bye-reader

Existe vida após o Google Reader: confira quatro alternativas bem legais

bye-reader

E o Google aprontou de novo: após nova faxina, vários serviços entraram na fila da degola, o principal deles o Reader, que será desativado em 1º de julho próximo. Apesar de ele não ser o melhor leitor de feeds e nem de longe era a maçã mais vistosa da cesta de Mountain View, o Google Reader possui muitos usuários fiéis (eu incluso) que não gostaram nem um pouco da possibilidade de ficarem desamparados de uma hora pra outra.

Claro, o burburinho é um tanto quanto exagerado. Opções ao Reader pipocam aos montes, e aqui listei quatro que merecem sua atenção. São elas:

NetVibes

netvibes

O NetVibes é bem popular e mantém a interface antiga do Google Reader, para aqueles que não se habituaram com a última. O feeling é praticamente o mesmo, e é uma boa pedida para quem está com certo receio da mudança por vir. Além disso, ele possui opções de analitics, tags e alertas, que em tese justificariam o fato dele ser pago, mas você pode testá-lo por 15 dias. Ele possui um modo gratuito com limitações, mas a empresa espertamente o desativou devido o fluxo de novos usuários. =\

Feedly

feedly

Esse possui opção de customização de interface, desde deixá-lo com a cara do Reader a uma mais parecida com uma revista eletrônica. Disponível para Android e iOS, além de extensões para Chrome, Firefox e Safari. E como a empresa já vinha se preparando para o shutdown do Reader, ela já prometeu que a migração ocorrerá sem traumas.

Taptu

 taptu

Também com opções Web, iOS e Android, ele possui uma interface bem parecida com outro leitor, o Pulse, mas a diferença é que o Taptu é extremamente customizável. Inclusive é possível alimentá-lo com os feeds de suas redes sociais. Apesar de bem interessante no formato web, não achei muito funcional no smartphone. E, por falar nisso…

Flipboard

flipboard

No mobile, particularmente considero o Flipboard como a melhor opção. Originalmente o app vitrine do iPad, ele adapta seus feeds e redes sociais para o formato de revista tal como o Feedly, porém a interface é mais amigável. A forma como ele foi inteligentemente adaptado para smartphones é de tirar o chapéu dada a simplicidade: apenas um flip vertical para mudar de página. O único contraponto é o limite de quatro páginas para feeds com janelas e ele não ter uma opção web, que seria duca. Ele já foi tema de dois reviews, aqui e aqui (focados no iOS, mas tudo dito ali se aplica no Android).

Eu até indicaria o Google Currents, mas como nem a empresa se lembrou de recomendá-lo aos usuários do Reader, por que eu o faria? 😉

Published by

Ronaldo Gogoni

Editor do MeioBit, membro da equipe #SciCast, técnico freelancer, programador frustrado, Mighty No. 34.185 e em busca do Cubo Cósmico.

65 thoughts on “Existe vida após o Google Reader: confira quatro alternativas bem legais”

      1. Thank you for uploading your OPML file. We will soon start importing your subscriptions, which might take up to several hours depending on the amount of feeds you have.

        There are 8914 users in the import queue ahead of you.

        uhahuahuauhhuahua

    1. Não listei o Old Reader porque não consegui tempo hábil para testá-lo e algumas pessoas tem reclamado que não estavam conseguindo migrar para ele. Mas ele também é bem recomendado.

      Aliás, sintam-se livres para recomendar outros leitores.

      1. Para testar, abri o The Old Reader. Porém, ao carregar um dos arquivos para importar: “There are 5814 users in the import queue ahead of you.” Aí fica difícil, pois foi apenas o arquivo subscriptions.xml, tem mais os outros (starred, liked etc.)

        1. Problema é que depois da notícia de hoje, as 3 da tarde, 45 mil usuários resolveram se cadastrar. Os caras foram pegos totalmente desprevenidos, e o sistema não tá aguentando.

          1. Agora tem 14 mil na frente, hehe. É compreensível pois imagino que seja um serviço de pequena escala, por isso não vou desistir de cara, apesar de ter gostado do feedly, assim que tiver importado tudo vou dar uma bisbilhotada. Em termos de semelhança, acredito ser o mais próximo do google reader mesmo. No blog já anunciaram que pretendem superar esse problema com as importações logo.

          2. Na página inicial do TheOldReader tem a informação de que é um projeto pequeno, feito para substituir a interface do “novo Reader”. Provavelmente foram pegos de surpresa mesmo…
            Já me cadastrei ontem, mas ainda não conseguir testar. Espero conseguir logo, me parece o melhor em termos de simplicidade.

          3. Estou testando os dois também. O TheOldReader está fazendo a importação (18 mil na frente), e o Feedly acessei pela conta do google. É só usar um pouco cada um e ver no que dá, né?

  1. No smartphone, uso dois:

    Feedly, simplesmente o melhor, só peca por não gerenciar tags.
    GReader: não oficial, mas muito bacana. recentemente recebeu uma atualização que o deixou com um visual bem interessante.

    Flipboard é lindo, mas não marca as coisas lidas. Incrível como tem gente que diz que o Twitter e o Facebook vão substituir o RSS. Se não marca como lido, qual o uso? Eu não quero ver a mesma matéria toda vez que entro/acesso um aplicativo. A timeline do Facebook mesmo é uma piada, só usando Social Fixer pra se tornar suportável.

    O problema é no desktop mesmo… O jeito é procurar alternativas decentes, e por decente eu digo:

    – Marcar como lido
    – Gerenciar tags/pastas

    1. Fora que algumas revistas (sim, estou olhando pra você, Rolling Stone Brasil) publicam o mesmo tweet dezenas de vezes ao longo da semana! É um saco isso. Prefiro assinar feed porque eu só vou ler o que determinado veículo publica quando eu quiser e também pra não perder tempo com coisas já lidas.

    2. O flipboard marca sim como lido, quando vira a pagina. Futuca as conf que acha.

      Eu gosto tb no flipboard de ter 2 blocos no greader. Um eh de itens nao lidos, outro de itens com estrela. Quando apressado, so vou selecionando por alto e marcando estrela, depois vou no bloco estrela e lendo. A maioria fica, mas alguns des-estrelo. :-)

  2. Esse negocio do google lançar um serviço e depois passar o facão já me encheu no passado. Sabem o que fiz? Passei o facão também. Capei tudo o que pude de serviços do google que usava. Só fiquei com os dois que ele *talvez* não passe o facão: Gmail e GTalk. O resto fui tudo atrás de equivalentes que não tem perspectivas de morrerem e mais… procurei coisas que rodam localmente, chega de ficar pendurado na nuvem e ela se dissipar quando se menos espera.

    Em tempo.. para RSS acabei optando pela coisa mais simples possível. Pendurei todos os RSS no Miranda-IM. 😛

  3. Pergunta: Sendo o Feedly diretamente conectado ao Google Reader caindo o mesmo não cairia também o Feedly? Notei por exemplo que não consigo ter inscrições distintas em cada um, se excluir uma inscrição do Google Reader é excluido também do Feedly e vice-versa sendo também o mesmo para adicionar inscrições.

    Resumindo o Feedly não parece armazenar as inscrições de forma independente.

    1. O Feedly desenvolveu um clone da API do Reader chamado Normandy (Miranda?) que roda na engine do Google App. Quando o Reader cair, ele assume.

      ht tp:// blog. feedly .com/2013/03/14/google-reader/

      1. Foi um dos motivos que me fez optar pelo Feedly, essa adaptação fácil, sem a necessidade de exportar os dados do Greader e importar em outro. Já o estou usando e pensando: porque diabos não o usava antes? Acho que curtia a funcionalidade do Greader, mas o Feedly é bem mais agradável aos olhos, com opção de, na lateral, colocar a timeline do twitter ou facebook.

        1. Também optei pelo Feedly após algumas horas de completo desespero pelo fim do Reader 😆 Agora uma duvida, ele tem opção para salvar suas informações em um arquivo externo pra backup como o reader permitia? Ainda usei bem pouco dele, mas não lembro de ter visto algo assim nas opções.

      2. Ronaldo, obrigado pelo esclarecimento e pelo excelente artigo. Estou usando e gostando bastante do Feedly e agora é esperar e torcer para que a transição seja tão tranquila quanto eles prometem.

  4. Eu uso o google reader como servico pra agregar e sync minha leitura, quase nao vou na interface web… Dai….

    Uso o flipboard no tablet conectado no google reader.
    Uso o feedly no celular conectado no google reader
    Fica tudo em sync perfeito. Os dois sync artigos lidos, estrelas, funciona a mil maravilhas :-)

    Ate o google vir e cortar minhas pernas direto no google reader

    Agora vai ser uma confusao de cada reader tentando impor/seguir seu sync, seu protocolo, nenhum deles vai ser forte o suficiente pra gerar (impor?) um padrao que todos sigam. Vai ser um zologico do calalho.. To ferrado :-(

    1. Eu nao sou de pelotas nem de campinas e prefiro com formato de revista.

      Vc cresce lendo jornal, com titulos e chamadas e aprende a separar o joio do trigo dessa forma. Com lista, eu fico verificando cada noticia uma a uma… Em formato de revista, vou virando as paginas e separo o joio do trigo muito mais rapido.

      E ai? :-)

      1. Te restou a última opoção Ney, torcedor do SPFC. Brincadeiras a parte, o formato revista ganha muito mais notoriedade pelas imagens do que pelo conteúdo, por isso acho que o formato “somente texto”, seja mais justo.

      2. E aí que não existe certo ou errado. O que existe é PREFERÊNCIA. A sua (e de outras pessoas), é com formato de revistas, já a de outros, é em linhas tipo command prompt.

        Fico me perguntando o porquê de, nos dias de hoje, as pessoas quererem estabelecer um padrão do que é certo ou errado PARA TUDO, quando tem situações em que a PREFERÊNCIA prevalece, ou seja, não tem certo nem errado.

        Se cada um vivesse sua vida como achasse melhor, a razão para existência de padrões deixaria de existir, todos seriam mais felizes e talvez até poupasse o mundo de algumas guerras.

  5. Antes de ver o artigo já estava testando o Feedly. Pareceu o mais apropriado. Sempre achei o Reader “Bom, mas parado no tempo”. E a proposta do flipboard é boa pra alguns feeds, mas não pra tudo. Gostei dele.

  6. unico problema do Feedly eh que sua versao ‘desktop’ (plugin do Chrome) eh muito limitado e lento! Pelo menos o App pra smart/tablet eh usavel, desde que vc nao fique olhando varios feeds um atras do outro, pq do nada ele “para”!

  7. Erros graves na cobertura sobre o NetVibes aí, viu?

    A versão gratuita NÃO É limitada, ela só não tem o monte de frescuras que a versão paga tem e só são úteis pra celebridades da internet. E não vi nenhuma menção a terem fechado as contas gratuitas, eu criei a minha ontem e chequei novamente hoje, tudo normal.

      1. Tu ganha pra escrever um artigo e eu é que preciso te esclarecer a diferença? Tá foda.

        O NetVibes free não tem limitação nenhuma pro que os usuários comuns do Reader precisariam. O que ele oferece a mais são ferramentas analíticas pra ~celebridades internéticas~, alertas automáticos pra trending topics, criação de newsletters, etc. Do jeito que você escreveu o texto, parece que ele é uma versão incompleta de reader – tipo o NewsBlur, outro concorrente que bota limite de 64 feeds nas contas gratuitas.

        E a informação incorreta sobre ele ter fechado a criação de novas contas continua lá.

  8. Cês vão me desculpar, mas… Fazer manifestação por conta do fim de um serviço de Internet é coisa de quem é viciado em Internet.
    Principalmente em tempos atuais, quando se tem alternativa para TUDO.
    Se o Google não quer mais manter o Reader, FODA-SE o Google, é só partir para outra. Tem para todos os gostos (Windows e os Unixes da vida)
    Fico meio que espantado com a reação das pessoas (ou Internautas, como gostam de chamar os grandes portais), quando alguma empresa grande (ou provedoras, como gostam…) resolve descontinuar um serviço. Vide o Messenger…
    Só reforça aquela máxima que, de uma forma geral, o ser humano não gosta de sair da zona de conforto.

    1. Pois é, para migrar para o Feedly foi só entrar com a minha conta do google e estava TUDO lá. Até o que eu tinha marcado como favorito.

  9. eu gostaria apenas de um substituto ao iGoogle, que por sinal, é a pagina inicial dos meus navegadores… Com minhas noticias de forma FACIL e pratica…
    Pena que sua morte ja foi decretada tbm…

    1. Netvibes faz isso… além da opção do formato de lista. E sempre é uma opção inteligente manter um backup dos seus feeds com vc.

  10. Usava o Flipboard até conhecer o Feedly (sua facilidade em marcar um post como lido/não lido me levou a mudar), mas usei bastante o Reader. Eventualmente ainda usava, quando o Disconnect inventava de travar o acesso do Feedly.

    Vai fazer falta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>