Brasil estaria tentando reatar o acordo da base de Alcântara com os EUA

Quem disse que não temos um programa espacial? (foto: Luiz Moraes)

Quem disse que não temos um programa espacial? (foto: Luiz Moraes)

Uma das poucas decisões acertadas do Brasil foi escolher Alcântara como base de lançamento de foguetes. Não é tão bem-posicionada quanto as ilhas na foz do Amazonas, mas o clima é mais propício, e está a 20 km de balsa de São Luís.

A proximidade do Equador é essencial para lançamentos espaciais. O motivo é simples: em órbita você não está voando, está caindo com estilo. Só que está caindo com movimento lateral, então quando chega no chão, ele não está mais lá, para desespero dos retardados da Terra Plana.

newton_s_cannon_medium

Para que você consiga cair sem atingir a Terra precisa de um movimento lateral de pelo menos 8 km/s. Isso exige muito, muito combustível, só que combustível pesa, o que exige mais combustível ainda. Por isso o Saturno V equivale a um transatlântico que leva 3 passageiros e afunda na primeira viagem.

Uma forma de contornar isso é aproveitar a rotação da Terra. No Equador ela está girando a 1.674,4 km/h. Isso significa que se você lançar um foguete dali, em direção ao Leste, você já começa com 0,5 daqueles 8 km/s necessários.

A base de lançamento européia na Guiana fica a 5 graus de latitude. A de Alcântara a 2 graus do Equador. O Cabo Canaveral fica a 28 graus. Em termos de eficiência, um mesmo foguete lançado de Alcântara poderia levar até 25% mais carga útil.

Isso é deveras interessante e vários países demonstraram interesse em utilizar a base para seus lançamentos. Em abril de 2000 foi assinado um acordo Brasil/EUA onde alugaríamos parte da base para os EUA, seriam 6 lançamentos por ano, em um total de US$ 30 milhões para nosso bolso.

aeb

O acordo foi imediatamente denunciado como quebra de soberania, pois previa que o Brasil não poderia examinar os satélites americanos, nem entrar em áreas restritas. Você sabe, da mesma forma que seu senhorio não pode entrar na sua casa na hora que quiser e fuçar suas gavetas.

Barrado no Congresso pela oposição, o acordo entreguista imperialista opressor com os EUA foi substituído por um acordo com a Ucrânia em 2003, basicamente idêntico mas como o presidente agora era outro, tudo bem.

No mesmo ano o VLS explodiu, nosso programa espacial que já era uma piada foi pro saco de vez, mas o acordo continuou. Mais de dez anos depois o Brasil já tinha enterrado R$ 1 bilhão no projeto Ciclone, mas a Ucrânia não tinha construído o foguete. De seu lado eles apontaram que nós não movemos um tijolo das obras prometidas em Alcântara. No final o acordo se desfez na base do “cada um paga o seu”.

Agora o governo entreguista golpista capacho do imperialismo de Michel Temer quer retomar as negociações com os EUA para alugar a base para os ianques estadunidenses. Ou melhor, re-retomar as negociações reiniciadas pela Dilma em 2013. mas agora é golpe entreguista, certo?

Só há um problema: não vai rolar.

A tecnologia sempre apontou pra miniaturização. Veja o Echo 1, primeiro satélite de comunicação. Ele era um satélite passivo (ui!) e só refletia os sinais de rádio.

ccb609844f1809b140125209732149966abc4e56_original

Agora compare com o Intelsat 18, um satélite que faz milhares de vezes mais coisas que o gordo aí de cima.

photo_09-22-01

A limitação de massa dos satélites atuais não é um grande problema, a tecnologia tem levado a satélites menores e mais capazes.

Os lançamentos grandes mesmo, como os futuros da SpaceX, o SLS da NASA e o New Glenn não poderão ser feitos em Alcântara, esses foguetes não são transportáveis, são grandes demais. Quanto aos menores, levar um foguete até Alcântara consumiria qualquer economia conseguida com o uso de menos combustível. A Europa só faz isso, mandando seus Arianes e Soyuz para a Guiana, por não ter opção.

Outro problema, mais realista, é que o Brasil não está preparado para um evento desse porte. A Base de Alcântara desde 1983 fez 38 lançamentos. A maior parte de foguetes equivalentes a lançamentos de hobbistas. Eles têm 3 plataformas, sendo uma delas inútil, só comportando foguetes de menos de 10 toneladas. Um Ariane consome umas 500 toneladas de combustível só nos primeiros 2 minutos de vôo.

Compare com a quantidade de plataformas na Base Aérea de Cabo Canaveral:

cana

Cada LC é um Launch Complex, com toda a infra necessária para um lançamento. Eles operam com capacidade ociosa e são UM dos centros de lançamento dos EUA.

Para tornar Alcântara competitiva o Brasil teria que criar uma infraestrutura que, sejamos realistas, não existe. A base de Alcântara se resume a alguns prédios baixos e uns descampados que chamam de complexo de lançamento.

centro-de-lancamento-de-alcantara-4-cla

A TMI — Torre Móvel de Integração levou quase 10 anos pra ser reconstruída, e é inútil exceto para o VLS, o foguete de brinquedo com 19 metros de comprimento. Vamos ver se consigo dar uma idéia da escala. Este é um Atlas V. Um foguete comum, da ULA:

av_muos4_r4

Como o foguete brasileiro, o maior que a infra atual permite gerenciar se compara? Digamos que ele é mais ou menos do tamanho dos motores auxiliares, aquelas coisas brancas na lateral do Atlas, lá embaixo.

Se os americanos fecharem o acordo estarão basicamente alugando o terreno, e terão que construir toda a infraestrutura de torres de lançamento e sistemas de apoio.

Aí eu pergunto: será que vale a pena vir para o Brasil, construir toda a infraestrutura, trazer foguetes satélites e pessoal por milhares de km, para economizar 25% de combustível, que é a parte mais barata do lançamento?

Talvez a base fosse atraente para países emergentes, mas com China e Índia no mercado, oferecendo soluções completas nós simplesmente não somos interessantes, e como os investimentos em ciência e tecnologia são sempre os primeiros cortados em tempos de crise (e sempre estivemos em crise) as chances da base ser expandida são mínimas, assim como as chances de ser usada.

É triste mas é a realidade. Enquanto isso fique com o último lançamento de Alcântara, em 2015:


BrazilianSpace — Explode o Foguete VS-40M V03 da Operação São Lourenço

Fonte: O Globo.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Hemeterio

    Albert Einstein de cameraman, um classico br.

    • Jeff Paiva

      Tive que vir até aqui embaixo para achar este comentário…

  • Vinicius Silva

    Qual acordo com os EUA? Aquele que ia revolucionar o nosso programa espacial mas que coincidentemente proibia o uso de qualquer recurso ganho dos EUA em desenvolvimento espacial, assim como proibia qualquer transferência de tecnologia? Também conhecido como Projeto C.A.R.A.C.U.?
    Esse ufanismo em torno de Alcântara é bogagem. A base Guiana Francesa também e muito próxima do equador, com a diferença de ter uma estrutura de verdade e lançamentos rotineiros.

    • Sim, você pega o recurso dos EUA, usa pra comprar merenda e o que economizou usa em pesquisa. Duh. Não era um acordo de cooperação tecnológica era um acordo de aluguei de uma base de lançamento.

      • Rafael de Moura

        Usa pra comprar merenda, oque sobrar vc desvia, nada de investir em pesquisa.

        • Lorein

          Desvia o dinheiro que iria para merenda (entendedores entenderão) e o que sobrar você também desvia.

          • Desvia o dinheiro que iria para merenda (entendedores entenderão), o que sobrar você desvia, pede um empréstimo pra comprar a merenda e tbm desvia!

        • Rafael Rodrigues

          Usa para desviar da merenda. Com o que sobrar (se sobrar) compra-se a merenda que der. Nada de investir em pesquisa. 😉

        • mr_rune

          Não, você desvia o dinheiro primeiro, se sobrar aí você compra merenda.

        • Samuel

          Desvia o dinheiro que iria para merenda, o que sobrar você desvia, pede um empréstimo pra comprar merenda e também desvia, a merenda que comprou leva pra casa para dar aos cachorros (verba indenizatória para ração dá muito pouco)

  • Hemeterio

    Estive em Alcantara uma vez. Fui ao museuzinho que eles mantêm na entrada do complexo. Coisa muito, muito modesta. Parace uma casa de um morador da cidade convertida em salas de exposicao pra feira de ciencias. Tem maquetinhas e fotos. Como é administrada pela aeronautica, tem aquele ar rançoso de quartel, com arvores caiadas ate a metade, manjam?

    • Plot twist: não eram maquetes.

      • rjesus993

        ‘-‘

      • Junior Capitanio

        cuspi o café.

      • Vila Jr

        Tive uma crise riso..

    • DonScopel

      Eu tb fui lá, no dia o museu tava fechado por… sei pq qual motivo, eu sendo teimoso atravessei a pista e fui ate a entrada da base e perguntei se havia algum tipo de visita, o militar (não lembro a patente) disse que havia apenas o museu e nada mais para o publico civil, ai eu pergunto: como eles querem atrair a atenção da população e de ate futuros cientistas com essa atitude?

      ps. achei as fotos aqui e a única coisa que achei legal era um Xavante, de resto os foguetes realmente pareciam maquetinhas

      • Salles Magalhaes

        Em comparacao, Cabo Canaveral e’ um EXCELENTE lugar para visitar… um dos melhores passeios que ja fiz.

        • DonScopel

          Um amigo me mandou umas fotos da visita que fez ao museu da NASA em Houston, do caraio oh

    • Sim, aquela grama cortadinha meticulosamente na tesoura por um coitado que foi chamado no alistamento obrigatório e em algum momento sonhou que iria “trabalhar” para o engrandecimento da pátria amada! Hoje a vida dele se resume a caiar muros, cortar grama, limpar banheiros e tomar esporros, por melhor que seja seu trabalho, que são quase culturais pela extinta pompa… o mais legal é que se ele der a “””sorte””” de não ser dispensado, depois desse período extremamente humilhante, ele vai perpetuar esse comportamento idiota com um ar de “eu conquistei esse direito, seus bostas!”…. Desculpa, desabafei!

      • DanielBastos

        Apesar de ver bastante isso ainda, ta mudando.
        Hoje em dia quem entra mais é concurseiro. Entra pra trabalhar pouquinho.

        • Pra cada 1 concursado, tem 500 banheiros para serem lavados… HAHAHAHHAHAHAHAHA

  • Jean

    Deixa eu ser ditador dessa bagaça, se eu não dou um jeito nessa zona!
    Primeira coisa que ia fazer seria prender o Cardoso, para parar de falar mal do Brasil sil sil, e ia colocar o Galvão escrevendo artigos aqui, problema resolvido.

  • gfg

    Fiquei espantado com o Echo 1, até descobrir que era de nylon.
    Também não fazia ideia que existia tantas plataformas de lançamento em cape canaveral.
    E é muita vergonha alheia não sermos capazes de lançar a porr* de UM ÚNICO foguete de combustível sólido. As V2 de 1945 estão a frente de nossos “foguetes”.
    No mais excelente artigo cardoso.

    • “E é muita vergonha alheia não sermos capazes de lançar a porr* de UM ÚNICO foguete…”

      Se resumir para esta frase, fazendo apenas esta alteração, fica perfeito…

      • Lorein

        Até A Melhor Korea que não tem nem comida,se duvidar, vai conseguir mandar um foguete pro espaço (no bom sentido) antes da gente.

        • Gesonel o Mestre dos Disfarces

          E o socialismo que é ruim, né? xD

          • Mirai Densetsu

            É claro que sim! Afinal, esses comunistas são os grandes culpados por nosso grande atraso tecnológico! Se fôssemos adeptos do Livre Mercado® e vendêssemos todas as escolas, os hospitais e fechasse as inúteis agências reguladores e o PROCON também, com certeza o Brasil teria mais do que cubesats não-operacionais no espaço.

          • HAHAHAHAHAH um dia vou entender a nóia do brasileiro com comunismo/socialismo!

          • Mirai Densetsu

            Somos dois.

          • Primeiro, parabéns pelo sarcasmo que é sempre bem-vindo por aqui, mas você está usando Reductio Ad Absurdum, então, do ponto de vista lógico, você nos apresenta apenas uma falácia.

            Segundo, acredito que a solução para o Brasil, que atualmente é uma das economias mais fechadas e protecionistas do mundo, seria uma guinada em direção ao liberalismo e ao livre mercado. Você fala como se fosse algo horrível vendermos todas nossas escolas como se os dados recém divulgados não tivessem nos mostrado que, dentre as primeiras mil escolas em média de desempenho dos alunos, apenas 50 são públicas. E isso após treze anos de Governo socialista! Então, porque não dar uma chance para ideias novas? Por que sermos tão reacionários com mudanças? Por que não pensar em vouchers de Educação para os pais? Por que não conceder as escolas à iniciativa privada mediante uma série de exigências que o Estado deveria cumprir, mas não cumpre? (só 50 entre 1000…).

            Veja, eu tenho pelo menos trinta anos de dados desde a redemocratização do país para te afirmar isto: o Governo brasileiro NÃO consegue cumprir o que nossa Constituição Federal determina. No momento, TODAS nossas estatais federais estão dando prejuízo e eles conseguiram, inclusive, a proeza de quebrar nossa única petrolífera! Eu JAMAIS vou entender como alguém consegue jogar na lona a única fornecedora de gasolina do país. Nenhum carro anda sem comprar gasolina dessa fornecedora. Até o CAP (o asfalto!!!) vem desse monopólio estatal. E conseguiram quebrar a empresa! “Ah! mas o grande risco que corremos é que malvadas empresas estrangeiras estão querendo ROUBAR nosso pré-sal…” – repete a turba que vive no mundo da lua, enquanto que eu tenho que pagar caro por uma gasolina de porca qualidade e ainda ficar “feliz” por ser o dito “dono” dessa estatal quebrada, “orgulho nacional”.

            E isso é só um exemplo! Têm as obras superfaturadas. Já leu o Livro Negro da Corrupção? Já viu como é fácil para o DNIT fazer 1cm de camada de asfalto e dizer que fez 3 cm? A estrada vira buraco quatro meses depois, mas quem fiscaliza? Quando é o setor público o executor direto, tudo acaba em pizza. Por que não contratar empresas privadas para tocar as obras e contratar seguradoras para fiscalizar as obras e, caso não sejam cumpridas, indenizarem a União?

            Veja, as melhores práticas nos países bem sucedidos vão todas na direção do Estado sair da atuação direta em todas as áreas aonde ele possa contratar terceiros para executar as obras. E, claro: tudo isso combatendo a corrupção que, independente da ideologia política, se faz sempre presente.

            Ah, sobre corrupção: onde é mais fácil combatê-la? Na iniciativa privada ou dentro do Estado? Que tal analisarmos quanta gente a Lava-Jato já mandou para a cadeia? Fica claro que auditar empresas privadas e prender empresários corruptos foi a parte fácil da empreitada. Olha agora, quando se está chegando aos políticos. Olha que FÁCIL (sarcasmo) está sendo para a Lava-Jato seguir adiante e limpar a banda podre que está infiltrada dentro do Estado…

            O problema nacional persistirá enquanto continuarmos agindo como se o problema maior fossem os investidores e não entendermos que você pode, se tiver inteligência, usar o Livre Mercado a favor de interesses sociais! Basta, por exemplo, fazer com que investidores tenham LUCRO conforme consigam entregar para a sociedade alunos bem educados!

            É simples: o atual modelo fracassou e, no momento, somos um dos países mais fechados e burocráticos do mundo. Chegou a hora de mudar.

          • Mirai Densetsu

            E o seu primeiro argumento é a falácia da falácia. Nem se preocupou em refutar o argumento. Mas sigamos.

            Sim, eu acredito que é uma coisa horrível vender todas as escolas. Ao fazer isso, estaria efetivamente privando crianças de famílias de baixa renda do direito à educação. Antes elas terem uma escola ruim a não terem escola alguma.

            E vale ressaltar que somente algumas escolas de elite – com mensalidades bem mais altas e indicadores socioeconômicos muito altos – tem a garantia de serem realmente escolas melhores. O grosso das escolas privadas são tão “boas” quanto as escolas públicas. Quando não são piores. E os dados do ENEM mostram bem essa distorção. Quando comparadas as escolas com indicador sócio econômico até médio alto, as escolas públicas dão um banho nas privadas. Em Brasília, a única escola privada com esse público que é boa é a da Fundação Bradesco. As demais no top 5 do subranking são o CEM 01 de Sobradinho, o Elefante Branco, o CED Agrourbano do Riacho Fundo e o CEM de Taguatinga Norte. Todas públicas.

            E o mercado de escolas privadas está fechado? É claro que não. Só que as escolas privadas preferem atender um público com índice socioeconômico que seja muito alto (leia-se gente rica). Famílias que vivam com até R$ 1.356 são 46% de todas as famílias e certamente não terão condições de pagar uma mensalidade de R$ 500 por cada filho que estudar. Se venderem todas as escolas públicas, os filhos dessas famílias não vão mais poder estudar porque não terão como bancar os estudos. Principalmente se essas famílias tiverem mais de um filho.

            Sim, a educação pública precisa melhorar muito. Muito mesmo. Mas reafirmo que é melhor ter escola ruim do que não ter escola.

            E onde você leu que o governo petista foi socialista? Na Veja? Chamar o governo petista de socialista é muita desinformação, pois as decisões dos presidentes petistas apontam para um governo social-democrata. E social-democracia é muito, mas muito diferente MESMO do socialismo. Afinal, nenhuma ideologia que pregue a privatização dos meios de produção podem ser chamados de socialista. E a propriedade privada, inclusive dos meios de produção, é um dos núcleos da social-democracia.

            Sobre a corrupção, quero ver o Estado conseguir prender os marinhos. Quero ver o Estado conseguir obrigar o Itaú a pagar os impostos que deve. Quero ver o Estado obrigar a Alstom a devolver todo o dinheiro roubado no metrô de São Paulo. Eu quero ver o Estado obrigar a Samarco a consertar a merda que fez em Mariana (toda a bacia do Rio Doce foi pro espaço, lembre-se disso). E eu DUVIDO que alguma coisa disso aconteça.

            Isso tudo porque a corrupção de dentro do Estado começa na iniciativa privada. Onde tem um político corrupto tem sempre um empresário pagando propina. E sobre a lava-jato, ficou claro que essa “facilidade” é decorrente de uma perseguição a um partido em particular. Afinal, foram encontradas provas contra políticos de partidos como o PP, PMDB, PSDB. Até o Bolsonaro recebeu propina. E só expediram mandados de prisão contra petistas. E agora a PF é “contra” as delações premiadas. Por que será?

            E ainda mais sobre corrupção, o maior antro de corrupção no governo federal é a terceirização de obras públicas. A própria lava-jato foi inicialmente sobre isso. Isso com o agravante de que empresas querem gerar LUCRO. E é fácil para uma empresa privada cobrar o valor de 10km de asfalto para executar 1km. Principalmente quando fazem cartel ou quando pagam propina para deputado. E será que a santa e imaculada Iniciativa Privada® não vai querer fraudar uma licitação? Será?

            E as melhores práticas também preveem distribuição de renda e prestação de serviços públicos de qualidade para o povo. Mas disso os liberais brasileiros nunca falam. Por que será?

          • hahahaha! Falácia da falácia foi ótimo. Provei do meu próprio veneno agora.
            Novamente, a baixa renda só ficaria sem acesso à Educação se você ignorar a parte de distribuir os vouchers de Educação. Havendo demanda por escola, haverá escola. Isso, além de outros tantos incentivos que o Governo pode dar para induzir o empresário da escola privada a PRIORIZAR o ensino em áreas de comunidades pobres.
            Sabe, o Governo sempre terá as rédeas na mão porque sempre irá controlar a política de cobrança de impostos (tributária). Só pense nas possibilidades disso! Uma vez eu embarquei numa vagem na maionese só listando tudo o que o Governo poderia fazer só manipulando as alíquotas de imposto. Incentivar o desenvolvimento de determinadas regiões, controle de poluição, diminuir o racismo, etc.. O truque estaria em cobrar uma alíquota única (e simples) de todas as empresas e oferecer vantagens para aquelas que adotassem práticas de conduta que seguissem a linha que o Governo quer: diminuir desigualdade social, etc..
            Mas claro, tudo isso só funciona com o pacote de sempre: combate continuo a corrupção, evitar cartéis e desmanchar monopólios tão logo estejam se formando. E, obviamente, tudo seria muito mais fácil se o Governo não tivesse que cobrar toneladas de impostos para custear sua pesada máquina administrativa. pergunta simples: diminuindo o tamanho dessa máquina gigantesca e ineficiente, por acaso não seria possível diminuir também os impostos e adotar uma política que torne o país competitivo e atraente para o mercado internacional?
            Minha crença, resumindo, é que precisa haver mercado e competição para que os sistemas evoluam. Quando o Estado assume funções, ele incha porque não há predação. Uma repartição de dez servidores atrasando o serviço se justificará dizendo que falta pessoal e que precisa de mais vinte. A diferença de rendimento entre Público e Privado é tão grande que, ao meu ver, encerra a questão.

          • Mirai Densetsu

            Desburocratizar e cobrar uma alíquota única de todos (empresas e cidadãos) seria uma ótima saída. Desde que a cobrança seja justa, de modo a cobrar mais imposto de quem tem a renda maior, não do jeito como é hoje em dia, que temos uma tributação regressiva (quem tem mais paga menos imposto).

            Quanto ao pacote de sempre (combate
            continuo a corrupção, evitar cartéis e desmanchar monopólios tão logo
            estejam se formando), como é possível fazer isso sem que o Estado interfira na Economia? Alterar a tributação já é uma interferência.

            A minha crença é que o papel do Estado é fazer o pacote de sempre (a regulação da Economia serve justamente para evitar cartéis, desmanchar monopólios e equilibrar as relações comerciais) e distribuir o dinheiro arrecadado com impostos na forma de serviços ao povo. Afinal, tem coisas que só uma instituição Estatal faria, como fomento à ciência, por exemplo. Basta ver as universidades privadas, onde raríssimas possuem programas de pesquisa científica e zero contribuição à ciência. Extensão então? Esqueça. Divulgação científica? Pff…

            O Estado Mínimo não evitará nem punirá abusos contra cidadãos, não proverá serviços ao povo, não evitará a formação de cartéis e nem de monopólios. Ou seja, nenhum centavo do imposto pego pelo povo voltará para o povo. Por isso sou contra o liberalismo clássico.

          • ricms

            Muito grande, vou esperar sair o filme.

        • Alligator

          já mandão

        • Alligator

          e o Iran também

      • Wagner Felix

        Um único só apenas… é pra dar muita ênfase no singular LOL

    • SacoCheio

      E como prova de amizade, daremos um Galaxy Note 7 para cada membro da equipe americana.

  • Rolando

    Como os EUA já se interessaram na base de Alcântara eles devem achar que ela pode ter alguma utilidade, talvez eles pensem em lançar foguetes pequenos que não precisam de uma estrutura muito grande.

  • ²He

    É que a base de Alcantara ta começando no Kerbal agora, espera um pouquinho que você vai umas estruturas surgindo “”do nada”

    • Luiz

      a primeira base no kerbal não é tão ruim assim

      • Diego Marco Trindade

        E começa com alguma verba.

  • Coronel Campbell

    Fiquei olhando o teclado tentando escrever alguma coisa patriótica, mas….. é foda… triste… não dá pra defender e infelizmente não creio que vai melhorar. Brasileiro odeia ciência, não entende pra que serve, e isso vale pra todos, povão, governo e as zelites.

    • Jean

      Não tem o que dizer para defender. Então o negócio é juntar a turba: pra quê Alcântara enquanto tanta gente passa fome?

      • PugOfWar

        pra que pesquisa em agronegócio com tanta gente passando fome…oh wait. Sim soja transgênica é melhor que a natural, rende mais e é menos suscetível a pragas.

        • Lorein

          Thanks EMBRAPA.

        • Mirai Densetsu

          Embora ninguém saiba (ainda) se isso tem algum tipo de efeito adverso no corpo humano.

          • Junior Capitanio

            comprovação ainda não foi localizada nenhuma, mas deixa eu explicar os dois principais casos de transgenia utilizados no mundo pra voce ver que teoricamente não há preocupações.
            soja transgenica a ouso de glifosato= o mecanismo de atuação do glifosato é que ele inibe a formação da enzima EPSPS, que basicamente é uma catalizadora de uma acido essencial na formação de aminoacidos utilizados no crescimento, foi retirada de uma bacteria comum do solo (agrobacterium) uma forma da EPSPS que tem baixa afinidade com o glifosato, foi inserido no codigo genetico da soja no mesmo alelo que antes replicava a produção desta enzima, o codigo gerador da cp4 EPSPS, que basicamente faz a mesma coisa que a EPSPS da soja, a partir dai o glifosato deixou de ter efeito toxico para a soja, ja que a baixa afinidade da enzima reduz o consumo de epsps.

            Milho transgenico BT= foi isolada um gene que gera uma toxina a larvas de alguns insetos da bacteria Bacilus turingensis, bacteria esta que é usada desde 1920 como forma de controle biologico da lagarta do cartucho que é uma especie de spodoptera, foi introduzido este gene no milho de froma que ele produza em suas folhas uma pequena quantidade desta toxina e leva as lagartas a morte nos primeiros estagios de vida.
            se existe algo nesta toxina que possa ser prejudicial a humanos, então o controle biologico deve ser proibido juntamente com o metodo trasngenico.
            como pode ver, em teoria não há nada que possa trasnferir ao homem toxinas ou elementos que ja não es~tão em sua dieta ao menos desde os anos 1920.
            considerando ainda que o volume de agroquimicos, com potencial daninho muito maior que o proprio glifosato que eram usados e hoje ja não são mais ou tiveram sua utilização reduzida, no mesmo caso o uso de insetcidas hoje é praticamente zero no milho BT, visto que a principal praga que demandava muitas vezes 3 a 4 aplicaçoes de insetcidas da linha das permetrinas ou mesmo organofosforados se tornou desnecessária, ainda pode ser necessario aplicação de insetcidas para outras pragas diferentes, mas elas sao bastante raras no brasil.

          • Mirai Densetsu

            Quanto aos efeitos possíveis, posso dar um exemplo:

            A tal toxina que está nos alimentos desde 1912 não fez mal porque há a possibilidade que não tenha chego aos pratos em quantidade suficiente para causar danos.

            Acontece que há a possibilidade de esse gene permitir que a planta produza uma quantidade maior dessa toxina e que ela passe para as sementes. E, sendo maior a quantidade, ela pode fazer mal.

            Mas como eu disse, isso não foi suficientemente estudado. Não há pesquisas que mostrem os males dessa tecnologia para os consumidores. E sendo justo, nem benefícios. Só estudos mostrando vantagens para agricultores.

          • Jean

            Aumento de produtividade de alimentos, diminuição de custos, redução do uso de agrotóxicos, reduzindo o custo final, não é beneficio para nós?

            Ok, chega de internet por hoje.

          • Junior Capitanio

            em teoria é possivel sim que a planta possa mutar e aumentar sua produção de toxina, mas tem um detalhe, ela teria de mutar muito rapido, pois neste caso especifico,milho, são usados hibridos e as cultivares nao ficam no mercado por mais do que 10 anos nem a pau, e acabam sendo feitos melhoramentos para os novos hibridos, e para lançar um novo hibrido eles devem testar se houve alteração na produção da toxina, não por segurança, os caras tão cagando pra isso, mas pro caso de a produção da toxina diminuir e o hibrido não ser resistente a spodoptera, caso aumente em uma proporção que possa tornala perigosa acredito que hajam mecanismos de controle que ja estabeleceram isso, masss no longo prazo é dificil saber os efeitos.
            Mas continuo insistindo, esse formato de transgenia que tenha como resultado a redução do uso de agroquimicos tende a ser mais benefica que maléfica, os agroquimicos são agravantes conhecidos de centenas de doenças como parquinson, alzheimer, todos os canceres, problemas de fertilidade e impotencia, doenças de cunho genetico e gestacionais, etc. a lista é grande de problemas comprovados. se é possivel produzir alimentos sem agroquimicos e não transgenicos, sim é possivel, mas voltariamos a usar tecnicas culturais de 200 anos atras, sendo que não seria possivel alimentar 7 bilhoes de pessoas com a tecnologia de 30 anos atras.

          • Junior Capitanio

            creio que voce esteja enganado com relação aos beneficios apenas para agricultores, vou enumerar dados aproxiamdos de cada decadada expansão da agricultura brasileira desde os anos 50 pra frente pra voce ter uma ideia de como o uso de tecnologias “controversas” permitiu não so o lucro do agricultor(muitas vezes nem isso permitiu) mas tambem a segurança alimentar de um pais.
            vou citar so o exemplo do milho , mas da pra se ter uma ideia geral do restante:
            -anos 50: maioria dos agricultores desmatavam uma area, queimavam e semeavam o milho nas cinzas manualmente, era preciso em torno de 20 diarias homem (sem contar a mão de obra do desmatamento) para produzir arpoximadamente 20 sacas/ha. um ano depois se cultivava a mesma area, mas como o solo estava mais pobre produziaa apenas 15 sacas / ha, depos disso a area era abndonada e se desmatava outra area.
            ou seja, um dia de trabalho de um homem era capaz de produzir de 90 a 120 kg de milho

            -anos 60: os tratores e os fertilizantes começaram a ficar acessiveis, o custo de mão de obra caiu pela metade 5 diarias /homem/ha, não era mais necessario o trabalho de desmate e as areas poderam ser utilizadas indefinidamente sem necessidade de abertura de mais areas, a produtividade chegava a 30 sacas por hectare, agora um unico homem poderia produzir 360 kg de milho em um dia trabalhado, e alimentaria 3 vezes mais pessoas.
            -anos 70: surgem os primeiros defensivos agricolas, o consmo de mão de obra caiu para aproximadamente 2 dias/ homem /ha e a produtividade subiu para incriveis 50 sacas /ha.

            u mhomem agora prodia produzir 1500 kg milho por dia, alimentando 12 vezes mais pessoas do que nos anos 50.
            -anos 80: o melhoramento genetico e melhoria das cultivares e dos agroquimicos eleva a produtividade para 80 sacas /ha, e o surgimento da colheita mecanizada diminui o custo/ha homem para 0,5 dias, um homem agora pode produzir quase 10 toneladas de milho por dia.
            -anos 90: sistemas de irrigação começam a surgir, surgem os hibridos de milho com potencial produtivo de 150 sacas por ha, o custo de mão de obra não se altera
            -anos 2000: hibridos melhores e mais produtivos, agroquimicos masi modernos, maquinas maiores e masi eficientes sistemas de irriga~~ao elevam as produtividades para 200 sacas por ha, o custo de mão de obra se reduz para 0,1 dia homem /ha, um unico homem é capaz de produzir 1200 toneladas dia de milho.
            2010+= começa a expansão do milho BT, insetcidas quase não são aplicados mais, fungicidas começam a ser usados, produtividade potencial de 300 sacas/ha irrigado, e subindo, custo de mão de obra 0,1 dias homem/ha., um unico homem é capaz de produzir 1800 toneladas /dia de milho,
            o pessoal começou a comer muito mais milho do que no passado?
            não, mas comparando com os anos 50 onde a carne era rara na mesa do povo hoje a grande maioria da populaçã o tem aceso diario a carne gracas a este crescimento na produção, mas se pra voce não foi beneficio suficiente pra população paciencia.

        • Jean

          Os transgênicos estão nos jogando nas mãos porcas capitalistas da Monsanto. Ainda bem que temos o MST para destruir plantações dessa praga. Nossa comida vem dos assentamentos, então não precisamos de pesquisas, mas sim mais assentamentos!!!

          *sim, é ironia.

          • UHAUHAUHAUHAUHAUHUAHUAUHA oh wait, você falou a sério…

          • Jean

            Sim, minha vida mudou depois que eu assisti o veneno está na mesa.

          • Jeane Rosa

            De assentamentos e de agricultura familiar…deveria ser assim tb. Já que as grandes culturas visam mercados específicos e externos.
            Mas o Brasil já era citado em um estudo da Royal Society de 2008-2009 como uma potência que corta mtas verbas da ciência, limitando seu próprio crescimento.

          • Jean

            A EMBRAPA é uma puta iniciativa estatal de pesquisa, desenvolveram muita coisa e é motivo de orgulho para nós. Porém, como tudo no Brasil que é ciência, vem sofrendo corte atrás de corte no orçamento e fica muito difícil conseguir alguma coisa assim, mas tem muita gente boa trabalhando ali. Acredito que com o tempo, se as coisas não mudarem, perderemos esse capital humano, ou sujeito que vai se aposentando e ninguém assume o lugar ou para outros países.
            E não vou nem falar sobre o que acho do MST e assentamentos para não sofrer ban.

          • Jeane Rosa

            Concordo em parte com seu comentário. A primeira parte toda!

          • Junior Capitanio

            realmente a embrapa é uma mega entidade, os caras fazem milagres com pouca grana, a verdade sobre a embrapa é que fora os salarios dos funcionarios o estado investe muito pouco, afinal o tipo de pesquisa que eles desenvolvem não exige nada de outro mundo e grande parte da verba dos projetos vem de parcerias privadas, sim a monsanto (e outras) investe na embrapa, existe conhecimento de ponta nos pesquisadores da embrapa e as empresas financiam projetos dos caras pra ter acesso aos resultados, e muitas vezes sai mais barato pagar so por projetos especificos do que contratar um pesquisador de ponta para cada especialidade.
            a EMBRAPA em si entra com a mão de obra altamente especializada, a area(que ja foi doada pelo estado lá atras quando o pais ainda não odiava ciencia0 os laboratorios tipo anos 70, mas que receberam algum equipamento mais especializados como doação de empresas privadas recentemente, e aí temos uma empresa de pesquisa de ponta, tentando sempre desenvolver tecnologia simples que é o que o brasil comporta, graças a ela, e algumas outras estatais de pesquisas financiadas pela iniciativa privada temos um dos agrongocios mais, se não o mais, competitivos do mundo, da agricultura no brasil da sim pra ter orgulho, só não concordo muito com as politicas de subsidios e financiamentos, isso tem elevado o preço das maquinas e da terra e esta mantendo agricultores que nõ são muito competitivos em atividade, bastava uma redução de impostos na linha demaquinas (inclusive industriais) dos insumos e dos produtos que o agronegocio cresceria ainda mais, tem agricultor que não foi feito pra ser patrão, ele foi feito pra receber ordens, ja outros são muito bons no que fazem. não há ramo de atuação que demande mais conhecimento e necessidade de tomada de decisão rapida do que o agronegocio, algumas pragas podem causar prejuizo em um dia, e existem horarios mais adquados para atividades, muitas vezes voce tem menos de uma hora pra decidir se vai fazem um investimento de milhares de reais ou se não sera necessario.

          • Torquato Pit Bull

            Amo esse povo que assiste Bem Estar.

          • Jean

            Respeita mano, vi no History.

        • Junior Capitanio

          o mais foda, prncipalmente no meu caso que sou engenheiro agronomo e tenho mestrado incompleto na area é ter que desistir de discutir com as pessoas quais os riscos reais dos trasngenicos.
          a tecnologia é perfeita, o que fode ela são os caras que nã usam direito e acabam criando um problema que antes não existia.

          • Alexandre Hadjinlian Guerra

            Do tipo Fukushima? Ou seja, o ser humano é porco? Seja em qualquer modelo capitalista ou socialista?
            Há, pelo menos as plantas naturais não destroem o ambiente ao ponto do manejo irresponsável de agrotóxicos..

          • Junior Capitanio

            pode sim ser comparado com fukushima, mas é masi parecido com a questão de antibioticoso grande problema dos transgenicos é que o pessoal não maneja como deve ser, por exemplo soja transgenica, quando foi lançada 1,5 litros /ha de glifosato em aplicação era o suficiente para ter 100% de controle, mas 1 litro/ ha ja dava 98%, pra gastar 50% a mais pra controlar insignificantes 2%, então os caras aplicavam 1 litro/ha depois de um tempo os 2% se multiplicaram e foi necessario passar a plicar 1,5 litros de qualquer modo, desta vez o recomendado era 2 litros /100%, mas 1,5 ja dava 98%, pra que aumentar 25% de custo pra miseros 2%, hoje o normal de aplicação são 2,5 a 3 l/ha e muitas areas é necessario misturar outros herbicidas para obter controle efetivo pois há diversos caso de palntas resistentes, ou seja foi desenvolvida uma tecnologia eficiente que rapidamente perdeu eficiencia gracas a ganancia do homem, e isso foi aqui no brasil, se os socialistas fazem assim ou nem chegaram a desenvolver herbicidas ainda não sei (ate onde sei os meus colegas com tendencias socialistas defendem a agroecologia, então acho que nos paises socialistas não existem fertilizantes quimicos ou agroquimicos), mas sim o homem é porco e imediatista, grande maioria dos tecnicos recomendavam o manejo correto, o agricultor sempre tentou reduzir dose pra economizar e agora chora as pitangas pra que os tecnicos resolvam.

    • Rafael Rodrigues

      Isso dá muita tristeza…

    • cloverfield

      “Brasileiro odeia ciência, não entende pra que serve…”
      Essa é a grande verdade sobre o Brasil. Ninguém aqui entende que investir em pesquisa e tecnologia gera retorno.
      Basta ver em sites de notícias a quantidade de comentários (eu me odeio) do tipo: “Descobriram isso? E o que vai mudar na minha vida?”

      • Matheus Mauro

        Sim, você se odeia.

        Ler comentários dos grandes portais é um incentivo ao suicídio haha

    • PugOfWar

      e vai ser difícil de mudar isso, eu mesmo aprendi muito coitadismo na escola em vez de empreendedorismo, quando entrei no mercado de trabalho que comecei a ver como a banda toca por aqui. E graças a internet vi como a banda toca em países civilizados.

    • Andre

      Não só brasileiros
      In U.S., 42% Believe Creationist View of Human Origins – Gallup

  • Coronel Campbell

    Lembro que uma vez li que queriam expandir a base, mas tem uma área de quilombola que impede, isso procede?

    • Positivo. E a Barreira do Inferno não pôde ser expandida pq começaram a ocupar ilegalmente terrenos em volta.

      • Diego Marco Trindade

        Chega a dar uma deprê quando a gente entra no museu da Barreira do Inferno. Só coisas de 1960, e a única coisa com alguma dignidade é um Super Tucano lá fora. Dentro é só vergonha pra gente que acompanha alguma coisa sobre Space X e mesmo a Virgin Galactic. To triste agora só de lembrar.

      • ochateador

        Nada que uns tanques não resolvam.
        Isso se tiver algum.

  • Coronel Campbell

    Falta um Elon Musk brasileiro.

    • Islan Oliveira

      Talvez ele exista, mas tenha se perdido no meio da burocracia e dificuldade de empreender do nosso querido Impávido Colosso.

    • Rafael Rodrigues

      Com a devida escala, Eike Batista foi nosso Elon Musk. Das inúmeras “x” que ele criou, a maioria foi arrematada a preço de pinga no desmonte e segue com razoável desempenho na mão de outras pessoas.

      O problema dele foi justamente se meter onde não tinha o que inovar e era caro pra burro: Petróleo. Se NÃO tivesse havido OGX e OSX, ele não teria tido o sucesso meteórico que teve, mas gozaria de bom sucesso decorrente dos projetos da LLX, MMX e MPX, que eram bem legais.

      E em um país com uma estrutura portuária indigente como a nossa, um superporto como o de Açu seria uma máquina de dinheiro. Por isso foi um dos primeiros a serem arrematados na Xepa dele. Só Açu tem quase 20.000 metros de píeres e pode receber 50 navios de grande porte.

      • Diego Marco Trindade

        A Bel Pesce do petróleo brasileiro?

        O cara não cresceu por conta própria, só mais uma cria das tetas do governo, com dinheiro do BNDES, tanto que delatou o Mantega agora, e que tinha informações privilegiadas pelo pai ter sido geólogo do governo?

        • Rafael Rodrigues

          Nananão.

          A exposição dos bancos públicos ao grupo X era bem baixa perto do total. O maior empréstimo feito via BNDES tem o Santander como garantidor.

          O PPT do Eike era potente. A grande maioria da montanha de dinheiro captada por ele veio de fora.

          Quem mais perdeu foram os árabes do Mubadala, que estão com uma trosoba de mais de 5 bi de dólares nas mãos.

          A questão Mantega-Eike é troco de pinga perto do total.

          O Grupo X tem uma história que nos ensina muito sobre como funcionam as coisas no Brasil.

          Mas não se deixe levar pela mídia. Os balanços são públicos. No próprio site do Mubadala tem os demonstrativos dos anos anteriores, onde dá pra ter uma ideia de expectativa deles no Brasil. Só que o Brasil não é para amadores…

          • Diego Marco Trindade

            http://veja.abril.com.br/economia/empresas-de-eike-devem-r-20-bi-ao-bndes-itau-e-bradesco-diz-agencia/

            “O BNDES afirmou, em agosto, que o valor do crédito liberado às empresas X
            era de 10,4 bilhões de reais – e que 6 bilhões de reais haviam sido
            contratados. Os bancos privados não informaram o saldo devedor do grupo.”

          • Rafael Rodrigues

            A notícia não segue o básico do jornalismo: Quem, o que, quando, como, onde, porque?

            Volto a dizer, não é difícil achar informação boa em fontes primárias. Ninguém pega um bilhão no BNDES sem oferecer garantias. E nos dois maiores empréstimos do Grupo X perante o BNDES, bancos privados são garantidores.

            Siga consumindo jornalismo mal feito e continuará alienado. Seja pela Veja, seja pelo DCM.

          • Bob

            Pegava sim, bastava ser amigo do rei (ou rainha).

          • Rafael Rodrigues

            Empréstimo bilionário sem garantias? Eu gostaria de consultar sua fonte, se você não se incomodar. A menos que seja dado do IPVI (Instituto de Pesquisa Vozes da Internet).

    • Jorge Dondeo

      Se existir, não vai conseguir no Brasil, vai ter que ir para fora, infelizmente não se pode ter coisas legais nesse país.

    • E como vai surgir um se, além de odiar Ciência, brasileiro também odeia empresário bem sucedido?

      • Lorein

        E como vai surgir um se, além de odiar Ciência, brasileiro também odeia empresário bem sucedido e o empresário brasileiro bem sucedido também odeia ciência e não dá nenhum centavo para pesquisa alguma.

        • Essa é fácil! Empresário você faz “amar” qualquer coisa desde que atrele a essa coisa a possibilidade de lucro.

          Sugestões: uma carga tributária baixa (para dar competitividade) e menos envolvimento do Estado (porque senão vira negócio de compadres e sempre tem “a Viúva” para socorrer os incompetentes).

          Realidade: isso não vai acontecer.

    • Reinaldo Matos

      Existem, mas o que falta para os “Musks Brasileiro” é a ambição descomunal e a visão que o Musk tem, e por isso acabam sendo muitas vezes podados ainda na infância.

      Estou lendo uma biografia do Musk e estou apenas no terceiro capítulo, e PQP o cara já era foda na infância.

      Para quem quiser, o livro é este abaixo.

      https://www.amazon.com.br/Elon-Musk-bilion%C3%A1rio-SpaceX-moldando-ebook/dp/B01555GJKE/

    • Poderia ser você. 😉

  • É verdade.. Você está certo. Melhor não fazer mais nada.
    ‘Bora terminar de fechar o CLBI, largamos de vez o CLA e vamos viver felizes. o/
    Ponto final, nova linha.

    • melhor fechar tudo do que pagar salário pra nego ficar coçando o saco reclamando que não tem verba.

      • Concordo.

        No Brasil, cientista ganha mal. Pra trabalhar em Alcântara, então… Aquilo lá mais parece castigo.

        Verba tem de sobra. O que falta é vontade e competência.

        • Rafael Rodrigues

          Verba no MCTI??? Sei não, hein? A dotação é baixa e o percentual de execução é menor ainda.

          Comparado com outros BRICS, é de chorar.

        • Verba tem, mas se perde no caminho. Trabalhei no Museu Nacional e a grana já começava a ser desviada antes de chegar na UFRJ, para depois ela repassar pro Museu (não, o dinheiro não vai direto pra ele. Tem que passar pela UFRJ antes, que se apropria doe qualquer dinheiro e não se sente na responsabilidade de usá-lo para o|Museu nem de dar satisfações)

          • Lorein

            É aí que a gente vê que a o problema do Brasil não é só a classe política e sim que o Brasil é um amontoado de gente que não sabe viver em comunidade e cujo único objetivo é se dar bem, mesmo prejudicando uma pancada de outras pessoas no processo.

          • Sim, Pryderi, verba tem. Nós não estamos discutindo, estamos concordando. 😉
            Eu sei que a verba se perde no caminho. Eu conheço este mundinho.

            Eu vejo o dinheiro indo fora em equipamentos mal utilizados. Vejo alguns poucos querendo fazer algo, enquanto a grande maioria prefere que nada funcione. Muitos dos envolvidos não têm ideia do que fazem. É só um emprego e estão loucos para envelhecerem logo para poder mamar uma aposentadoria.

            Se você ainda não teve a oportunidade, tente um dia acompanhar a vida dos envolvidos com o CLA. Mas não quando tiver algum evento oficial, com políticos, mídia e toda a merda bem polida.

            Veja o dia-a-dia, as condições que os *cientistas* enfrentam. As lanchas perigosas, sujas e velhas para a travessia da Bahia de São Marcos, os ônibus velhos, imundos, lotados e sem ar condicionado (lembra que é a ~2°S?). Passe um fim de semana à *trabalho* e me diga se é possível lançar um foguete em condições tão indignas.

            Você sabia que em uma viagem a trabalho no CLA *você* precisa pagar pela hospedagem? E pela alimentação também? Mesmo que não tenha alternativa? Você sabia que as diárias de quem vai a trabalhalho normalmente não são pagas ou, quando são, são pagas *meses* depois e sem reajuste? Você sabia que, indo a trabalho, no máximo receberá estorno pelo gasto com passagens aéreas? Precisou ir de ônibus para o aeroporto, pegar um taxi ou almoçar? Que pena, pague para trabalhar.

            Até acho que foi feito muito no Brasil. Ciência por aqui é artesanal. Os poucos que fazem, fazem abaixo de paulada, sem reconhecimento e muito menos pelo dinheiro.

            Eu fico com pena quando vejo matérias assim. Sinto pena de quem dedica a vida para fazer algo acontecer; mas mais ainda, porque sei que é tudo verdade e que não vai mudar.

            Do jeito que está, melhor que feche tudo mesmo. Quem quer, para de perder tempo. Quem não quer, fica satisfeito.

  • Cacio Frigerio

    No caso da reportagem eu tenho alguns comentarios:
    1) se o narrador falasse mais devagar talvez ele afogasse com a saliva.
    2) essa minuciosa investigação do desastre deve durar quantos anos? Imagina se uma SpaceX tivesse a mesma “agilidade”

    Triste.

  • Wallacy

    Bem… A SpaceX está construindo alguns Pads do zero… Boca chica deve dar mais trabalho que Alcântara.

    Orbital ATK tem só um Pad… Blue Origin também…. É… Não tem tanta opção.

    Acho que você está certo, não deve dar em nada. Em 2000 talvez, agora acho que ninguém por lá vai se aventurar.

  • Cardoso… e sobre a teoria de sabotagem na Space X?

    • não há teoria, são sites desocupados atrás de cliques fáceis.

      • Isso eu sei, mas achei que tivesse algo oficial que pegaram e cresceram com fermento pra chamar atenção, como não andei lendo esses caça cliques… xD

  • Incrível, como entra governo, sai governo e tudo continua igual.

    • Rafael Rodrigues

      Continua igual porque sempre convencem a escumalha de que o governo é o culpado.

      A culpa é do povo. O nosso governo espelha fielmente o “brasileiro médio”. É só olhar em volta.

    • Nuvem Mágica

      teve um governo ai que a presidente falou em fazer reforma politica…. veja o apoio popular que ela recebeu para isso e veja onde ela foi parar.

  • Ahmed Zoghbi

    Se o acordo fosse firmado em 2000 nós poderíamos ter uma SpaceX da vida operando aqui, gerando emprego, movendo o setor aeroespacial nacional e seria ótimo para a nossa economia… porém… os comunistas que não querem pegar um foguete para Cuba, tentam transformar o país em uma Venezuela gigante…

    Qualquer coisa envolvendo Ciência e Tecnologia nesse país é uma vergonha…

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      “Comunistas”: primeiro homem no espaço, primeira mulher no espaço, primeiro satélite, primeiro spacewalk…

      • PugOfWar

        depois a economia foi pras cucuias

    • Não confunda incompetencia com comunismo. Na Chinae russia se você falar que é lucrativo recebem qualquer um de braços abertos.

      • Ahmed Zoghbi

        A situação desses países “parece” melhor mais na verdade não é… eles tem escala e tudo que fazem se torna gigante e é feito as custas de subemprego e outra coisa… os comunistas daqui são completamente diferente dos comunista de lá…

        • Em questão de desenolvimento tecnologico, não só parecem, mas estão, oque mostra que comunismo não tem nada a apoiar o desenvolvimento tecnologico. Na questão de desenvolvimento humano sim, a situação é desumana, não tem como negar, mas no caso da china que segue oque é comunismo quando interessa e segue a cartilha capitalista quando interessa também, na hora do emprego segue a regra capitalista que nem os países capitalistas querem seguir a risca, a questão da demanda e oferta, a oferta de mão de obra é abundante, então o valor do trabalho despenca, é oque muitos liberais pregram, falando que seria bom pro brasil também com o fim dos direitos trabalhistas que dão o minimo de dignidade ao empregado. Mais uma coisa comunistas nunca assumiram o poder no brasil, você conhece algum prefeito, governador do PC do B ou PCB? No maximo temos partidos de esquerda que conseguiram assumir o poder, e partido de esquerda não tem nada a ver comunismo, tanto que até os USA tem.

  • Alvaro Carneiro

    – “em um total de US$ 30 milhões para nosso bolso.”

    O Cardoso tem sido muito generoso em suas afirmações recentes.

    Nosso bolso?

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      Smells like scarecrow spirit.

    • eu sou um eterno otimista.

  • Jorge Dondeo

    Quando eu falo que socialismo é uma doença mental, nego me critica.

    • Gustavo Bandoni

      E o que isso tem a ver … ?

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      Amiguinho, Nacionalismo independe de sistema de produção.

      E me responde aí, o país que mandou o primeiro satélite, o primeiro homem, a primeira mulher, e realizou o primeiro spacewalk, era capitalista ou SOCIALISTA? 🙂

      • P3dRo

        E cadê esse país hoje?????

    • Machado Alencar

      Sou muito ignorante para encontrar uma relação lógica entre ‘doença mental’, ‘comunismo’ ou entre ‘comunismo’ e a notícia acima.

  • Henrik Chaves

    “[…] um acordo com a Ucrânia em 2003, basicamente idêntico mas como o presidente agora era outro, tudo bem.” Certamente a questão do presidente pesou na opinião popular, mas acho, honestamente, que o país do acordo pesou muito mais.

    Afinal, a Ucrânia não é o grande capitalista-mor malvadão EUA… ¬¬

  • OverlordBR

    YANKEES, GO HOME e levem suas batatas marcianas com vocês!

    Ps: até porque… conforme nossa sapiente ex-presidanta diz, preferimos a MANDIOCA!

  • Ricardo

    Eu, se fosse eles, jamais traria uma base americana para cá. Muda o governo e são expulsos novamente. Não tem estabilidade política.

  • Jeane Rosa

    Sim, vamos doar a preço de banana podre todas as nossas chances de ter tecnologia somente nossa. Os vendilhões do Brasil entendem que devemos viver de plantar e colher somente….pq será??? Pq seus patrões mandaram!!!! Eles não tem qq patriotismo e sua ambição jamais se esgota.
    Bem , lá se vão tb as centrífugas de enriquecimento de urânio, os submarinos nucleares e qq estudo avançado tecnologicamente tb.
    O Brasil foi destruído e não foi pelo PT. Foi pelos EUA e a população só vai descobrir isso qdo a pobreza extrema lhes bater à porta.

    • Lorein

      Não gosto do PSDBe nem do PMDB e assemelhados e posso dizer que o poder subiu a cabeça dos petistas que acharam que poderiam fazer o que os outros partidos faziam (e fazem). Só esqueceram que o pessoal da comunicação de massas odeiam eles e divulgariam o que eles estavam fazendo. DEU NO QUE DEU.

      Então não existem virgens inocentes nessa casa de diversão adulta como muitos petistas querem fazer os outros pensarem que eles são.

      • Jeane Rosa

        Os meios de comunicação somente divulgam notícias contra o PT. Antes tudo era blindado.
        Agora descobrimos que nosso congresso vende leis por dezenas de milhões de dólares e mto mais. Antes (FHC) não sabíamos de nada e aí vcs acham que não havia corrupção. Chega ser ingênuo.
        O PT é um dos partidos com menos envolvidos em corrupção. Mas a imprensa faz questão de colocar enfoque nestes casos para dar ideia de enormidade.
        Ouçam os áudios do Machado, pelo amor de Deus…

        • DanielBastos

          Eu ouvi. E me deu a nítida impressão que ele tava cavando podre de propósito.

          OK, ele sabia que ia achar por ali, dada a “qualidade” dessa gente. Mas tomara que todo o mundo seja cassado. Ninguem ali é minimamente confiável. Nem o Machado.

          A notoriedade do PT nos noticiários vem mais em relação as reações do PT. Vc não ve os outros partidos dando chilique. No máximo, uma notinha que todo o mundo vai ignorar mesmo. Isso gera notícia. Notícia contra. Pensando só como estratégia, é uma maluquice. Na prática, o PT implora por isso.

          Bom, e sobre o PT ser o menos envolvido com corrupção eu não sei. Nem sei se faz diferença. Pra mim corrupto é corrupto. Não acho que exista corrupção menos ruim.

          • Jeane Rosa

            Vc conseguiu ver a austucia do Machado, mas não reteve nada do que os imbecis que caíram nela responderam??? Ele não colocou palavras nos lábios deles. Eles o induziu a falar!!! E eles falaram e é isso que importa: o que eles falaram. Todos são canalhas.

        • Dan_Marx

          Tem um caso ”pouco conhecido” chamado mensalão onde o executivo comprava governabilidade do congresso, se eu não me engano era o PT quem bancava e se beneficiava desse esquema; ah sim! derivado de um esquema mineiro do PSDB em menor escala. Achar que o PT é menos corrupto que alguém é alem de ilusão é um péssimo argumento pra defender qualquer posição politca.

    • Wallacy

      Chance? Desculpa… Ter uma base de lançamento parada por incompetência não é chance de nada. Um pais continental como o nosso já deveria ter varias bases inclusive.

      Bom mesmo foi o acordo com a Ucrânia, deu muita chance….

      Se o Brasil quiser ter uma “chance” de ter tecnologia só nossa, manter uma base parada não é o melhor plano…. Que tal começar por investir na maldita produção dessa tecnologia?

      • Jeane Rosa

        É preciso investir em pesquisa. Se os EUA deixarem…

        • Wallacy

          Eles deixam… Quem não deixa é nosso governo .

        • DanielBastos

          Não existe essa de os EUA deixar. Aqui tem muita gente séria que faz trabalho de qualidade. O problema é falta de visão em longo prazo mesmo.

          A gente perde muito capital humano que é muito difícil de substituir.

          • Jeane Rosa

            Nem me lembro se já falei isto antes, mas vc sabia que nos dias anteriores à explosão de Alcântara havia 20 americanos fazendo turismo na micro cidade??? Me poupe com tanta ingenuidade.

          • Dan_Marx

            Tem fontes?

          • DanielBastos

            Acho que ingenuidade é achar que sabotadores iriam entrar legalmente no pais e ficar desfilando na frente da base.

        • Alberto Prado

          Me diz exatamente como que o EUA faz para interferir no nosso orçamento no corte as instituições de pesquisa ou forçando aquele pobre diretor de escolas/universidade que desvia o dinheiro para o bolso dele?

          • Jeane Rosa

            A corrupção é endêmica no Brasil. Aquele pessoal que foi às ruas vestindo camisa da CBF na verdade estava exigindo que as investigações parassem e tudo voltasse a ser como antes, na época de FHC. Muitos deles já foram presos por corrupção.
            O que está sendo discutido aqui é muito maior de que a corrupção histórica, enorme e em todos os níveis de poder que nós temos.
            Estamos discutindo soberania.
            Os EUA estão interferindo. Eles intereferem até na Europa vide a saída da GB da UE.
            As centrífugas de enriquecimento de urânio são as próximas da lista.
            Vc leu que o WikiLeaks revelou quem eram os dois maiores espiões dois EUA no Brasil? Deveriam apodrecer na cadeia e não estar dando nossas riquezas a preço de banana podre e recebendo bilhões por debaixo dos panos. Não há um patriota sequer é suas ambições pessoais são infinitas.

    • hahaha achamos o comunista.

      • Jeane Rosa

        Ao contrário do que vcs, de cérebro lavado e escovado pela mídia vendida brasileira pensam, chamar o outro de comunista não é e nunca será ofença.
        Ah! Só um avisinho: a guerra fria acabou e este tipo de comportamento é dos anos 50-60.

        • RSPeres

          Ofensa!!!! Com “S”… Já não basta ofender minha inteligência com esse discurso e ainda assassina o português!

          • Jeane Rosa

            Caro vigilante da língua portuguesa, se o seu ego gigante tivesse permitido, veria que eu postei uma correção logo depois do meu comentário, pois na pressa daquele momento não consegui editar o comentário. Isso é algo que acontece com qq pessoa.
            E quem nunca cometeu um erro de português na rede que atire o primeiro Aurélio Online.
            Fascistas são sempre prepotentes…

          • RSPeres

            qq? QUALQUER!

          • Jeane Rosa

            Nooooossa um cavaleiro templário da língua que se originou do latim vulgar…kkkkkkk.

          • jacob

            “Fascistas são sempre prepotentes…”

            Concordo, temos em seus comentários um belo exemplo disso.

          • Jeane Rosa

            Isso é um problema da segunda lei de Newton. Somente respondi a ofensas e não à opiniões.

          • Evandro Oliveira

            Ou você concorda o artigo com o número e escreve “às opiniões” ou você suprime o artigo e escreve “a opiniões”. Misturar os dois dá cagada.

          • Jeane Rosa

            Obrigada!

      • Jeane Rosa

        *ofensa.

    • Eduardo Copelo

      Kd a tag de #ironic? Pq não é possível esse texto ser sincero!

      • Jeane Rosa

        Não é ironia. É minha opinião.

  • Junior Capitanio

    é muito potencial desperdiçado, era pra alcantare ter uma area de montagem de foguetes, os caras poderiam trazer desmontado e montar aqui, não é o absurdo da tecnologia de ponta e custaria menos que o Bilhão jogado fora no programa com a Ucrania. Alias ach que uma reforma completa na base inteira com ao menos duas plataformas de grande porte não custaria o que custou o projeto ucraniano.

    • Xultz

      Não custaria nem o que custou o estádio Mané Garrincha.

      Vou ali me matar e já volto…

      • Junior Capitanio

        deixa a corda pronta que daqui a pouco também vou

  • Bob

    Véio, nesse último final de semana fui conhecer o Saturno 5, lá em Houston, Texas. O bicho é grande, é um negócio meio sem noção. O detalhe é que o desenho na lateral do silo onde ele está guardado, ocupa toda a parede, mas é menor que o real. Sinistro.
    O grande detalhe que percebi, é que os sistemas deles e toda a infraestrutura, apesar de grandiosa, é simples, coisas que implementaríamos facilmente no Brasil, caso houvesse vontade (e evitássemos a tentação de reinventar as coisas).

    • Edmilson Figueiredo

      Demais! Em 2011 fiz o tour Level9 (foi esse q vc fez tb?) q é o mais top de Houston. Inclusive a foto do avatar é o cara-crachá VIP desse tour. Tem visitas nas salas de comando de voos da Apolo, tour pelo monitoramento da iss, tour pelas piscinas (NBL) além de visitas às áreas dos projetos futuros como a Orion. Encontrei até bandeiras da AEB e o guia até falou do Marcos Pontes (só pq eu tava com a camiseta da seleção brasileira). O gap tecnologico é tão imenso q eu até senti pena do Nicolelis quando o Cardoso deu um choque de realidade no moço, no famoso embate do Twitter.
      Também fui a Cape Canaveral em 2013 mas só fiz o básico passeando pelo Rocket Garden (aquilo é história pura) e depois pelas plataformas 39B e 39A. Vale a pena!
      Quanto ao post…caras, o Brasil já sairia ganhando só de observar o tio Sam instalar a infra de criogenicos, mas nem mesmo a logística pra tirar os foguetes dos navios e chegar por estradas a gente vai ter direito. Sad but true.

  • O artigo do Cardoso está tão bom, tão demolidor ao apresentar a realidade, que ainda não surgiu nenhum dos suspeitos de costume para acusá-lo de vira-latismo.

  • Cadê piada com datilógrafos da AEB?

    • André Lima

      Acho que, por incrível que pareça, eles não tem culpa dessa vez

      • Reinaldo Matos

        Exato… Nesse caso, os papéis nem chegaram para eles datilografarem…

  • Diego Marco Trindade

    Essa emissora não tem lente com um zoom digno pra fazer essas transmissões?

    • TV Brasil? Provavelmente a grana que compraria a lente virou piscina na casa de alguém.

  • Tiago Alves

    um estalinho faz mais explosão do que o foguete do vídeo kkk

    • Wendel David Przygoda

      pois é, até a explosão foi decepcionante

  • Jonas Martins

    No KSP, jogo com os mod de Real Solar system (e RP-0), editei pra criar as bases brasileiras e criei a AEB, tah indo bem, já ateh pousei na lua e voltei, e mandei satelites pra outros planetas, sou muito mais competente que o brasil =P

  • Bruno Aveiro

    Ano passado a Record fez uma série de reportagens especiais sobre o Maranhão e em um dos capítulos falaram sobre Alcântara.
    Achei interessante.
    Aos 4:15 mostram o foguete de melhor sucesso do Brasil. O VSB30. Parece mais um míssil do post anterior. =/
    https://youtu.be/7alTNGMKowk

    • O VSB30 é, de fato, um excelente foguete. Infelizmente não é dos gigantes (tem aprox. 12m de altura) nem é orbital. Um deverá ser lançado em Alcântara em nov/dez.

      Infelizmente ninguém saberá, pois a mídia local só acompanha se o foguete falha/explode (“se morrer alguém, melhor!”) e a mídia interna (dcta/fab/etc) não divulga praticamente nada e sequer tem capacidade para dar cobertura ao vivo.

      Quando o DCTA/CLA/CLBI forem fechados, ninguém (além de quem trabalha lá) vai sentir falta, pois sequer a população sabe que existe.

      Agora… Tente fechar a NASA e veja a comoção mundial. 🙂

      • ahmizerave

        Comparar a AEB com a NASA é o mesmo que equiparar o NBB com a NBA

  • Nuvem Mágica

    Reclama que não tem foguete BR, e reclama que não alugaram a Base para o EUA.

    com certeza se esta bem mais perto de lançar um foguete nacional alugando a base sem nem poder explodir um foguete próprio nela.

    Mas esse é o típico brasileiro médio da classe media.

    • Murilo Cardoso

      Quem tá reclamando?!

      • Nuvem Mágica

        op

  • Olhando pra todas essas pessoas no vídeo, fiquei com pena delas… a vergonha e frustração que eles sentem deve ser imensa. Afinal, não é 100 culpa deles. A falta de investimento é a maior culpada.

  • Se o Homem se tornar um espécie multiplanetária, nós seremos deixados para trás, assando ma estufa do futuro. E na votação em que as Nações escolherão quem vai deixar o inferno da Terra, eles nos olharão e dirão: vós ficais, pois fostes estúpidos e infrutíferos. Com o espaço que possuem e a dádiva dada, a única coisa que produziram foi gado de corte, lixo demasiado e funk do morro. Se fodam.

  • Samuel

    As vezes algum acordo político justifique algum investimento americano.

  • Samuel

    Nao sei como não deram o nome de Sarney 02 ao foguete no Maranhão

  • André Pessimista

    Alguém falou de MIO transgênico lá embaixo? Nada contra, mas tudo contra a Monsanto(ou bayer agora). Vc plantador de milho tradicional faz seu milharal, e depois vem um processo da MONSATANAS alegando que seu milho é o transgenico deles….. e pra surpresa é, pois o safadenho poliniza o seu e voilá! Ai vc escolhe entre torrar grana com advogado ou pagar o raualite pro capiroto…..

  • FrankTesl

    Imagens: Albert Einstein

  • Julio Cesar

    Bom, olhando pela ótica do autor, como o Brasil tem 500 anos e não tem dado certo, então seria interessante, exportar a população para algum país da África, tipo a Libéria, que foi criado com a descendência escrava estadunidense, e fazerem o americanos assumirem logo o governo e o território. Mas acho que nosso problema é muito maior que entregar uma base no território brasileiro, que sabe-se lá o quanto pode estar sendo prejudicada, ou não, e sofrer essa análise de fraqueza e incompetência, para os Estados Unidos assumirem. E, essa visão de se entregar algo por não se alcançar o resultado desejado imediato, e bem típico de alguns personagens que fazem essa fraqueza deste país. É meio que uma coisa alimenta a outra. E mais que entregar, tem-se que prestar atenção às consequências de longo prazo. Por que temos visto como fazem no mundo, ao se apropriarem da soberania dos países usando suas bases como ponta de lança. Entrar será fácil, difícil vai ser conseguirem retirá-los quando tiverem se transformado num cancro.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis