Ubisoft volta atrás, e For Honor exigirá conexão constante à internet

for-honor

Você se lembra quando os games da Ubisoft possuíam um DRM horroroso que só não podia ser chamado de câncer porque o segundo evolui? Um sistema draconiano que exigia que os títulos estivessem conectados à internet o tempo todo para funcionarem, e que para completar estavam abrindo brechas nos computadores dos gamers? Você se lembra que a Ubisoft anunciou em 2012 que havia desistido da DRM, porque ela fazia mais mal do que bem e não impedia a pirataria?

Pois bem, corta para 2016: demonstrando que a empresa não aprende com seus erros a Ubisoft confirmou que For Honor, seu multiplayer que colocará viking, cavaleiros medievais e samurais numa grande contenda exigirá conexão constante à internet, mesmo no modo single player. E isso porque antes ela disse exatamente o contrário.

Antes de tudo sejamos justos numa coisa: a ideia por trás de For Honor é ser um game multiplayer, onde você enfrenta ou se alia a seus amigos em grandes batalhas campais controlando combatentes das três ordens de guerreiros. No entanto ela pensou também em quem não gosta de jogar online, preferindo curtir uma grande campanha single-player offline de forma sossegada e sem pressa.

Em setembro o diretor criativo do game Jason VandenBerghe disse com todas as letras que o modo single-player de For Honor seria offline, “voltado para quem comprou o game para jogar sozinho” e que esses consumidores não teriam que se preocupar com a conexão à rede, o que é uma coisa boa.

No entanto a conversa mudou.

for-honor-always-online

 

Através do fórum da Ubisoft um representante afirmou que For Honor exigirá conexão constante à internet para funcionar, mesmo no modo single-player. A desculpara para tal é o compartilhamento de informações entre os modos, alguns que a campanha utilizaria dependem de dados armazenados na nuvem da empresa. Pouco tempo depois da postagem a Ubisoft confirmou oficialmente a característica “always online” do game, para não deixar nenhuma dúvida.

A Ubisoft está voltando aos poucos aos tempos do DRM (inclusive com a possibilidade de coletar metadados), outra vez apelando para a conexão constante para que seus games funcionem. Steep, embora tenha uma proposta totalmente online e ligada às redes sociais também foi criticado por não contar com um modo single-player, que dirá offline. Tirando aos consoles, que hoje em dia ficam conectados o tempo todo de qualquer forma jogadores de PC não são alheios a dependerem da internet para jogarem títulos com campanhas para um jogador apenas, mais para evitar ser chutado para fora em casos de queda de conexão.

A Ubisoft parece estar tomando novas medidas para tentar diminuir a pirataria nos PCs, algo que a Nintendo também fez com Super Mario Run: de modo a conter os clientes da Locadora (o que nunca dá certo), no entanto acabam por tomar decisões que prejudicam o consumidor legítimo, que só quer curtir a campanha de For Honor em paz.

Por essas e outras que muitos querem mesmo ver a Ubisoft nas mãos da Vivendi.

Fonte: NeoGAF.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia