Xiaomi vende 150 mil unidades do Mi3 na China em 10 minutos via WeChat

Xiaomi MI3

A Xiaomi tem muito o que comemorar. O Mi3, seu top de linha está vendendo muito bem na China e tem deixado consumidores em todo o mundo chupando o dedo, já que infelizmente ela não atua em outros países, canário cenário esse que está em vias de mudar agora que Hugo Barra é o VP global da empresa.

No último mês a empresa já havia conseguido vender 100 mil unidades do Mi3 em um minuto e meio, o que comprova que o povo chinês é tão consumista que qualquer outro país do ocidente, tem dinheiro e pretende gastá-lo. Apesar de ter um hardware de ponta com o Tegra 4 (a Xiaomi prometeu uma versão com o Snapdragon 800 da Qualcomm para o próximo mês, provavelmente visando o mercado mundial), 2 GB de RAM de display de 5 polegadas Full HD ele é vendido por um preço até razoável, cerca de US$ 350 para o modelo de 16 GB.

A empresa recentemente fez uma campanha com a Tencent através do WeChat, app que está em franca expansão no mundo inteiro e já é a segunda aplicação de chat mais utilizada: em nota recente a Tencent divulgou que o app chegou a 271 milhões de usuários ativos por mês, ficando atrás apenas do WhatsApp. O resultado foi assombroso, segundo a fabricante, 150 mil aparelhos Mi3 foram vendidos em 10 minutos através do chat. Todo o processo, desde a reserva até o pagamento foi realizada através do app, o que indica que o WeChat possui potencial para e-commerce.

Se a empresa vai conseguir repetir o sucesso alcançado na China mundialmente agora que a intenção da Xiaomi é se expandir, só o tempo dirá. Entretanto o retrospecto local é bom e o hardware da Xiaomi já foi comprovado como sendo de qualidade por aqui. E com a expertise de Barra com o Android é bem provável que a empresa se torne se não forte o suficiente para bater de frente com a Samsung, ao menos uma alternativa decente entre LG, Sony, ZTE e HTC.

Fonte: TNW.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Editor do MeioBit, membro da equipe #SciCast, técnico freelancer, programador frustrado, Mighty No. 34.185 e em busca do Cubo Cósmico.

Compartilhar
  • http://www.samuelcorradi.com.br/ Samuel Corradi

    Tenho medo de um dia minha casa ter um telhado curvo, um dragão pintado no portal, e ter que aprender mandarim.

    • Julio Verner

      Morreremos vendo isso acontecer(acho que vai demorar um pouco ainda)… MUITA coisa já pertence a China, e não acredito no papo de que os EUA ainda são os maiorais ahaha

    • http://ceticismo.net/ Pryderi

      Em alguns colégios do Rio de Janeiro já se ensina mandarim.

    • Christian Oliveira

      Apesar do comercio expancionista da china ser assombroso, não parece ser o mesmo com a cultura, como a expansão cultural inglesa da época do café, a francesa do inicio do século passado ou da americana atual.

      Acho que gostamos de consumir os produtos, mas a cultura deles nem tanto.

      • http://www.samuelcorradi.com.br/ Samuel Corradi

        Aí você falou. Na verdade, os costumes orientais nunca foram bem assimilados aqui no ocidente. Na verdade, na questão de cultura, acho mais fácil eles se interessarem (parece ser o que ocorre).

    • Edmilson_Junior

      Eu topo telhado curvo e um dragão no portal, o problema é o mandarim, se minha letra é feia com o nosso alfabeto imagine no deles.

  • Raffael Bottoli Schemmer

    Mesmo que toda “tralha” tecnológica seja feita na china (Ou em taiwan, que seja), os telefones de ponta da Xiaomi são os únicos que invalidam a máxima que tudo que vêm da china ou é exótico ao mercado Ocidental ou Lixo.

    Esses mi(x) like sem sombra são telefones ideias pra quem não se convence em gastar 500/600(min) dolares (Pensando em comprar lá fora ainda) em um Galaxy S (Top) ou um (new) Iphone.

    • Christian Oliveira

      Tudo é produzido/manufaturado na China, do melhor ao pior produto, só depende de quem está encomendando, já nem tudo é projetado na China, geralmente o que é projetado pelos Chineses quase sempre começa com um produto “chupinhado”, chegam a incomodar bastante como é o caso dos roteadores Huawei, que começaram copiando descaradamente os da Cisco, hoje elas até teem um acordo na divisão de mercados, depois do processo que a Cisco moveu. Com carros também não está sendo diferente. Esse celular lembra um pouco o design dos Lumia.

  • Pingback: Xiaomi pretende se instalar no Brasil e outros países ainda em 2014()

  • Pingback: Xiaomi é pega cometendo uma gafe pior que a da Nokia()