SciCast #49 — Política

SciCast_MP3Cover

A democracia não é uma invenção recente. O regime onde o povo governa surgiu nas cidades-estado gregas, sobretudo Atenas, no século V antes de Cristo. De povo só tinha o nome: a esmagadora maioria da população, mulheres, estrangeiros, escravos, não eram considerados cidadãos de facto. Mas aqueles que eram cidadãos exerciam seus direitos políticos diretamente nas tribunas.

Muitos séculos depois, o ideal de poder nas mãos do povo ressurgiu durante duas importantes revoluções da civilização ocidental: a revolução americana e a revolução francesa. Vários fatores levaram à democratização do ocidente: os filósofos liberais, o iluminismo e o desenvolvimento do capitalismo.

Acompanhe os candidatos do Partido do SciCast, Renan, Jorge, Estrela, Marcelo e Bárbara deflorando o 2º selo do apocalipse ao falar sobre política, eleição, democracia e Promet(araaarrrrrrrrrrrrrrgggggggggggg!!!!!!!!!, meus olhos, meus olhooooossss).

Visite o hotsite do SciCast para fazer o download e ler outras informações relacionadas.

Foto da Vitrine: Pablo Rigamonti.

Relacionados: , ,

Autor: Lilly Ann

“Se você pode sonhar, você pode fazer.” Walt Disney.

Compartilhar
  • Essas considerações finais… 😀

  • Onemaster

    O diagrama de Nolan, não é o diagrama que merecemos, mais é o diagrama que precisamos.

  • Lucas Balaminut

    Estou ouvindo na hora do almoço: talvez este seja o SciCast de trilha sonora mais diversificada! Eu gosto muito desse estilo de trilha que acompanha a mudança do assunto.

    • EstrelaStein

      Acho tão legal quando percebem esses detalhes =)

      • Lucas Balaminut

        Parabéns pra quem editou, ficou muito legal! 😀

  • Lucas Balaminut

    me controlando ao máximo para não começar uma discussão política

  • Joey Frango

    left em azul

  • Pingback: Era para ser um Audax de 200k, mas…. | Biketour()

  • Gabriel D’Agosta

    O duro de se falar de política é que existem quatro grandes quadrantes dentro do espectro político dos quais são impossíveis de fugir e, dessa forma, quando se coloca um professor para dar uma aula sobre política, inevitavelmente, ele vai estar representando um desses quatro quadrantes, e a aula sobre política acabou não conseguindo fugir disso, mesmo dentro do SciCast, que é um podcast de ciência. Eu, quando vi que falariam de política, já acabei ficando um pouco com receio de ouvir (tanto que ouvi uns dez outros episódios antes de partir para este) pensando justamente na possibilidade disso acontecer. Mas acontece. Uma das grandes reflexões que o episódio me deu, talvez a maior, é se é possível falar sobre política sem expressar viés político, o que me fez lembrar algumas aulas de antropologia em que meu professor falava sobre “alguém que está dentro de uma cultura sempre vai julgar uma outra com base na sua, por mais esforço que faça para tentar evitar isso”, que se encaixa perfeitamente nessa reflexão. Ainda assim, apesar disso, gostei bastante do episódio. Vida longa ao Scicast!

    • Guest

      Me dê o endereço dessa escola cujos professore não ensinem apenas socialismo.

      • Gabriel D’Agosta

        R. Roberto Clark, 357 – Centro, Birigui, SP

        Estudei em escola pública minha vida inteira, e as únicas vezes que os professores abriam a boca pra falar sobre socialismo, era pra falar que “no comunismo, tem um problema muito grande… como é tudo coletivo, não pode nem sequer existir relação monogâmica… então, sua esposa não é exatamente sua, hehehe”, dita eternamente pelo meu excelente professor de história (excelente MESMO) ou, “em Cuba um médico ganha o mesmo que um gari.. onde já se viu? imagina, você estudar feito um louco, e, no final, ter o mesmo salário que um gari?”, dita eternamente pelo meu também excelente professor de geografia (talvez o cara que mais me inspirou até hoje). Nas aulas de filosofia, só estudamos os clássicos e o iluminismo; e nas aulas de sociologia, só tive professor nos dois últimos anos do ensino médio, e foram essencialmente, sobre o que é pensamento sociológico. E essa escola é a melhor escola da cidade.

        E ah, que eu me recorde, nossa escola pública é voltada exclusivamente para fazermos vestibular, nosso ensino é completamente tecnicista e voltado criar mão-de-obra barata para o mercado de trabalho, os alunos têm de levantar seis da manhã, têm um intervalo, voltam pra casa ao meio dia, para que se acostumem e achem normal fazer isso diariamente quando encontrarem um emprego. Somos ensinados à manter a ordem, respeitar a hierarquia e ai de quem tentar ter um pingo de criatividade e abrir a boca dentro da sala pra discutir com um professor ou diretor, ou até mesmo com um amiguinho.

        Isso tudo é ensinar o socialismo?

        Se as escolas conseguissem ensinar o que é socialismo com o mínimo de profundidade, tenha certeza, nem eu nem você estaríamos aqui agora. Estaríamos num eterno “vem pra rua”, ainda mais nessa época. E, aliás, também, porque não ensinar socialismo? É um tipo de conhecimento que tem de ser proibido? Lembra-se do Index, da Igreja Católica? Ou da história de duas pessoinhas que foram expulsas de um paraíso porque desafiaram um senhor e comeram a maçã do conhecimento? Rs.

        Que pensamentinho esse o teu, hein?

        Ah, e agora, sendo objetivo: quando fiz meu comentário, foi justamente pensando no fato de que o quadrante social do espectro político foi meio negligenciado, e tratado de forma um pouco vaga. Mas entendo, pelo tempo e pela proposta. Apena fico aguardando um episódio mais bem elaborado sobre política. Abraços.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples