Galaxy A5 e A7: tela AMOLED, bom desempenho e materiais nobres, com preço de high-end

samsung_galaxy_a_1

Fomos conhecer na quinta passada em São Paulo os novos Galaxy A5 e o Galaxy A7 da Samsung, que são uma grande aposta no mercado, já que apesar de serem uma linha mid-range, contam com especificações de um high-end, e preço idem (R$ 2.199 para o A5 e R$ 2.499 para o A7).

Além do aumento do dólar, os materiais usados no Galaxy A são um dos fatores do seu preço, já que a Samsung não poupou despesas: o aparelho tem case de metal e é coberto por vidro Gorilla Glass 4 dos dois lados, na frente e trás, para dar uma maior proteção contra os tão comuns acidentes.

Por dentro, os novos smartphones da linha A contam com 16 GB de capacidade e 2 GB (A5) ou 3 GB (A7) de RAM, com processador octa-core de 1,6 GHz. O A5 tem tela AMOLED de 5,2″; enquanto o A7 tem tela de 5,7″; ambos com resolução Full HD e densidade de 424 pontos por polegada no Galaxy A5 e 401 no Galaxy A7.

samsung_galaxy_a_3

A pegada dos aparelhos também é bem interessante, com um design que lembra bastante o Galaxy S6, com a mesma borda arredondada. Tanto o Galaxy A5 quanto o A7 contam com NFC, e a Samsung diz que já está pronto para o Samsung Pay, que deve ser lançado no Brasil ainda este ano, ou seja, em breve será possível fazer pagamentos móveis seguros com o leitor de impressões digitais dos smartphones.

As lentes das câmeras traseira e frontal contam com abertura ƒ/1,9; deixando entrar até 60% mais de luz, o que é bom para ambientes de baixa luminosidade. A câmera traseira tem 13 megapixels, estabilização óptica de imagens e foco automático. A câmera frontal tem 5 megapixels, e recursos como tirar fotos selfie esticando a palma da mão para a câmera, além de selfie panorâmica e embelezamento (“limpar pele, afinar o rosto e aumentar os olhos”), uma função que (no meu caso) tem alto potencial de transformação em um alienígena, dependendo das configurações.

A duração da bateria não deve ser um problema: o A5 tem uma de 2.900 mAh e o A7 tem generosos 3.300 mAh. O dual-SIM é opcional, pois o segundo SIM ocupa o mesmo espaço do cartão micro-SD, que aliás é compatível com cartões de até 128 GB. Nosso velho conhecido TouchWiz roda em cima do Android Lollipop, mas a Samsung promete que vai atualizar para a última versão, em uma data a ser definida. Algo interessante é que usando o MyKnox, dá para ter duas contas do Instagram ou do WhatsApp, uma para a empresa e a outra pessoal, resolvendo um grande pesadelo dos produtores de conteúdo, postar na conta errada (quem nunca?). É claro que ao sair da empresa, o chefe vai pode apagar tudo o que foi colocado no aparelho, mas pelo menos vai deixar seus aplicativos e dados pessoais intactos.

samsung_galaxy_a_4

Pra concluir, o objetivo da Samsung posicionar a linha A como uma alternativa intermediária “ma non troppo” entre o Galaxy S7, S7 Edge e S7 Plus que estão vindo por aí (com preços que certamente serão bem salgados) e a linha J, com aparelhos mais acessíveis que também será renovada nos próximos meses. Ainda não testamos os novos Galaxy A, mas devo confessar que gostei muito do A7, e para quem está disposto a pagar acima de R$ 2 mil por um smartphone, a tela e a bateria compensam a diferença de R$ 300 no preço dos dois, na minha humilde opinião.

Gostou do Galaxy S5 ou do Galaxy S7? São três cores, preto, rosa e dourado, compre o seu Galaxy A5 ou A7 no Submarino (com desconto de R$ 100 válido para hoje).

Saiba mais na Samsung Brasil.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Nick Ellis

Nick Ellis é autor do Meio Bit, Digital Drops e Blog de Brinquedo.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja