Nokia não muito contente com o roadmap do Windows Phone

Recentemente comentei de que a simbiose Nokia/Microsoft poderia ter vários defeitos, mas certamente a Nokia tem feito muito bem a parte dela, e pelo jeito, alguém dentro da Nokia também concorda com este pensamento. Recentes declarações de Brian Biniak, que é vice-presidente da divisão de apps da Nokia, demonstraram uma certa insatisfação com o ritmo de desenvolvimento do Windows Phone em relação ao ecossistema de aplicativos.

App genérica é mato, no Windows Phone

App genérica é mato, no Windows Phone

Nas palavras de Biniak: “Nós (da Nokia) estamos lançando novos aparelhos frequentemente e para cada novo aparelho, mas se alguém precisa de uma app que não está disponível (no Windows Phone), teremos uma oportunidade de venda perdida”. E está certo o moço. Desde quando foi anunciado o seu acordo com a Microsoft para a produção de smartphones Windows Phone, a Nokia já lançou uma enorme gama de aparelhos com preços e modelos para todos os gostos. Além de contar com as melhores câmeras do mercado, como a câmera do Lumia 920 que já era uma glória, agora temos o Lumia 1020 com uma câmera PureView que é ainda mais matadora, o Nokia Maps, um serviço de mapas que talvez seja até melhor do que o Google Maps para navegação, e várias apps exclusivas, desenvolvidas por eles próprios. Hoje em dia, a Nokia é a principal fabricante de aparelhos Windows Phone 8, e comprar um destes de outra marca significa deixar de aproveitar muitas destes aplicativos exclusivos.

A própria Microsoft hoje é responsável por produzir apps como a do Facebook de forma terceirizada, só para não deixar de ter o serviço disponível no Windows Phone. Esta falta de interesse dos desenvolvedores pode ser considerado bem frustrante para a Nokia, uma empresa que vestiu a camisa da Microsoft, abandonado a opção de trabalhar com Android há 3 anos com a declaração bombástica de que investir em Android era “como mijar nas calças”. Por outro lado, há tempos que os usuários de Windows Phone esperam que a Microsoft encontre alternativas para trazer pelo menos algumas das várias apps consagradas no iOS e no Android para os seus domínios, e eu não estou falando apenas de Instagram. Eu troquei recentemente o Nexus 4 pelo Lumia 920. Se por um lado adorei o aparelho, senti uma grande frustração em não encontrar muitas opções para ferramentas de produção, como cliente de e-mail, listas de tarefas, redes sociais e serviços do Google.  Se a Apple consegue negociar para ter todos os grandes serviços do Google em seus dispositivos, quando será que a empresa de Steve Ballmer também conseguirá?

Segundo o último balanço fiscal, a Nokia vendeu um recorde de 7,4 milhões de aparelhos Lumia. Apesar do bom número, isto ainda é traço de audiência perto dos mais de 70 milhões de aparelhos produzidos pela Samsung e 30 milhões pela Apple. Ainda parafraseando Bikiak:

“Não é apenas uma questão de hardware, é uma questão de ferramentas que estão no hardware. Você não consegue vender um smartphone sem apps. Você simplesmente não consegue!”

Já está na hora da Microsoft mirar nos grandes e não apenas fomentar pequenos desenvolvedores que produzem genéricos de Instagram YouTube, ou eles podem no futuro correr o risco de perder justamente o seu maior aliado para o time do robô verde.

Fonte: The Verge.

Relacionados: , , ,

Autor: Joel Nascimento Jr.

Joel Nascimento Jr. Estusiasta do mercado de tecnologia e geek desde que ganhou uma calculadora musical Casio, aos 4 anos de idade. Está sempre acompanhando as novidades entre as bugingangas eletrônicas, apreciando a tecnologia acima de qualquer marca ou filosofia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples