Revelados os finalistas do IGF Awards

20170111hyper-light-drifter-

O que direi a seguir pode parecer um pouco exagerado, mas a verdade é que vários dos jogos que mais me agradaram no ano passado são do tipo “independentes”. Por isso eu estava bastante curioso para saber quais títulos seriam indicados ao Independent Games Festival Awards, uma das principais premiações do gênero e finalmente a espera acabou.

Com o evento dividido em sete categorias, a principal delas é a Seumas McNally Grand Prize, que escolherá o melhor jogo indie lançado em 2016 e entre os concorrentes temos o Inside, Stardew Valley, Quadrilateral Cowboy, Event[0], Hyper Light Drifter e o Overcooked. Desses, tive a oportunidade de jogar os excelentes Hyper Light Drifter e Inside, além de um pouco do Stardew Valley e se tivesse que escolher, acho que ficaria com o primeiro.

Ao todo tivemos 30 indicados considerando todas as categorias, sendo que aquele que concorre a mais prêmios é o também muito bom Virginia. Tudo bem que o título está mais para um filme interativo do que um jogo propriamente dito, mas se você procura algo com um boa história e repleto de simbologia, vale a pena lhe dar uma chance.

Abaixo você confere a lista completa, com os vencedores sendo revelados no dia 1º de março em um evento que acontecerá em São Francisco. Vale citar que além do prestigio, o jogo que for escolhido o melhor do ano ainda levará US$ 30.000.

— Melhor jogo feito por estudantes

  • Diaries of a Spaceport Janitor (Sundae Month)
  • Lily, Colors of Santa Luz (Lily, Colors of Santa Luz Team)
  • Un Pas Fragile (PAF team)
  • FAR: Lone Sails (Mr. Whale’s Game Service/Mixtvision)
  • Frog Climbers (TeamCrew)
  • Bamboo Heart (Sokpop Collective)

Menções Honrosas: Awkward Dimensions Redux (StevenHarmonGames), DYO (Team DYO), Code 7 — Episode 0: Allocation (Goodwolf Studio) e You Must be 18 or Older to Enter (Seemingly Pointless).

— Excelência em áudio

  • The Flame in the Flood (The Molasses Flood)
  • GoNNER (Art in Heart)
  • Virginia (Variable State)
  • Hyper Light Drifter (Heart Machine)
  • Everything (David OReilly)
  • Inside (Playdead)

Menções Honrosas: 1979 Revolution: Black Friday (iNK Stories), Kingdom: New Lands (Noio), Dropsy (Tendershoot, A Jolly Corpse), Diaries of a Spaceport Janitor (Sundae Month), Sentris (Timbre Interactive) e TumbleSeed (TumbleSeed Team).

— Excelência em design

  • Imbroglio (Michael Brough)
  • Ultimate Chicken Horse (Clever Endeavour Games)
  • Duskers (Misfits Attic)
  • Overcooked (Ghost Town Games)
  • Event[0] (Ocelot Society)
  • Quadrilateral Cowboy (Blendo Games)

Menções Honrosas: She Remembered Caterpillars (jumpsuit entertainment), Elsinore (Golden Glitch Studios), Inside (Playdead), Antihero (Tim Conkling), Replica (Somi) e Space Pirate Trainer (I-Illusions).

— Excelência em narrativa

  • Ladykiller in a Bind (Love Conquers All Games)
  • 1979 Revolution: Black Friday (iNK Stories)
  • Virginia (Variable State)
  • Orwell (Osmotic Studios)
  • Event[0] (Ocelot Society)
  • One Night Stand (Kinmoku)

Menções Honrosas: A Normal Lost Phone (Accidental Queens), The Lion’s Song (Mi’pu’mi Games), Far from Noise (George Batchelor), Inside (Playdead), Stardew Valley (ConcernedApe), Burly Men at Sea (Brain&Brain) e Sorcery! 4 (inkle/Steve Jackson).

— Excelência em artes visuais

  • The Flame in the Flood (The Molasses Flood)
  • Inside (Playdead)
  • Virginia (Variable State)
  • Old Man’s Journey (Broken Rules)
  • Hyper Light Drifter (Heart Machine)
  • She Remembered Caterpillars (jumpsuit entertainment)

Menções Honrosas: Inks (State of Play), Night in the Woods (Infinite Fall), Mu Cartographer (Titouan Millet); Future Unfolding (Spaces of Play), Sundered (Thunder Lotus Games) e Un Pas Fragile (PAF team).

— Prêmio Nuovo

  • Islands: Non-Places (Carlburton)
  • Close (Tobias Zarges and Moritz Eberl)
  • Diaries of a Spaceport Janitor (Sundae Month)
  • Oiκοςpiel, Book I (David Kanaga)
  • Everything (David OReilly)
  • Virginia (Variable State)
  • Mu Cartographer (Titouan Millet)
  • Lieve Oma (Florian Veltman)

Menções Honrosas: Memoir En Code: Reissue (Alex Camilleri), Far from Noise (George Batchelor), Ladykiller in a Bind (Love Conquers All Games), Witchball (S.L.Clark), Project Perfect Citizen (Bad Cop Studios), Wheels of Aurelia (Santa Ragione) e Quadrilateral Cowboy (Blendo Games).

— Grande Prêmio Seumas McNally (Jogo do Ano)

  • Inside (Playdead)
  • Stardew Valley (ConcernedApe)
  • Quadrilateral Cowboy (Blendo Games)
  • Event[0] (Ocelot Society)
  • Hyper Light Drifter (Heart Machine)
  • Overcooked (Ghost Town Games)

Menções Honrosas: 1979 Revolution: Black Friday (iNK Stories), Orwell(Osmotic Studios), Imbroglio (Michael Brough), Virginia (Variable State), Duskers (Misfits Attic) ae Oiκοςpiel, Book I (David Kanaga).

Fonte: Engadget.

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Rafael Vasconcelos

    Senti falta de Furi

  • Jean Franco

    Esse post para mim é uma grande lista de jogos para procurar no futuro! Hehe.

  • Lucas

    Hyper Light Drifter é muito bom! Trilha sonora muito envolvente e uma jogabilidade divertida, meu voto ficaria para ele.

  • Atilagr

    Jogos indies/independentes, atualmente têm sido minha principal escolha na hora de jogar. A vida adulta, limitou muito meu tempo disponível. Gráficos realistas para mim só servem como um pequeno adicional, estando abaixo dos efeitos sonoros e trilha. Jogabilidade e diversão acima de tudo, sou jogador dos verdadeiros RPGs, fui jogador por anos de MUDs, por isto, encontro fácil e farta diversão nestes jogos indies.

    • Recomenda um bom RPG independente.

      • Atilagr

        Já jogou Undertale? Há elementos de rpg e plataforma. Mas o que me referi a verdadeiros rpgs, são os de mesa, GURPS, AD&D, VAMPIRO, ETC.

        • Já joguei vampiro e atualmente meu grupo se esforça em conseguir se reunir uma vez por mês pra jogar GURPS Fantasy, maldita vida adulta.

          Vou pesquisar sobre o Undertale, valeu.

          • Atilagr

            Conseguir reunir o grupo para uma partida é quase impossível. Sempre alguém tem algum compromisso, e quando conseguimos marcar, ficamos colocando o assunto em dia. De jogo mesmo, se fosse cronometrar, não dá uma hora…. hauauaau

          • Diego Marco Trindade

            O jeito é ouvir os podcasts de RPG mesmo… Ouviu o dessa semana do Jovem Nerd? RPG Call Of Cthulhu.

          • Rafael Vasconcelos

            Por isso que prefiro board games hoje.

        • Vai ter tempo pra GURPS agora…. pfff….

      • FTL: Faster Than Light.

        • SignaPoenae

          FTL entra no gênero de estratégia.

          Recomendaria DEX, Torchlight 1 e 2, Undertale, Transistor, Bastion e Aquaria.

          Se quiser um pra jogar com os amigos, recomendo o divertido Dungeon defenders (o primeiro, o 2 não comprei porque falam que é zoado)

          Esses foram os que joguei e que são compatíveis com o linux. Possuem requisitos ridículos, e rodam em qualquer pc.

      • SignaPoenae

        Cara, sei que não é independente, mas se você quiser jogar Baldurs gate, tenho os 2 aqui , mas joguei muito pouco porque perdi o meu companheiro de time e ele ficou com meu save…

        • Eu comprei o Baldurs Gate no steam mas achei tão complicado que só joguei 10min, sei que o jogo é bom, mas estou esperando um dia de mais paciência pra entender o funcionamento.

  • Torço para o Hyper Light Drifter, adorei esse jogo, lindo, desafiante, misterioso.

  • Nathan

    Comprei Hyper Light Drifter às cegas e o jogo é simplesmente espetacular. Desde o combate simples e rápido, porém BEM desafiador. Passando pela história e o “lore” do jogo. Trilha sonora e arte fantásticas, QUE JOGO.
    Inside é outro jogo fantástico e com um final muito louco.

    Queria muito jogar Stardew Valley e Owlboy mas só jogo no XONE, o que complica um pouco.

  • MeyeCafe

    Nesta lista temos algo que lembre Simcity? Sinto uma falta de jogos “sim” nessa leva atual de jogos… nunca mais teve algo realmente bom.

    • Jogou o Cities Skylines? Jogaço!

    • Julio Verner

      SimCity já foi ultrapassado a tempos pelo Cities… O atual é o Cities: Skylines. 😉

      • MeyeCafe

        A comunidade do simtropolis não concorda com você. O cities skylines é ótimo mas fico com o simcity4 com modificações

        • Julio Verner

          É uma comunidade de fãs que modificaram um produto… Não acho comparativo mas entendo o ponto de vista. Não tenho tempo a anos para experimentá-los, infelizmente.

  • Julio Verner

    Nossa, tive de favoritar… Trabalhar em Rede de Games tá me alienando a ponto de eu só conhecer Inside na lista… Que triste! 🙁

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis