Irmãos Coen farão série de faroeste para a TV

Eu não sei dizer ao certo quando ou o que que fez isso mudar, mas a verdade é que nem sempre fui um apaixonado por faroestes. Porém, hoje esse é um dos meu gêneros favoritos e como durante muito tempo Hollywood ignorou os filmes ambientados naquela época, é muito bom ver que várias obras assim tem sido criadas.

Imagine então a minha alegria ao saber que Joel e Ethan Coen — dois dos cineastas que mais admiro — estão trabalhando numa minissérie para televisão que se passará no Velho Oeste. Batizada como The Ballad of Buster Scruggs, ela será dividida em seis episódios que ainda não possuem data para estrear.

Criada a partir de uma parceria com a Annapurna Television, fontes sugerem que a produtora teria a intenção de fazer com que The Ballad of Buster Scruggs seja explorada tanto na TV quanto nos cinemas, mas ainda não está claro como isso seria feito e devido a dificuldade em transformar o projeto e um filme, tudo indica que ele permanecerá apenas como uma minissérie mesmo.

A direção da minissérie será dividida por Joel e Ethan, mas infelizmente não foram revelados detalhes sobre o roteiro. O que sabemos por enquanto é que ele foi escrito por ambos a partir de uma ideia original, onde seis histórias estarão entrelaçadas.

Embora essa não seja a primeira obra da dupla que se encaixe no gênero, já que eles fizeram o remake do Bravura Indômita e o simplesmente espetacular Onde os Fracos não Têm Vez, será a estreia dos Coen em séries, afinal a ótima Fargo não contou com suas participações.

Eu preciso confessar que não gostei muito do último filme da dupla, o Ave, César!, mas ainda assim confio no talento deles para contar boas histórias e principalmente, para entregar personagens fascinantes. Só, espero não me decepcionar com The Ballad of Buster Scruggs, pois a expectativa já está lá em cima.

Fonte: Variety.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Zaaboo

    Acho possível que sua paixão tenha mudado após Red Dead Redemption. A minha mudou.

    • Ou após Django Livre.

    • Não, foi bem antes disso. Minha memória pode estar me traindo, mas acho que foi com Os Imperdoáveis, um dos meus favoritos do gênero.

  • Wesley

    Espero que o protagonista seja:
    “Um pistoleiro chamado Papacu”

  • Gink Labrev

    Sei não … esses diretores fazem filmes muito bons, mas o único filme de faroeste deles – Bravura Indômita, achei muito fraco – ainda mais se comparado ao original.

    • Onde os Fracos não Têm Vez.

      • Jose X.

        faroeste ? não

        • Flávio Pedroza

          Tem certeza?

          • Jose X.

            No Country for Old Man ?

            tenho certeza

          • Flávio Pedroza

            Pois eu acho que é um Western sim. Moderno, mas é…

          • Jose X.

            o cara rouba dinheiro de um cartel e é perseguido por um assassino psicopata do cartel

            western ? no way

          • O mundo considera o filme como um faroeste nos dias atuais, só não vê quem não quer.

          • Jose X.

            nem tudo que está em letra de forma é necessariamente verdade

            pegue um faroeste qualquer, mas um faroeste “verdadeiro”

            que tal um do Howard Hawks ? do John Ford ?
            claro que não, é covardia demais

            vamos ver um bem recente, de um diretor no name, mas com atores A-list: No Vale da Violência

            o que é que se vê na maioria desses filmes ?

            geralmente o protagonista é alguém individualista, mas com um código de conduta pessoal de alto nível

            às vezes esse personagem é um agente da lei, e nesse caso outra característica aparece: o profissionalismo, o objetivo de cumprir seu dever mesmo em situações impossíveis

            às vezes o protagonista é um outcast, mas muitas vezes esse papel é de um coadjuvante

            (isso é o que me lembro de momento, provavelmente é bastante incompleto e superficial, já que não sou nenhum cinéfilo, nem especialmente fã de faroeste, sou só “uma pessoa comum” que de vez em quando assiste um filme)

            praticamente todos os filmes de faroeste “verdadeiros” possuem essas características, isoladas ou em conjunto

            mesmo em No Vale da Violência, que é bem recente, essas características aparecem

            “Onde os Fracos Não Tem Vez” não tem absolutamente nada disso…temos um loser que rouba dinheiro do narcotráfico, é perseguido por um psicopata assassino a serviço do narco-tráfico, e é isso…não vejo como pode ser chamado de Western…pode até ser chamado de “Neo Western”, mas aí é outra coisa, outro gênero cinematográfico

  • Maom

    Faroeste em minisérie é complicado… Haja cova pra cavar e caravanas com novos moradores para morrer. Pq um faroeste sem muito bang bang e brigas de egos resolvidas na bala, não tem a menor graça.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis