Seu telefone já lê QR Code?

Código de barras como vemos nos supermercados é algo tão, tão primitivo… sabe-se lá porquê, versões mais modernas nunca pegaram no ocidente, que dirá no Brasil. Já no Japão, aquele país que existe uns 250 anos no futuro o código de barras padrão QR existe desde 1994.

Ao contrário do código normal, que guarda poucos números e não tem nenhum mecanismo de correção a não ser um dígito verificador, o código QR tem vários níveis de correção e pode guardar 7089 valores numéricos, 4296 caracteres alfanuméricos ou 2953 dígitos binários. Nada mal para uma etiqueta.

barcode.aspx

 

Houve um revival do padrão QR, com a popularização dos celulares com câmera, afinal, digitar longas URLs em celular é um saaaaaco. Apontando a câmera, deixando que um software detecte, decodifique e abra o browser, resolvemos o problema.

Os códigos QR podem ser capturados em papel, telas de vídeo, e se procurar (me recuso) provavelmente até em tatuagens.

Existem leitores para quase todos os telefones decentes. No Windows Mobile o i-Nigma tem um visual meio over, mas é bem eficiente:

 

No Symbian S60 temos o Kaywa, outro leitor bem interessante. Se você quer uma solução free, open source, em linguagem aberta, fapfapfap, vinda do Tio Bonzinho Google, excelente notícia: O Android, aquela plataforma inspirada na vida e obra de James Watt virá -dizem- com o Crossing Zebra, ou Xing, e os fãs do QR acreditam que poderá ser a grande chance de popularizar o formato nos EUA. Se você não quer esperar, há uma versão preliminar aqui.

O exemplo usado neste artigo, claro, é exagerado, mas demonstra o quanto é funcional o formato. A imagem QR neste texto traz a URL:

http://maps.google.com/maps?f=d&hl=en&geocode=&saddr=1+microsoft+way,

+redmond,+wa&daddr=1+Infinite+Loop,+Cupertino,+Santa+Clara,+California+

95014,+United+States&mra=pe&mrcr=0&sll=42.4882,-122.080832&sspn=

16.092614,48.164063&layer=t&ie=UTF8&ll=42.488302,-122.651367

&spn=16.092614,48.164063&z=5

Imagine digitar isso no celular.

Ah sim, existem geradores gratuitos de códigos QR, componentes para linguagens, módulos Python, etc, etc.

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples