PureNight — filtro para fotografia noturna

purenight_01

Eu gosto muito de fotografar as estrelas. E boa parte dos fotógrafos que conheço (amadores e profissionais) também admira muito esse tipo de fotografia. As paisagens noturnas mostrando estrelas e a Via Láctea se tornaram muito famosas nos últimos anos. E não tem segredo do ponto de vista do equipamento. Você precisa de um tripé e uma câmera com controle manual total (de preferência uma reflex ou mirrorless). Coloque a câmera no tripé, use uma lente grande angular (dá até para brincar com a lente do kit), coloque ISO 1600 (comece com ele e vai aumentando conforme os resultados), diafragma aberto no máximo e 30 segundos de obturador. Pronto, é só sentar o dedo.

Porém, existe outro fator que complica muito esse tipo de foto. A iluminação proveniente dos grandes centros urbanos causa uma poluição luminosa que acaba com a beleza destas imagens. Ou seja, as melhores imagens são captadas longe dos centros urbanos, de preferência em desertos ou zonas quase desabitadas. Sabemos que nem todo mundo tem a possibilidade de se dirigir até um local destes, o que torna esse tipo de fotografia uma atividade para poucas pessoas. Mas, isso pode estar mudando.

purenight_04

Foi pensando nessas limitações da fotografia noturna que o fotógrafo Ian Norman do site Lonely Speck, especialista em fotografia de paisagens noturnas, colocou a mão na massa e criou um filtro fotográfico chamado de PureNight. O filtro é construído com um vidro especial que reduz a transmissão de luz de lâmpadas de vapor de sódio, principal causa da poluição visual. Ele vai ser fabricado em tamanho de 85 mm e 100 mm e encaixa em suportes de filtros quadrados. Isso faz com que o equipamento seja compatível com quase todas as lentes existentes.

purenight_02

purenight_03

O resultado é bem interessante. A maior parte da poluição é filtrada, mas ainda fica um pouco. Nada que uma boa edição de imagem não resolva. O problema é o preço da brincadeira. O PureNight de 85 mm está chegando ao mercado com o preço de US$ 219,00 enquanto o de 100 mm sai por US$ 239,00. Meio salgado se você está planejando apenas brincar com esse tipo de fotografia.

Você pode encontrar o produto a venda no site do fotógrafo, além de mais fotos demonstrativas e especificações detalhadas.

Fonte: Petapixel.

Relacionados: , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Um preço triste para bolsos pequenos que não ganham dinheiro com fotografia. Acho que vou pegar um negativo de raio-x velho e tentar fazer o mesmo (ideia de pobre, mas vai que…)

  • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Eu usava um Lumicon Deep-Sky de 2″, melhorava alguma coisa mas mudava um pouco as cores também, funcionava para observação com o telescópio tbém, não só para fotos, apesar de se sair melhor nelas.
    Para fotografia astronômica o ideal é uma câmera sem o filtro IR e com ajuste de white balance de forma que você ainda possa tirar fotos de dia.
    http://nimax-img.de/Produktbilder/zoom/6739_2/Lumicon-Deep-Sky-filter-2-.jpg

    • Gilson Lorenti Fotografia

      eu tenho vontade de mandar tirar o filtro IR de uma câmera. Alguns amigos fizeram para fotos artísticas. Mas, ainda me falta capital

      • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        Tinha uma Canon 20Da que vinha sem o filtro e já ajustada, parece que chegou a sair uma mais recente assim, não sei se a 60D ou 70D, se retirar o IR você precisa colocar um filtro clear no lugar para não ter problemas de foco.

  • Cristiano.ferr

    eu já ficaria feliz com a foto sem filtro… (não que não seja legal paca o filtro)

  • Achei a imagem COM filtro pior que a SEM filtro.

    :/

    • DiMais

      também achei, mas talvez tenha mais a ver com a fidelidade das cores, afinal no modelo sem filtro é evidente a luminosidade da cidade ‘subindo’ em direção ao céu (aliás, tá parecendo uma Pompéia essa cidade!).

      • achsanos

        Tem a ver com a acuracidade na captação dos pontinhos luminosos no céu. Aquela névoa luminosa alaranjada, apesar de visualmente calorosa e agradável (pode ser por isso que a imagem 1 parece ‘melhor’), obstrui boa parte da visibilidade do céu noturno, que é o objeto. Aliás, note que até mesmo a própria iluminação urbana ganha mais detalhamento após o filtro.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis