Ubisoft promete mudar sua política de DLCs

rainbow-six-siege

Por achar que eles podem ser uma ótima maneira de aumentar a vida útil de um jogo, gosto de pensar nos DLCs como algo bom tanto para os jogadores quanto para as empresas, mas será que existe algo pior do que um conteúdo adicional que traz partes importantes da história e que só podem ser adquiridos mediante um pagamento?

Pois de acordo com a vice-presidente de operações da Ubisoft, Anne Blondel-Jouin, a empresa francesa decidiu que chegou a hora deles explorarem essa área de outra forma e para explicar os planos, a executiva foi um tanto dura com a maneira como os DLCs são comercializados.

A monetização é algo sobre o qual precisamos tomar muito cuidado e minha equipe está encarregada de garantir que tenhamos o equilíbrio correto, porque você pedirá mais dinheiro pelas  razões erradas. Além disso, se o conteúdo não adiciona algo ao jogador, não vale a pena, não funcionará. É uma maneira de entregar mais diversão aos jogadores, mas eles tem a opção de escolher pela diversão extra ou não.

 

Chega de DLCs que você tenha que comprar se quiser ter uma experiência completa. Você possui o jogo e se quiser expandi-lo — dependendo de como queira experimentar o jogo — você é livre para comprá-lo, ou não. A maneira como monetizamos o Rainbow Six deixa as pessoas felizes com novos personagens e podendo customizá-los com armas, mas se não fizerem isso, terão exatamente a mesma experiência dos outros jogadores.

Para ela, essa mudança faz parte da tentativa da Ubisoft de entregar os melhores jogos possíveis, já que “se você faz um brinquedo ruim, ele continuará nas lojas independentemente da marca a que pertença” e um exemplo dessa estratégia pode ser visto no Rainbow Six Siege.

Desde o seu lançamento o jogo tem recebido novos mapas gratuitamente, mas aqueles que tiverem interesse poderão adquirir novos personagens mediante um pagamento. O interessante é que tais aquisições poderão ser feitas apenas jogando e embora isso possa exigir bastante dedicação, ao menos existe a opção.

O grande problema nessa história é que o exemplo dado por Blondel-Jouin se refere a um jogo voltado para as partidas multiplayer e a dúvida recai sobre títulos como o Assassin’s Creed. Será que em casos assim realmente não teremos DLCs pagos que sejam fundamentais para a história?

Fonte: GamesIndustry.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia