Chimpanzés podem ter inventado seu primeiro Deus

zigzub3pivq9rcrpnshl

Em um capítulo de 3001 Arthur Clarke narra uma expedição arqueológica no ano de 2513 na Garganta de Olduvai, Tanzânia. Não muito distante de onde descobriram os fósseis de Lucy, nossa antepassada mais distante.

A escavação, nas deliciosas palavras de Clarke, foi feita com robôs que:

removeram os primeiros metros, então a tradicional equipe de trabalhadores escravos de estudantes de graduação assumiu. Eles foram ajudados — ou atrapalhados — por quatro kongs, que o Dr Del Marco considerava mais problema do que ajuda. Entretanto os estudantes adoravam os gorilas geneticamente aprimorados, a quem tratavam como crianças retardadas mas muito amadas. Havia rumores de que o relacionamento não era sempre completamente platônico”.

A escavação revelou algo que já se sabia existir na Lua e em Europa: um Monolito. Eles haviam achado o AMT-Zero, o Monolito original que milhões de anos antes havia dado o pé na bunda evolucionário transformando os proto-humanos de espécie ameaçada e curiosidade biológica em ameaça biológica para espécies ameaçadas.

Só que havia mais.

Por ali estava uma cesta do tesouro arqueológico — ferramentas primitivas de pedra, incontáveis ossos — alguns de animais, alguns humanos — e tudo arrumado em cuidadosos padrões. Por séculos — não, milênios — essas pífias oferendas haviam sido trazidas até ali, por criaturas com apenas o primeiro vislumbre de inteligência, como um tributo a uma maravilha além de seu entendimento.
·
E além do nosso, Del Marco de vez em quando pensava. Mesmo assim, de duas coisas ele estava certo, mesmo duvidando que fosse possível ter jamais certeza:
·

  • esse era o lugar — no tempo e no espaço — onde a especie humana realmente começou;
  • esse Monolito era o primeiro de sua multitude de deuses.”

A idéia por si só é avassaladora, lembra uma cena em Star Trek — All Good Things, quando Q leva Picard até o momento exato, bilhões de anos atrás quando a Vida surgiu na Terra. Agora, por improvável que pareça, pode ser, talvez, que chimpanzés tenham pela primeira vez inventado Deus, e para desgosto geral não foi à nossa imagem.

Um grupo de cientistas estava estudando uma população de chimpanzés na Guiné quando o guia, um daqueles nativos que a gente vê em filme e acha que são pura ficção, mas que segundo a autora da pesquisa era capaz de enxergar a olho nu chimpanzés que eles não conseguiam achar com binóculos, percebeu algo estranho.

2001ape

Marcas em uma árvore, mas não algo feito por um Javali se coçando. As marcas eram compatíveis com algo do tamanho de um chimpanzé atirando pedras. Pesquisas posteriores descobriram várias árvores na região com as mesmas marcas, além de pilhas de pedras cuidadosamente colocadas próximas a elas.

Pilhas de pedras idênticas a pedras cerimoniais usadas até hoje por algumas culturas humanas.

Câmeras foram colocadas e por algum motivo os chimpanzés quando passam por aquelas árvores tacam pedras nelas, agitados, ou apenas as tocam e seguem em frente. Não me parece nada diferente do taxista que se benze automaticamente quando passa perto de uma igreja, embora o chimpanzé provavelmente tenha opiniões mais ponderadas sobre Dilma e o PT e o Uber.

images-of-stone-throwing

Outros pesquisadores descobriram comportamento semelhante em chimpanzés da Guiné Bissau, Libéria e Costa do Marfim, mas não em regiões mais distantes. A Palavra parece não ter se espalhado… muito.

O vídeo é… perturbador.


Chimp stone throwing compilation from laura kehoe

Neil Gaiman diz que os deuses morrem quando o último de seus fiéis morrem. Da mesma força eles nascem quando o primeiro passa a acreditar. Se for esse o caso Hanuman que nos dê licença, nasceu o primeiro Deus-Macaco de verdade.

Fonte: Tech Crunch. Paper: aqui.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Tá, me avisem quando o primeiro chimpanzé esperto cobrar o primeiro dízimo (e ser pago).

    • Ivan

      Será que vai ser em bananas?

    • Kleber Leal

      Eis o começo de um novo culto neopentecostal símio. Igreja Macacal do Reino de Deus.

    • Samuel

      Eles compartilham só 99% do DNA Laguna. Esse 1% que é safadão

      • HAHAHAHAHAHAHAHA! 🙂 😀

      • Então vai demorar, tá tranquilo, tá favorável.

      • Cleyton Slaviero

        Tome meu like e esse like que eu dei na minha própria resposta como gratidão pela alegria desta segunda a noite.

      • Atrollando Natuacara

        Esse 1% safadão as vezes é bem mais safado do que muitos humanos…

        • Samuel

          Legenda pra foto? “Essas que são minhas deusas. Não aquelas árvores malditas.”

    • Já aprenderam de certa forma o que é dinheiro, a apostar e se prostituir. Montar igreja é apenas o próximo passo.

      Uma dupla de pesquisadores da Universidade de Yale realizou um experimento com macacos e conseguiu fazer com que os símios aprendessem a usar dinheiro, apostar e se prostituir em troca de guloseimas cada vez mais saborosas.O estudo foi conduzido pelo economista Keith Chen em conjunto com a psicóloga Laurie Santos e durou cinco anos.

      http://www.tecmundo.com.br/ciencia/15248-macacos-aprendem-a-usar-dinheiro-apostar-e-se-prostituir.htm

    • Dr. Bruce Banner

      1 – E os macacos que não acreditam nisso, serão os primeiros macacos ateus?

      2 – Existe um fanatismo símio onde em árvores menores tenha que colocar mais pedras e mais comida?

      3 – Se eu acreditar nessa árvore eu estarei sendo um herege ou voltando as origens?

      • Arthur Santos

        E já teremos as notícias de árvores chorando, árvores que curam, macacos que viram árvores nas folhas.

      • 1- Não, serão os primeiros macacos mortos pela ira do senhor!
        2- Os macacos mais gordos, milagrosamente, morarão nessas arvores
        3- Estará desperdiçando pedras e comida, nada mais!

    • achsanos

      Portanto, se derem a eles uma máquina de escrever, já sabem o que pode sair…

      • Marcogro®

        Um foguete?

        • achsanos

          Na verdade eu me referia a aquela velha tese de botarem macacos em frente a uma maquina de escrever até que… não, pera, hahahahahahahahahaha

    • Jaques Kennedy de Menezes

      Bom, entre os macacos da neve japonês, o macho dominante recebe favores dos outros para permitir que uma pequena elite utilize as fontes termais. É uma forma de dizimo.

  • Samuel

    Comportamento estranho mesmo. Sempre em uma arvore com uma cavidade.

    • Ivan

      Dizem que em uma arvore com cavidade que saiu o primeiro casal de macacos gerando todos os outros macacos do mundo, esse casal de macacos tiveram dois filhos e não me pergunte da onde saiu o resto dos macacos.

      • Samuel

        Engraçado que nesta história a ordem com que os seres aparecem é: primeiro animais na água, depois os animais na terra, só depois pássaros e, só por último, aparece o “macaco pensante” sabidão. E já que eles não eram tão exxpertos quantos os macacos pós-modernos, poderiam ter simplesmente escrito que tudo saiu junto, de uma vez, de dentro da barriga da grande mãe macaca…

  • Killerjabuti Gilson

    Devia ter um macaquinho maluco que foi lá bateu a pedrinha na árvore todo dia e tinha sorte conseguindo mais comida é mais fêmeas. Aí os macaquinhos começaram a imitar ele para ver se dava certo. XD

  • giovani eumesmo

    gostaria de saber se os bonobos tambem podem ter desenvolvido esse comportamento…

    • Nilton Pedrett Neto

      Bonobos não precisam de deuses… eles resolvem tudo com sexo.

  • Rolando

    Nunca vi um taxista atirando pedra em uma igreja. kkkkkkkkkkk

    • Alvaro Carneiro

      desnecessário fazerem isso, as “bondades” que eles praticam todos os dias já é homenagem suficiente.

    • Dr. Bruce Banner

      Deixa ele saber que o padre usa o Uber…

  • guilherme daniel

    descoberta da musica man…q coisa.

  • Joton Ferreira

    Me lembrou o conto dos cinco macacos http: //www. heptagon. com. br/ macacos.
    Não sei porque atiram pedras na arvore, só sei que foi sempre assim!!!

  • Zaaboo

    Não sei se viverei para ver o fim da raça humana. Mas eu vivi para ver os templos dos macacos. Essa me pegou de surpresa.

  • Islan Oliveira

    Cardoso, qual será o castigo que o Deus-Macaco dará pra o infiéis que realizaram Macaquinhos?

    • Coronel Campbell

      huheuheu

  • Daniel

    Penso que eles já estão extremamente evoluídos, observe com calma… o culto todo não dura mais de 2 minutos, vai lá pensa no pedido atira uma pedrinha (ou pedrona dependendo da dificuldade do pedido) e está tudo certo. Como eu queria que os cultos humanos fossem tão rápido quando… as pessoas teriam muito mais tempo livre para fazer coisas mais produtivas…

    • Samuel

      Daniel deve morar em cima de uma igreja pra se incomodar tanto com o tempo que os outros gastam com templo

      • Daniel

        Pelo contrário moro no meio do mato, mas mesmo aqui no mato sempre há um “portador da luz, voz e verdade” que liga o rádio no último volume espalhando aos 4 ventos (e a quem quer e não quer) a palavra do senhor… Outros dedicam o domingo de manhã inteiro a aborrecer salvar quem não esta afim de ser salvo de nada a não ser das criaturas no portão… como vê, não é que me importe com o que os outros fazem ou não. O problema começa quando o que fazem interfere na minha vida pessoal e no meu tempo.

        • Samuel

          Já ouviu falar em funkeiro sem fone? E meu vizinho q ouve rock nacional no talo até meia-noite de domingo? Meu caro, sinto te informar, mas o problema não é a religião dos outros, mas “os outros”. Se não quer ter problema com pessoas, te aconselho a mudar mais pro fundo do mato.

          • Daniel

            Bem não era esse o foco do comentário original e sim sobre o vídeo do post e sobre coisas que considero desnecessárias e improdutivas sobre o “meu” ponto de vista, mas já que chegamos até aqui, concordo com você que o problema seja os outros, e mais ainda quando não se permite aos “outros” ter opinião própria e se defende com unhas e dentes o próprio ponto de vista. Como ambos fazemos nesse exato momento kkk A partir do momento que dizemos qualquer coisa sobre achar certo ou errado o que o “outro” faz, pensa ou acredita já estamos tentando nos impor aos demais, independente de estar acusando ou sendo o defensor da causa.

  • Fabio Esteves

    Não pode ser algum tipo de marcação de território, de sinalização? A suspeita de comportamento teísta vem só da pilha de pedras? Se eles estivessem depositando algo de valor, que nenhum outro tocasse, como comida, aí eu ficaria intrigado.

    • Nilton Pedrett Neto

      antropomorfização do comportamento símio. :/

      • Samuel

        Exato

    • Garrete Alves Reis

      Me pareceu q a intenção deles é justamente ouvir os sons!! Eles jogam as pedras ou batem na árvore, ambos fazem o barulho característico.

      • Fabio Esteves

        Eu dei uma pesquisada no Google e uma das duas hipóteses é que a intenção é ampliar o alcance do som no já conhecido ritual de exibição do macho, batendo no peito e no solo pra se exibir. Eu acho que eles só estão tentando pegar macaca a distância mesmo, daqui a pouco inventam o Tinder.
        Ah, e a outra hipótese é marcar locais importantes e caminhos, como eu achei que fosse em primeiro lugar.

        • Rolando

          Pois é, eu acho que seria uma dessas duas hipóteses, essa de adoração é muita viagem desse pessoal.Eu sou mais de me guiar pelo princípio da Navalha de Ocam pelo qual a explicação mais simples para um problema tende a ser a correta.

          • Ricardo Silva

            E desde quando adoração é uma explicação complexa? Já se sabe que desde o seu primordio, o homem já adorava algo, logo, adoração seria uma explicação tão simples quanto as outras. ou você acha que Catolicismo e judaismo e budismo surgiram do nada, na forma que a conhecemos hoje.

        • Ricardo Silva

          Ampliar o som tacando uma pedra? já escutou um chimpanze gritando na vida real? Sem contar que no video aparece uma fêmea com o filhote nas costas atacando uma pedra também, e os machos estão relaxados e calmos antes de tacar a pedra, bem longe de um estado de excitação ou ritual de exibição ou acasalamento.
          Marcar caminho tacando uma pedra em uma arvore? A qual acaba caindo em um lugar aleatorio??
          Não sei dizer se é alguma tipo de adoração, mas uma olhada simples e rápida, já é o suficiente pra saber que o que você disse não tem nada haver …

          • Fabio Esteves

            Eu citei o paper, maluco. Foram os pesquisadores que escreveram isso. Volta ali em cima e clica no link.

      • Dr. Bruce Banner

        Então inventaram a primeira RAVE ou show de ROCK. Entendeu? Rock = Pedr… Esquece…

        • É…Quase lá…

        • Arthur Santos

          ai caralho huehuehuehuehue

        • Tá no caminho certo, mais umas centenas de anos (ou décadas, se houver interferência genética) e eles rirão de sua piada.

          • Dr. Bruce Banner

            Se você entendeu eles entendem…
            Se você não entendeu, com certeza eles irão entender…

    • Homero

      Se você ler o Paper (devidamente linkado no final do artigo), verá que não é uma situação simples de demarcação de território.

      O artigo explica que chimpanzés, assim como humanos, conseguem passar conhecimento entre gerações permitindo a criação de uma cultura. Também mostra que não ocorre apenas o arremesso de pedras, mas também o acúmulo delas em uma única arvore, com o arremesso seguindo um padrão específico, com um ritual (uma demonstração de força), e por um grupo distinto (machos adultos, não apenas um, mas vários). Isso é que torna forte a hipótese de um comportamento desenvolvido culturalmente. O fato de não haver nenhuma vantagem óbvia na atividade (não serve para acasalamento, afastar predadores ou adquirir alimento) é o que a torna intrigante e aproxima à analogia da religião. O fato de sítios pré-históricos indicarem que os primeiros hominídios utilizaram pedras em rituais religiosos é o que aproxima os dois comportamentos.

      O autor apenas indica que podemos aprender muito sobre o desenvolvimento cultural e religioso da nossa espécie se estudarmos melhor este comportamento e buscar padrões semelhantes de acúmulo de pedras em sítios arqueológicos onde havia grande concentração de símios e pré-hominídios.

      • Fabio Esteves

        Eu comentei uma hipótese que li no paper aí por cima. Essa: “The incorporation of stone tools into this display [hand and feet drumming] may serve to enhance
        the sound propagation properties in more open savannah-woodland
        landscapes”. Achei mais plausível. Enfim, ainda requer muitos estudos.

      • Patolino Verde

        Parabéns! Melhor comentário, demonstrando que leste o artigo, não apenas a notícia.

    • Eugênio Lima

      Só eu achei parecido com jogo de basquete rudimentar?

  • Hamlacerda

    Pois me pareceu que eles estavam assustados com alguma “Fera” dentro das árvores. Eles jogavam uma pedra, fazia um som estranho – inclusive em todas as árvores fazia o mesmo tipo de som – e eles fugiam, como se tivesse provocado a fera com vara-curta.

    Me parece que esses pesquisadores também estão tentando criar uma crença a partir dessas gravações.

  • Talles Lima

    Calma aí… os chimpanzés estão empilhando pedras e a conclusão imediata que tiram é… que estão praticando religião? :v … e em vez de citarem (ou melhor: linkarem) o artigo fonte dos “pesquisadores” (que nem sabemos de que área são, podem muito bem não ser biólogos com especialização em primatologia) eles citam Neil Gaiman? Um autor de alta-fantasia…? Ok :v

  • Theuer

    Véio, quem é essa galera comentando por aqui?

    • Serão os chimpanzés-crentes?

      • achsanos

        É que os macacos parecem ser de uma religião diferente. Precisamos convertê-los.

        • Marcogro®

          Ih, tô prevendo uma nova cruzada. Ops! Não é zoofilia não gente.

    • ricms

      Vdd. Apareceu uma galera além das figurinhas carimbadas.

    • @ccardoso:disqus/ Nick Ellis, vcs fizeram algum marketing diferenciado para atrair novos leitores?

      • kenji

        O MB tá aparecendo na home do Yahoo, então…

  • Hemeterio

    Falando no Gaiman, cito paralelamente o Alan Moore. O seu A Voz Do Fogo é um monumental e tambem perturbador marco zero pra a origem das religioes. Assustador, plausivel e recorrente. Dos primeiros povos a Jim Jones, John Smiths e Kardecs da vida: o embuste é um so, mas demasiado humano.

  • Hellraiser.

    Deus cansou dos humanos fazendo merda.

    Isso me lembra o livro do Planeta dos Macacos.

  • Mauricio Rocha

    Os macacos ateus devem olhar e pensar: “Olha o trouxa! Acha que a árvore vai sair dali e fazer alguma coisa na vida dele.”

  • Thiago Alan Ramos

    meu isso é muito interessante e legal, massa muito massa!

  • Avelino De Almeida Bego

    Não pousem em Europa!

  • gabriel django

    Vejo chimpanzés apedrejando raízes tabulares, não vejo Deus, vejo chimpanzés procurando fazer barulho.

    • Dr. Bruce Banner

      Imagine, se esses pesquisadores descobrirem as abelhas, o que dirão do mel e da geléia real.

      • Arthur Santos

        Com as dancinhas delas pra passar informação, vish, vão chamar de ritual e terreiro aéreo.

  • Maninho

    Vai ver é o primeiro mico petista ;-D, já tem muito tucano nessa floresta.

  • Essa mania de humanizar animais silvestres já causou muitos problemas. Alguém por favor faça um estudo científico e sério sobre isso. “Parecem” pilhas de pedras cerimoniais e parece o taxista que se benze não estão bem fundamentadas do ponto de vista científico.

    • Arthur Santos

      Não é científico, é místico. 🙂

    • Roger D. C. Delboni

      O paper foi publicado na Nature e está linkado no fim do texto.

    • Big Joe

      Exato. Mesmo assim, com paper e tudo, há Ciência e Má ciência (bad science). Uma das coisas mais comuns são conclusões “científicas” sendo destroçadas tempos depois por outros resultados. Sempre há um viés, que pode ser uma pressuposição do pesquisador ou algo de errado no design do estudo, e que gera resultados incorretos. E olha, sentar meia horinha pra observar micos jogando pedras em árvores, ou passando a mão nelas, e daí concluir que desenvolveram instinto religioso é uma extrapolação da largura do Atlântico.

    • Ricardo Silva

      Humanizar animais? como se o ser humano fosse um ser de outro planeta kkk

  • Gaius Baltar

    Essa é a razão pela qual embora eu já pague a internet, faço questão de assinar o pacote premium que é o Meio Bit. Esse artigo é excelente, tanto no conteúdo quanto na forma. Dessa vez o Cardoso superou-se. Parabéns cara, você é dos que valem a pena ler até legenda de foto.

  • Arthur Santos

    Então os Gokuístas tem razão? 😮

  • Carlos José Da Costa

    Comportamento supersticioso, igual aquele detectado em pombos numa pesquisa recente de 1947.
    Os pombos tem mais fé? Evoluíram mais rápido?
    O que não deixa ser igual também o taxista que se benze. Pura superstição.
    E junte isso ao “macaco vê, macaco faz”…
    É a qualidade da ciência que está caindo globalmente…

  • bruno miranda

    Puts sempre quis experimentar cérebro de chimpanzé, agora acho que eu fiquei dó.

  • Marlon Luz

    Cara, achei o artigo muito sem base Pelo video dá pra ver que existe uma relacao entre a arvore e o macaco, mas qual macaco nao tem relacao com arvores!? e outra, já morei em Manaus, no meio da floresta Amazonica, o mesmo tipo de arvore com caule mais grosso na base (na verdade uma raiz exposta) eh utilizado até hj pelos indios como forma de comunicacao, batem pedras nas arvores para se comunicar, quando bate a pedra nesse tipo de arvore o barulho vai lonnnnge!!! Enfim, se eles trouxessem bananas p arvore até acharia estranho, mas do jeito que está… definitivamente nao é conclusivo 🙁

    • Tejobr

      Também vi mais relação com o som provocado.

      Ou podem apenas estar “atirando pedrinhas na água”.

  • kenji

    O texto já mostrou a que vinha nas deliciosas palavras de Clarke. Good game.

  • Acho que tudo não passa de uma pegadinha estrelada pelo Ron Perlman.

  • Walter Reif

    Quanta bobagem. Eles teriam que primeiro criar algo parecido com uma cultura antes de serem capazes de vislumbrar uma religião. O vídeo me sugere o fato de chimpanzés de um grupo rival terem demarcado a árvore, causando a reação dos que passam por ela. Só isso. Pergunta: Tem gente que é paga pra pesquisar e concluir esse tipo de bobagem?

    • Ivan

      Verdade especialistas em chimpanzés não pensaram nisso, mas ainda bem que temos um especialista aqui nos comentários.

      • Recriar a pesquisa e mostrar que a conclusão é falsa ninguém quer

  • Thiago Alan Ramos

    Olha que interessante, podemos estar diante de um dos maiores acontecimentos da historia do mundo, depois de nós! Eu não sou especialista em primatas chipanzés pra dizer que não, esses cientistas vivem diariamente com esses macacos sabem até diferenciar um do outro então quando dizem que é um comportamento estranho pode muito bem ser isso sim!

  • Sergio Rainor

    Pffff, que falta do que escrever. Uns chimpanzés fazem uns barulhos e jogam uma pedra numa árvore…..Inventaram um deus…..Logo dirão que um pássaro cagando na cabeça de alguém também é o surgimento de uma entidade emplumada.

  • Papel Alumínio

    SE O HOMEM VEIO DO MACACO, PQ EXISTE MACACO?

    • Tejobr

      Continuaram nas árvores.

  • Leonardo Cunha

    é impressão minha ou eles já estão pagando dizimo? tem um grandão no incio do video q vai dar um confere na coleta

  • la_gomes

    Estranho, pois já vi uma história (ou estória) em que a gorila Koko (a que se comunica por linguagens de sinais) perdeu um filhote e este foi enterrado. Uma cientista levou Koko a cova e disse para ela que o filho dela estava naquele buraco e ela respondeu que era apenas o corpo dele que estava lá.

    Sinceramente, não sei é verdade e nunca fui atrás de fontes e também não sei se as palavras da gorila expressam algum sentimento metafísico.

  • e por algum motivo os chimpanzés quando passam por aquelas árvores tacam pedras nelas, agitados,

    Estes eram,obviamente, os ateus de fim de semana.

  • Luís Eduardo

    Não adianta… Inteligência = agressividade = militarismo / religião / consumo / dano ambiental = autodestruição. Queria morrer e conferir outros mundo e multiversos para ver as maravilhas diferentes do que disse. Mentira, vou só apodrecer mesmo…

  • Marcos Cavalcanti

    É só esperarmos mais alguns milhares (MILHARES) de anos para esses símios evoluírem junto com a “crença” deles, para se tornarem humanos “religiosos”… Eita!, mas o último símio a evoluir, e não fui eu, era de uma raça que NÃO existe mais. Há os que creem num ser invisível que tudo fez e há outros que acreditam numa senhora de nome Mãe Natureza… Essa também não raciocina nem escreve livros!

  • Pingback: TechnoCast – 008 – Dinossauros andam entre nós | TechnoCast()

  • Alex

    Os chimpanzés tem um sistema de crenças melhor que o nosso!

    Não possuem padres pedófilos nem pastores estelionatários (alias, as duas palavras justas é quase um pleonasmo).

    Não possuem videntes que usam leitura fria pra enganar e sugar a grana dos inseguros e fragilizados indivíduos que a buscam…

    Os crentes humanos deveriam aprender com eles!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis