NHK dará início às transmissões em 8K com a Rio 2016

london-2012-closing-ceremony-rio-2016-announce

Que o Japão não sabe brincar nós já estamos carecas de saber. A percepção geral é de que os nipônicos são alienígenas ou viajantes do tempo, mas a verdade é que como povo os japoneses são MUITO competentes, nunca se contentam com o status quo e estão sempre perseguindo novos recursos e tecnologias. E quando não há a possibilidade de melhorar algo eles inventam um modo de fazê-lo, ignorando todo o bom senso.

A evolução das resoluções de vídeo é um bom exemplo. Dez anos atrás nos contentávamos com filmes em 480p, resolução de DVD. Filmes em HD eram um luxo, tanto pela disponibilidade de mídia quanto pelo hardware envolvido. Isso até a Sony chutar o balde e oferecer o PlayStation 3, o reprodutor de Blu-ray Discs mais barato até então (mesmo com preço inicial de US$ 599).

Foi uma correria, as fabricantes tiveram que se adaptar ao fato de que tínhamos um hardware compatível e barato, faltavam as telas. Embora muitos não admitam o PS3 foi crucial na popularização do 1080p, algo que foi seguido por câmeras de vídeo mais baratas e consequentemente mais TVs com a resolução. A evolução galopante dos smartphones, com suas câmeras cada vez melhores também ajudou e muito.

Só que não era o bastante, e começaram a trabalhar em resoluções maiores. Enquanto muita gente ainda não estava habituado ao Full HD o 4K começou a despontar aqui e ali, e o que era uma mera curiosidade quatro anos atrás hoje já é visto como um formato estabelecido, embora ainda esteja muito longe de ser popular. O hardware envolvido (TVs, bem explixado; players dedicados são coisa do passado) é caro e a capacidade de banda exigida ainda é alta, algo com o qual nem todos podem arcar.

Só que como eu disse, os japoneses não sabem brincar. E os pesquisadores da rede estatal NHK muito menos.

nhk-8k-screen-145-inches

Este display da Panasonic possui 145″ e foi utilizado durante os primeiros testes com 8K. Japinha não inclusa

Em 2013 a emissora e a Mitsubishi começaram a trabalhar em novos equipamentos capazes de lidar com a boçal realidade de 7.680 x 4.320 pixels, chamada por alguns de Super Ultra HD (marca da Samsung) ou simplesmente, 8K (a NHK utiliza o termo Super Hi-Vision). Tal definição é quatro vezes maior que o 4K, e DEZESSEIS vezes mais nítida que sua TV 1080p ridícula. Na época todo mundo pensou que seria algo para dali a dez anos, mas em 2014 a NHK demonstrou o formato durante a Copa. Na verdade as pesquisas com o formato começaram em 1994 e o primeiro teste foi feito em 2006. Novamente, os japoneses não brincam em serviço.

O motivo é simples: a NHK quer o sistema funcionando a todo vapor nas Olimpíadas de Tóquio em 2020, com o sinal perfeitamente gerenciável a sem perdas, ou lags significativos. Assim sendo, a Rio 2016 será o primeiro teste de fogo do 8K e alguns poucos privilegiados poderão testar o formato em primeira mão. Ontem a emissora estatal deu início às transmissões em UHD e SUHD via satélite com atrações locais, porém o destaque vai mesmo para as Olimpíadas: as cerimônias de abertura e encerramento, bem como as competições de atletismo e natação fazem parte da programação.

A previsão é iniciar a transmissão oficial em 8K para todo o Japão já em 2018, embora muita gente ainda não deva ter as TVs e receptores compatíveis. Mesmo hoje apenas alguns locais abertos ao público serão capazes de fornecer a novidade ao público.

E o Brasil? Como em 2014, a Rede Globo segue como parceira da NHK e também fará transmissões em 8K abertas ao público, com sessões especiais no auditório do Museu do Amanhã, situado na zona portuária do Rio, ao lado da praça Mauá. Aos interessados convém ficar de olho nas informações do site oficial, a fim de conseguir convites para as exibições.

Fonte: NHK (em japonês).

Relacionados: , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • alvaro lordelo

    Japinha não incluso, sempre assim! Triste realidade.

  • ochateador

    O link da fonte do artigo não está funcionando.

    Será que a Sony chuta o balde novamente e oferece PS5 com reprodutor de mídia 8k ?

    • Theuer

      Com a atual necessidade de SLI de GTX1080(eu sei, PC é diferente) para 4K com fps alto, acho que não vão lançar nada não.

      • ochateador

        Mas PS5 não saiu ainda.

  • Estou extremamente ansioso para assistir à novela das nove e ao Faustão em 8K (só que não!), isso vai mudar a minha vida.

    • Kleber Leal

      Essa questão do conteúdo é complicada. Basicamente, o único proveito dessa resolução na Rede Bobo vai ser o futebol, apesar do nível decadente. Não consigo assistir um jogo inteiro do Brasileirinho, o nível técnico é muito baixo, a partida termina com 40 faltas e 10 pênaltis, mas divago.

      Agora, imagine um daqueles belíssimos documentários da BBC em 8K, vai ficar phoda demais. Ou então uma partida entre Sharapova e a Caroline Wozniacki…

      • Leooo

        Ou um jogo de vôlei de praia feminino…

        • HomeroGamer-BanidodoMB

          Ou os camarões da seleção brasileira de futebol feminino.

      • Uriel Dos Santos Souza

        O olho não consegue ver em 8k 😛 kkkkk

      • ochateador

        Documentário da BBC é a única coisa que faço questão de baixar na maior qualidade possível.
        E não aceito reclamação do HD e internet.

        • Theuer

          Alguns são colírio para os olhos mesmo.

      • Theuer

        …sigo divagando contigo.
        Não gosto mais de futebol. Passei a pesquisar sobre, para tentar entender se era algum tipo de saudosismo meu ou se realmente o nosso futebol piorou. Um amigo disse ter visto uma pesquisa onde professores de educação física testavam mudanças em regras de vários esportes para os melhorarem, magicamente o futebol de campo é o que mais aceitou mudanças e mais melhoria teve.

        • Kleber Leal

          Eu ainda gosto de futebol, Theur, mas não consigo mais assistir os jogos daqui. Podem me chamar de gourmet, mas o futebol europeu está anos-luz à frente, principalmente no quesito organização.

          Muitos não percebem, mas uma diferença crucial é que na Europa as respectivas “CBFs” só cuidam da seleção; os times organizam tudo nos campeonatos nacionais: regras, arbitragem, rateio financeiro, etc. Por isso os campeonatos de lá chamam-se ligas.

          Aqui, a digníssima CBF manda e desmanda em tudo: seleção (até aí tudo bem), clubes, dirigentes, leis, arbitragem, calendário, tudo mesmo. É incrível como os clubes não se rebelam (sim, eu sei que a CBF molha a mão dos dirigentes).

  • Rodrigo Santos

    Uma quase certeza é que até 2020 apenas os PCs poderão oferecer capacidade de resolução em 8K. Com a Titan X (Pascal) dando suporte a [email protected] (ao que tudo indica) já esse ano.

  • OverlordBR

    Malditos alienígenas de olhos puxados! Não consigo acompanhá-los! 🙁

  • “Que o Japão não sabe brincar nós já estamos carecas de saber.”
    Vindo do Gogoni, é uma afirmação com pleno conhecimento de causa!

    Btw, se a Globo for fazer uma transmissão em 8K para mencionar pela décima vez o “AZAR que a Australia vem enfrentando nessas Olimpíadas”, é melhor que transmitam em preto-e-branco… Sem som.

  • Uriel Dos Santos Souza

    1994 a 2006. No Brasil o povo ia reclamar com 2 anos de pesquisa.
    Dizendo que não ia dar em nada que era desperdício de dinheiro.

  • Carlos KapKav

    se 8K é “Super Ultra HD”, 16K será “Mega Super Ultra HD”? 😛

    • Seria o “Suprassumo HD”

    • Wallacy

      Na verdade, 4K e 8K são ambos UHD!

      SUHD é coisa da Samsung, basicamente é o UHD com HDR e outras coisas não relacionadas a resolução….

      A Familia UHD ganhou o 10K não faz muito tempo,

      16K ainda não tem especificação, apenas sabe-se do tamanho, mas não existe padrão de transmissão definido (UHD e FHD enquadra não só resolução, mas espectro de cor, fps, etc). Mas imagino que será baseado no que hoje a chamam de SUHD…

      • Theuer

        “não só resolução, mas espectro de cor,”
        Pois é, e é aí que eu sonho em chegar!
        Sou diretor de fotografia e “choro na tanga” cada vez que vejo o vídeo finalizado lindão com 10bits de cor e HDR e o colorisador é obrigado a “estragar” para virar 1080p 8bits.

        Ainda acredito que 4k HDR será o padrão por décadas.

  • Xultz

    Podiam colocar atrações compatíveis com 8K na abertura da copa. Colocar Wesley Safadão, Ludmila e outras tranqueiras em 8K é literalmente desperdício…

  • HomeroGamer-BanidodoMB

    UHUUUUU agora Japonês vai poder ver o quanto eles são superiores ao Brasil em 8k!!! Vão poder ver a merda boiando em 8k! Vão poder filmar o estádio e dar um enhance no trombadinha assaltando um turista que foi com uma câmera de 10000! Vão poder mostrar as cicatrizes das cirurgias plásticas da Anitta no show de abertura!

    Viva o Japão, vai eternizar a merda que essa olimPIADA vai ser.

  • achsanos

    Vão fazer conteúdo 8k também?

    A verdade é que isso ainda está longe de ser pro nosso bico, com o streaming potenciamente podável e a tv aberta, bem, a tv aberta. Com a Copa e as Olimpíadas conseguimos entrar na frente do facho, e só. Se 4k se tornar de fato mais acessível por aqui pelos próximos dez anos já vai ser muito bom.

  • Reinaldo Matos

    Fonte: NHK (em japonês)

    Vocês usaram o google translator, ou tem um japonês de estimação?

    • 残念ながら、私は非常によく日本語を理解していませんでした。 :/

      • Reinaldo Matos

        私はどちら:(

  • 640k is enough

    Triste dizer que até TV no Brasil foi feita pra gringo ver…

    Rima não intencional… Mas foda-se. 🙂

  • Eu tenho uma dúvida:
    Quais países já migraram para TV digital?

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis