SAP Forum 2016: na Neoenergia não existe colher de chá para o Aedes

MatrixPower_PIC

O grupo Neoenergia é uma holding do setor elétrico com presença em 12 Estados, investindo em geração, transmissão e distribuição, com projetos que incluem 16 parques eólicos no Nordeste, com capacidade projetada de 462 MW, suficiente para alimentar 700 mil residências. Durante o SAP Forum eu pude bater um papo com Carlos Buonomo, Superintendente de Tecnologia do Grupo Neoenergia e ele me apresentou um projeto de cunho social extremamente prático, eficiente e inteligente.

Junto com a SAP eles desenvolveram uma solução de On Site Billing, (mais detalhes aqui, cuidado, PDF) na qual o relógio é auferido normalmente pelo tarifista e a conta emitida na hora, via um equipamento portátil:

OSB

Essa capilaridade, chegar a milhões de domicílios foi aproveitada para a distribuição de panfletos educativos no Nordeste sobre o Aedes aegypti, mas depois o pessoal da Neo se tocou que sua tecnologia é tão versátil que poderia ser utilizada para mais que simples conscientização.

Aproveitando a capacidade dos equipamentos de medição em guardar e transmitir anotações relacionadas a cada ponto de leitura, treinaram os tarifistas para identificar e reportar possíveis focos de mosquito em cada residência.

Ao final de cada ciclo de leitura a Neoenergia tem em mãos um mapa de quase 10 milhões de pontos, geolocalizados, com informações sobre possíveis focos de mosquitos. Essa informação valiosíssima é disponibilizada na faixa, de graça para as secretarias de saúde.

Foi uma solução muito simples, não necessitou nenhuma alteração no software dos equipamentos e resultou em dados suculentos para todos os envolvidos no acompanhamento dessa epidemia que assola o país.

Abaixo uma entrevista que fiz com Carlos Buonomo, Superintendente de Tecnologia do Grupo Neoenergia, onde falamos sobre a solução. Só peço desculpas pelo áudio, o incompetente a cargo da câmera esqueceu de monitorar, mas o abestado promete que as próximas serão melhores.


MB no SAP 2016 – Entrevista com Carlos Buonomo

Leia também:

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • ElGloriosoRangerRojo™

    Bem interessante a ideia mesmo. Aqui em SC a Celesc já usa esse sistema de emitir fatura no momento da leitura há uns 3 anos, mais ou menos. Deve diminuir muito o trabalho…

    • No Rio a Conta da água sai assim. Sò a economia em correios, zero de extravio, e sem o stress de chegar atrasada e pagar multa já vale.

      • ElGloriosoRangerRojo™

        Ah, verdade! A conta de água aqui na cidade também já é assim.

      • Eduardo Alves

        A Ampla também já utiliza o mesmo esquema de emissão boleto no momento da leitura. Pelo menos no interior do estado rio (Campos, por exemplo).

      • A Sabesp já faz isso há alguns anos aqui em São Paulo. Funciona que é uma maravilha.

    • Em MG, pelo menos no interior, a Cemig também aufere e emite a nota na hora. E assim acabou-se com o problema dos correios entregarem atrasados ou em cima da hora.

  • Othermind

    Ideal seria a leitura remota, mas tem casa que ainda tem medidor da época da vovó… Esse esquema do post acho que deve ser o mais viável para nossa realidade br…

    P.S.: faltou um microfone direcional pra abafar um pouco o ruido ambiente… mas dá pra ouvir tudo…

    • leitura remota implica em conectividade, o que nem sempre é possível. Quanto ao microfone o imbecil que fez o vídeo tinha um gravador digital e dois lapelas na mochila.

      • Salles Magalhaes

        Nos EUA se nao me engano usam uma van que passa pelas ruas coletando os dados dos medidores (nao sei qual tecnologia utilizam para isso)

        • Marcos Siqueira

          Deve ser algum emissor de RF ou mesmo RFID. Consomem pouca energia mas tem curto alcance =D

  • chadefita

    Big Data todoonde!

    Grande entrevista.

  • HomeroGamer-BanidodoMB
  • Alex Henrique

    relogio e medidor de energia sao coisas diferentes, suponho.

  • Alexandre Souza

    la no ES ja tem isso ha 20 anos…

  • Leonam Ramos Folí

    ja não é a primeira vez que vejo terceirizarem a função dos agentes de endemias, pra pessoas que não tem nada haver e nem são gabaritados para o assunto, enquanto eles? ou melhor, eu! que enfrento diretamente os riscos não recebo nenhum!

    • Ai coitado mas ao menos ainda tem seu Dreamcast, né?

    • Não terceirizaram nenhum serviço. Aproveitaram uma estrutura que já existia para coletar dados úteis. A Celpe coleta os dados mas quem executa alguma coisa com isso é o governo através de vocês.

  • Kenny smash

    Aqui já funciona assim, o cara vem com a máquina e já imprime a fatura na hora, muito legal o projeto e acho que podem utilizar essa função pra muita coisa.

  • mezzenga

    Na minha casa é feita a leitura remota, a Ampla trocou o relógio (medidor) uns 3 ou 4 anos atrás, em Niterói – RJ.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis