Netflix irá exibir todo o acervo televisivo de Star Trek, nova série inclusa

star-trek-tos

Essa é para todos aqueles que já estavam extasiados com a notícia de que a Netflix recentemente se tornou a segunda casa da Disney: um acordo fechado com a CBS garantiu ao serviço de streaming os direitos exclusivos de transmissão de TODO O ACERVO televisivo da franquia Star Trek, incluindo até mesmo a nova série que vai estrear no ano que vem. Só que diferente do primeiro caso, o trato vale globalmente.

Como Star Trek: Sem Fronteiras estreia lá fora nesta semana (e graças à Paramount só poderemos aprecia-lo aqui a partir do dia 01/09) e J.J. Abrams já anda falando no quarto filme da franquia, é evidente que revisitar o extenso acervo da marca em séries de TV se mostra bastante interessante. A Netflix por muito tempo manteve os episódios da série original e da Nova Geração, mas por questões contratuais e a boa e velha burocracia, eles foram retirados.

star-trek-tng

Só que a CBS não é besta. A emissora sabe muito bem que haverá cada vez mais procura pelos 727 episódios produzidos para a telinha em mais de 30 anos de história, divididos em cinco séries: TOS, TNG, Deep Space Nine, Voyager e Enterprise. Mantê-los fora de catálogo não é uma ideia muito inteligente e hoje em dia o interesse em mídias físicas tem diminuído, há estúdios que as abandonaram completamente, como a FOX em relação a Os Simpsons.

Resta a distribuição digital. Ao invés de fazer como a Fox e a HBO e se focar apenas no CBS All Access, sua plataforma própria a emissora preferiu fazer como a Disney, fechando um acordo com o fornecedor de conteúdo mais popular: a Netflix. Dessa forma muito mais gente poderá consumir o material por um motivo simples: ele é global.

star-trek-ds9

As condições são excelentes para o espectador: diferente da negociação com a Disney, que fornecerá suas produções próprias e da Pixar, Marvel e LucasFilm à Netflix somente nos Estados Unidos num primeiro momento, o serviço poderá já a partir do fim de 2016 transmitir as cinco séries na íntegra em todos os 188 países em que está presente. Ou seja, tirando lugares óbvios como Melhor Coreia e Síria, sem falar na China que ainda não regularizou sua entrada no país, todo mundo (nós inclusive) poderá assistir ou relembrar as centenas de aventuras em que os capitães Kirk, Picard, Sisko, Janeway e Archer e suas intrépidas tripulações se meteram em décadas de histórias.

E como se não bastasse, a nova série também faz parte do acordo de transmissão.

star-trek-voy

Com data de estreia definida para janeiro de 2017, a sexta série para a TV de Star Trek é a primeira desde a morte dolorosa da franquia, devido os péssimos números do último filme de 2002 com a Nova Geração (Jornada nas Estrelas: Nêmesis) e com o fim de Enterprise em 2005, devida a baixa audiência. O retorno só foi possível em 2009, com J.J. Abrams chacoalhando tudo ao criar uma realidade alternativa, em que poderia criar novas histórias à vontade sem mexer em nada do legado.

Ainda assim muitos fãs (chatos) chiaram, e reclamam até hoje dizendo que os filmes atuais são qualquer coisa, menos Star Trek. Para dar um sossego nesse pessoal a nova série se passará no universo original, mas não há nenhuma informação sobre em que período do tempo se passará, personagens, escalação de elenco… nada. A Paramount e a CBS estão mantendo tudo À sete chaves, considerando que as filmagens irão começar já em setembro na cidade de Toronto, no Canadá.

star-trek-entreprise

Com produção de Bryan Fuller e Alex Kurtzman, sabe-se apenas que o roteiro já está minimamente desenvolvido e a primeira temporada terá 13 episódios. Graças ao acordo com a Netflix seus assinantes poderão curti-la já na estreia global, 24 horas após a transmissão na emissora norte-americana. O piloto será televisionado e os demais poderão ser conferidos através do CBS All Access, para quem não quiser esperar até o dia seguinte e conferi-lo na Netflix.

Conclusão: os fãs de Star Trek ao redor do mundo devem estar nesse momento igual ao capitão Picard (e é quase certo que o CEO da Netflix Reed Hasting esteja pulando também):


pacsouljah00 — Picard dances for Gene Roddenberry’s birthday

Depois dessa fica difícil não defender a Netflix como um dos investimentos mais vantajosos para quem quer consumir filmes e séries se qualidade, sem as dores de cabeça da Locadora. O serviço vale cada centavo gasto.

Fonte: Netflix.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Isso vai liberar uns 50GB no meu HD

    • Leonardo Carneiro

      auehaeuhaeuhauhae.

      sem falar que vai dar pra ver voyager e ds9 com qualidade. não tem streaming delas em outro lugar aqui, e as versões das locadoras do paulo coelho estão horríveis. pena que elas nunca foram remasterizadas

      • Arnoud Arnoud Rodrigues

        Estou terminando de ver DS9. A melhor das séries de ST. Vou aproveitar e comparar a qualidade da imagem no Netflix.

  • abraaocaldas

    Não sei porque o pessoal tem tanta raiva do star trek voyager, eu achei muito boa… talvez porque tivesse “ação” demais….

    • Daniel Belini

      Eu já acho chata as outras séries por terem ação de menos.

    • Fernando Rodrigues de Sousa

      Na realidade é a melhor série, é a que tem menos dramas, menos novela, voyager é a série que tem mais desconhecido, novas aventuras, ds9 é novela mexicana, TNG é maho o meno graças a ter mts temporadas, então dá para ir pulando os episodios ruins, Enterprise para quem gosta de si-fi é mt ruim

      • abraaocaldas

        Tenho a mesma opnião, o TNG tem alguns episódios fantásticos, mas tem outros que dá vontade de dormir.
        Eu gosto da voyager porque a janeway é meio maluca quando ameaçam ela isso dá um toque muito bacana na série. Acho que os “trekers” ficaram meio chateados por ter uma mulher como personagem muito forte.

  • Germano

    E depois as operadoras de internet ainda dizem que vão limitar isso e não querem uma multidão com tochas e forcados na porta deles.

    • HomeroGamer-BanidodoMB

      Nos EUA também tem limite e o povo tá puto com isso, mas como lá o mercado é livre e o estado não pode intervir o povo que se dane.

      Mas um detalhe, a diferença entre planos com e sem limite não é muito grande. Aqui nem isso iriam oferecer.

      • Daniel

        Não é justo comparar, se for pensar nas franquias é tipo o 7×1 da Alemanha… Fora que o limitado de lá deve quase ser melhor que ilimitado aqui se colocar na conta os dias que passam sem serviço para quem mora muito afastado como eu.

        • HomeroGamer-BanidodoMB

          Cara em outros comentários eu disse: largura de banda nos EUA só é melhor que no Brasil porque a INTERNET é dos EUA. Quase tudo roda nos servidores americanos, temos muito pouco servidor local (impostos de importação de equipamentos é um dos motivos) comparados com os EUA. Ex: meu netflix que acesso em servidores locais nunca engasga, meu crunchyroll que nunca pego servidor local (local que falo é dentro do Brasil) vive engasgando.

          E seu provedor é uma bosta, vai lá e defeca na porta deles e fala que é liberdade de expressão e uma obra de arte imitando o serviço deles. Assim ninguém pode fazer nada.

  • Pra mim o netflix só ficaria mais perfeito se comprasse o crunchyroll e adicionasse ao seu catalogo. Podia até aumentar uns 10 reais apenas pra quem quisesse adicionar o catalogo extra de animes.

    • Kagarro

      Já tem desenho animado demais ali no Netflix.

      • Ter mais conteúdo de qualidade no catalogo do Netflix nunca é demais. Quem não curte um tipo de conteúdo é só não assistir. Eu por exemplo não curto esportes, mas adoraria que o netflix passase jogos ao vivo para acabar de vez com as operadoras de TV a cabo que só sabem extorquir o consumidor.

        • Kagarro

          kkkkk…. falei zuando… foi mal!!! Quanto mais conteúdo tiver melhor.
          Com esportes tem o Esporte Interativo, mas não sei se é bom. Se for bom logo as tvs por assinatura vão pro brejo mesmo.

          • Infelizmente nem sempre da pra detectar sarcasmo, ainda mais com tanta gente chata que tem aparecido por aqui, parece até que é um programa de intercambio com site do G1. Achei bem interessante o Esporte Interativo, espero que vá pra frente.

        • Essa seria fenomenal.. o bicho iria pegar

        • Se algum dia adicionar a ESPN em HD eu nunca mais assino tv a cabo.

        • mr_rune

          Já eu adoraria sumir com tudo de esporte e substituir por animes.

      • Crunchyroll tem acordos com produtoras japonesas, séries estreiam com capítulos 24 horas após a exibição no Japão. Essa é a diferença.

      • Kagarro no Netflix…

    • A Netflix não é nenhum Crunchyroll, mas não fica devendo muito, não. Ultimamente tem entrado vários animes interessantes lá, muito até com o selo “original Netflix”, como o Kuromukuro (aliás, sensacional. Acabei de terminar a temporada e estou louco pela segunda!)

      Com o tempo livre que tenho, o que tem lá está dando de sobra para mim 😁

  • Cada vez fico mais feliz com a Netflix e honestamente tem muita coisa de Star Trek que eu gostaria de ver novamente. Desistir da assinatura de TV a cabo foi a minha melhor decisão, afinal agora posso assistir o que eu quero, na hora que eu quero e se quiser posso assistir toda a temporada em sequência.

  • Gaius Baltar

    A melhor decisão que tomei em termos tecnológicos foi ficar só com internet e Netflix.
    Off-topic: Confiram “Strangers Things”. É sensacional.

    • Daniel Belini

      Comecei a ver ontem.
      Me lembrou MUITO o Super 8 do Spilbrega.

  • Leonardo Carneiro

    Primeira vez que ser brazuca dá vantagem do que ser americano. Parece que o conteúdo vai estar disponível no netflix no mundo todo, meeeeeenos no…. USA.

    Lá vai ser só no CBS All Access. A galera de lá tá puta, pq vai ter que pagar 6 obamas para a assinatura de um canal só.

    • HomeroGamer-BanidodoMB

      6 obamas para um fritador de batatas do MC Donalds não é nada. Imagina então para quem realmente consome conteúdo e tem dinheiro.
      Aqui no Brasil faz falta, mas lá não paga nem a long neck no barzinho da esquina.

      • Leonardo Carneiro

        Hmm, não sei cara. Quer dizer, realmente 6 dólares não é mto dinheiro, mas o pessoal tem xingado mto. Eles pagam +- pra ter netflix, com um catálogo mto diverso, daí ter que pagar a mesma coisa apenas para uma produtora parece caro.

        • Alberto Prado

          O negócio é que o americano não importa tanto se a diferença é muita ou pouca. Importa em saber se de algum forma ele está sendo lesado ou não. É esse sentimento que falta ao brasileiro. Isso eu admiro neles.

          • HomeroGamer-BanidodoMB

            Deve ser por isso a reclamação e não o valor. Bem lembrado.

  • Kirk

    Beam me up, Scotty !

    • jorgearkano

      Não colocaram a foto da tripulação clássica…

  • kenji

    Interessante, mas minha dúvida é sobre a duração desse contrato de disponibilidade. Por quantos anos? Compro e não tenho tempo de ver agora, aí daqui a 3 anos começo, e de repente é tudo tirado de catálogo. É esse meu receio para ainda não ter contratado Netflix.

    • Rodrigo M

      “Compro” ?

      Veja a Netflix como uma locadora que você pode alugar de graça, você não está comprando nada. Na locadora as fitas antigas podem quebrar e você não poderia alugar novamente.

      Se quer ter para sempre, teria de comprar as temporadas de algum serviço.

      • kenji

        Ou comprar logo todos os dvds. Se em uma locadora virtual eu ainda corro risco da fita quebrar, pelo menos no meu caso, é melhor passar longe.

  • Merda… e eu pensando sobre produtividade….

  • “Netflix irá exibir todo o acervo televisivo de Star Trek, nova série inclusa”

    Morrerei feliz…

    • Kirk

      Não é para tanto, mais ou menos 60 dias, dormindo 8 horas por dia, e você assiste tudo, incluindo os filmes.
      Se bem que todo este tempo sentado no sofá não vai fazer muito bem, então..

      • Sim, o sofá irá afundar, tenho que alternar entre os lugares… =P

    • Isso me lembra a mesma promessa que fizeram em encher o Netflix de tokusatsus.

  • Stevenes Donato

    Adeus restinho de vida social…..

  • Douglas

    7 de 9 em qualquer lugar. Obrigado Netflix

  • Picard

    Mal posso esperar pra mandar o Wesley calar a boca!

  • Gustavo B.

    Esse star trek enterprise é uma porcaria que não faz jus a série.

    • Injusto! Sim, a segunda temporada foi “qualquer coisa”, e a série só foi se achar mesmo na quarta… Mas aí já era tarde demais

  • Coisa boa só de saber que está lá

  • OverlordBR

    Ainda assim muitos fãs (chatos) chiaram, e reclamam até hoje dizendo que os filmes atuais são qualquer coisa, menos Star Trek.

    Bando de bundões.

  • Henrik Chaves

    Lascou.

    Pior que por causa do trauma da retirada da TNG do catálogo da Netflix vou terminar me internando no sofá da sala, e só sairei depois de assistir cada episódio de Voyager e Deep Space 9.

    Pensando seriamente em remarcar minhas férias…

  • HomeroGamer-BanidodoMB

    Ok… lindo, maravilhoso.
    Agora colocar Stargate de volta no catálogo nem pensar, isso que é só negociar com o SyFy.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis