Review — Moto Z Play

img_0662

Versão mais básica do Moto Z, o Z Play é um smartphone “super intermediário” que mantém a compatibilidade com os módulos recentemente introduzidos pela Lenovo.

Só que apesar das specs mais modestas, o Moto Z Play corrige erros do irmão mais caro, como a bateria pequena e a falta do conector P2.

Será que o Moto Z Play é uma opção mais interessante que seu irmão mais completo?

Hardware

img_0649

O design do Moto Z Play é bastante parecido com o do Moto Z. A maior diferença está na localização do logo da Motorola — fica na parte superior do telefone, tornando a borda inferior mais compacta — e no uso de vidro para a traseira do aparelho ao invés de metal.

O conector para as Moto Snaps fica em uma “janela” de plástico na traseira do aparelho. É menos sutil que no modelo mais caro, mas nada que atrapalhe muito.

A primeira impressão ao pegar o Moto Z Play — em especial depois de passar algum tempo com o Moto Z — é que o aparelho é muito grosso para o tamanho que tem.

Na verdade, ele ainda é mais fino (7 mm) e leve (165 g) que outros smartphones grandes, inclusive mais caros que ele, como o iPhone 7 ou o Galaxy Note7 (que descanse em paz). Entretanto esses 2 mm tornam o conjunto do Moto Z Play com os módulos um tanto mais desajeitado.

As especificações técnicas são um tanto modestas, mas atendem bem na maioria dos casos. O telefone é equipado com um Snapdragon 625, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento.

A tela, ainda de 5,5″; tem resolução de “apenas” 1920×1080 pixels — o que é bem suficiente para não conseguir enxergar os pixels individualmente na tela, a não ser que esteja usando o telefone para VR.

O painel é AMOLED e por padrão deixa as cores bem saturadas, mas felizmente existe a opção para usar um modo de cores mais realista.

Do lado positivo, a entrada P2 para fones de ouvido está de volta e a bateria tem 3.510 mAh, cerca de um terço a mais de capacidade que o Moto Z. Combinado com o hardware mais simples e eficiente, a duração da bateria do Moto Z Play é impressionante: com meu uso médio (cerca de 1 h de redes sociais, 4 h de Spotify na rede celular e fone Bluetooth, alguns apps de geolocalização como Swarm e Citymapper), a bateria estava em 40% depois de 14 horas de uso e só esgotou completamente 30 horas depois de carregada (com cerca de 6 horas sem uso nenhum durante a noite).

Software

É exatamente igual ao Android embarcado no Moto Z. Tem poucas modificações e é bastante rápido, mas é impossível não questionar a decisão da Lenovo de não trazer as atualizações mensais de segurança para seus aparelhos.

A versão do Android instalada é a 6.0.1 Marshmallow mas a Lenovo anunciou que o Android 7.0 Nougat deve chegar à família Moto Z até o final deste ano.

Câmera

O Moto Z Play tem uma câmera traseira de 16 megapixels e abertura de ƒ/2,0; auto-foco por laser e detecção de fase, enquanto a câmera frontal tem 5 megapixels e abertura ƒ/2,2.

A falta da estabilização óptica de imagem e a abertura de lente menor tornam fotos em baixa luminosidade piores que as do Moto Z, mas no geral a qualidade das imagens é boa e deve pouco ao modelo mais caro da Lenovo.

Vale a pena?

De certa forma, o Moto Z Play me lembra bastante o primeiro Moto X: não tem o melhor processador, nem tem a melhor tela, mas tem um conjunto bem feito e com boa experiência de uso (agora só falta um aparelho no tamanho do Moto X de 2013…).

Considerando as opções na mesma faixa, o preço sugerido de R$ 2.199 é razoável, e já é comum ver promoções no varejo baixando o valor para cerca de R$ 1.800.

Quanto aos módulos, é bastante fácil de esquecer deles usando Moto Z Play — é bom saber que a opção existe, mas nenhum módulo é imprescindível.

Relacionados: , , , , ,
  • ochateador

    Achei que podia ter feito um review mais detalhado, mostrado mais algumas fotos feita pelo celular, tirado uns prints da tela, etc.

    • Marcos Balzano

      Acho que o print da tela é irrelevante, pois nunca irá mostrar a de fato como a tela se sai. Será sempre uma tela de 1080x1920px a sua qualiadade vai depender da qualidade de seu monitor.

      • ochateador

        Mas pode mostrar como é os menus e a organização dos ícones.

        • Marcos Balzano

          é um android, sem alguma skin que de fato mude a aparência do sistema. Não tem muito o que ver.

  • Joâo Denis

    Comprei um e estou totalmente satisfeito. E olhe que sai do X Force.
    Alguém sabe para que serve um pequeno furo na parte superior, ao lado da gaveta do chip? Não é o furo da gaveta, é outro, mais à direita.

    • Carlos Misael Santos

      E um dos microfones para eliminar ruídos na ligação em ambientes ruidosos

      • Joâo Denis

        Obrigado, Carlos!!!

  • fioko

    Aproveitando o gancho, alguem tem recomendação pra celulares na faixa de 800-1100 temers?

    • Rafael

      Eu to precisando comprar um também e tava dando uma pesquisada. Eu tava pensando em comprar o Zenfone 2 Laser (próximo dos R$800 em promoção). Mas se achar que vale a pena tem o Zenfone 2 por uns R$1150 ou R$1200, que é bem mais parrudo.

      Mas mesmo o Zenfone 2 Laser tem estado difícil de achar nos 800 então to considerando um Galaxy J5, que o único “problema” dele pra mim é que tem 1,5 GB de ram ao invés de 2 GB

      • Eduardo Copelo

        Se for por isso, pega o J5 metal, q tem 2GB. A diferença eh bem sensível. Eh um bom aparelho, honesto pelo preço que custa.

        • Rafael

          Eu nem tinha visto essa versão “metal” dele, valeu. Mas ele ta mais caro que o próprio zenfone 2 laser.
          Vou esperar pra ver se um dos dois entra em promoção; Valeu

          • Eduardo Copelo

            Quando eu comprei, na loja da samsung tava 1200 reais, comprei por fora paguei menos de mil. Hoje deve estar um cadinho mais barato. Mas qualquer um dos dois são boas opções para celulares intermediarios, são honestos e cumprem o que prometem. Boa sorte na compra!

    • Marombert Einstein

      Lenovo vibe K5: Octa core, full HD, bateria de 2750 mAh, 16 Gb de armazenamento, 2 Gb de Memória e câmera de 13Mp; só fique de olho no lote de fabricação: os primeiros lotes vieram com memória lenta.

      • Rafael

        Ele parece bem interessante. Mas eu ouvi falar que mesmo sendo octa Core ele é meio lento, o desempenho dele fica um pouco abaixo dos Quad Cores comuns. Sabe se é verdade?

        • Marombert Einstein

          É um celular acima da média com preço abaixo da média, ele tem uma carvalhada de sensores, mas tem esse problema das memórias. O ideal era testar com um programa de benchmark antes de comprar, pra fugir do problema.

    • Victor Serrão

      Moto G4 Plus. É simplesmente excelente.

      • fioko

        tava olhando esse mesmo e um da lenovo, principalmente por ter 2gb de ram e ja vi em alguns lugares por 1200

        • Antonio Machado

          Se vc for de salvador está afim de comprar um moto g 4 plus ,com.nota e garantia completo.

    • Diego Marco Trindade

      Sério, pesquise os celulares da Quantum. Tem bons reviews e é brasileira.

  • Estou esperando a Black Friday pra pegar o meu, mas achei essa traseira vermelha meio feia. Alguém sabe onde comprar as Style Mods de madeira e couro?
    Obs.: Não tem no site da Moto

    • Diego Marco Trindade

      Black Fraude? Boa sorte. Daqui a pouco começam a vender por 2.100, para nesse dia baixarem para 1800, como está hoje.

  • jairo

    Mais um bom e caro intermediário , bom review

  • Rafael

    Super intermediário por R$2000?

    • Alan Viana

      Samsung e Iphone tão com celular d 4000mil ou mais

    • PugOfWar

      sim, pq é super e não reles intermediário

  • Leonardo Carneiro

    tem promo por até 1700

  • Theuer

    Continuo aguardando a existência de algum motivo(real, não simples gosto pessoal) para matar UM OITAVO da tela com botões virtuais no lugar de usar aquela borda mais grossa que a da minha TV para botões capacitivos que NÃO OCUPAM espaço, já que capacitivo ou não, o vidro já está lá.

    • Tom

      Má não dá 1/8 isso nem a pau jovem

      • Theuer

        É claro que eu coloquei qualquer valor aqui apenas para exemplificar, mas para termos referências reais então, vamos lá.
        Em um Nexus aqui temos 1/14 de tela ocupada por botões na vertical e na horizontal temos quase 9% de tela perdida para uma barra com um triângulo, círculo e um quadrado.
        Continuo não vendo sentido nisso.

    • Jonatammm

      Botões físicos estragam com muito mais facilidade. Mesmo um boato capacitivo fora da tela principal, além de aumentar o custo, é mais uma coisa passível de falha.

      Melhor relação tela vs tamanho total do aparelho (compare um iPhone 6 vim um moto X 2013, ambos com tela 4.7″).

      Muitos aplicativos possuem modo de tela cheia, fazendo estas barras desaparecerem, perigosamente quando mais importa, como quando se assuste a videos ou se navega na coleção de fotos.

      • Theuer

        Cara, quanta besteira escrita em apenas um comentário… Não me leve a mal. 🙂
        Olha só, vejo que não tem conhecimentos em eletrônica e nem tem obrigação disso, por isso explico:
        NÃO EXISTE aumento de custo em uma tela com botões capacitivos simplesmente porque a tela JÁ É capacitiva! Logo, não existe “mais uma coisa passível de falha”.
        “Enfeitar” os botões com Leds de backlight ou outra coisa que gere custo, é apenas uma opção do fabricante. Dei um RedMi para meu pai em que os botões capacitivos estão apenas desenhados no vidro, sem backlight nem nada.

        Por isso insisto:
        “Continuo aguardando a existência de algum motivo para blá blá blá…”

        • Jonatammm

          Eu te dei três motivos, e tu só contestou um, e ainda assim, está errado. Se os botões não forem virtuais, i.e., integrados à própria tela, haverá pelo menos um circuito adicional para o botao capacitivo off-screen. Exemplo, o novo iPhone, o antigo LG chocolate, etc. Botões capacitivos dedicados tem sim hardware interno adicional. Só estão menos sujeito a falhas de botões físicos, que podem emperrar, etc.

          • Theuer

            As vezes uma coisa está tão errada, que nem tem com contestar.
            Isso valeu para os seus “três motivos”!
            NÃO EXISTE OBRIGATORIAMENTE CIRCUITO ADICIONAL para simples botões capacitivos! Eles são apenas o Touch da própria tela configurados pelo Firmware como “Botões”! É a mesma informação de quadrantes em Matrix viajando pelo mesmo Flat Cable. Se o fabricante quiser gastar mais fazendo diferente, é apenas opção dele.(Como já escrevi antes)
            Qualquer criança terá entendido que isso responde dois dos seus “motivos”. Quanto ao terceiro…

            Ganha um doce se encontrar “Botão Físico” nos meus comentários.

  • Diego Marco Trindade

    Felipe, poderia fazer um review dos celulares da Quantum? Os reviews que vi sempre foram bons, talvez conversando com eles consiga o material para ver.

  • Christian Oliveira

    Nesse preço fico com um Galaxy S6 edge. 2300 no Submarino.

    • Ariel Souza Rossi

      A tim estava vendendo ele no plano controle por menos de 1500… e vc pode cancelar o plano já no primeiro mes..

  • Didi Moco Sonrisal Colesterol

    Oh da poltrona… Li em outro “Review” que a tela é SUPER AMOLED, e aqui diz que é AMOLED, fiquei na dúvida, qual é o correto?

    • Thiago

      O Moto Z Play tem tela Super Amoled.

  • Ariel Souza Rossi

    Sério que vc está implicando com 2mm de espessura a mais do telefone??

  • Pingback: Motorola confirma: o Moto G de 3ª geração não terá Android 7.0 Nougat | Portal Hospedagem()

  • Estou com o Moto Z Play à um mês e não tenho do que reclamar. Me atende em tudo o que preciso. Os principais motivos que me levaram à escolher-lo: bateria que dura bastante, conector P2, Android praticamente puro e os comandos inteligentes por voz ou gestos.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis