Estudo prevê 54 milhões de carros autônomos em 2035

Knight Rider

Em novembro publicamos um post sobre um executivo da Nissan, que previu a entrada de carros autônomos no mercado para 2020. Dadas as exigências de inteligência artificial para um carro sobreviver no dia-a-dia do trânsito, talvez 2020 seja bem otimista. Agora outro estudo, desta vez da IHS, detalha mais as previsões.

Chutam estimam para 2025 vendas globais de 230 mil carros autônomos.  Dez anos depois esse número chegará a 11,8 milhões, com um total acumulado de 54 milhões de unidades. Em 2050, virtualmente todos os carros serão autônomos.

Dentre os 54 milhões em 2035, a “autonomia” dos carros será dividida em categorias. A IHS trata como autônomos as categorias 3, 4 e 5.

Na Categoria 3 o carro é dirigido manualmente mas, nas condições ideais de pista, clima, etc, pode ser colocado no automático. Isso já existe. Em 2007 o Top Gear demonstrou um BMW 330i que, alimentado com as características do circuito de testes do programa, fez uma volta completamente autônoma, com um Jeremy Clarkson apavorado apenas observando sem encostar no volante.


KnightsBooking — Top Gear | New Self-Driving BMW 330i | 720p HD / HQ Sound

Claro, um simples cachorro na pista e adeus BMW, tecnologia, etc. Pistas elevadas, viadutos exclusivos para carros automáticos poderiam ser úteis para veículos assim.

A Categoria 4 seria de veículos 100% autônomos, mas com opção de controle manual. Essa ainda não existe e muita gente duvida que mesmo em 2025 já tenha sido viabilizada.

Já a Categoria 5 é algo que exige uma mudança de comportamento total do humano médio. É o carro autônomo que não tem opção manual. Dizem que em 2035 serão vendidos 4,8 milhões de unidades.

21 anos em tecnologia é muito tempo, qualquer previsão para 2035 muito provavelmente está errada, mas se for para chutar, eu duvidaria na popularização de carros 100% autônomos. O prazer de dirigir, mesmo que só no final de semana, é algo que poucos motoristas aceitarão abrir mão.

Fonte: CNet.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • Bicows

    Galera começou 2014 otimista pacas… 2025!!!!
    Imagina aki no Brasil il il, um carro 100% autonomo encarando essas buraqueiras… 1 semana e ele mesmo vai ate a concessionária e pede pra instalar alguns opcionais:
    Volante (Conjunto completo);
    Pedal de freio;
    Pedal do acelerador;
    Volta pra casa com um bilhetinho no banco do motorista:
    “Eu Desisto!”

    • Guilherme

      É verdade. Carros autônomos só vai dar certo em países de verdade.

  • Bruno

    Futurólogos.
    E os milhões de carros elétricos até 2015?
    Esse pessoal é pago pra fazer previsão (propaganda) de coisas que nem existem no mercado.

  • cquintela

    Imagino carros autônomos funcionando em uma autoestrada com sensores preparadas para a tecnologia, o cara entra na estrada cheia de sensores e esquece o volante.

  • Fabio Tust

    Também acho bastante otimista a data, mas pelo lado da tecnologia. Pelo mercado consumidor acho que não haverá muita rejeição, pois o “prazer em dirigir” já vem sendo modificado a alguns anos. A popularização dos cambios automáticos, controle de aceleração e até os SUVs que trazem modelos de suspensão que criam um afastamento do motorista em relação as sensações do solo já estão automatizando a nossa forma de dirigir.
    Somado a isso temos os problemas com transito mais caótico, mais pessoas já acostumadas a não dirigir, por usarem transporte público, e muitas pessoas que preferem usar o smartphone ou tablet ao invés de dirigir.
    Acho que se os preços não forem muito altos poderemos ter uma adoção massiva de carros autônomos, mas só se a tecnologia evoluir muito.

    • Bruno Rocha

      Nesse estilo que você disse, acho que só vai pegar na Europa e Japão. Nos EUA já duvido e, convenhamos, quando o maior mercado do mundo rejeita, ainda mais no mercado automobilístico, o que sobra não paga a conta.

  • Firmo

    Acho que o conceito de cada pessoa ter o seu carro vai mudar antes de existirem esses carros autônomos, ou pelo menos deveria. Caso contrário vamos ter milhões de carros autônomos presos no engarrafamento. Rs rs

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis