Google vai lançar um smartphone próprio? Talvez

nexus-5x-6p

Alguns dias atrás começou a circular na internet um novo rumor envolvendo o Android, desta vez mirando no Google: além da linha Nexus e do Ara (que foi prometido para 2017), a gigante das buscas estaria trabalhando em um hardware próprio, seguindo o que ela já faz com a (cara) linha de Chromebooks Pixel.

Mas será mesmo que o Google pretende seguir nessa direção? Os acontecimentos recentes indicam o contrário, mas pode ser que uma mudança na direção dos ventos tenha acontecido nas internas.

O Telegraph apurou junto a suas fontes que o Google estaria negociando com operadoras de telefonia o lançamento de um novo dispositivo Android móvel, fabricado por eles mesmos e que seria uma extensão da estratégia de promover seus próprios aparelhos: do Chromebook Pixel ao Chromecast e passando pelo Google Home, o tal “Pixelphone” (copyright meu, tira o olho) chegaria ao mercado com uma pegada bem mais Apple, com o Google controlando todo o processo de design do aparelho (ela não tem a palavra final no processo de criação dos Nexus), desenvolvimento de software (YAY otimização!) e manufatura.

O Android embarcado seria escrito para aquele hardware específico e distribuído totalmente puro, contaria com a janela de atualizações oficiais como a linha Nexus e consequentemente, seria o smartphone com o robozinho de melhor performance no mercado. Segundo os informes o Google pretende colocá-lo à venda até o fim do ano.

O grande problema com essa história é que o Google já tentou isso antes.

moto-x-2014

Moto X 2014: mesmo hoje um Android excelente

A aquisição da Motorola em 2011, ainda que tenha sido feita para absorver patentes e a divisão ATAP (o bagaço foi vendido à Lenovo) resultou em três anos de aparelhos muito bons. As linhas Moto X e Moto G foram entre 2013 e 2014 campeões de preferência, com o último sendo o herói da categoria intermediária: preço atraente e performance excepcional.

Mesmo assim a Motorola gozava de certa autonomia. O Nexus 6, que foi projeto da então divisão do Google não teve nenhum tipo de orientação quanto ao design, tanto que na China ele foi relançado como Moto X Pro. De qualquer forma, o fato de ter se livrado da empresa indica que talvez Mountain View não esteja tão propensa a ter uma linha própria de smartphones, ao menos não num primeiro momento.

Podem ter mudado de ideia? Claro que sim, é direito do Google fazer isso. Durante a Code Conference o CEO Sundar Pichai disse que a empresa colocará um maior esforço nos smartphones Android e para isso repatriou o ex-presidente da Motorola Rick Osterloh, colocando-o no comando de uma nova divisão de hardware. O bom histórico dele durante os anos da “Googlerola” dão a dica de que poderemos sim ver coisas interessantes num futuro próximo.

Quem viver, verá.

Fonte: Ars Technica.

Relacionados: , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Basquens

    I want to believe, google

  • jairo

    Não creio nisto , eliminaria as atuais OEMs que utilizam o Android , esta ideia seria funcional somente caso uma OEM do porte da Sambug abandonasse a plataforma , aí sim seria válido.

    • Dizen que está vindo aí.

      Tizen*

      • Magnosama

        A Samsung não consegue fazer uma versão do Android que preste,
        imagine um OS próprio do zero…

    • Paulo Lemes

      Acredito que, com o Android no ápice de consolidação(Windows phone moribundo, e pouca possibilidade de mais migrações dos usuários de iPhone), o Google perceba que não precisa mais de parceiros.

    • Ed. Blake

      Com certeza ambos podem conviver.
      Até porque o Android do Google e o Android das OEMS são quase que sistemas diferentes no quesito experiência de uso.

  • Theuer

    Seria bem-vindo, estamos precisando de nova concorrência!

  • Um Estranho No Ninho

    Acho válido, com certeza iria agradar uma parcela dos usuários, talvez impulsionasse as outras empresas a melhorarem a otimização de suas respectivas versões do robôzinho, nada disso de eliminar as OEM’s que utilizam android, seria mais algo do tipo “Olha, você podia usar meu software no hardware dos outros, agora vai poder usar no meu hardware”, não ia abalar o mercado, quanto mais concorrência melhor, ainda teríamos uma fabricante de backup garantido em casos de atualização a otimização, como costumava ser a MotoROLA…

  • Seria bacana um device parrudo para emular outros aparelhos, com boots em várias versões do OS.
    Para desenvolvedores, no caso.

  • PORRA GOOGLE, lança logo o ARA.

    • Ed. Blake

      PARA GOOGLE, lança logo o ORRA.

      Não… pera.

      • HomeroGamer-BanidodoMB

        ORA GOOGLE, lança logo a PORRA.

    • RôShrek

      Me deu até vontade de cantar: Não dá pra esconder, o que eu sinto por você….. ARA. NAO DÁ NAO DÁ NAO DÁ

  • Para todos os usuários Android seria bom, mas infelizmente daria problema com todos os parceiros. E igual aquela historia de repartição publica aonde todos enrolam, chega um funcionário novo doido pra mostrar serviço, logo todos os outros funcionários começam a sabotar o novato, afinal se ele se mostrar promissor vai revelar o tanto que eles são ineficientes. É oque aconteceria, os atuais parceiros fariam de tudo pra atrapalhar.

  • Tartaruga Mutante

    Se alguns acreditaram nas promessas da Microsoft, pq não acreditar nessas?

  • Nilton Pedrett Neto

    Androidphone Pixel, ©Nilton Pedrett

  • Kirk

    Sei não, isto pode estimular outros fabricantes a migrar para um OS proprietário. Imagine se a Samsung e LG decidem parar de utilizar o Android. OK, não seria ideal por uma série de motivos (apps), mas vai saber.

    • Paulo Lemes

      Windows phone? Jolla? Sistema próprio?

    • Ed. Blake

      Fiquem à vontade pra adotar o Windows Phone. HUE.

  • Paulo Lemes

    Com o Android consolidado como está, seria uma tacada de mestre se lançar, com as outras fabricantes”reféns”das patentes que foram adquiridas e não repassadas junto com a Motorola, bem como do sistema.

  • Ed. Blake

    Eu decidi ontem que, assim que meu Zenfone 2 — ainda novo — bater as botas, meu próximo aparelho seria um Nexus. Vem o Google e muda meus planos mais rápido do que eles descartam um app que eu gosto.

    Esta seria talvez a solução pra mostrar que o que temos hoje, em termos de hardware é um exagero.

    Se o Google fizer algo na linha dos antigos Moto X, com design bem acabado, hardware modesto para o usuário final — eu diria essencial (sem exageros como 18 GB de RAM e display 37k) — com software otimizado, suporte às comunidades do codigo aberto (Custom ROM é importante) e atualização garantida para, pelo menos, duas (3 seria um sonho) versões do Android — ao contrário dos lendários 18 meses — seria ÉPICO.

    • Corrigido.

    • OverlordBR

      Os antigos Moto X (e o Moto G da geração anterior) eram show de bola mesmo!

      • Kirk

        Pois é, estou com a maior dificuldade aqui de trocar meu Moto G primeira geração. É resistente, roda praticamente tudo, não esquenta, rs.

        • Xultz

          Que massa, eu pensei que fosse o único! Me G de primeira geração tá capenga, mas não penso em trocar ele por enquanto!

        • Mirai Densetsu

          Eu também. Meu Moto G da primeira geração ainda está funcionando perfeitamente, apesar de já ter mais de 2 anos de uso. E não vejo necessidade em trocá-lo.

      • Chinelagem, não tem 2 anos e viraram peso de papel

    • Rodrigo M

      O aparelho que mais curti até hoje foi o nexus 4.

      • Ed. Blake

        Eu até a pouco queria comprar um Nexus 5 para ter como segundo aparelho.

      • Zalla

        gostei muito do nexus 4, mas bateria e camera eram sofriveis

  • RôShrek

    Acho que já passou da hora do google fazer isso. Agora, que é um passo arriscado pra eles, é. Mas enfim, aguardemos cenas do próximo capítulo.
    PS: Será que o ARA sai mesmo?

  • Raposão do Ártico 🦊

    a grande maioria das OEMs que vendem android estão perdendendo dinheiro… nem a Motorola nas mãos do próprio Google conseguiu lucrar

    Google não vai disputar mercado com as chinesas

  • Magnosama

    Seria ótimo pro Android.
    Fico na torcida.

  • Franssa

    Estou muito satisfeito com o Nexus 5 (LGD821) Android 4.4 “KitKat” agora está com Android 6.0.1. Fabricado em 2013, adquirido em 2014 e com mais de 24 meses de uso, 2GB RAM, sobrando sempre 1GB (ou 0.8 para os mais detalhistas) 88 aplicativos instalados e não tenho o messenger. Sempre quis o 6P (mesmo o 5 me atendendo em tudo, o 6P parece imponente), mas aqui no Brasil… will never get.
    PS: Se tiver um mais novo que o 6P, que virá com Android N e for do Google ou até mesmo da Nokia… me esforçarei bem para trocar…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis