Um argumento sensato contra geradores portáteis

ventoinha

Você já deve ter visto em todo lugar, inclusive no MeioBit: artigos mostrando geradores de energia usando fontes alternativas, portáteis e de uso individual. Não falamos dos solares, pois são enganação, levam dias pra recarregar um celular. Já os eólicos, os termoelétricos e principalmente os hidráulicos, fazem mais sentido e são recomendados para quem viaja ou acampa, certo?

Fica aqui um mea culpa. Eu achava certo, achava que fazia sentido, é uma ótima opção fazer a comida no fogareiro ao mesmo tempo em que recarrega o celular. Só que este artigo aqui me fez ver que não, não é uma boa idéia.

O argumento é bem simples: você quer a energia ou quer gerar a energia no local? Se você quer manter seus gadgets carregados, não importa de onde vem a energia e se vier de um powerbank será bem mais eficiente.

Todos os geradores portáteis alternativos são otimistas em um nível delirante. Os painéis solares são vendidos prometendo energia conseguida em um dia sem nuvens no Saara, não em uma floresta em uma zona temperada, com o Sol passando a maior parte do tempo em posição não-ideal.

Há um motivo para painéis solares realmente eficientes acompanharem o Sol.

Os geradores hidroelétricos também não fazem milagres. O Estream, que elogiamos no MeioBit um tempo atrás, leva 5 horas para carregar uma bateria de 6.400 mAh. Depois disso você tem que carregar o equipamento na mochila ou deixar o celular ligado a ele.

O Estream pesa quase 1 kg.

Eu tenho um Pineg PN-968 de 10.000 mAh e ele pesa 243 g.

bateria-portatil-pineng-pn-968-10000mah-portatil-com-lanterna

Pelo mesmo peso de uma turbina Estream eu levaria na mochila 40.000 mAh, disponíveis imediatamente, sem precisar passar 5 h dentro d’água. Não preciso me preocupar se choveu ou está nublado, quando o carregador solar não funciona, e nem preciso me preocupar com os problemas disto:

img_2470

Você já cozinhou com lenha? Eu já, fazia uma costela no forno a lenha que era maravilhosa, mas tinha que alimentar o fogo feito os carvoeiros do Titanic. Era um saco de lenha pra fazer um almoço caprichado. Esse fogareiro do tamanho de uma lata de óleo NUNCA vai ferver uma panela de água sem ser alimentado umas 50 vezes, e toda hora você tem que esvaziar, por causa das cinzas e restos de gravetos. E cuidado para não queimar o iPhone.

Geradores de verdade, a diesel e gasolina são essenciais para quem vive no mato, longe dos recursos da civilização. Quem vai pro mato eventualmente, não precisa disso. Em termos de densidade energética faz muito mais sentido. O Biolite pesa mais de 1 kg e não tem bateria. iPhone 7 Plus leva mais de 3 h para carregar com o carregador de 5 W que vem com ele.

O Biolite fornece 5 W em pico mas constante são 5 V/2 W. Você vai mesmo ficar mais de 6 h de babá de um fogareiro para carregar seu celular?

A bateria do iPhone 7 Plus é de 2.900 mAh. Cada PN-968 consegue carregar o bicho 3 vezes e sobra 1.000 mAh. Pelo peso do Biolite você consegue 13 cargas completas.

Percebeu? A menos que você vá passar um mês no meio do nada, faz mais sentido levar um ou mais powerbanks do que um gerador alternativo. Este aqui por exemplo tem 32.000 mAh:

intocircuit-hcpb

No final é uma questão de não se deixar levar pelo hype, é preciso planejar de forma racional sua viagem, seus usos e necessidades. Geradores alternativos são legais, rendem posts mas na ponta do lápis… não fazem sentido em escala individual.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • gfg

    O unico que acho que ainda faz sentido ai é o Estream, tu taca na água a noite, e de manhã tira.
    Agora se tivesse essa moda nos anos 50, 60 teríamos varios mini geradores nucleares de uso individual.

    • Nilton Pedrett Neto

      Fallout feelings.

    • Samuel

      Se amarrar umas iscas nele já tem o café da manhã. (aprendi no Discovery)

    • Daniel

      Faz sentido dependendo do uso, para caminhar, 1 kg a mais em 30 min parece que está carregando uma cesta básica…

  • Theuer

    Cardoso, uma coisa que nunca colocam nas matérias e incrivelmente você também não(quero meu dinheiro de volta!), é algum pequeno esclarecimento sobre a carga REAL PRÁTICA dos Powerbanks.
    Só estou dizendo isso porque passei um grande apuro em uma gravação externa depois de Hipsters de agência fazerem as locações de iluminação, áudio e baterias para tudo isso simplesmente se baseando nas marcações de carga em ampéres e pronto.
    “Eles” não conseguem ter ideia de que 10 pilhas 3,7 V/2 A em paralelo(3,7 V/20 A) NÃO VÃO CARREGAR DEZ VEZES UM CELULAR NEM LIGAR UMA GELADEIRA POR DEZ HORAS!
    Sério, o pessoal não entende que mesmo se não existisse perdas, um celular precisa de 5 V e a célula não pode subir de 3,7 V para 5 V, mantendo a mesma capacidade de carga.
    Enfim, apenas acho que valeria uma menção sua sobre isso.

    Como tive que resolver aquela externa? Ameaçando foquinhas:
    https://uploads.disquscdn.com/images/079a65b80096d4726367bc865fde9d5c986536f739b21a09b21210c7aa07d7c9.jpg

    • Daniel Silva

      este cara desta foto, deve que estava se preparando para um ataque zumbi, porque levar 2?

      • Theuer

        “Se você tem dois geradores, você tem um.”
        Essa é a regra de qualquer produção/evento sério.
        Qualquer coisa fora disso, significa aqueles blackouts brasileiros.

        • Alvaro Carneiro

          ou “quem tem um não tem nenhum”

        • OverlordBR

          Essa é a regra de qualquer produção/evento sério.

          Acho que esta é uma regra para a vida.
          Em Informática entonces, nem se fala!

          • Daniel Silva

            deve ser por isto que a galera prefere ter duas mulheres, banca duas e só fica com uma, ta certo (zueira a parte)

        • Marcelo Mosczynski

          Complementando: se vc tem um, não tem nenhum, se tem dois, tem apenas um, se tem três, você talvez você tenha dois.
          Já tive experiências, onde dos três geradores, um funcionar, e depois descobrir que apenas um não dar conta de tudo.

    • Metalmacumba

      Tem uma máxina também em conexões ópticas parecida com essa: se você tem um OTDR, você não tem nenhum, hahahaha 😛

  • RôShrek

    Por um mundo com mais usinas nucleares e menos hipsters

    • Samuel

      Na época dos emos éramos felizes e não sabíamos

    • E por ironia do destino, usinas nucleares produzem energia de forma limpa.

      • Rolando

        E não mata milhares de pássaros como fazem as usinas eólicas e solares.

        • Lucas Timm

          Nem inundam grandes áreas desalojando vilarejos e destruindo ecossistemas locais como fazem as usinas hidrelétricas.

          • Tom

            “Bas” geram resíduos pra caralho que temos que enlatar em titânio e depois tacar no mar, e também são o sonho de qualquer maluco de colete e barba (a parte da barba é só pra ficar claro)

          • Carlos Magno GA

            O que são “Bas”?

            Se você estiver falando de usinas nucleares, os resíduos são muito poucos e normalmente armazenados em conteineres de chumbo ou urânio (titânio é muito leve).

            Dependendo do tipo de usina, seu resíduo não pode ser usado em armas nucleares ou bombas sujas.

          • Tom

            “mas”, com o nariz entupido, titânio serve, dependendo do material ele segura a radiação, quanto a segunda parte, me refiro a atacar a usina em si.

          • Carlos Magno GA

            O que segura a radiação basicamente é massa. Sendo o titânio pouco denso, a cápsula de contenção vai ser cara e pesada.

            Li que se usam normalmente os dois elementos mais pesados depois do ouro: chumbo e urânio empobrecido (o que num complexo nuclear, é basicamente sucata) para barrar a radiação.

          • Tom

            hu3, não faço ideia de aonde brisei que usavam titanio pra segurar radiação de lixo nuclear, vamos fazer de conta que eu não falei isso, troquemos titânio por chumbo (porque é mais legal de escrever chumbo que urânio)

          • Diego Marco Trindade

            Nem no paquistão conseguiram ferrar com usinas nucleares, imagina na civilização. De cabeça lembro de apenas 3 problemas com usinas nucleares: 3 mile island (mas quase não teve vazamento), Fukushima e Chernobyl, sendo que só essa fodeu geral mesmo, porque tudo fundiu e explodiu. Pelo menos depois disso foram desenvolvidos técnicas muito mais modernas de contenção.

            Além disso, hoje estou mais preocupado com termoelétricas a carvão do que usinas nucleares.

            Ps.: Estão mais enterrando em montanhas, fundos de minas abandonadas, dejetos radioativos que jogando no fundo do mar.

          • henrique

            só Chernobyl fodeu geral?? Precisa se informar mais sobre Fukushima então…

          • Tom

            3 mile só não deu hagada de verdade porque tamparam o buraco da usina, a parte dos dejetos, independende de onde eles vão parar, eles existem, o que infelizmente não faz a energia ser limpa – todas elas tem um impacto ecológico até mesmo a solar que no fim das contas diminui a temperatura porque não deixa a terra absorver a energia

          • Marcelo Mosczynski

            A terra não acumula calor, quem acumula calor são os oceanos e a atmosfera, tanto que essa ideia que a terra não acumula calor, que leva a teoria de efeito estufa.

          • Tom

            “terra não acumula calor”, mas absorve e segura o calor – tem um termo pra isso que se eu tivesse estudando pro vestibular saberia – pra depois ir soltando durante o dia, é meio que parte do efeito estufa que nos mantém vivos – a absorção dos painéis desequilibra isso um pouco

          • Daniel Silva

            se o reator de tório der certo, parece que vai, ( ainda esta em testes, vai ser duas usinas uma consumindo urânio e a de tório consumindo um blend do resíduo da principal com tório, reduzindo a meia vida dos dejetos, e diminuindo os custos do descarte, e aumentando a eficiência oque aumentará a oferta de energia e diminuirá o seu preço (exclui se o brasil desta parte) infelizmente é que entre as opções do momento esta é a mais indicada, más é só falar em usina nuclear que começa se o protesto, acho estas equipes de marketing muito incompetente, se fosse eu nomearia de usina ECONUCLEAR, pois assim os ambientalistas fariam pressão para instalar, e ainda faria um teatro, mandaria alguen sugerir uma usina a carvão infiltraria alguém para falar a palavra econuclear e depois apareceria com a solução. pois nos dias de hoje qualquer coisa com eco no inicio fica legal, se caso eu matar alguém falarei que mandei a pessoa fazer turismo ecológico no inferno para diminuir a pena, ecoinferno,

          • Marcelo Mosczynski

            Por isso, em 90% das usinas de fissão, o lixo é armazenado na própria usina, bem próximo do reator, esse lixo atômico que você vê normalmente sendo transportado é lixo hospitalar.

          • Tom

            mais ou menos, o lixo é meio que tratado na medida do possível, e o que não pode ser “mais” descontaminado é estocado (junto com o vento da dilma) em cavernas, no fundo do mar e tals

        • Onde estão os deuses veganos crossfiters ecochatos agora?

      • PugOfWar

        é uma tecnologia que já teve 60 anos para se desenvolver, tanto que hj só um evento nível tsunami pra fazer ela falhar

    • Usinas nucleares, basta colocar em lugares aonde não tem falhas geológicas, não estejam sujeitos a tsunamis e problema resolvido.

      • PugOfWar

        e meteoros, malditos meteoros sempre estragam seu dia.

        • hahahahaha acho que quando o problema for meteoros, vamos ter que preocupar é como vamos mudar de planeta.

    • Mirai Densetsu

      Contanto que não haja uma guerra ou algum outro evento capaz de destruir a usina, tudo OK.

  • Eu honestamente prefiro acampar em algum resort 5 estrelas e não me preocupar com isso. Esse negócio de sobrevir no mato é pra quem conseguiu escapar da queda do avião.

    • Samuel

      Ou estrelas do canal Discovery. To brincando, eu curto cagar no mato

    • Alvaro Carneiro

      mas quem fica acampado no mato tem muito mais estrelas, todas no céu.

      • Isso se for em algum lugar isolado, sem luz, sem poluição, sem nuvens, etc. Eu prefiro os confortos do resort com wifi, ar condicionado e tudo mais que houver de bom :-}

      • Lucas Timm

        Resorts, se forem no meio do mato, também têm estrelas.
        E uma porção de tomadas pra ti carregar os iPhones e tirar fotos horríveis das mesmas, que nem vão aparecer.

    • Jean

      Pelo que converso por aí a maioria pensa desse jeito, e gosto é gosto.
      Eu gosto de acampar ( mas faz tempo que não faço isso, a patroa não acompanha, e se eu vou sem ela, fica de bico uma semana ) e vou te falar, você volta descansado, cabeça arejada. Não é ir para se lascar, você leva um equipamento para ter suporte, um repelente, comida, etc. Acordar e tomar um banho de rio, pescar o almoço, tomar uma caipirinha tranquilo, é bom demais.

      Eu to programando para fazer graça nesse sábado e voltar no domingo, aproveitar que dia 1° começa a Piracema, mas a patroa já está desconversando com o “vamos ver se vai dar certo”
      Olha que lugar bonito https://www.google.com.br/maps/@-20.456602,-55.5012374,3a,75y,331.31h,88.01t/data=!3m6!1e1!3m4!1sCLAGvtvL9ewc4ztIbaPUAg!2e0!7i13312!8i6656!6m1!1e1
      Rio Aquidauana é do lado.

      • Rodrigo M

        Pois é cara, uma das minhas melhores trips foi a trilha do ouro. Quatro dias andando no mato e dormindo no mato 😀 http://rodrigomenezesaju.blogspot.com.br/2015/07/trilha-do-ouro-serra-da-bocaina-04.html

        • Jean

          Cara, parabéns, que trilha bonita!
          A minha vibe é mais pescaria, mas tenho vontade de fazer trilhas a pé. Já fiz muito de bike, mas era muleque, gurizada cresceu, começou a fazer trilha de moto, se dispersou e hoje ninguém agita mais nada. Nós sempre planejamos fazer a estrada real, mas nunca saímos aqui do MS.

      • JC

        Lugar muito bonito mesmo.
        Minha melhor aventura foi descer um rio com outros 2 amigos e uma canoa de madeira (meio furada).
        Foram dois dias remando, parando nas encostas para fazer almoço. A noite paramos em uma clareira no mato para montar o acampamento. Mas na época nossa única preocupação era em aproveitar o passeio, mal tinha celular com câmera… haha

        • Jean

          Dois dias de remo? Coragem hein!
          Lembrei de uma vez que eu e um pessoal do serviço foi pescar em Corumbá. Para economizar locamos um barco a remo, meia hora depois a gente voltou ( com muito sofrimento ) para devolver e locar com motor e abrir a carteira e pagar o piloteiro rs . E cara, você vai naquele pantanal vê aqueles senhorzinho quase desmanchando de velho e firme no remo hehe

      • Paulo de Tarcio Santos Freiri

        Nossa, nesse lugar tem Street view e aqui onde moro não, é coisas assim que me faz confirmar que moro no meio do mato mesmo kkkkkkkk

    • Eu tenho um lema: se eu vou me dar ao trabalho de sair do conforto da minha casa pra viajar, que seja pra um lugar melhor e mais confortável, não pior.

  • Samuel

    A Samsung tem powerbanks ótimos. São um estouro.

    • gfg

      Achei explosivo, manda mais.

    • Mirai Densetsu

      Verdade. Ouvi dizer que o lançamento foi bombástico.

  • alvaro lordelo

    Faltou postar o link do PowerBank de 32k

  • Bruno do Acre – (Etevaldo)

    Exatamente ! E caso vc precise ficar vários dias sem energia no meio do nada use gerador a diesel, pequenas fontes de energia ainda são tecnologicamente inviáveis ( a não ser que vc se chame Nasa)

  • POr um mundo com powerbanks à base de RTGs

  • Smartfox

    Meu irmão tem um Pineg desses, o bicho deu uma carga no meu aparelho, no dele, no do meu sobrinho e ainda sobrou 25%. Isso é essencial mesmo pra quem não viaja.

  • Cardoso, sobre os coletores solares portáteis, eu tenho um da GoalZero. Voltei semana passada do Nepal depois de minha segunda caminhada ao base camp do Everest. Basicamente, depois da ultima cidade com energia solar fornecida por hidrelétrica (Namche Bazaar), ou você paga umas 300 rúpias nepalesas para dar uma carga nas pousadas ou usa um coletor solar.

    Como você mesmo disse, não existem milagres, mas bastava verificarmos a direção da trilha do dia e deixar o coletor na melhor posição na mochila (nessa época é sol o dia inteiro praticamente) e tinhamos até duas cargas por dia.

    Então, coletores solares são sim uma opção bem em conta, mas depende do ambiente onde esteja. Quem não avaliar variáveis como clima, terreno e época do ano, pode ficar bem frustrado, mas não é só no Saara que eles funcionam (por falar nisso, no vôo de volta para o Brasil passamos sobre o Saara e estava bem nublado).

  • Alexandre Salau

    Este Pineng é bom mas é grandão e demora muito pra carregar (tenho um), mas também tenho um Xiaomi de 10000mAh que carrega mais rápido, é bem menor e igualmente dá 3 cargas e meia no meu Moto G1 velho de guerra. além disso ele é muito mais bonito.

  • Walmir Werner

    Powerbank…. A 10 anos atrás eu já fazia meus powerbanks com bateria velha de notebook. sempre tinha alguma célula boa e aproveitava. hj eu tenho um feito com 48 baterias 18650 de 4500 mah. 16 em paralelo e 3 em série. ficou grande, mas em compensação nunca me deixa na mão. E nunca consegui gastar tudo, depois de uma semana usando só ela, ponho pra carregar.

  • Monstro Medieval

    Realmente, quando acampei usei um carregador igual ao seu. Cá entre nós, esse povo acampa pra ficar colado em celular? Melhor manter no modo economia de energia + avião pra bateria render, se não desligar, só muda isso na hora que precisar mesmo.

    Bônus: viu que eles alertam sobre a falsificação chinesa desse carregador chinês? Eu fui no site com meu serial e, adivinha? Era um falsificado!

  • Andre

    “Há um motivo para painéis solares realmente eficientes acompanharem o Sol.”

    Li em algum canto (Wikipedia?) que painéis que acompanham o sol só fazem sentido financeiro se o ganho de energia deles for maior do que a quantidade de placas a mais que dá pra comprar com esse valor.

    Isso, claro, se houver espaço, mas normalmente há. Disponibilidade de espaço físico não é fator limitante para a energia solar.

    Abs

  • Zalla

    o meu é de 20.000 é um monstrinho…carrega completamente um bom celular umas 5 vezes …se for em uma viagem dá pra ficar um mês ligando esporadicamente o celular para comunicação, gps, etc

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis