Sara Is Missing, um jogo de terror… diferente

sara-is-missing

Você já deve ter me visto falar uma centena de vezes que não gosto de jogos para celulares, mas vez ou outra sou obrigado a dar o braço a torcer. Essa semana isso voltou a acontecer e o responsável pela façanha atende pelo nome Sara Is Missing, ou simplesmente S.I.M.

Título de estreia da Monsoon Lab, o jogo conta a história de Sara Young, uma garota que aparentemente desapareceu e cujo smartphone encontramos sem querer. Após ligar o aparelho, teremos acesso ao Intelligent Recognitive Iconolatry System (I.R.I.S.), um sistema de inteligência artificial que nos ajudará a encontrar Sara e com o qual teremos que “conversar” para avançar.

A grande sacada do game é a sua interface, que funciona como se estivéssemos realmente utilizando um celular e embora ele tenha versões para Windows e Mac, a experiência será muito mais imersiva se você encarar o S.I.M. em um aparelho Android.

Isso porque ao iniciarmos o jogo teremos a sensação de estarmos fuçando no smartphone de outra pessoa, podendo ler as mensagens que ela trocou com seus contatos, os telefonemas que fez e recebeu, além de podermos assistir vídeos e ver fotos. O objetivo será coletar informações para seguir os rastros deixados por Sara, numa mecânica que lembra um pouco o que tínhamos no excelente Her Story.

Embora não ofereça uma experiência muito longa, Sara Is Missing consegue mostrar muita qualidade e um roteiro bem interessante, nos deixando sempre com vontade de saber o que acontecerá a seguir. O melhor é que ele pode ser obtido gratuitamente através do site oficial ou mesmo pela Google Play.

Além disso, o adventure (se é que podemos chamar assim) está buscando sua aprovação no Steam Greenlight, mas se puder, experimente-o pelo celular mesmo.


Monsoon Lab — Sara Is Missing – Launch Trailer

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • JORGE_TC

    O mais assustador será quando você ouvir uma voz esbravejando “QUEM É ESSA SARA?! ”

    Eu tenho é medo…

    • Pior é que também pensei isso XD

    • Cássio Amaral

      A dona dessa voz é a chefe final do jogo rsrs

    • Luís Eduardo

      Primeira coisa que pensei…

  • Smartfox

    Muito legal ver esses jogos criativos. Eu já disse isso mais de uma vez, e digo de novo… Se não fosse a industria Indie, o mercado de jogos estaria estagnada agora. (pelo menos pra mim… Rsrs)

    Dos meus jogos no Steam, pelo menos 60% deles são jogos Indies, que variam de preço entre 1 a 30 reais (Nunca pago mais do que isso em um jogo Indie). Alguns são muito ruins, outros possuem boas propostas (mas falham na execução), e alguns tem qualidade que você até se pergunta se realmente é um jogo indie mesmo, igual o Rocket League. Alguns desses jogos praticamente deitam e rolam na criatividade, como aquele “Keep Talking and Nobody Explode”, ou até o mais recente “Kopanito” em minha biblioteca, um joguinho de futebol simples que fez valer a diversão comigo e os meus sobrinhos.

    O Android também poderia ser uma boa plataforma de Games, igual ao PC, se não fossem os usuários “espertões” que adoram piratear jogos de 2 reais. Por conta disso criou-se os jogos “freemium”, mas a anos atrás houve a tentativa de criar jogos de verdade para esses sistemas, como o N.O.V.A, Shadowgun, Brothers in Arms, Infinity Blade e até mesmo jogos de corrida completos como o Need For Speed e os primeiros Asphalt Urban. Mas não adianta, as pessoas são BURRAS demais pra entender que sai mais barato pagar 2 reais para jogar um jogo completo, do que ter a opção “freemium” que tenta te empurrar itens o tempo todo e você acaba perdendo muito mais. O jogo acaba sendo mais “frustrante” do que divertido.

    Do meu ponto de vista, se tudo der certo, é capaz que a Nintendo mude esse mercado com a chegada do Switch, sendo ele basicamente um OUYA repensado, já que a arquitetura ARM deve facilitar o port de jogos mobile também. (Minha opinião)

    • Coronel Campbell

      Verdade, esses jogos que vc citou são os únicos que prestam, os jogos novos são uma porcaria, várias compras in apps, missões de desbloqueio e outras merdas. Eu pirateava, agora tento convencer meus amigos a parar com essa prática.

  • Gesonel o Mestre dos Disfarces

    A Sarinha até agora tem me agradado. tem um outro jogo nesse estilo, mas numa vibe “papers please”, chamado Replica – nele você está sendo coagido por algum oficial da ditadura a xeretar no celular de um adolescente de 17 anos para descobrir evidências de que ele seja um terrorista.

    Aliás, esses jogos podem ser considerados como “Realidade aumentada”?

    • Tatsumak

      Acho que RA é válido quando se usa o ambiente a sua volta, vulgo mundo real.

  • Black Bomberman

    Interessante. É como o jogo Replica, que tem 12 finais diferentes. Mas esse é p/ pc.

  • Reinaldo Matos

    Vou baixar, se for bom dou mais ☆☆☆☆☆

  • Coronel Campbell

    Já imaginei um jogo de terror mais o menos assim, só que ele assumiria o controle do celular, você receberia msgs, ligações, vibrações estranhas, etc. Tudo para te assustar e ajudar a zerar o jogo.

  • Lucas Timm

    Terminei o jogo, e gostei, mas fiquei com dúvidas.

    Joguei duas vezes. Na primeira eu não respondi pra matar a Faith ou a Sarah, pra ver o que acontecia. O IRIS respondeu pra matar a Faith e ficou toda pistola comigo.
    Na segunda vez, respondi pra matar a Faith e o Isuzu (eu acho) mandou as coordenadas dela. Aí o IRIS ficou pistola e eu não entendi o motivo…

    Era essa a moral do jogo? Receber as coordenadas dela mesmo, ou tem algo mais que pode acontecer?

    PS: Achei super criativo.

    • Noneldo

      O jogo é uma Demo, é só isso mesmo!

      • Brena A. Carvalho

        então acaba ai?

  • Marcos Vinicius

    Podiam por o jogo em PT-BR, entendo pouco de inglês…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis