Pra frente Brasil! Senado Federal aprova o “imposto da Netflix”

senado

Você que aprecia um bom Netflix and Chill, se prepare: o Senado Federal aprovou nesta quarta-feira um Projeto de Lei que regulamenta a cobrança de ISS (Imposto Sobre Serviços) sobre empresas e setores que ainda não eram tributados, mais especificamente serviços que vendem ou alugam conteúdos via streaming.

Ou seja, em breve o valor de sua assinatura vai subir.

A discussão sobre o tal “imposto da Netflix” não é nova: o texto original, apresentado como PL Complementar Nº 366/2013 pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR), aprovado pela Câmara no ano passado era muito mais abrangente e nocivo ao mercado brasileiro: ele estipulava a cobrança de 2% do ISS não só sobre serviços de streaming como também serviços de os de distribuição de apps e games, além de hospedagem e armazenamento de dados. Se aprovada integralmente não só Netflix, Deezer, Spotify, Amazon Prime Video (que acabou de chegar ao Brasil) e similares seriam taxados como também WordPress, OneDrive, Dropbox, iCloud, Google Drive, Windows Store, serviços de hospedagem e servidores em geral, Steam, PSN, Xbox Live e etc. Os serviços de desenvolvimento de apps e games também seriam taxados, o que poderia ser extremamente danoso ao desenvolvimento e inovação do mercado de software brasileiro.

O texto aprovado, o PLS (Projeto de Lei Substitutivo) Nº 386/2012 se foca exclusivamente em “disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da internet, respeitada a imunidade de livros, jornais e periódicos”. Dessa forma entram na dança os serviços de streaming de áudio e vídeo, bem como lojas digitais como iTunes e Google Play Store que distribuem conteúdo na forma de aluguel (a venda de filmes, séries e músicas não deve ser taxada). Aprovado por 63 votos a favor e três contra (cuidado, PDF), o Projeto agora segue para sanção do presidente Michel Temer.

O que deve mudar? Em última análise os preços das assinaturas dos serviços de streaming devem e irão subir, bem como os preços de aluguel de filmes e episódios de séries. Por outro lado, a Locadora do Paulo Coelho vai bombar ainda mais, desmotivando distribuidoras de conteúdo online a investirem no país (Hulu no Brasil? Se havia alguma chance remota de virem para cá, ela acabou de morrer) enquanto o governo segue arrecadando mais impostos.

E a gente sabe muito bem qual o destino desse dinheiro:

benett-charge-imposto

Mais uma vez, parabéns a todos os envolvidos.

Fonte: Agência Senado.

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples