Verizon adquire o Yahoo! por US$ 4,83 bilhões

yahoo

A saga chegou ao fim. A Verizon acaba de confirmar que fechou um acordo pela aquisição do Yahoo! por uma quantia irrisória: serão US$ 4,83 bilhões pelos negócios de internet da companhia que no seu auge chegou a valer US$ 125 bilhões, mas que foi dilapidada com o passar dos anos por inércia e decisões desastradas da cadeia de comando.

A história recente do Yahoo! é catastrófica para dizer o mínimo. Quando Marissa Mayer saiu do Google para assumir a cadeira de CEO da companhia de internet ela por si só já vinha aos trancos e barrancos, principalmente por ter parado no tempo. No seu auge ninguém conseguia superar a capacidade de indexação de sites manualmente, e entre a segunda metade dos anos 1990 e a primeia metade dos anos 2000 o Yahoo! se firmou como uma maiores empresas de tecnologia do planeta.

As coisas começaram a degringolar quando a empresa se recusou a pegar o bonde da evolução, ignorando o crescimento do Google e seu excelente algoritmo de buscas. O tempo passou, Mountain View se tornou um leviatã e o Yahoo! encolheu. Jerry Yang, co-fundador da empresa não foi rápido o bastante para promover as mudanças necessárias e permitiu que ela fosse atropelada. Em 2009 ele foi substituído por Carol Bartz (até 2011), esta por Tim Morse (que voltou a ser CFO depois) e finalmente Scott Thompson, que permaneceu meros meses.

marissa-mayer

O Yahoo! então apostou em Marissa Mayer, uma talentosa cientista da computação que fora disputada por diversas companhias após se formar por Stanford em 1999, mas que acabou optando pelo Google. Ela ascendeu nos rankings e ocupou a cadeira de VP do Google Search, até ser rebaixada pelo então CEO Eric Schmidt para cuidar do Maps e serviços de localização, o que deve tê-la deixado irada: dado seu histórico é sabido que Mayer é ambiciosa e tem fome de poder, ela intencionava assumir o comando de Mountain View para não ter que se reportar a ninguém. Tanto que ela aceitou o convite de comandar o Yahoo! sem pestanejar.

Ela chegou demonstrando pulso firme, cortando cargos redundantes e promovendo uma faxina em serviços e frentes desnecessárias, o que no início deu certo. O grande problema é o fato de Mayer ser bastante egocêntrica, e por causa disso ela e seu grupo de diretores começaram a acumular decisões mal acertadas. A compra do Tumblr por US$ 1,1 bilhão, sendo que a rede social mal pode ser monetizada é uma das mais evidentes trapalhadas.

Daí para a frente, só bola fora. Mayer entrou em atrito com o CEO do Starboad Value Jeffrey Smith, um dos principais investidores do Yahoo! por este desejar que a empresa fizesse dinheiro de qualquer jeito, e rápido. A executiva não só ignorou todos os conselhos como continuou gastando com aquisições duvidosas e festas desnecessárias, e para equilibrar as contas ela encarnou a Rainha de Copas e passou a decapitar funcionários sem o menor critério. Ela chegou a ser equiparada à Carly Fiorina, o flagelo da HP.

Como consequência o valor do Yahoo! só despencou, e não havia mais alternativa para mantê-la viva a não ser vender os negócios de internet. A Verizon irá incorporar os negócios de ads, conteúdo, busca e serviços mobile à AOL (que fora adquirida em 2015 por US$ 4,4 bilhões) sob comando da EVP e presidente de Inovação e Novos Negócios da Verizon Marni Walden, e Tim Armstrong permanecerá como CEO da sub-companhia. O acordo não inclui o portfólio de patentes, que provavelmente serão negociados à parte (hoje eles valem US$ 1 bilhão) e as ações da Alibaba e Yahoo! Japan, que por si só valem algumas dezenas de bilhões de dólares.

O acordo de aquisição não é claro quanto ao destino de Mayer. Enquanto conjunto de serviços da AOL o Yahoo! será administrado por Walden e Armstrong, com o presidente e CEO da Verizon Lowell McAdam no comando geral. A executiva enviou um e-mail à sua equipe expressando seu desejo de permanecer na empresa, mas sendo sincero é quase certo que a Loura Má™ será “liberada para buscar novos desafios”, ou traduzindo, será a vez dela receber o rasante do passaralho tão logo a aquisição seja concluída.

É triste ver o Yahoo!, outrora uma empresa que foi sinônimo de internet morrer assim; a gente sabe que era inevitável, porém não dá para evitar sentir um pouquinho de melancolia por esse desfecho simplório. Ainda assim é melhor do que jogar a toalha.

Fonte: MarketWatch.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia