A Ascensão e Queda da Theranos e sua fundadora, Elizabeth Holmes

elizabeth-holmes

O ditado “quando a esmola é demais, o santo desconfia” cai como uma luva na Theranos, uma startup fundada em 2003 com a promessa de “revolucionar o mercado de exames de diagnóstico”. Com apenas algumas gotas de sangue a empresa afirmava ser capaz de realizar dezenas de testes (oficialmente seriam 120, mas extraoficialmente dizia que o número podia chegar até 250), de diabetes e colesterol até câncer.

Ainda assim todo mundo comprou a ideia. Elizabeth Holmes, a fundadora e CEO da Theranos se tornou a queridinha do Vale do Silício, foi chamada de “a próxima Steve Jobs” e tudo mais. Só que o tempo passou, os resultados não apareciam e as perguntas foram se acumulando.

Hoje, além de falida Holmes está banida do setor de saúde. O que diabos aconteceu?

Para entender é preciso voltar a 2003. Uma jovem Elizabeth Holmes, à época com 19 anos funda a Real-Time Cures, posteriormente renomeada para Theranos após abandonar a faculdade de engenharia química na Universidade de Stanford (passo errado, eu diria). A proposta da startup era de simplificar o processo de coleta e realização de exames, bastando para isso algumas poucas gotas do paciente e não mais os seis frascos tradicionais. Para isso ela teria desenvolvido uma máquina de diagnósticos própria chamada Edison, um hardware em tese muito à frente das concorrentes disponíveis na época (e hoje) no mercado. A Theranos representava o fim das agulhas, bastava uma pequena picada tal qual a de máquinas para testes de colesterol/glicose e pronto.

blood-5

O curioso nessa história é que mesmo não tendo mostrado muita coisa, Holmes foi em pouco tempo elevada ao status de popstar do Vale do Silício. A Theranos recebeu ao longo dos anos cerca de US$ 700 milhões em fundos de investimentos para bancar a Edison, e foi avaliada pelos analistas em suntuosos US$ 9 bilhões. E por deter 50% das ações da empresa, Elizabeth Holmes se tornou a bilionária mais jovem do mundo fazendo uma fortuna de US$ 4,5 bilhões.

A menina-prodígio foi tratada como uma heroína, incensada e reverenciada por todos os lados. A Fortune a elegeu uma das mulheres mais poderosas do mundo. Holmes chegou inclusive a palestrar no TED:

EcowR Lab —”Lab testing reinvented” Elizabeth Holmes at TEDMED

Só que o caldo começou a desandar com o tempo. Conforme as agências reguladoras pediam mais dados sobre a Edison e a qualidade dos exames realizados, a Theranos ia se enrolando cada vez mais. Efetivamente ninguém nunca viu a tal máquina, uma pesquisa no Google Imagens por “Edison Theranos” não retorna nada. Para todos os efeitos, apesar das então afirmações de Holmes e sua equipe de profissionais o tal equipamento mal teria saído do papel, sendo incapaz de atender às expectativas.

O primeiro laboratório de testes da startup foi lançado em 2013, e as dúvidas começaram a se acumular. De lá para cá a CMS (Centers for Medicare & Medicaid Services), a agência norte-americana para saúde e serviços sequer conseguiu inspecionar a tal máquina, o que levantou sérias suspeitas de que a companhia de Holmes não só estava entregando exames realizados por equipamentos não-homologados, como também fazendo uso de tecnologia dos concorrentes e não a proprietária. Só que o pior (para a executiva) ainda estava por vir.

Elizabeth-Holmes1

A bomba estourou mesmo quando um ex-funcionário da Theranos resolveu jogar tudo no ventilador, revelando que a startup era incapaz de realizar testes precisos com equipamentos próprios, violando as leis federais para exames laboratoriais e mais: a Edison precisa de ao menos três frascos de sangue pequenos para realizar os testes a que se propõe, muito longe de apenas algumas gotas como o prometido. E mesmo assim a máquina só conseguia realizar cerca de 15 exames; o restante dependia de equipamentos de outras fabricantes, como a Siemens por exemplo.

A acusação caiu na mídia como um meteoro: embora a startup tenha rebatido as críticas dizendo que a Edison realizava mais do que 15 testes, ela não esclareceu quantos. Para piorar a situação a Medicare divulgou em janeiro erros nos exames supostamente realizados pela Edison — hardware que novamente, ninguém nunca viu. A Theranos prometeu adequar os exames mas aí já era tarde, a FDA, a procuradoria dos EUA e órgãos estaduais de saúde iniciaram intensos escrutínios na companhia e em seus dados até então apresentados, que eram basicamente vapor.

theranos

O mercado não perdoou. A Forbes reavaliou a Theranos, concluindo que a startup não valeria mais do que US$ 800 milhões de dólares. E como as ações de Holmes não são preferenciais (em caso de falência, os acionistas recebem sua parte antes dela) sua fortuna foi de US$ 4,5 bilhões para zero de um dia para o outro.

A executiva se defendeu como pôde, acusou a mídia e as agências de realizarem uma caça às bruxas contra ela e sua criação, mas a verdade é que ela não havia apresentado resultados concretos desde a fundação da empresa, e já era hora de justificar o investimento que recebera. Ainda sim Elizabeth Holmes acreditava que conseguiria reerguer a empresa, dar a volta por cima e fazer a tal revolução que ela tanto pregava.

Entretanto a CMS não concordou. Na última semana a agência decidiu por banir Holmes do setor de saúde, ela não poderá possui ou administrar laboratório algum pelos próximos dois anos. A decisão se estende aos funcionários da Theranos, a empresa foi multada (o valor no entanto não foi revelado) e a unidade em Newark, Califórnia terá o registro cassado. As sanções entram em vigor em setembro mas o laboratório está proibido de operar desde já, e é muito provável que os quatro laboratórios instalados no estado do Arizona tenham o mesmo destino.

hol0-011

Em comunicado na página oficial, a Theranos diz que assumirá as responsabilidades por seus atos falhos (embora possa recorrer da decisão da CMS, a empresa informa que não irá apelar) e que se compromete a corrigir todas as mancadas. mas não para por aí: as investigações paralelas e os processos individuais movidos contra a companhia prosseguem, e em última análise essa história pode acabar muito mal para Holmes.

No fim das contas, este é um caso que ilustra como o mercado corporativo funciona: Holmes foi canonizada por uma tecnologia que nunca mostrou a que veio, ela basicamente disse que tinha um unicórnio e os investidores acreditaram, fazendo de sua startup uma sensação com nada mais que vapor nas mãos. Por sorte a FDA e a CMS entraram em ação ainda que tardiamente, espertalhões no ramo da saúde podem colocar em risco inúmeras pessoas ao expô-las a situações e procedimentos que ninguém sabe como ou se funcionam.

Quanto à Holmes, só a veremos de novo (se ela assim desejar) em 2018. Boa sorte.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Diego Marco Trindade

    Assisti muito pouco Sylicon Valley, mas o que vi, caramba, como o pessoal joga com milhões em curto espaço de tempo e por idéias mal demonstradas…

    • HomeroGamer-BanidodoMB

      É que eles presumem que tudo que consiga fazer sucesso lá vai dar muito dinheiro. Mas pelo menos quem deu o dinheiro foi esperto entregou mas podia pegar tudo de volta antes de ir tudo a merda, diferente do pessoal que investe em jogos…

  • Lucas Timm

    Se fosse no Brasil, a startup seria chamada TheranoX 😉

    • Kagarro

      E seria guiada pelos fundamentos precisos da astrologia.

    • Rômulo Catão

      Ou Telexfree.

      • Lucas Timm

        Telexfree, Monavie e amigos são esquemas de pirâmide clássicos. Poderiam ser comparados ao esquema Madoff, por exemplo.

        • tuneman

          Agora tem uma tal de SCI… eu aposto que essa desaba até o final do ano.

          • Kagarro

            Poxa… essa SCI ainda não apareceu por aqui ainda… já estou com saudades dessas pirâmides.

          • AHSOliveira

            Também sinto falta de ver carros com adesivos “Eu amo Telexfree” e outros sui generis, conhecidos chamando para entrar em um negócio sólido, seguro e explicando enésimas razão do porque não era uma pirâmide.

          • Lucas Timm

            “Quer emagrecer? Pergunte-me como”

          • Evandro

            E tem o Reici Club tbm, essa surgiu a pouco no interior de SP.

          • tuneman

            to olhando o site deles.
            colchoes magnéticos…., tão anos 90. hahaha

          • Evandro

            Tem a Wolkeb tbm, o video de apresentação deles mais confunde do que explica.
            E ouvi dizer que eles são uma empresa com sede no Panamá mas o site ta hospedado na Kinghost e o dono é de Curitiba, vai entender….

          • Theuer

            Isso é uma das coisa que eu curto no MeioBit, aqui a galera não brinca em serviço! hehehe

          • tuneman

            o panamá é uma cidade que hospeda muitos escritórios, mas ninguem trabalha neles. é quase tudo empresa pra lavagem de dinheiro.

          • Diego Marco Trindade

            Uma história de sucesso! (achei no site deles)

          • Lucas Timm

            pqp..
            Quando o @tuneman falou ali em cima eu não sabia do que se tratava. Agora com essa imagem e esse logotipo da maçã/bunda com SCI, reconheci: Abriu uma “filial” (ou escritório de um associado, ou alguma coisa assim) do lado da minha casa huahauha

            Vou abrir o bolão com o pessoal do prédio pra ver até quando vai.

          • Zé das Covi

            O esquema é ficar pesquisando sobre essas empresas , entrar com uma grana boa , ganhar dinheiro rápido e pular fora antes que de merda …

            porem não acredito que seja ” legal ” .

          • Só eu que imaginei um determinado “símbolo alemão da época da 2ª guerra” embaixo dessa ave?

            =X

        • Rômulo Catão

          Monavie não conta cara, valorize a produto nacional.

          concordo com você que todos são esquemas clássicos de piramide como BBom ou Avestruz Master, mas a maioria das pessoas que entram não sabe disso, com certeza os investidores do esquema sanguinário também não sabiam.

          E quem é Madoff perto deu um cara que consegue vender um telefone usb de 30 reais por duzentos conto pra um monte de gente que ja estava endividada até o Therano.

  • Kagarro

    Incrível essa história… Será que desde o começo ela já sabia que a máquina milagrosa não iria funcionar e ficou apenas enganando todo mundo? Ou será que ela realmente acreditava que tinha conhecimento suficiente para criar uma máquina tão avançada?

    • tuneman

      Eu não duvido que ela tenha criado um “conceito”. Tipo aquelas árvores artificias ou folhas artificiais que já apareceram no gizmoda….
      Aí vieram os investimentos….

    • Kagarro na credibilidade da loirinha…

    • Já dizia Carl Sagan: “alegações extraordinárias exigem provas extraordinárias”.

  • Loura Má 2?? Apesar da história ser diferente, eu vi um deja vu adulterado

  • Davi

    Acho que essa menina estava lá em Stanford e ao invés de estudar balanços de massa e energia e fenômenos de transporte igual a um fanático do ISIS, como qualquer outro estudante de Engenharia Química (fui um deles e sei do que falo), ela resolveu ler o livro “O X da Questão – A Trajetória do Maior Empreendedor do Brasil” (sic), e resolveu seguir o mesmo modelo de negócio do ex-bilionário-top10-da-Forbes-e-ex-amigo-do-Lula, vendendo fumaça e coletando o dinheiro dos otários que achavam que ela era um gênio.

    Se ela tivesse ao menos terminado a faculdade, e esperado mais uns anos para ver como que o Mr.X iria alcançar sua derrocada, quem sabe hoje ao menos não estivesse a beira de enfrentar uma penca de processos e talvez até ir para a cadeia….

    • Lucas Timm

      E semelhantemente, um monte de idiotas investidores continuaram colocando dinheiro após sucessivos resultados ruins…

      Esperar que o primeiro resultado de uma empresa seja bom é miragem. Mas aí um monte de laudos apontando a inexistência dos produtos (petróleo/máquina Edison) e o caô rolando solto, na boa: Tem mais é que se f()der mesmo. 🙂

      Nunca esquecerei a entrevista do Eike Batista no Manhattan Connection, quando eu ainda tinha TV lá por 2010/2011. O Diogo Mainard destruiu ele, e a manada bucéfala de admiradores do maior empreendedor do Brasil foi chorar muito no twitter, porque onde já se viu falar do Eike Batista? Well… 😛

      • Theuer

        Bem por aí…
        Parece que quanto mais informação se tem sobre as coisas, menos alguns querem acreditar nelas.

    • Mas esse amigo do Lula conseguia estocar a fumaça? Se sim era um passo pra tecnologia de estocar vento… =P

      • Bruno Renostro

        É possível estocar vento, ar comprimido nada mais é do que vento(ar) estocado.

  • Samuel

    Não é só no meio corporativo. Todo dia tem um caso que mostra como perdemos o senso de julgamento. É um hyper atrás do outro. Nossos avós (que gostavam de comprar “uma terrinha” para investir o dinheiro) iriam fazer essa análise toda antes de acreditar no conto de fadas dessa menina. Diriam: “desse mato não sai coelho”.

    • Kagarro

      “nem cachorro”

      • Theuer

        A não ser que a ROTA participe das buscas… 😉

  • Samuel

    Podia ao menos terminar a faculdade e fazer uma especialização

  • Samuel

    Gogoni, vc esqueceu de citar no texto como citar frases de efeito no palco do TED faz os investidores abrirem as pernas…

    • Kagarro

      essas frases são que nem cheats dos jogos… xitando na vida real :S

  • paulokdvc

    Na boa, essa é a mesma história que uma vez eu comentei aqui. Como uma empresa patenteia uma ideia sem ter nada, absolutamente nada nas mãos, ou ainda, mostrar?

    Juro, sempre pensei que p/ patentear, você deveria ter uma amostra real, e não uma “ideia”. Acho incrível até mesmo aquela bateria que carrega sei-lá em quantos minutos o celular, tipo uma garota cria e mostra, mas uma outra empresa teve a “idéia” sem nada concreto e resolve pensar em processá-la, já que possui a tal patente.

    • tuneman

      a patente depende da legislação de cada país, inclusive para a validade dela.
      alias, nos USA a justiça é rápida, então aceita-se qualquer porcaria de patente e as empresas que resolvam as disputas nos tribunais.

    • O sistema de patentes americano é a maior piada do mundo. Veja que a Microsoft patenteou o Virtual Desktop usando imagens do Gnome (software criado para Linux)! E sim, a patente foi aceita. Se não me engano um cara já patenteou o teletransporte. O sistema de patentes brasileiro é algo que inacreditavelmente serviria de modelo, pois você precisa mostrar a viabilidade do projeto, através de um protótipo mínimo.

    • Zaaboo

      Patentear faz parte, é o movimento mais natural. Aqui no Brasil não é tão simples. Mas o que me surpreende é nego colocar dinheiro pesado em Vaporware. Seque um protótipo funcional havia sido apresentado.

  • Ainda sou mais a Marissa Mayer… coisa linda…

    • Mario Junior ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Seria uma pena se não fosse a Marissa Mayer.

      • Não estrague meus sonhos molhados… =P
        Quando procurei achei essa única foto dela não tão comportada, se tava na internet só pode ser verdade… =D

        • Zaaboo

          É loira. Tá valendo.

    • PugOfWar

      pelo menos ela saiu com o dinheiro

  • Juaum

    Aqui no na República do “HUEHUE”, o caso mais parecido é o da tal pílula que cura o câncer.

  • achsanos

    “O curioso nessa história é que mesmo não tendo mostrado muita coisa, Holmes foi em pouco tempo elevada ao status de popstar do Vale do Silício.”

    Pra se tornar popstar: um rostinho bonito, uma assessoria absurdamente materialista e uma montanha de dinheiro alheio de gente que confunde forma com conteúdo. Nesse ponto deu tudo é muito certo.

    O curioso não foi ela não ter mostrado nada, curioso foi o Vale do Silicio ter comprado esse nada. E vamo combinar, foram os olhinhos azuis dela que bancaram a capa da Forbes, e mais nada.

    • Diego Turco

      anham… o que mais tem é “startup” lixona que promete maravilhas e entregada merda nenhuma recebendo aportes e mais aportes financeiros. Empresinha que se acha r-e-v-o-l-u-c-i-o-n-á-r-i-a mas que, sem tais aportes têm a saúde financeira de um favelado drogado em dívida com o tráfico.

      • cloverfield

        Tem um episódio de South Park que mostra bem como isso funciona.

  • Diego Turco

    Mais uma história maluca, dessa vez estrelado por uma retardada que só chegou onde chegou pq vivemos numa sociedade bizarra que cultiva esses monges da euforia promovidos pelo secularismo liberal do ocidente. O mais bizarro é ver que ela foi chancelada por uma dezena de publicações supostamente bem reputadas.. Até por aquele projeto de auto-ajuda visual chamado TED cujo 90% dos vídeos não passa de gente idiota como essa maluca ai, que só consegue enganar outros idiotas sem um mínimo de senso crítico, loucos pra aplaudir de pé a “próxima grande coisa”.

    • Erick Carvalho Campos

      Isso que me deixa puto da vida! Uma determinada mídia ou empresa dita especialista em ratings vai lá e constrói um frenesi imenso ao redor de um nada, aí as pessoas compram a ideia.

      Depois vem as mesmas midias e empresas ditas especialistas em rating depois que tudo dá errado desqualificar o que promoveram?

      Será que as pessoas não percebem que o principal problema é o mensageiro do apocalipse da razão? Essa Forbes e a Standard and poor’s tão toda hora repetindo isso e as pessoas continuam dando credibilidade.

  • Theuer

    Será que veremos uma interdição do prédio “THERANOS” na abertura da próxima temporada de Silicon Valley?
    Junto com Yahoo!

  • Tem muita gente que ainda compra vaporware, especialmente quando tem um bom marketing e um rostinho bonito. Não seu porque me lembrei do agora do Yahoo! …

  • rodrigo

    Qualquer um de roupa preta e gola rolê é o novo steve jobs agora

    • Diego Marco Trindade

      E óculos redondo.

      Aliás, falei para um cara esses tempos que ele parecia o Steve Jobs, acho que ele pensou no Steve canceroso, pq esse cara era gordo e tava bem magro…

  • JackChanBiPOLAR

    Ela pode fazer sucesso e faturar um belo dindin ainda em uma empresa chamada Brazzers™…

  • PugOfWar

    aqui na banânia temos a fosfoetanolamina.

  • Zaaboo

    E tem gente que fica chateada quando o projeto de jogo do Kickstarter não rola. Imagine quem investiu dinheiro nesse barco. Hahaha.

  • Wilter Monteiro

    Location location location… Carinha bonita + discurso progressista = bilhões nos EUA. Enquanto que no Brasil tu pode ter a melhor ideia com toda a fundamentação técnica que vão cagar pra tu. A menos que tu seja da turminha dos playboys da PUC que investem neles mesmos (entendedores entenderão) ou tu queira um “emperstimo” pra comprar aquele carrão com aquele preço brasileiro, tu tem mais que se fuder com sua ideia empreendedora que ajudará a sociedade. Salvo raríssimas exceções.

  • Paulo Lemes

    Que voz feladaputa de feia.

  • Pedro Henrique

    Lembrei de Silicon Valley… é tudo verdade? Kkkk

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis