AT&T fecha acordo para comprar a Time Warner por US$ 85,4 bilhões

time-warner

Pelo visto 2016 é o ano das grandes aquisições, mas a AT&T resolveu chutar o pau da barraca até o Cinturão de Kuiper: a operadora norte-americana anunciou neste fim de semana ter fechado um acordo para adquirir a Time Warner, um dos maiores conglomerados de mídia do planeta pela suntuosa quantia de 85,4 bilhões de dólares.

A negociação com a AT&T se mostra uma grande vantagem para a Warner, que hoje acumula uma dívida de US$ 24,2 bilhões e que de acordo com as cláusulas do contrato, será absorvida pela operadora de telefonia. Isso de pronto eleva o valor do negócio para US$ 108,7 bilhões. Do valor oficial que a Warner irá desembolsar, metade será pago em dinheiro e a outra metade em ações. E a gente sabe: as operadoras lucram muito com mínimo esforço, o caixa está sempre cheio. Grana não é problema.

A AT&T, embora seja uma das grandes operadoras dos EUA não é tão forte em mídia, suas mais relevantes posses são a DirecTV e a Otter Media (Crunchyroll e Fullscreen). No entanto, ver sua rival Verizon adquirir a AOL e o Yahoo! (embora haja grandes chances de o último não dar certo) e a operadora de TV a cabo Comcast fechar um negócio com a NBCUniversal com certeza causou certo incômodo entre os acionistas e altos executivos, que muito provavelmente se viram na obrigação de entrar na briga também.

A Warner foi um alvo certeiro. Em 2014 a 21st Century Fox havia feito uma oferta de US$ 80 bilhões que foi rejeitada pela companhia, o que seguramente deve ter deixado Rupert Murdoch furioso. Com as dívidas se acumulando e o pouco faturamento em cinema neste ano (em relação ao projetado), a oferta da AT&T se tornou mais atraente. Caso o acordo seja consolidado a operadora passará a controlar a Warner Bros. Entertainment (incluindo os estúdios de cinema, a Warner Music, a WB Games e a DC Entertainment, logo todo o portfólio da DC Comics), a Turner Broadcasting (CNN, TNT, TBS, NBC, Adult Swin e Cartoon Network) e a atual joia da coroa da Warner, a HBO.

Hoje a AT&T é avaliada em US$ 230 bilhões. O acordo permitirá que a operadora possua e distribua conteúdo utilizando sua infra própria, o que de cará representa uma sinergia de US$ 1 bilhão em três anos para ambas as companhias. Com a DirecTV, adquirida por US$ 50 bilhões e cujo trâmite foi encerrado em 2015 (a dívida não estava no pacote) a AT&T terá nas mãos toda uma rede de criação, desenvolvimento e distribuição de mídia em diversos formatos e redes de streaming, operadoras de cabo/satélite e outros.

Claro, uma negociação desse tamanho não vai passar em branco. Há enormes chances que as autoridades antitruste (principalmente a Comissão Europeia) coloquem empecilhos na compra, ou determinem condições para que o negócio seja fechado. Quando da oferta da FOX uma das propostas apresentadas à Murdoch, caso o acordo fosse fechado era de que ele vendesse a CNN, já que a emissora de notícias é concorrente direta da Fox News. É possível que algo semelhante aconteça.

Uma coisa é certa: Murdoch deve estar fulo da vida neste momento.

Fonte: The Wall Street Journal (paywall).

Relacionados: , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Uma observação sagaz e contemplativa: puta merda!

    Logo logo as mídias serão também apenas um Lymdo™ conglomerado, assim como nossos bancos privados (o estatal não conta, né?).

  • Gaius Baltar

    A neutralidade de rede pode ir pro espaço. Pode acontecer da AT&T só liberar o HBO Go para celulares da sua rede, ou na versão mais amena pode liberar grátis para quem assinar seus planos. De qualquer forma a neutralidade dança. Entendam, não sou contra as sinergias, mas que nada será como antes isso é claro.

  • Luís Eduardo

    Hehe… é muito fácil saber quem escreve o texto só vendo o estilo. Incluindo o Prata e o Gilson.

  • Moedas caíram do telefone quando abri essa matéria…

  • Cássio Amaral

    Caraca, aquisição de peso. Só a HBO vale bem metade desse valor. Tanto lá como cá ou em qualquer lugar do mundo, concentração de mercado é péssimo para o consumidor.

  • ricms

    Isso não poderia ter acontecido aqui, quem produz midia não pode distribuir, tanto que a globo teve que vender sua participação na NET.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis