Super Mario Run foi baixado mais de 40 milhões de vezes em apenas quatro dias

super-mario-run

Esmagador. Não há outro adjetivo possível de ser usado quando nos referimos aos exorbitantes números de Super Mario Run, a primeira incursão do encanador italiano nos dispositivos móveis. O endless runner da Nintendo superou todas as expectativas possíveis e embora esteja recebendo duras críticas dos fãs, principalmente por ser uma experiência limitada pelo alto preço, o game ainda assim é um sucesso absoluto.

E se as agências já apontavam isso, os números oficiais vindos da Nintendo impressionam ainda mais.

Ontem a companhia japonesa revelou, em um comunicado à imprensa o impacto que Super Mario Run causou nos seus primeiros dias; normalmente mais reservada e comedida, a Nintendo resolveu quebrar seu protocolo e soltar os números oficiais apenas uma semana após o lançamento, o que em situações normais leva meses (geralmente isso só é discutido nos relatórios para os acionistas). De qualquer forma, o game ultrapassou a impressionante marca de 40 milhões de downloads em apenas quatro dias. Isso mesmo, foram preciso apenas 96 horas para Mario atropelar todo mundo e se tornar o maior lançamento de um app mobile em toda a história.

Não obstante, Super Mario Run conquistou a liderança no iTunes em 140 dos 150 mercados em que a Nintendo o lançou, na categoria games gratuitos (visto que ele possui uma porção livre, o game não é considerado software pago pela lojinha da Apple). Em muitas lojas ele é inclusive o app gratuito mais baixando, deixando pesos pesados como Netflix, YouTube e Facebook comendo poeira. A única coisa que a Nintendo não revelou é quanto dinheiro o título fez (e consequentemente quanto a Apple embolsou, já que a maçã fica com 30% do montante). Isso será discutido no futuro, no próximo reunião com os acionistas.

Há de se levar em conta que tal alcance é uma parcela infinestimal do potencial de Super Mario Run, limitado por sua ausência no Android. Embora a plataforma móvel do Google domine o cenário mobile, a verdade é que por sua flagrante ineficiência em barrar a pirataria o lucro do mercado está todo nas mãos da Apple. Não são raros os casos em que desenvolvedores só tomam prejuízo com a Play Store, muitos preferem abrir mão do Android a dar suporte ao robozinho, tendo que investir custos adicionais para manter seu software protegido (é o que a Niantic vem fazendo com Pokémon GO, por exemplo).

Esse é o principal motivo que levou a Nintendo a postergar o lançamento de Super Mario Run para o Android por tempo indefinido, e há grandes chances que o game de fato fique restrito ao iOS. Ajuda também o fato de que usuários de iPhones e iPads possuem outra cultura, consomem apps com frequência e pagam pelo que utilizam, e mesmo com o jailbreak sendo uma realidade o investimento vale o esforço.

A verdade é uma só: a Nintendo preza suas IPs acima de qualquer coisa (inclusive de seus consumidores), e enquanto ela não descobrir uma forma de impedir que Super Mario Run vire a Festa da Uva no Android ele não será lançado; e se não conseguir fazê-lo, apenas donos de iGadgets poderão coletar suas moedinhas.

Fonte: Nintendo (em japonês).

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis