de IOT do W10.

      • Abraão Caldas

        Que travas?

        • Yskar

          Você só pode usar programas presentes na Windows Store, não pode usar programas compilados e adaptados para os processadores ARM, como é feito no Linux para Raspberry Pi, o que torna o Windows 10 IOT basicamente inútil e imensamente inferior frente ao Debian (e demais distros) para Raspberry Pi que permitem ter uma experiência desktop completa.

          • Abraão Caldas

            Ah. você diz que só pode usar programas feitos no UWP?

          • Yskar

            Sim, só UWP E já aceitos na windows store.

          • DumbSloth87

            mas isto está pra mudar:
            http://www.theverge.com/2016/12/7/13866936/microsoft-windows-10-arm-desktop-apps-support-qualcomm

          • Yskar

            Enquanto depender de ser validado na Windows Store não vai fazer diferença, o UWP é quase que totalmente rejeitado pela comunidade de software livre, se o usuário não puder fazer essa coversão ele mesmo vai continuar sendo impraticável usar os SOC ARM com W10 IOT.

          • Leonam Ramos Folí

            maniqueismo do krl heim? porra parece q só vc ta certo o tempo todo!

          • Yskar

            É só minha noção de como as coisas funcionam, desenvolvedores de software livre não tem interesse na windows store, por exemplo, um dos poucos que se deram o trabalho foi o pessoal do VLC, procure softwares open source lá e você vai ver que são poucos.

            Se os próprios usuários não puderem fazer essa conversão/emulação isso daí não vai servir para muita coisa, e sem softwares para rodar no W10 IOT por que alguém usaria ele? Ainda mais que as distrosLinux que estão portando para o Pi tem basicamente tudo que é software aberto portado para ele?

            Basicamente ninguém está dando bola para a Windows Store, basta observar o mercado, e como o W10 IOT depende da Windows Store ele não irá muito para frente a não ser que a MS libere que se execute programas sem usar a Windows Store.

          • Não por muito tempo.

            http://meiobit.com/356595/microsoft-winhec-shenzhen-2016-windows-10-para-dispositivos-arm-compativel-com-aplicativos-x86-win32-via-emulacao/

          • Yskar

            Isso é uma boa notícia, mas ainda assim depende de que o programa seja aceito na Windows Store e que os desenvolvedores queiram que ele esteja lá, coisa que é bastante rejeitada na comunidade de software livre, então na prática não vai fazer muita diferença para a situação do W10 IOT, o Linux sempre vai ter mais apoio da comunidade do que a Windows Store, que é o que faz diferença em computadores SOC ARM.

            O que reina nessa área de SOC onde muitas vezes até o hardware é de padrão aberto é o software livre, então qualquer coisa que implique em um controle centralizado sem respeitar as liberdades do software livre é rejeitado.

            Agora nos SOC X86_64 como o Pandaboard nada impede de se instalar até um Windows comum nele já que ele suporta até windows mais antigos como o W7, por exemplo.

          • Careca Voador

            Exatamente. O Windows 10 IOT não tem NADA a ver com a versão Full. É mesmo voltada para quem vai desenvolver um app e deixar só ele rodando no Pi.

          • Yskar

            Então é isso, bem inferior ao que se pode fazer com o Linux nele, basicamente só quem desenvolve o dito cujo app vai usar W10 IOT no Pi.

  • Roda Dota 2?

  • Pingback: Novo mini-PC parrudinho da ASUS chega prometendo desbancar o Raspberry Pi | | Jurassic Team()

  • jairo

    Concorrência sempre é bom

  • Yskar

    Seria mais interessante se eles tivessem também lançado no formato COMPUTER MODULE e oferecessem alguns modelos de cradle para que fosse usado em cluster de baixo custo.

  • Samuel

    Coisa linda é ver uns 50 destas cpus rodando em cluster. Tipo “união faz a força”

  • Paulo Canedo Costa Rodrigues

    Oferece 4K com rede Wi-Fi padrão N? That’s make no sense.

  • Careca Voador

    Façam acontecer um Pi com Snapdragon 835! Por favor, por favor, por favor…

  • radiobrasil

    Pra quem quer apenas um media center, sem complicação, aquelas AndroidBox de 120 do ML não servem?

  • Estou a procura de um set-top box bom e barato, alguém pode me me indicar algo? Quero basicamente pra assistir ao Netflix e Amazon Prime Vídeo.

    Tenho uma smart tv da Samsung que não tem aplicativo pra o Amazon Prime e pelo andar da carruagem logo logo o da Netflix vai ficar desatualizado.

  • Wagner Felix

    O da ASUS não pode usar as distros já printas pro Pi por causa da arquitetura do processador ser outra, creio :/. Necessita recompilar tudo.

  • tiago

    Gostei, era bem a ideia que eu tinha, poder usar de midia center e fazer algum desenvolvimento, só falta ver se chega nas babanias a um preço acessivel

  • Henrique Oliveira

    alguem sabe dizer onde ainda tem para vender essa tinkerboard? todos os cantos que vejo o preço e acessivel mas o frete… Gezuis!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis