ad

Brides Magazine diz que fotógrafo profissional tem que usar Canon ou Nikon

brides_magazine2

Fotografia de casamento é um ramo muito sério nos Estados Unidos. Os fotógrafos são especializados nessa área e brigam forte por um mercado altamente lucrativo. Toda a indústria de casamento movimenta muita grana e o pensamento do cliente é um pouco diferente do que estamos acostumados aqui no Brasil. Em nossas terras tupiniquins boa parte dos clientes tem o pensamento dos consumidores da Casse C (embora não necessariamente façam parte dela), ou seja, o que importa é apenas o preço. Nos Estados Unidos temos uma grande parte dos consumidores pensando como a Classe B (embora não necessariamente façam parte dela) onde o preço é importante, mas a segurança em ter as fotos bem executadas é mais importante ainda.

É para esses consumidores que a Brides Magazine escreve. Em um texto publicado em 23 de dezembro em sua home page, a colunista Lisa Jackson reuniu um grupo de perguntas que toda noiva deveria fazer ao fotógrafo de seu casamento e saiu atrás desta resposta com fotógrafos de casamentos. Analisando o texto friamente, diria que se todas as noivas do Brasil perguntassem essas coisas para seus fotógrafos o número de aventureiros sem estudo seria bem menor, ou iriam atrás de qualificação rapidamente. Porém, a segunda pergunta da lista causou muita polêmica no mundo da fotografia.

O texto afirma que toda noiva deve perguntar ao seu fotógrafo qual tipo de equipamento ele usa e, segundo a revista, a resposta tem que ser Canon ou Nikon, de preferência com uma Full Frame. Essa pequena resposta fez muita gente torcer o nariz. Como assim só essas duas empresas produzem câmeras que podem ser utilizadas em casamentos? Hoje temos uma quantidade considerável de fotógrafos que estão trocando seus equipamentos por mirrorless da Sony ou Fuji. E ainda temos alguns malucos nos Estados Unidos que utilizam médio formato em casamento. Já pensou o indivíduo dizendo para a noiva que usa uma Hasselblad e ela torcendo o nariz, pois a Brides Magazine disse que tem que ser Canon ou Nikon?

A repercussão foi tão negativa que, três dias depois, a revista editou o texto e deixou apenas a indicação de que deveria ser uma câmera profissional. Nada que um print não recupere.

brides_magazine

No mais, o resto do texto é bem legal. Eles indicam que a noiva deveria perguntar sobre o estilo do fotógrafo, sobre seu equipamento, como ele faz backup das imagens, sua política de direitos autorais, processo de edição e como os arquivos serão entregues. Vale a pena dar uma olhada.

Seria o tipo de atitude vinda do cliente em que todo o mercado iria melhorar um pouquinho.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    O texto diz que são as cameras profissionais de mais facilidade/disponibilidade de compra, e é verdade mesmo… quem vai comprar uma Hasselblad ou Leica pra fazer casamento?

    • Wagner Felix

      Comprar “pra isso”, você está imaginando que vai ser o primeiro trabalho do cara.
      O cara pode te-las… Pode ser o instrumento perfeito pra ele.

      Eu conheço uma policial que adora a PT 100… é uma arma abaixo da média, mas é o instrumento que ela conhece melhor pra executar o trabalho dela.

      Como diz o ditado: o melhor atalho é o caminho que você conhece.

      • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        Acho que vc não sabe quanto custa uma Hasselblad ou Leica… no seu comparativo da “policial” seria ela sair na rua com um fuzil AR-15… não com uma PT 100… são muito mais caras que Nikon e Canon, tipo 10x o preço…

        Seu comparativo faria sentido se as câmeras que eu citei fossem baratas, mas infelizmente vc falou de um assunto que não conhece…

        • Wagner Felix

          Então, pior ainda. Porque o cara não pode ter o equipamento “gourmet” e eventualmente fotografar um casamento.

          É essa cisão que eu não consigo entender.

          • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

            Ele pode, mas é tão caro que ninguém faz isso, não é uma situação comum, só acho que o texto não necessariamente excluía outras marcas, apenas dava exemplo das mais comuns, mas como estamos na era do mimimi, vale choradeira pra tudo…

          • Wagner Felix

            Eu saquei, mas se a gente vir o escopo, é uma reportagem que saiu na Bride Magazine. A maioria das noivas vai tomar como verdade o “só serve nikon e canon” :P…

          • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

            Você está generalizando e estereotipando da mesma maneira que fazem com você e seu baixo “não-fender”… viu como é chato?

          • Wagner Felix

            eu acho que nao me fiz entender.
            Eu acho errado julgar o profissional pela ferramenta seja ela qual for, e acho que a reportagem foi equivocada pois da uma informação falaciosa pro publico dela.

  • Zalla

    A pergunta ate faria sentido, mas no mundo do politicamente correto não pode…mas realmente 90% dos “nao-aventureiros” utilizam nikon ou canon, claro que tem gente usando sony, fuji ou outra…mas realmente são minorias…a qualidade depende mais do fotógrafo do que o equipamento, desde que ele tenha o básico…mas a pergunta correta mesmo seria peguntar quais lentes ele usaria na cerimonia…(isso já derrubaria muita gente sem conhecimento), só pra saber se o fotógrafo tem a minima noção sobre lentes intercambiáveis…

    mas será que temos tantos aventureiros assim? aqui em sp o mercado é bem concorrido e profissional…

    Aliás já tive problemas com os fotógrafos, não com os equipamentos, falta de postura é o principal deles

  • Alvaro Carneiro

    Bom o texto, porém para quem procura preço baixo não adianta: o cara pode responder que usa um TekPix – se o preço dele for o mais barato, a noiva do preço baixo vai com TekPix mesmo.

    Não adianta falar que a qualidade é superior, que tem 25 backups, que vai ser entregue tudo em 4 mídias diferentes, etc etc etc – quando a pessoa quer preço baixo – muitas vezes por necessidade financeira – ela vai no preço baixo.

    Dificil imaginar uma noiva que tem orçamento para pagar um fotografo de 500 reais, decidir contratar o fotografo de 5.000 reais porque ele tem backup, usa Canon full frame, possui 2 assistentes etc.

    • Nem tanto… a maioria não irá pelo preço, no começo, irá pela qualidade. Ai vai chorar o preço, dizer que o serviço do sujeito não vale aquilo, comparar com preço de outros … vai querer comprar prata e ouro a preço de banana, só depois irão a outro pelo preço.

    • Bruno

      5000 pra casamento ? Tá barato.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      Cliente Classe C: só o preço importa, sem preocupação com qualidade ou equipamento. Cliente Classe B: o que importa é a responsabilidade do fotógrafo em fazer o serviço com qualidade e confiabilidade. Aceita pagar um pouco mais pelo conforto. Cliente Classe A: compra o olhar do fotógrafo, aceita que as fotos tenham o estilo específico dele. As classes não tem a ver com o poder aquisitivo da pessoa. Tem muito rico que pensa como classe C e pobre que pensa como classe A.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      Ah sim, aqui na cidade eu tenho um concorrente que trabalha com duas full frame lentes top de linha e está fazendo ensaio por R$ 100,00.

  • Uma vez eu trabalhava em um provedor internet, liga um usuário. Quer saber que sistemas operacionais nós usávamos.

    “Bem, senhor, nossa rede roda NetWare, nosso servidor Web é OS/2 e outros serviços rodam NT”

    “Inaceitável. Eu li que o Windows 95 é o melhor sistema operacional do mundo, e EXIJO que vocês mudem para ele imediatamente”

    “Pois não, senhor…”

    Eu só acompanhei, quem atendeu foi um dos malucos do suporte, acostumados com esse nível de diplomacia.

    • Foi triste o NetWare ter morrido, era um bom produto, mas não era tão fácil achar profissionais qualificados, talvez se eles tivessem tentado se tornar mais intuitivo teriam sobrevivido.

      • Lucas Timm

        Pode ser um bom produto, mas só servia para um protocolo de rede proprietário e meio fuleiro. NetWare não era ruim, mas IPX/SPX era uó. Ainda bem que morreu.

      • Foi triste não, dsclp aí

    • “Formato seu PC por R$30”, colado no poste, em frente a uma “lojinha de informática” que fazia o “serviço” por R$50…

      Outro dono de uma destas “Lojinhas de informática”
      pregava aos clientes que tinham que formatar a cada 3~4 meses o
      Computador.

      Nunca me esquecerei desta visão do “mercado fura-olho”.

      Isso quando não ouvia história de cliente destes locais que chegava querendo formatação e backup completo (com aquele hd lotado de gosto musical questionável que não podiam perder), querendo ultimo Windows com Office, photoshop, coreldraw, e dizendo “Fulano me fazia a R$30”.

      Ê povinho que gosta de pedir ferrari a preço de fusca aqui no Brasil…

      • Esse negocio de backup eu lembro de uma historia engraçada. Quando eu trabalhava com manutenção, chegou um cara com a namorada pediu para formatar e passou um papel com as pastas que tinha que fazer backup. Tinha uma pasta que estranhamento estava dentro de arquivos de programas, e dentro de mais umas 3 subpastas, claro que deveria ser o conteúdo educativo do cara que estava escondendo da namorada. Como internet era linha discada na época, conseguir fotos educativas de quem já tinha baixado era algo interessante, então o técnico que estava mexendo na maquina foi abrir umas fotos para ver a qualidade das modelos, quando descobriu que as fotos que ele abriu ( até a quinta foto, por que ele não estava acreditando ) era tudo de travesti. Não tenho nenhum preconceito com o cara ser homossexual, mas era uma baita sacanagem com a namorada dele, que não tinha gogo nem voz grossa.

        • Manoel Guedes

          Fazia muitos backup de advogados, em um dia estava fazendo a restauração quando outro chegou sem eu perceber e viu pelo nomes que os arquivos era tudo “educativo” e ele soltou o verbo!
          “-Rapaz eu reconheço este PC é do fulano, o bichim gosta de putaria né!!!”
          Dua semanas depois fiz o computador deste advogado e lá encontrei o triplo de material “educativo”

          Outra vez foi de outro advogado, fiz todo o serviço e devolvi a máquina, uma hora depois liga a mulher dele perguntando se eu tinha salvo todos os arquivos dele e se tinha devolvido, eu sem querer entregar o cliente falei: -Todos os arquivos foram devolvidos para seus devidos lugares.
          Ela tão fala: – Até os porno dele né!
          Na hora fiquei sem palavras e só responde sim…

          • Daniel

            Kkkkk

          • Rafael Rodrigues

            kkkk ela vé junto

      • Othermind

        Ja vi gente reclamando que pagou 40 reais para a “loja tal” formatar e a loja teve coraaaaaaagem de instalar windows e office pirata no computador.. (pq abriu aquelas janelinhas avisando do software falsificado e tal) rs

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      Lembra muito a devoção das pessoas com o OSX/MacOS. é bom, mas boa parte das pessoas que afirmam isso não tem idéia do porquê.

    • Leonardo

      quando trabalhava em uma lojinha de informatica chegou um usuário que ia formatar a máquina, fui ver com ele o que era para fazer o backup e eis que o xeroque romes soltou essa!!:
      “tem que fazer o backup por partes, todos os meus arquivos eu deixo na lixeira, quando vou usar eu restauro e depois excluo para liberar espaço”
      não sabia que estava na frente de uma das mentes mais brilhantes do século!

      foi muito difícil manter o profissionalismo e não rir da cara dele…

    • Daniel

      O Trump pelo jeito é esse tipo de cliente…

  • Wagner Felix

    No mundo da música tem algo semelhante, e é um preconceito enraizado inclusive nos próprios músicos.
    Contrabaixo tem que ser Fender…
    Ai eu chego pra gravar com qualquer um dos meus “custom made”, o produtor ja me pergunta por que eu não trouxe um Fender(como coisa que todo baixista tem que ter um), e até ele ouvir a primeira nota ele fica de nariz torcido hahahah.

    De um modo geral as pessoas dão valor primeiro a ferramenta, depois a quem está operando ela, eu sempre achei isso absurdo. Talvez por eu ser um daqueles que da murro em ponta de faca, não tenho intenção de comprar um baixo “de marca conhecida”, e gosto de mandar fazer os meus, a mão, por um Luthier que eu gosto.

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      Cara, quando eu ainda me considerava músico esses joão gilbertismos de querer produtos de marcas específicas me dava um nojo enorme. e só me lembro de um luthier que ocasionalmente regulava meu bom e velho washburn, toda vez que ia lá tinha sempre o mesmo fender que vivia lá, SEMPRE desregulado.

  • Já aconteceu com um amigo que tem mirrorless, muitos clientes ao verem que a câmera é menor e de outra marca (no caso, a Sony a NEX-3 ou NEX-5), olharam para ele com desdem e desconfiança, mesmo ele tendo instrução e mostrado seu portfólio. Se não tiver um flash externo encaixado piorou. Não foi muito diferente do caso da noiva acima.

    Para essa maioria, a marca da câmera, ou o tamanho dela transmitem uma sensação de que as fotos sairão perfeitas igual nas revistas, além de exigirem quantidade a preço de banana. DSLRs da Canon e Nikon são mais vistas por aí, e para quem não é do ramo, passa a impressão que só essas marcas são boas.

  • Diego Marco Trindade

    Parece o mesmo rolo que deu da Nikon uma vez, que fez propaganda desvalorizando o fotografo e valorizando o equipamento delas. Acho que foi um texto do Gilson mesmo.

  • Valdir Neto

    “Cannon”

  • Othermind

    Até gostei das perguntas, mesmo sabendo que a pessoa vai ter que anotá-las e depois conferir as respostas para ver se “bate”.. hehehe Pra mim o melhor medidor é ver as fotos já tiradas… Quando vejo uma sem foco (quando estar sem foco não era artisticamente a intenção) tenho espasmos…

  • Acho digno fotografar um casamento em médio-formato. adequado à ocasião.

  • Meninão Bobo

    Toda profissão tem profissionais e proficionais… esse é um exemplo claro.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis