Rússia quer acesso ao código-fonte da Apple e SAP

Laguna_Vladimir_Putin_iPad

Ninguém segura Vladimir Putin. Depois de ter posto o Tor a prêmio (com ele mantido pelo Pentágono? Quá quá quá), de membros do governo alterarem o wiki sobre a queda do MH-17 para culpar a Ucrânia e banir processadores imperialistas do país, além de impor que blogueiros e tuiteiros devem se registrar junto à agência de notícias estatal, o presidente russo quer botar a mão no código-fonte da Apple e SAP, sob acusação de que ambas empresas espionam o país e que poderiam revelar segredos sensíveis.

Obviamente, esse é um movimento de represália. Como tanto os Estados Unidos quanto a União Europeia aprovaram sanções à Rússia devido seu envolvimento no sururu que acomete a Ucrânia, agora surgiu a proposta feita na semana passada pelo ministro das comunicações Nikolai Nikiforov aos representantes de ambas empresas no país: o gerente-geral da Apple na Rússia Peter Engrob Nielsen e o diretor local da SAP Vyacheslav ORekhov. A desculpa oficial é que a proposta tem como objetivo proteger os direitos e a privacidade dos cidadãos russos (sei…), bem como obviamente informações sensíveis do Kremlin.

Como carta na manga, o ministério mencionou a cooperação de longa data da Microsoft com o país, onde ela compartilha o código-fonte do Windows e outros produtos com a Atlas, uma empresa de segurança da informação ligada ao estado desde 2003. Com isso, o ministério diz que empresas estatais que utilizam serviços de companhias que não compartilham seus dados podem se colocar em situações complicadas. Nikiforov disse que isso não significa que ambas têm algo a esconder, mas levantou a dúvida de agendas secretas “caso se recusem a cooperar com a Rússia”. Obviamente, tanto a Apple quanto a SAP se recusaram a comentar o assunto.

Há não muito tempo atrás, o governo russo baniu iPads de repartições públicas pelo mesmo motivo: a espionagem que a NSA estaria realizando no país (como coisa que Putin é inocente) de empresas, visando posicionamento comercial privilegiado (como ocorreu com a Petrobrás) e os dispositivos da maçã seriam intermediários. Na época Nikiforov disse que isso não significava um fim da parceria entre Moscou e Cupertino, mas é evidente que Putin deseja o controle total de toda a informação que passa pelos servidores do país. O grande problema é que ao ceder todo o código-fonte para a Rússia, tanto a Apple quanto a SAP poderiam se colocar em situações fora de controle, algo que se vivo fosse Steve Jobs não permitiria nem em seus sonhos mais insanos.

Não há mocinhos nessa história. Por um lado a Rússia tem razão em reclamar, mas é bom estarmos cientes que estamos falando de Vladimir Putin, um ex-KGB (eu sei) que está fazendo de tudo para controlar a Mãe Rússia nos moldes da velha URSS, com culto à personalidade e tudo. No mais, eu só lamento que em outros tempos os russos usavam métodos de espionagem mais interessantes.

anna-chapman

Fonte: R.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples